A luta pela preservação da Natureza, na visão de Paulinho Tapajós e Mú Carvalho

Resultado de imagem para paulinho tapajós

Paulinho Tapajós, num culto aos indígenas

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O arquiteto, produtor musical, escritor, cantor e compositor carioca Paulo Tapajós Gomes Filho (1945-2013), na letra de “Aos Povos da Florestas”, em parceria com Mú Carvalho, denuncia o aumento da perseguição às nações indígenas e a progressiva destruição do meio ambiente.
AOS POVOS DA FLORESTA
Mú Carvalho e Paulinho Tapajó
Por onde andam os índios desta terra?
O que era deles não é mais
Os homens invadiram as florestas
Como filhos que expulsam seus pais
Onde colher flores silvestres?
Queimaram os matagais
Secaram o chão
Prenderam águas, cachoeiras
Poluíram céu e mar
Sangraram o chão
O que será da terra?
O que será de nós?
Quem vai plantar o planeta outra vez?
Talvez os nossos peixes
Ou quem sabe os animais
Porque os homens só se esforçam por querer
Muita fama riqueza e poder
Sangraram o chão
O que será da terra?
O que será de nós?
Quem vai plantar o planeta outra vez?
Mas o verde vai voltar num sonho de criança
Que há de lembrar a cor da esperança.

One thought on “A luta pela preservação da Natureza, na visão de Paulinho Tapajós e Mú Carvalho

  1. Hoje o Globo Rural mostrou dois casos de bezerros nascidos com duas cabeças.

    Não deram o diagnóstico, falaram em hipóteses genéticas, ambientais ou químicas.

    Que diacho é isso?
    Desregulação endócrina generalizada.
    Produto químico de desregulação endócrina, hormônio sintético dietheylstilbestrol (DES).

    Composto sintético confundido com hormônio, com resultados trágicos.

    “Os impactos da desregulação endócrina não são apenas teóricos. Especialmente no mundo natural, é óbvio que os sistemas hormonais estão sendo destruídos e que os animais estão sofrendo”.

    Uma série de problemas sociais e comportamentais preocupantes tem suas raízes nos impactos da contaminação no desenvolvimento humano.

    “À medida que trabalhamos para criar um futuro onde as crianças possam nascer livres de contaminação química, nosso conhecimento científico e conhecimento tecnológico serão cruciais.
    Nada, no entanto, será mais importante para o bem-estar e a sobrevivência humana do que a sabedoria nosso conhecimento é grande, nossa ignorância também é vasta. Nessa ignorância, corremos enormes riscos e, inadvertidamente, estamos jogando com a sobrevivência. ”

    =====================================

    Bozolado readmitiu no mercado uma lista de 200 agrotóxicos banidos anteriormente por serem extremamente nocivos.
    Bolsonaldio é co-responsável pela destruição do futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *