A decisão de Aécio

Vicente Limongi
Hélio, Toda essa grande confusão sucessória porque, creio, Aécio não foi para o PMDB. Nos idos de outubro ou novembro, de 2007, repito, 2007, escrevi no Estado de São Paulo, Jornal de Brasilia e Tribuna da Imprensa que lula esperava, de braços abertos, que Aécio fosse para o PMDB, onde, salientava, seria imbatível na sucessão do próprio Lula. Sobretudo porque no PSDB, frisava e alertava, Serra nao daria espaço para Aécio nadar com desenvoltura. Finalizava com blague, abre o olho, Ciro, até então amadíssimo, mais do que hoje, no Palácio do Planalto. Parece que escrevi ontem.

***

Hélio, Creio que Alfredo Nascimento se excedeu nas agressões ao Ronaldo Tiradentes e Marcos Santos. Mas Alfredo tem uma vida pública de bons serviços ao Amazonas, nos diversos cargos que ocupou. Acredito que terá grandeza admitindo que errou. De cabeça quente não se resolve nada.

***

Não sabem nada, Hélio, mas são campeões em arrogância. Falam e escrevem mal. A propósito, boas vindas ao fabuloso Gerson Nunes, o canhotinha de ouro, retornando à Tv-Band carioca. Deveria ser em rede nacional. Gerson jogou muito, como poucos e como comentarista sabe mais do que uma penca deles. Nos próximos dias Gerson também volta à rádio Globo. agora junta com a CBN, na área de esportes. Muito bom Gerson observando, criticando, sugerindo, elogiando. Voz respeitadíssima.

***

Hélio, Repito que já escrevi há meses sobre o tema: Caso o terrorista italiano fique no Brasil, seguramente estará fogoso e fagueiro na Marques de Sapucaí, convidado de alguma cerveja, poderá ser visto na tribuna de honra do maracanã, engravidará uma brasileira e será notícia nas colunas sociais, dará autógrafo no calçadão de Copacabana ou do Leblon, frequentará os barzinhos da moda de Ipanema e, quem sabe, dará palestras pelo país, sobre o tema “Como é bom viver no Brasil tropical, onde se recebe vigaristas e bandidos do mundo todo de braços abertos”.

***

Hélio, E assim caminha a humanidade. Gesto grandioso de Sarney. Onde estiver, Roberto Marinho agradece. E os que ficaram? Continuarão impolutos donos da verdade, da moral, da ética, gênios do jornalismo, donos absolutos da verdade, juizes e carrascos dos que não rezarem pela cartilha deles? Tenho ânsia de vômito, diria Drummond.

Comentário de Helio Fernandes
De uma certa maneira Aécio era (não é mais?) peça chave do jogo. Pensou muito, achou que se tem problemas no PSDB, é só com Serra. Já no PMDB, quantos teria que enfrentar? Concluiu bem, pois 2010 tem muitos candidatos, mas com vôos próprios só mesmo Lula.

Não gostei da atitude do Ministro-senador-quase governador, mas quando era cabo do Exército já era desatinado. O que não acontece com Gerson, insuperável dentro e fora de campo. Ótimo fazer comentários na TV-Band e na Rádio Globo.

No caso Battisti nem discuto a permanência ou a saída dele do Brasil, e sim o respeito à Constituição. E mais importante: por que o desprezo ao Brasil? A Itália não pediu a extradição dele à França ou ao México, por que? Ele era melhor antes e pior agora?

É, verdade, Limongi, assim caminha a humanidade. Uns vão de charrete, outros de Fórmula 1 ou até de avião supersônico. Mas é preciso partir, enfrentar a estrada e chegar. Com Drumond chega mais rápido, evita as pedras no caminho.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *