A imoralidade dos juros bancários

Esses ganhos espantosos de bancos particulares (Itaú, Bradesco, HSBC e outros, nacionais ou globalizados) não deveriam ser PERMITIDOS.

Os ganhos de bancos estatais, (tipo Banco do Brasil) teriam que ser PROIBIDOS. Todos (vá lá, sobraram uns dois ou três) os estaduais e logicamente estatais, foram DOADOS por FHC e pelo sucessor Lula, que seguiu, rigorosamente, a mesma linha de favorecer os ricos.

Esses lucros surgem por causa dos juros sobre juros, que chegam, CONFESSADOS, a 243 por cento ao ano. Se esses ganhos fossem razoáveis, o país todo se beneficiaria. Mas aí, os presidentes poderiam se chamar de “pais dos pobres”, mas na verdade são “mães dos ricos”. Isso vem desde o ditador Vargas até o democrata Lula, passando pelos que foram “ditadores-democratas” de 1964 a 1985.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *