Advogado goiano apresenta ao Supremo um habeas corpus todo em versos

Paulo Sérgio dos Santos foi diretor da Faculdade

Marília Costa e Silva
Rota Jurídica

O advogado Pedro Sérgio dos Santos peticionou nesta terça-feira (dia 17) ao Supremo Tribunal Federal um habeas corpus em favor de João Batista da Silva. O que chama atenção é que o criminalista, que é professor e já foi diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UFG), peticiona em versos. Nas nove estrofes do texto, ele explica que o cliente é pedreiro e que já foi julgado duas vezes pelo único crime que cometeu: lesão corporal seguida de morte.

Apesar de dois julgamentos por um júri popular pelo mesmo delito, o criminalista aponta que o Ministério Público por duas vezes já recorreu das sentenças.

Vale a pena conferir o texto, que deve ser apreciado pelo ministro Marco Aurélio Mello, relator da matéria no STF.

HC 146743
Pedido de Liminar 

PEDRO SERGIO DOS SANTOS, já qualificado,
figurando como impetrante,
bem como o paciente, literalmente na espera,
com a máxima vênia,
faz pedido importante,
expondo fatos e Direito,
requer análise, breve apreciação
e decisão liminar no feito:

Sr. Ministro Relator
O paciente não é político ou empresário
Não tem padrinhos importantes,
Nem ricos, nem milionários,
Não frequenta Mensalão ou Lavajato,
Não tem cargo de destaque,
Nem ternos, gravatas, nem bons sapatos.

Sr. Ministro, ilustre Relator
O paciente é pedreiro,
Pele queimada, simples trabalhador
Não tem posses, nem dinheiro,
O nome é João Batista da Silva
Como vê não é Neves, ou Barbalho,
Não é Dantas, nem Dirceu,
Paga aluguel, anda de ônibus,
Nada possui para chamar de seu.

Por duas vezes foi julgado,
Por único crime que cometeu.
Pena já aplicada, que o júri reconheceu,
Lesão corporal seguida de morte;
Inconformado, por duas vezes,
O promotor recorreu;
Quantas vezes deve um homem ser julgado
Só para agradar a sanha da acusação?
Duas, três, quatro, até ser condenado,
numa vindita de injusta perseguição?

Sr. Ministro, Eminente Relator,
Por que em Júri de pobre,
Não se mantém decisão,
De crime desclassificado, ou de absolvição?
Sempre se dá provimento
ao recurso condenatório,
Buscando pena maior, cadeia cela e prisão?

Como se diz, nos corredores do Fórum,
Até antes de sair o acórdão;
Resultado de apelo de pobre são favas contadas
Pra ele só resta vela preta e caixão.
O dia que réu pobre tem benefício justo e rápido,
Coisa de espanto que nunca se viu,
É algo que chama tanto atenção,
Que sai noticia de rádio, falada na Voz do Brasil.

Senhor Ministro Relator
Clama João Batista, o pedreiro
Pela apreciação do pedido liminar
Suspendendo julgamento, o terceiro;
Para que o Júri não o venha julgar
Sem antes apreciar o mérito
E a segunda decisão assentar
Em definitivo o que já foi julgado,
E por esta Grande Corte, ser decidido,
Que João cumpra pena já escrita,
Conforme a prova que está no pedido.

Sr. Relator, de saber ilustrado
Em muitas Cortes, se tem decisão;
Liminares, que saem a jato,
Deixando para trás Ferrari e avião.
O caso que agora clama a defesa
Não é de rico nem de barão,
É de pobre pedreiro, de mão calejada,
É um silva, um joão…
Mas igualmente carece de pressa
Pois se a demora muito custa 
Vem tardia , já vem sem tempo
Vem pesada e vem injusta.

Sr. Ministro Relator,
Clama o João pela liminar,
Clama o Silva por decisão,
Clama para o STF julgar,
Clama para que não se imponha anulação,
E se de métrica carecem as rimas,
Que esteja, no entanto, a Justiça acima
Da Vingança e da cassação.

Pede deferimento
Goiânia 17.outubro.2017

Pedro Sergio dos Santos
OAB GO 11441

6 thoughts on “Advogado goiano apresenta ao Supremo um habeas corpus todo em versos

  1. Buzzfeed: PF descobre que Aécio e Gilmar Mendes fizeram 33 ligações por WhatsApp no período que o tucano passou a ser alvo da PF

    uma das ligações ocorreu no mesmo dia em que Gilmar Mendes deu decisão favorável ao senador.

    A PF deixa clara a relação entre o ministro, na condição de relator de inquéritos, e de Aécio, como investigado.

    https://goo.gl/RdLVjH

    Quando se trata de Aécio, a promiscuidade cinica e hipócrita é incomparável.

    • Temos que encontrar um partido a favor de Temer, mas que tenha dissidentes que votarão contra Temer. Por exemplo o DEM e fazer com que façam um relatório contra o afastamento de Temer, porem a favor do fatiamento do processo com Padilha e Moreira Franco em separados.

  2. Caro advogado,

    Por favor, não fique ofendido
    Não faço por abuso do cargo
    E sinto na boca o gosto amargo
    De ter que indeferir o seu pedido.

    Suprema Tribo Federal
    Assinado: Min Rola Bosta

    • Caro Tosen, parabéns, matou a charada, a justiça no Brasil dos tribunais superiores, está desmoralizada, o Subornável Tribunal Federal -stf, com sinistros, só se salva até o momento, como Ministros o Barroso, Fachin, e boiando no lamaçal, o Fux.
      Pobre Brasil, estuprado e vilipendiado pelas quadrilhas hediondas da caneta metralhador de Brasilia.
      Exemplo de Dignificar e Honrar a Justiça, Juiz Dr. Sergio Morro, e MPF e PF, que Deus os abençoe e ilumine, para a defesa de um povo escravizado pela corja.

  3. Até quando nosso povo viverá essa escravidão branca: Se compro um carro na loja, logo descubro que o carro não é meu, é do Estado; se recebo salário pouco me resta, pois a maior parte é do Estado; se compro uma casa, também aos poucos descubro que não é minha, é do Estado. Até quando durará o sequestro dos nossos bens pelo estado que se finge de morto para nos enrolar?

  4. Em verso e prosa escrevendo a manobra
    caro advogado seu pedido nos afronta
    Aqui não é teatro ou picadeiro
    Palhaço aqui é o paciente
    Vou indeferir o pedido por falta de prova
    acompanho o eminente relator
    pedreiro , pobre e condenado não tem vez
    se fosse colarinho branco e tivesse ferrari
    Nem no banco sentava
    ……INDEFIRO O PEDIDO ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *