Álvaro e Osmar Dias

Em 2006, Requião foi reeeleito governador do Paraná, ganhando do senador Osmar Dias por menos de 10 mil votos. Na mesma eleição, Álvaro Dias foi reeleito senador. Seu mandato vai até 2014, o de Osmar acaba agora, em 2010.

Expliquei: não haverá luta fratricida

Como conheço muito bem quase todos os personagens (e não apenas do Paraná) disse logo, com 4 anos de antecedência: Álvaro e Osmar não se destruirão. Agora de todos os lados surge a informação: os irmãos não serão candidatos um contra o outro. O adversário será Beto Richa, do PSDB.

O presidente da Fiesp, candidato a governador?

Sem votos, sem legenda, sem povo, entronizado na torre e na cúpula do elitismo, o senhor Skaf começa a “campanha” da maneira mais desesperadora: vetado por Orestes Quércia, o “disque Quércia para a corrupção”. Depois disso, só indo morar em Seropédica, antes que seja tarde.

Biografia de Andreazza

Está pronta, deve sair ainda este ano. O Ministro mais importante de Costa e Silva, amicíssimo de Figueiredo, foi um dos artífices da redemocratização. O livro tem prefácio de Carlos Chagas, recomendação maior.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *