Amigo de Lula divulgou no Twitter a pesquisa Ibope com antecedência

Resultado de imagem para alberto carlos almeida

Almeida, amigo de Lula, tem informações privilegiadas

José Carlos Werneck

Vocês viram isso? Dizem que essas pesquisas do Ibope para o Jornal Nacional são cercadas de sigilo absoluto, para evitar vazamentos. Mesmo assim, o cientista político Alberto Carlos Almeida, intimamente ligado a Lula, sabia o resultado com bastante antecedência, a ponto de divulgá-lo no Twitter muito antes do que a própria TV Globo.

###
EX-CONSELHEIRO DE LULA DIVULGOU RESULTADO DE PESQUISA IBOPE COM 1 HORA DE ANTECEDÊNCIA
Marcelo Faria
/ Site Ilisp

O cientista político Alberto Carlos Almeida, que em 2016 aconselhou Lula a assumir um ministério para evitar ser preso, divulgou com mais de uma hora de antecedência em seu Twitter o resultado da pesquisa Ibope desta terça-feira (18).

Postada às 19:37, a mensagem informava: “Parece que o Ibope vem assim – B28, H19, C11, G7, M6”. Divulgado oficialmente pela Rede Globo às 20:57 – uma hora e 20 minutos depois do tweet – o resultado da pesquisa Ibope foi exatamente o mesmo do divulgado por Alberto: Bolsonaro com 28%, Haddad com 19%, Ciro com 11%, Geraldo Alckmin com 7% e Marina Silva com 6%.

CONSELHEIRO ANTI-PRISÃO – Numa ligação de cinco minutos e quinze segundos no dia 08 de março de 2016, Alberto Carlos Almeida defende que Lula assuma um ministério para fugir da cadeia. “Eles já te condenaram. Não tem defesa jurídica que salve. É uma decisão individual do cara de Curitiba (Sérgio Moro)… Quando toma a decisão, acabou. É uma guerra política. O cara lá, o juiz, é um tucano. Formação, Opus Dei… Está na mão dele, da cabeça dele. Vai que ele é maluco o suficiente para tomar uma decisão nessa direção. (…) Você tem uma coisa na sua mão hoje. É ministério. Usa, caralho. Vai ter porrada? Vão criticar? E daí? Ai você resolve um outro problema. Que é o da governabilidade. Você e Dilma dependem um do outro, cacete”. 

19 thoughts on “Amigo de Lula divulgou no Twitter a pesquisa Ibope com antecedência

  1. Candidatos ao Planalto escondem a situação fiscal do país

    Embora seja considerado inevitável para recolocar o país no rumo do crescimento, o ajuste das contas públicas é pouco detalhado, ou mesmo ignorado, nos programas dos principais postulantes à Presidência da República

    Rosana Hessel/Correio Braziliense

    O desequilíbrio das contas públicas, que compromete a capacidade do governo de investir e desencoraja projetos do setor privado, é um dos principais problemas que terá de ser enfrentado pelo próximo governo para recuperar a saúde da economia. No entanto, nenhum dos programas apresentados pelos candidatos à Presidência da República detalha as medidas que devem ser tomadas para alcançar o ajuste fiscal, considerado inevitável pela grande maioria dos economistas. De acordo com analistas, o que mais há nas propostas dos candidatos são contas que não fecham. Além disso, o quadro é tão ruim que será impossível zerar o deficit primário da União em um ou dois anos, como alguns deles prometem — mesmo com aumento de tributos.

    “Não tem aumento de imposto que dê conta do ajuste fiscal necessário para equilibrar as contas públicas”, afirmou Marcos Lisboa, presidente do Insper, que classifica os programas econômicos dos postulantes ao Planalto de “inconsistentes e contraditórios”. “A maioria não toca, de fato, no problema fiscal. Os candidatos jogam para a plateia, apresentando medidas de pequeno impacto, como o imposto sobre grandes fortunas, e ignoram o tamanho do problema. Ele é grave e, se não for enfrentado, a crise vai voltar”, disse Lisboa. Para o economista, serão necessários amplos cortes de gastos e reformas, como a da Previdência, para que a economia recupere a capacidade de crescer.

    Bráulio Borges, economista da LCA Consultores, também acredita que o próximo governo terá dificuldades para zerar o deficit primário em até dois anos, ainda que a carga tributária seja elevada. “A maioria dos programas está muito enxuta, apenas com diretrizes gerais. Os candidatos não detalham como pretendem fazer o ajuste fiscal para não virarem vitrine antes do primeiro turno. Não mostram que vão aumentar impostos, mas isso será inevitável”, frisou.

    Estelionato

    Para o economista Samuel Pessoa, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV), quem diz que não vai aumentar impostos está mentindo, e quem ignora o problema fiscal cometerá estelionato eleitoral em caso de vitória. “Cortar benefícios tributários, como alguns admitem, equivale a aumentar tributos. Mas, é muito difícil para os candidatos detalharem suas propostas, porque ajuste fiscal machuca. É preciso ter corte de gasto e aumento de tributação. Não tem saída”, sentenciou.

    Os especialistas observam que, nos programas dos partidos de direita, de centro e de centro-esquerda, há consenso sobre a necessidade do ajuste, que passa inevitavelmente pelas despesas obrigatórias, como Previdência e folha de pagamento, as que mais pesam no orçamento. Porém, faltam detalhes sobre como fazer o ajuste. As legendas da esquerda, por sua vez, ignoram o problema fiscal e adotam o discurso de que o governo precisa gastar mais, descartando a necessidade de reformas.

    Isso vem gerando preocupação no mercado. Os investidores têm reagido positivamente à liderança de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas, apesar das ideias polêmicas do candidato, porque consideram que Fernando Haddad (PT), que vem subindo nas sondagens, representa um risco para a economia. Haddad defende um programa estatizante e intervencionista, e indica que pretende interferir na autonomia do Banco Central, entre outras medidas.

    Rombo e dívida

    A gravidade do desequilíbrio das contas públicas pode ser constatado nos dados do balanço da União de 2017 levantados pela Instituição Fiscal Independente (IFI), do Senado Federal. O patrimônio público federal está negativo em R$ 2,4 bilhões uma vez que os ativos, de R$ 4,9 bilhões, não são suficientes para cobrir o passivo, de R$ 7,3 bilhões. Em qualquer lugar do planeta, uma empresa que apresentasse números como esse estaria em situação de falência. A União registra deficit primário desde 2014 e, pelas estimativas da IFI, deve continuar no vermelho, pelo menos, até 2022.

    Não à toa, a dívida pública bruta chegou a 77% do Produto Interno Bruto (PIB) em junho, conforme dados do Banco Central. Pela metodologia usada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), porém, a proporção é de 85,5% — contra 48% da média dos países emergentes. “Se a dívida chegar a 90% ou 100% do PIB, o país vai entrar em uma crise muito severa e a inflação vai voltar, porque o governo terá de emitir moeda para cobrir os papéis que forem vencendo”, afirmou Marcos Lisboa, do Insper.

    Pelas contas de Samuel Pessoa, da FGV, apenas para zerar o deficit primário da União e estabilizar a dívida será necessário um ajuste de 4% do PIB, ou seja, algo em torno de R$ 300 bilhões, montante superior ao rombo da previdência dos setores público e privado em 2017, que atingiu R$ 268 bilhões. Para ele, o ajuste teria de passar por congelamento de salários, um nova regra do salário mínimo e pela redução de desonerações tributárias.

    Os cálculos de Carlos Pedroso, economista sênior do Banco MUFG Brasil, são mais preocupantes. “Para termos estabilidade da dívida pública, é preciso produzir um superavit primário de 6%, e, portanto, uma diferença de 8% a 9% do PIB é o tamanho do ajuste que precisa ser feito”, disse.

    O diretor executivo da IFI, Felipe Salto, alertou para os riscos de um aumento de impostos. Como o país que já tem uma carga tributária elevada, isso pode prejudicar a retomada econômica. “O Banco Mundial publicou um estudo mostrando que aumento de tributos em países que já têm uma carga elevada é mais prejudicial ao crescimento, a curto prazo, do que cortes de gastos”, afirmou.

  2. Ora, se o TSE permite que uma Organização Criminosa (Palavras Escritas e Faladas, Firmadas Documentalmente e Processualmente pelo MPF, PF, Justiça Federal e também em Atos, Sessões e Fatos do STF, por toda Mídia e Instancias Judiciais Brasileiras) chamada PT, participe da Campanha, mesmo diante de milhares de crimes por parte de seus Filiados, Membros e Comandantes, contra a Nação e o Povo Brasileiro, cabe a eles, também, a responsabilidade diante dessa ilicitude a céu aberto e responder o que todo o brasileiro quer saber, por quê o PT ainda não foi cassado diante de tantos Processos??? Vale perguntar, quem acredita em Pesquisas Eleitorais feitas por “Organizações” que participaram ativamente das Eleições do PT(tá em todas Confissões, Delações, Documentos, Provas na Justiça Federal, PF e MPF mostradas explicitamente e documentalmente nas mídias diuturnamente) na vida nacional nesses últimos 15 anos, onde o dinheiro do povo brasileiro foi manuseado e manipulado por criminosos de lesa-pátria como demonstra as centenas de Processos em todas as Instâncias Judiciais Brasileiras ??? O Povo de Bem do Brasil quer saber, será que essa “antecipação inocente de um assessor do preso mais visitado, que comanda reuniões dentro da cadeia para eleger seu ventríloquo cara de pau”, também participante dessas reuniões contumazes, que também nestas Campanhas envolvem Dinheiro Público sob fiscalização do TSE, foi só uma “Plausibilidade” das muitas que soltam Traidores do Brasil e Corruptos diariamente para, também, participarem dessas campanhas eleitorais que já inundam uma Nação inteira de Temor , Insegurança Jurídica e Institucional ???? Cadeia virou Comitê do PT ???
    Quanto ao Comentário Perfeito do Dr. Luis Hipólito Borges, todos os dias recebo informações leio e analiso sobre a atual situação da Nação Brasileira juntamente com tantos outros Profissionais experientes da área, e temos a mesma sensação, do poço já passamos, se formos ter outro Lula no comando, peguemos um Avião e vamos morar na Passargada (Manoel Bandeira) ou partamos para defender nossas Famílias e nossa Pátria das mãos dessa gente, pois esse retrato de nossa Economia é o “Legado por Inteiro que Lula Chavez Maduro Fidel da Silva e Petralhas Unidos” deixaram para Nação Brasileira !

  3. ISTO É UMA RADIOGRÁFIA DO PT. SÓ PODIA TER SIDO ACESSOR DO LULLA, AMIGO DO LULLA. O LINGUAJAR, AS EXPRESSOES CHULAS, TUDO ISSO DA A DIMENSÃO DE QUEM ESTA SE TRATANDO. DUVIDO QUE UM CRÁPULA DESSES TIVESSE A CORAGEM DE SE DIRIGIR DESTA A FORMA A BRIZOLA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *