Apesar de tudo, é improvável que Bolsonaro limite a intromissão dos filhos

Resultado de imagem para bolsonaro e os filhos charges

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Hélio Schwartsman
Folha

Se tivesse senso de institucionalidade ou mesmo um pouco mais de juízo, Jair Bolsonaro deserdaria seus três filhos envolvidos com a política. O governo ainda não completou dois meses, mas seus rebentos, cada um à sua maneira, já deram indícios de que vão criar problemas para o pai e o país.

O primogênito, o senador Flávio Bolsonaro, embora seja o mais moderado dos três, converteu-se ele próprio no centro da primeira crise enfrentada pela nova administração. Seu envolvimento com Queiroz e as milícias tende a tornar-se uma assombração permanente a pairar sobre a Presidência.

“PIT BULL” – Carlos, o vereador, a quem o próprio pai apelidou de “pit bull”, tem o hábito de jogar gasolina nas questões em que se mete, como acabamos de ver na fritura de Gustavo Bebianno. Além disso, Carlos anda armado ao lado do presidente e, aparentemente, tem acesso a suas senhas nas redes sociais. É incrível que um governo tão densamente povoado por militares admita tal nível de riscos de segurança.

Há, por fim, o deputado federal Eduardo, aquele que gosta de despachar cabos e soldados para fechar o Supremo. A crer nas notícias de bastidores, é o responsável pela indicação de alguns dos personagens teletransportados diretamente da “twilight zone” para a Esplanada dos Ministérios. Na realidade paralela em que esses espécimes habitam, o mundo é dominado por comunistas com o propósito de criar um governo global e destruir a família.

DESCOMPASSO – Apesar das dores de cabeça que os três filhotes já causaram e ainda causarão, é improvável que Bolsonaro venha a afastá-los. O problema de fundo é o descompasso entre a nossa programação biológica original (que nos faz proteger filhos e parentes) e o ambiente moderno em que vivemos (que exige do presidente uma impessoalidade institucional).

Basicamente, estamos diante de uma armadilha evolutiva, o que significa que a natureza tende a prevalecer sobre o bom senso.

16 thoughts on “Apesar de tudo, é improvável que Bolsonaro limite a intromissão dos filhos

    • Eu acho que o de Bolsonaro é um impeachment não tardando para acontecer. Não há ali a mínima postura para presidir o país.
      Gostaria muito que o querido dr Moro caísse fora rapidinho.

  1. Foice de S.Paulo sempre conspirando e gerando futricas junto ao legítimo Governo Bolsonaro.

    Quando os saqueadores petistas estavam no desgoverno só bajulações e elogios aos saqueadores da Pátria.

    É claro, participava do butim. Mas os processos estão caminhando e sua chapa está quente.

  2. Do “jgeito” que o pós Lula está caminhando, os generais vão acabar prendendo o capitão, restabelecendo o status quo..

    Atenas é o berço da democracia. Esparta o berço da ditadura militar. O Brasil terá que escolher um lado. Ficar no meio numa democradura, não há como funcionar.

  3. Se Bolsonaro não conseguir se livrar da interferência dos filhos é até melhor mesmo que seja impichado e o Mourão assuma em seu lugar. Calmo, inteligente e imune aos “3 patetas”. vai governar muito melhor. O que me assombra é a falta de autoridade moral que Jair demonstra com os filhos. Isto JAMAIS aconteceria comigo.

  4. Gostaria de saber que crise é essa que estão atribuindo ao governo. Desde quando demitir ministro é crise. O Bebiano fez bobagem. Foi agendar entrevista com a Globo lixo. O presidente não gostou. Bolsonaro quer distância da globo. O próximo provavelmente será o presidente da petrobrás. Concedeu entrevista de 1:30 h a terrorista Mirian Leitão.

    • Não seria menos escandaloso ele “recomendar” a seus ministros que evitassem, mais que o possível, contatos com a Globo? Assim, fica parecendo que roubar pode, mas falar com a Globo dá demissão.
      Desequilibrado é o que ele parece, Pode ter sido o sofrimento por que passou até há pouco.

  5. J.R. Guzzo
    14 de fevereiro às 12:01 ·
    Ninguém na oposição está conseguindo prejudicar mais o trabalho do governo do que os três filhos do presidente. Não importa as intenções de cada um, mas sua conduta pública; o que fazem está sabotando o país. Ou Bolsonaro faz os três se calarem, hoje, ou vira um banana completo.

  6. Azedou de vez!

    — Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil. (Bebianno)

    Gustavo Bebianno não joga toda a culpa de sua demissão na conta de Carlos Bolsonaro. A um interlocutor, disse:
    — O problema não é o pimpolho. O Jair é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador.
    Na tarde de sexta-feira, quando o incêndio de sua demissão parecia debelado, Bebianno demonstrava que a temperatura ainda ardia. Ao mesmo interlocutor, desabafou:
    — Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil. https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/o-problema-nao-e-o-pimpolho-o-jair-e-o-problema.html

  7. É fácil entender como a mídia freguesa e amiga trata do governo Bolsonaro, mas e os outros que acham que eles são um bom saco de pancadas?
    Ora é o sapato, a camisa falsa do Palmeira, ora a pistola do filho e até o que ele como está errado.
    Na Síndrome de Estocolmo o sequestrado se paixona pelo seu sequestrador, na Síndrome de Brasilia o roubado/assaltado se paixona pelo seu ladrão/ assaltante.
    Esses tirados da pobreza que agora estão bem de vida estão saudosos com o Paraíso Perdido (Milton) que foi os governos Lula/Dilma.
    Como era gostosos nossos comunistas!
    Entonces vamos amaldiçoar Bolsonaro e toda sua geração e ação.

  8. O problema não são os filhos. O problema é a falta de qualidade, de sifragol e simancol deles!

    Os filhos poderiam/deveriam ajudá-lo, se fossem inteligentes, controlados, conhecedores dos temas e da administração, etc. mas, ao contrário, são atrapalhados e trapalhões.

    Se não “colocá-los de castigo” e interná-los nos devidos lugares, semana que vem tem mais outro problema.

    Cuidem as atitudes do vice-Presidente general Mourão e a mudança em suas atitudes e atos no comando ou fora dele!

    Ou o presidente Bolsonaro toma jeito, coloca os pingos nos “is” ou está caminhando para a guilhotina. A oposição é fraca e podre mas os amigos podem abandoná-lo na estrada.

    E isto seria ruim para todos nós e para nosso país.

    Se não fosse a recuperação parcial que vem tendo, talvez a situação fosse outra, mas não é.

    Fallavena

  9. …”Porque no rio tem pato comendo lama
    Rios pontes e overdrives -impressionantes esculturas de lama
    Mangue, mangue, mangue, mangue, mangue!!!!

    E a lama come no mocambo e no mocambo tem molambo
    E o molambo já voou, caiu lá no calçamento bem no sol do meiodia

    O carro passou por cima e o molambo ficou lá
    Molambo eu, molambo tu, molambo eu, molambo tu

    Molambo boa peça de pano pra se costurar mentira
    Molambo boa peça pra se costurar miséria, miséria… “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *