Após expulsão do PSL, Bolsonaro diz não conhecer Alexandre Frota

“Sei nem quem é esse”, declarou o presidente

Geovanna Gravia
G1

Questionado nesta quinta-feira, dia 15, sobre a expulsão do deputado Alexandre Frota (SP) do PSL, o presidente Jair Bolsonaro disse que não conhece o parlamentar. “Sei nem quem é esse”, declarou o presidente. Bolsonaro, que também é filiado ao PSL, conversou com a imprensa nesta manhã, na portaria do Palácio da Alvorada, antes de seguir para a agenda do dia no Palácio do Planalto.

Na última terça-feira, dia 13, o PSL decidiu, por unanimidade, expulsar o deputado Alexandre Frota. A expulsão não acarretará na perda do mandato de Frota, que poderá permanecer como deputado em outra sigla. Ele já tem convites de filiação a outros partidos. O pedido de expulsão de Frota partiu da deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Segundo a parlamentar, a situação de Frota no partido era “insustentável”.

DECLARAÇÕES – Nos últimos dias, Frota passou a criticar publicamente o governo e o presidente, e chegou a declarar que estava decepcionado com Bolsonaro e com a falta de articulação do presidente com os parlamentares. Em mais de uma ocasião, o parlamentar criticou, por exemplo, a iminente nomeação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Um dos principais articuladores do PSL na votação da reforma da Previdência na Câmara, Alexandre Frota decidiu se abster na análise da proposta em segundo turno, contrariando a orientação do partido, depois de ter sido retirado da vice-liderança do partido na Câmara e do comando de três diretórios municipais a pedido de Bolsonaro. Frota foi eleito para o primeiro mandato de parlamentar com 155 mil votos, sendo o 16º candidato mais bem votado do estado de São Paulo.

A CONVERSÃO – Frota filiou-se ao PSL em 4 de abril do ano passado, informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre a eleição de 2018, em outubro, e a expulsão do partido, a tônica dos comentários do deputado nas redes sociais mudou. De apoiador dedicado, converteu-se em crítico que foi subindo o tom cada vez mais.

Logo após a confirmação de sua vitória na eleição para presidente do ano passado, por exemplo, Bolsonaro fez um discurso e uma oração acompanhado de pessoas que deveriam formar o núcleo duro de seu governo. Alexandre Frota estava entre delas. De acordo com o colunista do G1 Valdo Cruz, Bolsonaro determinou a Luciano Bivar, presidente do PSL, que fizesse o trabalho para expulsar o deputado do partido.

###

AS CRÍTICAS DE FROTA:

“Exemplo do que há de mais velho na política”

No início de agosto, Alexandre Frota assinou uma carta aberta a Bolsonaro, na qual critica ampla e abertamente a indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada dos EUA. O deputado afirmou que o filho do presidente não era qualificado o suficiente para o cargo e classificou a nomeação como um “mimo”. “A diplomacia nesse nível pressupõe notórios conhecimentos de política internacional, amplos relacionamentos e, sobretudo, profundas habilidades de negociação. Eduardo nada tem de diplomático, haja vista ter aventado até mesmo o fechamento do STF por ‘um cabo e um soldado'”, escreveu Frota.

“Temos que ficar limpando as cagadas do governo”

Em abril, Frota publicou uma série de mensagens em sua conta oficial no Twitter, afirmando que o PSL já havia sido ameaçado pelo governo e atacando o guru ideológico de Bolsonaro, Olavo de Carvalho. “O PSL é dividido entre a tropa de choque, os olavos amestrados e os coisas. Querem saber quando vamos nos entender? Todos os dias temos que ficar limpando as cagadas do governo e aí temos que ouvir um monte de merda que não é culpa nossa”, escreveu.

Mais críticas a Eduardo Bolsonaro

A indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada dos EUA não foi o único episódio estrelado pelo filho do presidente e criticado por Frota. Ele também declarou publicamente que se opunha à indicação do colega para o comando do PSL em São Paulo, aderindo ao grupo que apoiava a escolha de Joice Hasselmann para essa função. “Estou aguardando há dez dias os documentos de prestações de conta do diretório estadual e até agora não me enviaram”, afirmou o deputado. Na mesma semana, ele publicou em suas redes sociais uma matéria especial do Estado sobre os seis meses do caso Queiroz.

“Só duas vezes tivemos paz: quando o Twitter ficou fora do ar e quando o Bolsonaro tirou o dente”

No final de julho, depois de já ter criticado algumas falas do presidente em seu Twitter, o deputado expressou mais uma vez a sua indignação com o comportamento de Jair Bolsonaro, afirmando que os aliados do governo só tiveram paz em dois momentos, desde a posse: “quando o Twitter ficou fora do ar e quando Bolsonaro tirou o dente”. A declaração foi dada em entrevista à Folha.

“Para governar precisa contar com os deputados”

Frota foi um dos principais articuladores e estrategistas do PSL durante o primeiro turno de votações da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Na época, ele criticou a falta de empenho do presidente em aprovar o texto, ao não estabelecer uma base de apoio maior no Congresso: “Bolsonaro precisa agora entender que para governar precisa contar com os deputados, não é o Olavo de Carvalho que vota a Previdência, ele não é deputado”.

20 thoughts on “Após expulsão do PSL, Bolsonaro diz não conhecer Alexandre Frota

    • Recuperação com AUMENTO DE DOENÇAS !!!!

      Na tentativa pantagruelesca de achar algo que preste nesse governo, resolvem contar vantagem encima dos adoentados!!

      Parlapatada-Cocô-Dia Sim-Dia Não-naro…

  1. “Bolsonaro, o líder narcisista, uma ameaça civilizatória, tende a não ser contestado…”

    Bozolado fala mal do outro para justificar sua própria barbárie.

    Lider narcisista cerca-se de miliciano leal tão somente.

    “É quando um líder começa a fazer mal às pessoas que todos perdem a coragem de dizer alguma coisa.

    Ai você reza e pensa e decide fazer algo a respeito.

    Nessa hora você passa a ser uma ameaça contra o narcisista e contra o sistema montado em torno dele. Porque os que rodeiam o narcisista temem a possibilidade de cair junto com ele.

    Desafiar um narcisista é uma tarefa sinistra.
    FROTA tentou e SEFROTEU!
    Agora non ecziste mais! foi expurgado do céu do Deuzonaldo (ou será latrina?) !!!!

    Geralmente um líder assim e confrontado apenas por indivíduos ou por grupos pequenos.

    E assim porque lideres que se comportam dessa maneira tendem a ter ovelhas condescendentes em torno de si.
    E são tão condescendentes que não conseguem ver o que o líder faz. Muito menos confrontá-lo.”

    As ovelhas bolsonimicas dão vazão aos seus recalques narcísicos atacando a diferença dos que elegem como rivais”.

  2. Faltou nesta matéria uma charge bem bolada com dois cisnes narcisistas batendo os bicos…

    Dois deputadozinhos diaraques e completamente fajutos em materia de politica social e/ou administrativa.

    Dois casos perdidos, justamente o barulho que o Paulo Goebbels precisa para ficar no camarim vendendo o Brasil e apropriando-se de propina MIL VEZES maior que no Mensalão ou no Petrolão!
    Dessa vez a propina vêm via SOCIEDADE PARTICIPATIVA nas vendas, isso é, um propina duto que jorra ad infinitum….

  3. Maior produtor de soja do mundo, Blairo diz que Bolsonaro pode fazer o agronegócio voltara estaca zero

    Blairo Maggi, acionista da Amaggi, maior trading do agronegócio de capital nacional, alertou para os riscos ao agronegócio da política de Jair Bolsonaro em relação ao Meio Ambiente.

    Como exportador que sou, lhe digo: as coisas estão apertando cada vez mais. Há anos o Brasil vinha defendendo preservação com produção, tínhamos avançado bastante, já tínhamos ganhado confiança do mercado, mas com esse discurso [do governo], voltamos à estaca zero.

    E aqui faço uma analogia: o Brasil tinha subido no muro e passado a perna para descer do outro lado, agora fomos empurrados de volta e para bem longe do muro. Não veja como crítica feroz, mas sim como um alerta.

    https://www.valor.com.br/brasil/6391459/retorica-do-governo-levara-agronegocio-estaca-zero-diz-blairo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *