‘Bolsocaro’: Vídeo sobre aumento de preços critica inflação no Brasil e viraliza nas redes sociais

Vídeo já foi compartilhado por artistas, além de políticos

Deu no Correio Braziliense

Como se fosse uma propaganda de supermercado, o locutor anuncia: “Todo dia é dia de preço alto no Brasil do Bolsonaro”. É com essa frase que um grupo anônimo fez viralizar nas redes sociais o vídeo da campanha #Bolsocaro.

A peça, que tem 1 minuto e 14 segundos de duração, critica a inflação de itens comuns no dia a dia do brasileiro, como carne, batata, gasolina e gás de cozinha, após a eleição do presidente Jair Bolsonaro. O vídeo já foi compartilhado por artistas como Anitta e Fábio Porchat, além de políticos, como Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSOL).

CHEQUES DE QUEIROZ – A peça também aborda temas sensíveis ao Planalto, entre eles, os cheques depositados na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, pelo ex-assessor Fabrício Queiroz, e a casa de R$ 6 milhões comprada, em Brasília, pelo senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).“Liquidação total do Brasil inteiro! Todo dia é de preço alto com o Bolsocaro”, criticou Anitta ao compartilhar o vídeo no Twitter, na última sexta-feira, 5.

A campanha se popularizou nas redes sociais menos de 24 h após a viralização de outro vídeo com críticas ao presidente: o “Custo Bolsonaro”, que citava o “prejuízo incalculável” de Bolsonaro ao Brasil. “O custo Bolsonaro é a fuga dos investidores internacionais. E não dá para culpá-los. Pense bem: você confiaria seu dinheiro a essa equipe? Custo Bolsonaro é ter a Damares falando na ONU e Guedes fora da OCDE”, diz trecho do primeiro vídeo.

#BOLSOCARO – O ex-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes compartilhou os dois vídeos no Twitter. Sobre o segundo, escreveu: “Todo dia tem preço alto no Brasil de #Bolsocaro! Nosso povo está pagando a conta desta crise que Bolsonaro agrava!”.

A peça não é uma ação isolada na campanha Bolsocaro. Antes do vídeo, os autores espalharam por São Paulo cartazes com preços dos mesmos itens citados no vídeo acompanhados das frases: “Tá muito caro”, “Tá na conta do Bolsonaro” e “Essa conta não é nossa”.

No mês passado, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou a previsão para a inflação dos alimentos em 2021. O instituto corrigiu a projeção de 3% para 4,4% a alta nos preços da categoria, segundo carta de conjuntura divulgada em 23 de fevereiro.

7 thoughts on “‘Bolsocaro’: Vídeo sobre aumento de preços critica inflação no Brasil e viraliza nas redes sociais

  1. Kkkk, é trágicômico o que a grande mídia tenta nos impor, o pessoal do fique em casa achou que a conta um dia não iria chegar? Se fazem de otários e o pior é que no fundo são mesmo otários e desonestos, isso para ficar no mínimo.

  2. Demorou, mas tá valendo…
    É começo do fim, para este Coiso !
    Xô coisa ruim !!!
    Encosto !
    Mula sem cabeça!
    Assombração !
    Credo!

  3. Observem que no Video #CustoBolsonaro, o senhor Paulo Guedes (mal maior que o próprio senhor Bolsonaro) é apresentado como vítima do senhor Bolsonaro.

    Então, para reflexão:

    – De nada adianta afastar o senhor Bolsonaro se ele não levar junto com ele o senhor Paulo Guedes e toda sua equipe econômica, inclusive os senhores Roberto Campos Neto e o senhor Rogério Marinho.

    O Governo Federal precisa de Brasileiros. Quanto mais Brasileiros tiver, melhor.

  4. Quantas visualizações tem esse lixo de matéria? Cem, duzentas, quinhentas, mil pessoas? Vocês precisarão melhorar muito para terem sucesso nas mentiras que propagam.

    O presidente alcança quase um milhão de visualizações diárias em suas redes. Somente no Telegram, passa de cem mil visualizações diárias.

    A impren$a precisa fazer um cursinho com o Carlos Bolsonaro…

  5. Como a imprensa venal e corrupta não conseguiu solucionar o mistério das “pregas perdidas”, transformou a Anitta, tatuada no orobó, em sua mais distinta “formadora de opinião”.

    É a lama, é a lama!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *