Bolsonaro ainda tenta o general Mourão, mas diz que Janaina já voltou ao radar

Jair Bolsonaro

Bolsonaro é bipolar, ora diz uma coisa, ora diz outra

Leonencio Nossa
Estadão

O pré-candidato do PSL ao Planalto, deputado Jair Bolsonaro, afirmou ao Estado que a professora universitária e advogada Janaína Paschoal, filiada ao seu partido, voltou a ser uma possibilidade de nome para vice de sua chapa nas eleições 2018. “Ela volta ao radar, pois está no nosso partido e tem muito a contribuir”, afirmou. “Precisamos avaliar as afinidades dela com nossas propostas, como a questão da redução da maioridade e do porte de armas.”

Em conversa com o deputado Major Olympio (PSL-SP), Janaína chegou a acertar uma candidatura à Assembleia Legislativa de São Paulo. “Mas avaliamos que ela pode contribuir numa campanha à Presidência”, disse Bolsonaro. “Não podemos errar, temos que construir uma candidatura diferente das que estão aí.”

UM GENERAL – No entanto, na tarde desta sexta-feira, Bolsonaro anunciara em evento na cidade de Rio Verde, em Goiás, que, “com certeza”, seu vice seria um general da reserva do Exército. Depois de tentar negociar uma aliança com o PRP para ter o general Augusto Heleno Ribeiro na vice, o pré-candidato avaliou o nome do general Hamilton Mourão. Mas a presidência do PRTB, partido ao qual Mourão está filiado, é um entrave à composição.

O presidente do PRTB, Levy Fidelix, disse que busca uma aliança de pequenos partidos para garantir a presença do general da reserva Hamilton Mourão, filiado à legenda, numa chapa presidencial. “Vamos conversar com o general para avaliar a viabilidade”, afirmou Fidelix. Em entrevista, Fidelix disse que ainda não foi procurado diretamente por Bolsonaro e não pode falar por “hipótese” sobre uma aliança com o ex-capitão do Exército. Ele rejeita conversas com intermediários. “Aqui a gente faz uma política macro. É preciso chegar e dizer: ‘Fidélis, meu amigo, pá-pá-pá.”

16 thoughts on “Bolsonaro ainda tenta o general Mourão, mas diz que Janaina já voltou ao radar

    • Cada vez mais, mas somente para os “iniciados”, comprovação. É preciso incluir como sinônimo de política e política partidária, a expressão “!sacanagem”.

      E o brasil, certamente, é o país da sacanagem.

      E tem gente que continua acreditando que tudo acontecerá normalmente, automaticamente.

      Tem que rir, o tempo todo.

      Fallavena

  1. Sergio…
    Nós duvidamos que vc NÃO seja petista!
    Vc pode ser petista!
    Fique tranquilo!
    Nós. …..os de bom senso não somos!
    Entendemos os que são.
    Sentimos pena..compaixão!
    Nós defendemos e defenderemos sempre aquilo que é o correto. .o certo.
    E Bolsonaro representa o Paradigma do Correto…do certo!
    Bem simples assim!
    Facinho..percebe!
    Escolhemos ficar ao lado do certo.
    Assumimos!
    Ainda dá tempo.
    Venha para o lado certo da Força.

  2. Todos têm direito a ter suas opiniões, suas convicções,suas preferências. Só é ruim o fanatismo. Mas, que fazer, a não ser respeitar o outro como ser humano, mesmo com ideias flagrantemente equivocadas, de nosso ponto de vista?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *