Bolsonaro aumenta fritura de André Mendonça e cita ministro do TCU para o Supremo

Bolsonaro contrata ministro do TCU investigado por corrupção para dar aulas de "boas práticas de governança" | Revista Fórum

Bolsonaro e Nardes são amigos de fé, irmãos, camaradas

Eduardo Gayer
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro fez um aceno nesta sexta-feira, 17, ao ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU). “Tenham certeza, se Augusto Nardes fosse ministro do Supremo Tribunal Federal, ele votaria contra (a revisão do) marco temporal”, declarou o chefe do Planalto no lançamento do projeto de revitalização da bacia de Urucuia, na cidade de Arinos (MG).

A fala vem em meio a um impasse enfrentado pelo governo no Senado. A indicação de Bolsonaro para assumir a vaga aberta no STF, o ex-ministro da Advocacia-Geral da União (AGU) André Mendonça, está travada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa há mais de dois meses, maior período que uma indicação já esperou.

SEM SABATINA – O presidente da Comissão, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem mostrado resistência a pautar a sabatina, necessária para aprovar ou não um indicado pelo Planalto à Corte.

Nos bastidores, o principal nome cotado para eventualmente ser indicado ao STF no lugar de Mendonça é o procurador-geral da República, Augusto Aras. O nome favorito do senador Flávio Bolsonaro (Patriotra-RJ), filho do presidente e bastante ouvido por ele, por sua vez, é o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

“O nosso embaixador das águas, meu velho colega de parlamento, deputado do meu partido na época, o Partido Progressista, hoje, dá um exemplo para todos nós. Ele é um ministro do Tribunal de Contas da União, mas também um produtor rural, e, como tal, se preocupa com a preservação e com o futuro do seu País. O agronegócio nos orgulha”, seguiu o presidente, elogiando Nardes.

MARCO tEMPORAL – A defesa de se manter o atual entendimento sobre o marco temporal tem sido uma das principais bandeiras do presidente Bolsonaro nos últimos dias. O julgamento está paralisado no Supremo. Se a Corte derrubar a tese do marco temporal, indígenas ficam desobrigados a provar ocupação em seus territórios na data da promulgação da Constituição, em 1988, o que pode abrir espaço para novas demarcações de terras.

Indicado em 2005 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao TCU, Nardes também discursou no evento. Disse que não estava lá como ministro, mas como produtor rural, e elogiou os atos de 7 de setembro, marcados por pautas antidemocráticas e por ameaças de Bolsonaro ao STF.

RESTARAM OS EVANGÉLICOS – A defesa do nome de Mendonça agora ficou restrita a parlamentares evangélicos. O grupo recebeu o compromisso do presidente de ter um dos seus nomeados para a vaga no STF.

 Nesta semana, conforme revelou o Estadão, integrantes da bancada evangélica se reuniram com Bolsonaro para cobrar apoio do governo ao nome do pastor André Mendonça. Estiveram também com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG Investigado na Operação Zelotes por, supostamente, receber R$ 2,5 milhões para bancar lobistas e comprar decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) favoráveis à rede gaúcha RBS, em 2019 o ministro Augusto Nardes foi chamado pelo governo de Jair Bolsonaro para dar aulas sobre boas práticas de governança. Segundo a Folha (Camila Mattoso e Fábio Fabrini) Nardes deu palestra para o próprio presidente e seus ministros, no Palácio do Planalto. Na mesma época, esteve em evento em Brasília com os superintendentes da Polícia Federal, um dos órgãos que o investigam. Como diria Barack Obama, “esse é o cara!”. (C.N.)

9 thoughts on “Bolsonaro aumenta fritura de André Mendonça e cita ministro do TCU para o Supremo

  1. Esse “Marco Temporal”, se for revogado, os índios serão donos do país inteiro.

    Tem muita coisa (e grana internacional) rolando para ser revogado o Marco Temporal.

    Os interesses são enormes devido às jazidas de minérios que o Brasil possui. Também de água doce.

    O Brasil foi traído; não pelos governos militares e sim pelos governos servis – que a grande mídia apelidou de governos “civis”.

    • Caro CN.

      A RBS não é mais Gaúcha,sim Catarinense made china.

      Os Catarinenses tomaram medidas drásticas,demitiram mais 800 funcionários tiraram do ar o canal internacional,( venderam para Maranhão),na frequência am 600 khz.

      PS :
      Dizem,que A empresa do seu Nardes,e Gilmar Dantas Barata, prestaram assessoria.
      Particularmente, não acredito…

  2. O sinistro Augusto Nardes tem tudo a ver com o larápio chinfrim e perverso, BROXAnaro, ora com o seu Escritório do Crime atendendo no palácio do planalto.

  3. Já falei.
    O Senado não tem que colocar em votação indicação alguma.
    É aguardar o resultado das Eleições de 2022.
    Caso o Genocida seja reeleito (se é que tem chance) então coloca o nome indicado por ele para sabatina.
    No caso (praticamente consumado) de derrota daquele Genocida, então aguarda a posse do futuro Presidente em janeiro de 2023, para receber outra indicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *