Bolsonaro diz que falta humildade ao ministro da Saúde, que nem dá resposta

Governo Bolsonaro se rende às indicações políticas para aumentar ...

Bolsonaro afirma que ele e o ministro estão se bicando…

Raphael Veleda
Site
Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro deixou claro que não está satisfeito com o trabalho do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na condução da crise do coronavírus e cobrou dele adesão à tese de que é preciso fazer a economia voltar a andar.

“O Mandetta já sabe que a gente tá se bicando há algum tempo”, disparou Bolsonaro. “Eu não vou demitir no meio da guerra, mas ele sabe que em algum momento ele extrapolou”, completou, para depois amenizar um pouco: “Não é ameaça. Se ele se sair bem, sem problema”.

“FALTOU HUMILDADE” – As declarações foram dadas em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, do jornalista Augusto Nunes na rádio Jovem Pan, na noite desta quinta-feira (02/04).

Para Bolsonaro, Mandetta “em alguns momentos faltou humildade, ele deveria ouvir um pouco mais o presidente da República”, referindo-se à resistência do ministro em concordar com a volta dos brasileiros fora de grupos de risco ao trabalho.

“Aquela histeria que eu critico contagiou alguns lá”, disse ainda o presidente, se referindo à equipe do ministro da Saúde.

CRÍTICAS A DÓRIA – Ao longo do dia, Bolsonaro voltou a subir o tom contra governadores como João Doria (PSDB), de São Paulo, por causa das medidas de isolamento social impostas por eles para conter o contágio da população pelo coronavírus.

Para Bolsonaro, o impacto econômico da quarentena trará uma “segunda onda” que ele considera pior do que a crise de saúde pública provocada pela pandemia.

O presidente tem defendido que pessoas que não estão nos grupos de risco de morte pela Covid-19, como idosos e hipertensos, voltem às suas atividades laborais.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
É aquele velho ditado lá do interior… “Pau que nasce torto, não tem jeito, morre torto…”. Quando se esperava uma atitude mais comedida de Bolsonaro, lá vem o velho Dom Quixote atacando se próprio ministro da Saúde, um profissional que já ganhou o respeito desta nação.  É uma pena que Bolsonaro jogue fora tudo o que conquistou. (C.N.)

22 thoughts on “Bolsonaro diz que falta humildade ao ministro da Saúde, que nem dá resposta

  1. Já tinha comentado sobre isso em outro post que despareceu. Mas, enfim, vai ter gente que vai defender esse tipo de comportamento. Criticar um subordinado (ministro) no ar é coisa de gente de caráter? Sei, os ceguidores vão tentar desculpá-lo, dizer que quem faz críticas é comunista, petista, lulista, esquerdista, etc e tal.

  2. Ele e os filhos são gente de caráter apequenado. O coitado do Ministro vem fazendo, com sensatez e equilíbrio, das ripas coração pra manter baixo o nível da endemia, Incomodou o doido invejoso, que já deve estar vendo no auxiliar, assim com no Dória, um possível concorrente.

  3. Pois é, aguardemos para ver o que os defensores desse mal caráter do presidente vão falar.

    Na versão do “filosofo” cumpade Washington do É o tchan:

    “Pau que nasce torto nunca se endireita”

  4. A vida tem dessas coisas. O comentário de rodapé do ilustre Carlos Newton me lembrou o artigo escrito pelo também aclamado jornalista Hélio Fernandes, em seu Blog, sobre o ministro Mandetta, mas também com severas críticas ao presidente, a quem defendemos sempre. Ele pode não ser polido na oratória, mas diz a verdade e não é ladrão.

    Se tudo fosse isento esperávamos destaque ao que o insigne jornalista disse sobre o ministro da Saúde.Mas, claro, o presidente eleito pela maioria dos eleitores brasileiros não pode falar nada, tem que engolir tudo à seco.

    “(…) ministro da Saúde, um profissional que já ganhou o respeito desta nação. É uma pena que Bolsonaro jogue fora tudo o que conquistou”, escreveu Carlos Newton.

    Acho que anda precisando bater um papo como amigo Hélio Fernandes.

    Abaixo a íntegra do artigo,que pode ser conferido no Blog Hélio Fernandes:

    “É PRECISO CRÉDITO SELECIONADO

    HELIO FERNANDES

    Esse terrível e mortal coronavírus não veio só para matar e sim para infernizar, descontrolar, assustar, deixar o mundo desorientado e desesperado. E o mais grave: não se sabe por quanto tempo.

    Para enfrentá-lo, combatê-lo, destruí-lo, imprescindível muito dinheiro. Mas muito mesmo.

    No inicio do terrorismo virótico, as manchetes eram ocupadas pela China, Itália, Espanha.Os EUA nem figuravam no noticiário. Subitamente os que estudaram e conhecem o assunto, informaram: “Na crise do coronavírismo os EUA caminham para o epicentro”. (Desculpem,ê a palavra).

    Os americanos começaram a ser atingidos em massa, Trump demorou, mas coordenou uma ajuda de 2 TRI de dólares, equivalente a 10 TRI do nosso real.

    Logo, logo os países mais ricos do mundo( o G-20) , fortemente atingidos, numa reunião, decidiram: votaram 5 TRI de dólares ( 25 TRI de reais) para combater o vírus e salvar o mundo.

    O Brasil tem um presidente, que é o epicentro do retrocesso. Deveria ter votado ajuda para a “micro e pequena empresa”, que representa 70 por cento da produção e trabalho.

    PS- Não faz nada , preocupado e assoberbado em combater o obrigatório e salvador isolamento ,que ele indevidamente chama de confinamento.

    PS2- (Só quem viveu três vezes a realidade dessa palavra, foi este repórter,por combater de frente, a ditadura que ele insiste que não existiu).

    PS3- Por que não concretizam rapidamente o impeachment?

    A JUSTIÇA DESAUTORIZOU O CAPITÃO PRESIDENTE

    Abuso de autoridade transformando lotéricas em serviços essenciais. E concedendo benefícios também essenciais, a “bispos” evangélicos. A primeira, absurda. A segunda, vergonhosa e ignominiosa.

    O capitão expulso do Exercito ficou revoltado.Garante que entrarão com recurso e ganharão.

    PS- Alguém precisa dizer a Bolsonaro, que um presidente não pode tudo.

    PS2- Quem pode tudo ê a Constituição e o bom senso.

    PS3 – Constituição nunca leu. Bom senso, revelaria, renunciando antes do impeachment.

    QUEM MANTÉM O CORRUPTO MANDETTA
    NO IMPORTANTE MINISTÉRIO DA SAÚDE

    Quando foi nomeado e empossado, era mais um cargo. Ninguém pensava ou imaginava que surgiria o terrorismo virótico, que domina e apavora o mundo, identificado como coronavírus.

    Foi aceito sem investigação, isso cabia ao presidente da Republica. Mas não demorou, surgiu o problema mundial, Mandetta se mostrou tão frágil quanto o resto do ministério.

    Inicialmente apareceu equivocado, sem convicção, se arrojando aos pés de Bolsonaro, para manter o cargo. Isso era o inicio. A tragédia para o governo, (desgoverno) surgiu com as denúncias irrefutáveis da Doutora em Historia, Mariana Lopes. Ela revelou seu passado tenebroso.

    Ninguém sabia que tinha presidido a Unimed. Que é desonestissimo. Responde a vários processos no seu estado, quando foi secretario de Saúde. Já devia ter sido demitido, não Ê hora para glorificar corruptos.

    PS- Só para mostrar a impropriedade de ter um ministro da Saúde como esse.

    PS2- A OMS, (Organização Mundial da Saúde) informou e alertou: um terço da população do mundo, está em isolamento. Devem ser mais de 2 BILHÔES de pessoas. Só a China e a Índia somam 2 bilhões e 500 milhões.

    PS3- Mandetta era a favor do isolamento. Como Bolo ficou contra, mudou para agradá-lo.

    GOVERNADORES CRITICAM PUBLICAMENTE BOLSONARO

    Quase todos, com raras exceções: “O Presidente gera insegurança”. O que é verdade.

    E alertam: “Podemos entrar na Justiça”. Se Bolsonaro chegar a 2022, quem votará nele?

    Alguém viu o teste do presidente ? Como saber se não é positivo?

    BOLSONARO PASSOU A SEMANA INTEIRA,
    “VOU AJUDAR A MICRO E PEQUENA EMPRESA”

    Na hora de assinar o decreto, substituiu a micro pela media empresa. Dizem: tem muitos amigos na média, nenhum na micro. Estas que se danem.

    DIFERENÇA DE ATIVIDADE POLÍTICA
    ENTRE CÂMARA E SENADO

    Na quinta chegou á Câmara, mensagem do Executivo, criando ajuda de 200 reais para informais, impedidos de trabalhar, infectados pelo coronavírus . Maia achou pouco aumentou para 500, parlamentares fixaram em 600.

    Eram 5 da tarde, ás 7 estava aprovado, com um adendo que permite que os 24 milhões de informais, recebam duas cotas, mil e duzentos reais. E pouco, mas melhorou.

    Enviaram para o senado, esperando que votassem na sexta.Passaram para hoje, segunda, nenhuma certeza.

    PS- O senado está sem comando. Seu presidente foi infectado pelo coronavirus. Podia dirigir os trabalhos pelo telefone do isolamento presidencial. Preferiu abandonar o senado.”

    Postado por Helio Fernandes às 01:40 Nenhum comentário:
    sexta-feira, 27 de março de 2020

    • Não sei se entendi bem o seu texto, Gilberto.

      (Bolsonaro) “diz a verdade e não é ladrão”?

      Hahahahah

      Se realmente quis dizer isso, tenho certeza que precisa de óculos

  5. Como as Democracias Morrem?
    O autor do livro disse:
    Bolsonaro sempre foi quem ele foi. Teve, no entanto, que se adaptar sendo deputado numa Democracia, porém nunca escondendo seus defeitos.
    Ele é autoritário, narcisista e aproveitador e (acrescento) cruel
    A Democracia corre perigo!

  6. Bolsonaro sozinho é mais ladrão que Dilma, Lula e todo mandarinato petralha.
    O tanto que ele rouba daria para manter todos os leões das mais diversas plagas comendo picanha bovina, picanha de gnu não serve, até o final dos tempos ou até quando Nibirú chegar.

  7. Deixem a corja da esquerda falar a vontade, não vai dar em nada. O povo gosta do estilo Bolsonaro. O povão está de saco cheio desse aprisionamento compulsório imposto pela mídia. Qualquer lugar que você vai e puxa uma conversa, fica todo mundo questionando e se preocupando com a situação econômica e o emprego. A maioria das pessoas acham que o Bolsonaro está correto. Não pensem que essa turminha que entra aqui no site tem o pensamento majoritário, eles sabem que não. Queiram ou não, vão ter de engolir o Bolsonaro até 2026 e Moro até 2034. Vai ser um deleite.

  8. O excesso de vaidade de Bolsonaro vai afogá-lo, pois o presidente está se embebedando demasiadamente pela sua própria pessoa!

    Mandetta faz um excelente serviço para o Brasil.
    Naturalmente colheu dividendos políticos por esta sua atuação à frente do ministério que comanda, pois enquanto Bolsonaro reclamava acintosamente do isolamento social, o ministro pedia que ficássemos em casa, haja vista ser determinação MUNDIAL, e não do gosto de Mandetta, exclusivamente.

    A consequência foi o decréscimo de Bolsonaro, e acréscimo de credibilidade ao seu subordinado, que deixou o presidente irritado, insatisfeito, pois ele deve perguntar várias vezes ao espelho, se existe alguém melhor do que ele ou mais famoso ou de maior conhecimento no Brasil?!

    O espelho foi sincero, e respondeu:
    – Sim, o ministro da Saúde!

    Bastou para Bolsonaro, já instável emocionalmente, pular nas patas de trás, e melar o excelente trabalho de Mandetta, acusando-o infantil e irresponsavelmente, de lhe faltar humildade!

    Será que o chefe do executivo queria que Mandetta se ajoelhasse à sua frente, como se Bolsonaro fosse o rei desse país?
    Se o presidente está sendo criticado internacionalmente porque prega o retorno à normalidade, arriscando a vida de cidadãos brasileiros, e o seu ministro prega o contrário, conforme as orientações médicas, tal comportamento sério e correto enfureceu o presidente?!

    Então Bolsonaro não quer assessores, mas um bando de gente que o apoie por mais asneiras que diga, e mais loucuras faça!

    O senso de medidas do ex-capitão está tão mal aferido ao não perceber que, agindo dessa forma, perde eleitores?!

    Falácia de Bolsonaro com relação ao emprego e à economia, SOFISMA!

    De nada adianta o Brasil voltar a funcionar, e as pessoas começarem a morrer.
    Bolsonaro não admite que o país não tem como bancar a doença, a verdade é esta!

    Não há dinheiro suficiente porque antes deve preservar verbas bilionárias à manutenção dos poderes, principalmente das duas castas, legislativo e judiciário e, erra clamorosamente junto com os generais que lhe assessoram, pela falta de logística em auxiliar quem precisa de alimentos, remédios, água e material de higiene!

    Logo, não resta a Bolsonaro incentivar CRIMINOSAMENTE o retorno do povo ao “trabalho”, ou seja, se tiver de morrer que morra, mas a “economia” deve ser preservada para manter proventos milionários e privilégios aos poderes constituídos!

    Gostei da resposta de Manadetta:
    “Quem é eleito fala, quem não é, trabalha”.

    A cada dia que passa, e Bolsonaro comprova que não tinha mesmo condição alguma de presidir o Brasil!

    • Caro Bendl,
      Concordo integralmente.
      Ministros bons para o presidente são: a pastora Damares Alves, Ernesto Araujo, Weintraub, Marcelo Álvaro Antônio, entre outros que rezão na cartilha do Olavo de Carvalho.
      Um abração cuide-se

      • Jacob,

        Bolsonaro comete a atitude mais ignóbil e demagoga que eu já vi nesta republiqueta:

        Atira-se nos braços do povo e exclama:
        – Se o povo está contaminado devo estar entre ele.

        Depois dessa idiotice e estupidez absolutas, Bolsonaro deve ser levado a um hospício para tratamento!

        O cara tá mal, perdeu o controle sobre si mesmo.

        Abração.
        Também te cuida!

  9. A verdade e que Bolosnaro é um presidente surreal.
    Ser honesto é obrigação de qualquer um, principalmente de um presidente. Mas o despreparo e desiquilíbrio de um presidente supostamente “honesto” é prejudicial ao país, podendo levar o país a uma convulsão social

  10. Putz … melhor ter a coragem de demitir, do que ficar humilhando o ministro para que ele peça as contas. Eu, no lugar do Mandetta mandaria o PR à merda e sairia do governo, levando o máximo de auxiliares.

  11. Ele quer é ser bajulado, como todo incapacitado sem brilho próprio.
    E ainda por cima pelo jeito usa as necessidades dos mais atingidos como capital político: Por que já deu aos bancos trilhão e tal e fica essa lengalenga pra sair uma ajuda pros de fato necessitados?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *