Bolsonaro é igual aos outros e tem de explicar o enriquecimento de sua família

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Imagem relacionadaCarlos Newton

Quem frequenta a “Tribuna da Internet” sabe que se trata de um espaço jornalístico aberto a todas as tendências e ideologias, que não faz campanha para candidato algum. Muito pelo contrário, costuma criticar todos eles, sem exceção. O blog tem por objetivo publicar os mais importantes artigos e reportagens do momento, para que sejam discutidos aqui. Para nós, nunca foi nenhuma novidade o enriquecimento de Bolsonaro, um assunto tocado aqui insistentemente por Antonio Santos Aquino, desde o início da Lava Jato, muito antes de Bolsonaro se lançar candidato. Aquino, aliás, sempre citava especificamente a mansão na Barra da Tijuca, que agora ficou tristemente famosa.

Eu sempre critiquei o aproveitamento que Bolsonaro fez da política para eleger toda a família, incluindo a primeira mulher. Sempre achei isso horrível, certa vez lembrei até um episódio em que eu estava no Senado com Barbosa Lima Sobrinho e o acompanhei ao gabinete de Jarbas Passarinho.

TUDO EM FAMÍLIA – Na conversa, o senador Passarinho comentou que o maior problema dos políticos era a família. “Geralmente, todos os parentes querem se beneficiar da política, pedem empregos e regalias, é uma chatice”, disse-nos Passarinho. E Barbosa Lima Sobrinho, que tinha sido governador de Pernambuco, concordou com a observação.

No caso de Bolsonaro, aconteceu exatamente o contrário – ele é que incentivou a família inteira a entrar na política, para se elegeram com o sobrenome, a começar por sua primeira mulher, quando os filhos ainda eram de menor.

Conheci o capitão/deputado em 2003, quando voltei a trabalhar no Congresso. Nunca dei importância a ele, até porque Bolsonaro jamais teve importância alguma, era solenemente desprezado pelos parlamentares, pelos jornalistas e pelos funcionários da Câmara, não lembro de ninguém que se pudesse dizer que era amigo dele, que fazia questão de não se aproximar de ninguém e vivia mudando de partido. Desde que foi eleito pelo PDC em 1990, ele passou por PP, PPR, PPB, PTB, PFL, PP de novo, PSC e PSL.

DEPUTADO OMISSO – Na Câmara, sempre se soube que Bolsonaro era um deputado omisso e que só gostava de aparecer na hora certa, em apresentações histriônicas e até patéticas.

Em 2007, no primeiro governo Lula, quando o chanceler Celso Amorim mandou a representação brasileira na ONU assinar o tratado internacional que dá independência política, econômica e territorial a todas as reservas indígenas, a “Tribuna da Imprensa” de Helio Fernandes  me mandou a Brasília para fazer a cobertura.

Tinha sido um crime de lesa-pátria, nenhuma nação importante assinou o tratado, mas o Brasil fez questão de apoiar. Significava que, de uma hora para a outra, o país perderia cerca de 20% de seu território, onde se localizariam mais de 200 nações indígenas, que se tornariam independentes, vejam que irresponsabilidade.

UMA DECEPÇÃO – Quando cheguei na Câmara e procurei os principais parlamentares da Amazônia (entre eles, Arthur Virgílio, Tião Viana e Mozarildo Cavalcanti) foi uma surpresa saber que nenhum deles tinha conhecimento do assunto. Municiei-os de informações e fui procurar deputados que pudessem lutar contra essa maluquice diplomática. Um deles foi Jair Bolsonaro, que também desconhecia a assinatura do tratado na ONU. Pensei que fosse subir à tribuna e fazer um discurso inflamado, mas ele não fez absolutamente  nada.

Percebi que Bolsonaro não tinha a menor representatividade junto à cúpula das Forças Armadas, porque os chefes militares tinham sido informados pela Maçonaria, estavam preocupadíssimos, mas não passaram nenhuma informação ao deputado.

Na época, a solução encontrada pela Forças Armadas e pela Maçonaria foi pressionar o governo do PT a não remeter ao Congresso o tratado, para ratificação. Só posso dizer que nosso trabalho teve êxito, mas dele Bolsonaro não participou. Já se passaram mais de 10 ano e o acordo internacional até hoje não chegou ao Senado. Consequentemente, não houve a independência das nações indígenas.

###
P.S. 1
Aqui na “Tribuna da Internet” não temos candidatos preferenciais. Vamos apoiar aquele que apresentar as melhores soluções para os principais problemas brasileiros – dívida pública;  saúde; desemprego, Previdência; segurança; despesas indevidas do Estado com salários cheios de penduricalhos, além de mordomias, planos de saúde, cartões corporativos e carros oficiais;

P.S. 2 – Bolsonaro é hoje o bola da vez. Apenas isso. Os outros não perdem por esperar. Todos serão dissecados aqui. Tudo tem seu tempo. (C.N.)

52 thoughts on “Bolsonaro é igual aos outros e tem de explicar o enriquecimento de sua família

  1. Meu candidato é o meu país, meu partido é o meu país, minha ideologia é o meu país. Se todo brasileiro pensasse assim, Temer nem teria sido presidente e crise, teria passado bem ao largo. Uso de subterfúgios reprováveis e mesmo deletérios por este governo que parece ter o apoio de parcela relevante da população, não aconteceria. Importante, louvável, necessário que este tipo de peneira aconteça, com todos, sem exceção. De tudo que li aqui, Bolsonaro não fez nada imoral ou ilegal. Se tivesse feito, já estaria na mídia a muito tempo. Tem sido caçado pela esquerda e pelos liberais a tempos. Liberais que se intitulam de direita, mas o conservadorismo da direita não os permite defender bandidos amigos, portanto, são outra coisa bem menos à “direita”. Quanto ao título, cabe a Receita Federal, MP, PGR, PF reunirem provas para que ele ou o responsável, aí sim, as explique.

    • Parabéns por não se deixar levar pelos liberalecos que se fazem passar por direitistas mas não passam de um apêndice da social democracia com maquiagem retocada e visual jovem. Leia-se: os revoltadinhos amestrados do MBL, que passaram nove meses pendurados nos bagos do Dória “farinata”, enquanto falavam mal do Bolsonaro, para depois abandonar Dória e dar uma piscadinha para Bolsonaro, e agora estão voltando a ataca-lo de novo.

    • Perfeito seu comentário ao post! Não morro de amores por nenhum político mas entre os atuais ‘presidenciáveis ‘ meu voto é do Bolsonaro até que provem que ele esteja envolvido em alguma falcatrua.

  2. A tribuna da internet tem sim seu candidato preferencial,basta notar que quando tem matéria que mostra as mazelas do PT,aí não aparece sequer uma “NOTA DA REDAÇÃO”,o nome do maior Ladrão da Silva do Planeta ,não é citado na nota da redação e,muitos já notaram que a mascara caiu.

  3. A eleição para presidente do Brasil em 2018 já está ganha, e o futuro eleito/vencedor se chama Bolsonaro. Não tem pra ninguém, e digo mais, quanto mais batem nele, mais ele cresce, não há nenhuma forma de denegrir a sua imagem, que está consolidada como um homem público de perfil e conduta exemplar. A população brasileira não quer salvadores da pátria, quer sim, alguém que os tratem com respeito e dignidade. É simples, ele defende a ética, a honestidade, a disciplina, a ordem, a segurança, a família, e com isso, todos querem uma vida de qualidade, seja ela social, financeira ou familiar. Eu não tenho dúvidas que a emblemática da eleição presidencial já está definida, e o restante dos concorrentes, seja quais forem, estarão só fazendo sala para Bolsonaro. A verdade está posta, a mídia oposicionista não tem como bloquear e manchar a candidatura de Bolsonaro, porque a internet, transparente e acessível a todos, mostra, em clareza, quem são os candidatos, e Bolsonaro se destaca mil léguas na frente de qualquer um deles. Ele resgata os anseios e necessidades do povo, e põe em cheque toda a política podre e nefasta que vingou no país após o regime militar. Fica o registro.

  4. A internet, transparente e acessível a todos, quer mostrar, com clareza, as RESPOSTAS às perguntas que, por enquanto, permanecem em silêncio ensurdecedor.
    É melhor jair respondendo…

    • Cazé, é simples, aguarde os debates e as entrevistas para os telejornais, aí sim as dúvidas vão ser esclarecidas, tudo no seu devido tempo.

      • Bolsonaro foi explícito ao afirmar que não atenderia mais à tendenciosa Folha de SP. Ele não está se omitindo. Ele está fazendo o que já havia dito antes. A propósito, quem aqui perde tempo lendo uma imprensa radicalmente parcial como a Folha de SP? Devem ser os mesmos que leem Carta Capital.

  5. O formato da Tribuna agora, com muitas publicações do Estadão, G1 e quase virando cópia da Folha, está cansativo e perdendo minha atenção pois copiar jornais não acrescenta nada. Todos temos acesso a essas informações e se tornam repetitivas.
    Quanto ao massacre ao Bolsonaro, seria válido se houvesse um bom motivo, mas parece que tiveram que inventar um porque é óbvio que a fortuna deles é compatível. A Tribuna está emburrecendo, sorry.

  6. Esse BOLSO NA ROubalheira, até duas semanas atrás, para alguns otários intelectualoides, ele representava a Pasárgada de Manoel Bandeira. Atualmente, o sujeito já começa a exibir a sua estampa de um Lularápio sem uma Presidência da República. O eleitorado brasileiro caiu no embuste do Lula, porque o molusco parecia apenas uma isca, só depois a nação descobriu que ele revestia um anzol.
    No caso do Bolsonaro, o povo já antever a sua silhueta, mesmo sem galgar o poder que Lula exerceu. A cada atitude e palavra o Bolsonaro prega um alerta: “Olha aí mané, que pretente votar em mim, eu sou assim; você cai na minha emboscada se for trouxa!” De todo mal, devemos agradecê-lo pela sua sinceridade e transparência.
    -Mais uma vez, mui grato pela imparcialidade e impessoalidade do prócero jornalista Carlos Newton; um exemplo raríssimo em meio à mídia nacional, mercenária e “urubulina”.

  7. O artigo é esclarecedor, deveria ser primeira pagina dos jornais.
    O único candidato que está em campanha é o Bolsonaro, Lula , não se conta, deve ser considerado ficha suja. Está em campanha apenas para fazer onda, como diz a gíria.
    Sem saber, o que os demais candidatos tem a dizer, para comparar e escolher o único, que está em campanha. é precipitação.
    No governo Lula, a representação brasileira foi a ONU assinar o tratado, que dava independência territorial, econômica e política a todas reservas indígenas. Esse ato, foi o maior crime de lesa pátria, da nossa história, que atentava contra a soberania nacional. Felizmente este tratado, não foi levado ao Congresso para ratifica-lo,. esta na gaveta, aguardando outro vendilhão da pátria.

  8. É fácil, basta saber do patrimônio se é compatível com os seus rendimentos, seja Bolsonaro, Lula, Michel Temer, Dilma, Sarney e tantos outros, enriquecem a luz do dia e a receita federal e MPF nada fazem para saber a origem deste enriquecimento, assim acontece também com os poderes judiciário e executivo, todos vivem vida de nababo as custas do contribuinte, este país é uma vergonha, quem pode neste governo falar de moral, é tudo farinha do mesmo saco.

  9. Éramos vizinhos aqui na zona norte, uma pessoa que sempre militou na política, desde jovem, tratando tanto os militares, por quem era mais apegado na defesa dos seus direitos, como os civis que o procuravam para requerer a sua ajuda nas dificuldades no dia a dia. Ele sempre foi uma pessoa simples, embora austero e reservado, provavelmente por sua educação de cunho militar, mas que não negava atendimento a quem quer que seja, mesmo não havendo possibilidade de solução para os problemas. Ele, indiscutivelmente, é a melhor solução para o Brasil, “agora”.
    A sua evolução patrimonial é considerada até humilde, em comparação a tantos outros políticos, não me parecendo nenhuma extravagância em afirmar que seus ganhos financeiros durante anos de profissionalismo, seja militar ou político, é compatível com a vida que leva. Continua uma pessoa simples nas aparências, não ostenta mansões ou coberturas luxuosas à beira mar, iates, jatinhos executivos ou helicópteros, residências no exterior, enfim nenhuma aparência de uma vida nababesca, então por que esse ataque a sua integridade?! Querem por que querem desconstruir a sua imagem, pautada na honestidade e probidade, mas não conseguirão com ilações sem fundamento e alicerçadas em mentiras e calúnias. Fica o registro.

  10. Indiscutivelmente a enxurrada de artigos contra Bolsonaro em um único dia não foi normal na TI.

    Não me lembro de o blog ter postado a mesma quantidade de reportagens negativas sobre um candidato nos últimos anos, e em um dia apenas.

    Mas, não vou entrar em contradição.

    Nenhum candidato vale a perda de uma amizade ou que o Mediador seja questionado sobre sua preferência eleitoral.

    A eleição este ano será a mais acirrada de todas, consequentemente a mais suja, mentirosa, enganadora e caluniosa que teremos na história!

    Como Bolsonaro é o candidato a ser vencido porque sem Lula despontará como preferencial nas pesquisas, tem mais é que se cuidar, e como diz o meu amigo Cazé, que explique para seus eleitores o seu patrimônio em mansões, apartamentos, suspeitas de iates, enfim, que venha a público e mostre a verdade.

    Continuo reiterando que a Tribuna da Internet pela sua isenção e imparcialidade, deve postar também o patrimônio dos demais candidatos, tanto por uma questão de justiça quanto pela comparação a respeito de quem seria o candidato mais rico a postular o Planalto.

    E, certamente, haverá ainda muita notícia sobre Ciro, Bolsonaro, Marina, Dória, Alckmin, Huck, pois esse turma atual que quer ser presidente é a pior possível, a mais desqualificada, enganadora e incompetente dos últimos tempos!

    Repito:
    A solução para o Brasil não passa pela eleição, que deixará o país na mesma situação, à mercê de ladrões e exploradores.

    A intervenção militar é que possibilitaria a diminuição da corrupção e de se fazer as reformas necessárias. Portanto, esse debate até certo ponto ensandecido sobre quem é o menos ruim é desgastante, haja vista que o futuro com um deles na presidência será a continuação dessa crise que vivemos.

      • “contra Lula” não sr! Lula é que é “contra” o Brasil. “Contra” a moral e a dignidade! “contra” a honestidade! Não são artigos “contra” Lula, SÃO ARTIGOS QUE MOSTRAM A REALIDADE DOS MALFEITOS DE UM CRIMINOSO CONDENADO!!!!

      • Por favor, Franco,

        Lula é candidato por conta própria, pois condenado, além de ser corroborada essa condenação dia 24!

        E Lula foi o maior ladrão que este país já teve na sua história!

        Não há comparação com Bolsonaro.

        Um abraço.

        • Enquanto não for condenado e impedido de concorrer, é candidato. O debate contigo sempre é de bom nível. Há como comparar Lula e Bolsonaro ambos são péssimas escolhas para o pais.

          Abs.

      • Pode ser, sanconiaton, mas desta vez vou atender os apelos da minha consciência, que exige eu não polemizar com amigos por causa de candidatos à presidência desta republiqueta.

        Agradeço o alerta, válido e pontual.

        No entanto, na razão direta que não acredito em parlamentar e político (parlamentar quem está eleito e político ou quem já foi parlamentar ou deseja sê-lo), pelo menos devo depositar confiança nos meus amigos, mesmo que virtuais, pois é o que nos resta nesse país onde não temos a mínima confiança nas autoridades.

        Um abraço.
        Saúde e paz.

  11. O CN, com todo o respeito, já que diz que está imparcial, fazer uma postagem sobre a Marina Silva, a sonsa, que diz proteger a natureza, enquanto o Marido, por trás, trafica toras de mogno. E a sonsa fica quietinha.

  12. Quem é omisso simplesmente não serve!!!!! Com essas informações a respeito do patrimonio não se elege. Sou dessa opinião mas em banânia tudo é possivel!!!

  13. Eu gosto de ler as postagens, eu sou leigo em politica .
    Observo que quando aparece um candidato humano, porque só os humanos pecam.
    Como o rapaz motivo desse artigo acima , fico a indagar-me : Será que estamos procurando um ET para presidir o Brasil ?
    Porque humano tem pecados , fazem coisas erradas , mentem , enganam etc.
    Como todos tiveram sua oportunidade , agora é a vez de Bolsonaro , quem sabe nos brinda com noticias boa , porque as noticias que vem nesses últimos dias é só tristeza .
    Com os candidatos que são apresentados até agora ……voto na esperança de que o politicamente correto vai pra vala ….Bolsonaro 2018 é até o momento é a minha preferência !

  14. Este Bolsonaro, mesmo com todo o apedrejamento que o esquerdismo promove contra ele, esta se tornando um fenômeno político.
    Na minha região, os mais pobres hoje se identificam com ele, acham que estão na pobreza, justamente pela roubalheira patrocinada pelo PT e esperança nesta gente, não tem mais.
    Quando falta hospital, escola, polícia e transporte, é logo associado a corrupção endêmica que o petismo espalhou pelo pais.
    Os pobres já desconfiaram que falar em pobreza constantemente e usa-los como massa de manobra, mas deixa-los eternamente pobres, não cola mais o discurso, cansou a beleza da galera desfavorecida.
    O PT hoje só conta com os deserdados do poder e a militância profissionalizada, a turma da esperança ja desembarcou da nau petista, que agora esta ao sabor só das ondas.
    O patrimônio dos lula da silva, também deve ser questionado.

  15. Geraldo Amaral escreveu na T.I. /janeiro 8, 2018 at 1:30 pm:

    “”…Sistema de Governo, inspirado na doutrina da escola austríaca de economistas que:

    1. Todo candidato a cargo eletivo, só pode concorrer mediante o registro de um plano de governo que deve ser posto em prática obrigatoriamente.

    2. O Eleitor vota no plano que julgar melhor e não apenas na Persona.

    É o que faz qualquer empresário quando precisa escolher uma outra pessoa para tocar o seu negócio em seu lugar.

    O sistema, chamado DEMARQUIA. é o mais aperfeiçoado que já foi concebido para colocar o Estado a serviço do Cidadão.
    Exige lideranças comprometidas com o País e o bem-estar do seu Povo.

    Todos os que procuram conhecer e estudar este sistema, rendem-se à sua consistência.
    SERIA O FIM DOS PARASITAS!”

    DEMARQUIA JÁ

    • Bom Dia André,

      Fiz um comentário abaixo que revela que todos os programas de governo serão demagógicos, porque simplesmente não existirão recursos para realizá-los. Leia meu comentário e veja os motivos. Obrigado pela atenção!!!

  16. Caros colegas comentaristas,

    A discussão sobre política, sobre nomes, é uma coisa que interessa de verdade somente aos políticos e a quem trabalha com eles diretamente. A política termina no dia 28 de outubro, domingo, dia em que se realizará o segundo turno para presidente. Portanto, a partir dessa data será a economia, que é o que interessa para os brasileiros.

    O Carlos Newton, editor deste blog, bem como outros articulistas, já escreveu várias vezes sobre a dramática situação que aguarda o próximo governante e o silêncio da mídia sobre isso é constrangedor. Os encargos da dívida pública, o gigantesco déficit primário e a PEC do Teto de Gastos inviabilizará qualquer governo.

    O que todos os candidatos tem a falar sobre isso? Até agora ninguém falou nada, porque todos querem agradar o mercado. O Orçamento Geral da União para 2018 reserva pouco mais de metade de R$ 3,5 trilhões para rolagem da dívida pública e restante para todos os outros gastos que ainda serão comprimidos. A dívida é a única que está livre de qualquer limitação e tem de ser paga de qualquer maneira.

    Pelo que tenho visto, nada teremos de novo nessa campanha a não ser muita conversa fiada e demagogia. Será que teremos um novo 2014 em que as eleições foram um estelionato eleitoral?

    Repito, a política só interessa aos políticos por causa dos cargos. Não vamos ficar aqui discutindo propostas desse ou daquele candidato. Tudo é demagogia. E eles sabem disso. Eles sabem que não existem recursos prá nada. O que interessa é como vai ser a economia, como será o cotidiano do povo brasileiro nos próximos anos.

    É preciso que os editorialistas e comentaristas desta Tribuna denunciem todas as mentiras que ouviremos ao longo desse ano eleitoral.

    Obrigado a todos que lerem e comentarem.

    • Caro leitor e comentarista Luís Hipólito Borges,
      De fato a imprensa brasileira não aborda essa questão crucial dos serviços das dívidas públicas (interna e externa) que consomem a metade do orçamento federal.
      Não conheço nenhum presidente da república que tenha dado cumprimento ao disposto no artigo 26 do ADCT da Constituição Federal de 1988, que prevê a realização da auditoria da dívida externa.

      ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS
      Art. 26. No prazo de um ano a contar da promulgação da Constituição, o Congresso Nacional promoverá, através de Comissão mista, exame analítico e pericial dos atos e fatos geradores do endividamento externo brasileiro.
      § 1º A Comissão terá a força legal de Comissão parlamentar de inquérito para os fins de requisição e convocação, e atuará com o auxílio do Tribunal de Contas da União.
      § 2º Apurada irregularidade, o Congresso Nacional proporá ao Poder Executivo a declaração de nulidade do ato e encaminhará o processo ao Ministério Público Federal, que formalizará, no prazo de sessenta dias, a ação cabível.

      Nós temos a AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA que é uma associação sem fins lucrativos que trata desse assunto crucial que é do interesse de todos os brasileiros.
      É muito interessante, incursionem no site, clicando no link abaixo.

      http://www.auditoriacidada.org.br

  17. Bozónagua NUNCA!
    Plano de Governo do Bozonagua:

    Exterminar os pobres ao inves de acabar com a pobreza.

    Multiplicar os 15 Milhões para parar de ser taxado de ladrão ‘menos rico’, ou ‘ladrão pobre’, quando comparado aos bandidos mais experientes do Brasil, tipo a galera das siglas PSDB , PMDB e PT….

    Bozónagua quer deixar de ser ladrão nanico, com o seu voto….

  18. Se aparecer um candidato que disser a verdade da situação do país não passa nem pro segundo turno da eleição.
    ….Lembram que Garotinho advertiu que o governo do RJ Cabral/ Pezão estavam destruindo o estado que as finanças estavam combalidas , que atrasariam todos os compromissos financeiros logo após a eleição …..que que aconteceu Garotinho nem pro segundo turno foi !!

  19. Eu sempre digo: briguemos com o mundo, se estivermos certos, mas não briguemos com os números.

    Eu não discuto política, pois a política está restrita ao período eleitoral.

    O que discuto sempre é a economia, que é o que interessa a todos nós.

    Depois das eleições, o que todos queremos saber é o que os novos governantes irão fazer.

    Quem comanda o mundo é o mercado financeiro e corporativo. Os políticos são apenas instrumentos que os representam.

    Precisamos discutir nesta Tribuna o que realmente vai acontecer. A mídia corporativa não tem interesse em revelar a verdade.

  20. O Ciro Gomes é o predileto do TI, só que é um ser vivo que paira sobre ele supostos vícios químicos, basta ver no YouTube. E fora que tem uma lista que é chamado de sardinha e seu irmão tem outras acusações estranhas. Mas como o editorial com viés comunista podem esquecer liberdade é somente retórica para ficar bonito na rede. E fora quando não é do agrado dos esquerdinhas podem ter certeza que será atacado. Tudo em prol da liberdade inexistente.

  21. Excelente artigo, Carlos Newton!

    Todos os podres de quaisquer políticos, de direita ou de esquerda, precisam vir à tona!

    Não podemos ter pilantras de estimação!

  22. Boa tarde.

    Que azar, caiu o avião do Teori Savascki, Eduardo Campos, e agora a Trump Tower pegou fogo.

    Descobriram a fortuna de Jair Bolzonaro, de Sarney não, de Michel Temer não, e de muitos também não.

    Será que chegará o momento dos que não gostamos pegar um avião e cair, ou sua casa pegar fogo.
    Aqui nada contra ninguém.

    Mas irão descobrir a verdadeira fortuna de todos? E olha que Jair Bolzonaro possui 4 familiares na política ganhando bem, e Sarney só três que eu saiba. Vamos comparar os patrimônios?

  23. Bolsonaro está certo em se defender das acusações, principalmente aquelas cujo intuito é para deteriorar a sua imagem, portanto mentiras e leviandades, talvez.

    Bolsonaro precisa entender que a vida de um parlamentar – ainda mais hoje em dia, onde não existe político algum com a sua carreira ilibada – precisa ser transparente, aberta, de modo que possam pesquisar e perscrutar o que quiserem que nada será encontrado.

    Ou assim ou ele não chega no segundo turno, pois ser candidato a deputado e alcançar um número fantástico de votos é muito diferente de se disputar a presidência da República!

    O Planalto exige um candidato que, em princípio, tenha muito dinheiro para gastar em campanha.
    Caso não conseguir bons investidores, perde na saída.

    Portanto, uma das primeiras providências que nós, os eleitores, deveremos tomar é quanto aos gastos do candidato, suas viagens de avião particular, os cartazes, os santinhos distribuídos, as reuniões, as localidades visitadas diariamente;

    As observações neste sentido poderão nos dizer a fonte de recursos que está provendo o candidato, e que mina é esta que o dinheiro é ilimitado.

    Saliento que com o PT recebendo “doações” de empresários sonegadores, ladrões e corruptos, quando em campanha para Lula e Dilma, mais tarde foram estes que acusaram Lula de chefe de quadrilha, e tivemos conhecimento de como o bando petista devolvia o investimento, que era franquear as estatais para serem roubadas por esta gentalha!

    O PT ainda tem milhões de reais em suas contas, tanto pela fortuna incalculável que roubou, quanto pela possibilidade remotíssima de Lula ser candidato, e precisar desse dinheiro depositado pelo mundo.

    Caso não for possível a sua candidatura, tem muita gente de olho não só nos eleitores de Lula como no dinheiro do PT, caso de Ciro Gomes, que se acha o sucessor de Lula por ser de esquerda, porém tendo como alvo a fortuna petista como fundamental para impulsioná-lo para o segundo turno, onde as alianças por mais absurdas que sejam permitem um lastro maior para a campanha.

    Entretanto, dois aspectos devem ser muito considerados neste particular, das doações:
    A cobrança dos investidores depois se o candidato for eleito;
    O dinheiro usado na campanha cuja procedência seja duvidosa, que seria o petista, pois advindo dos roubos conhecidos!

    Logicamente que uma campanha modesta, o candidato nadará até perto da praia, e morrerá afogado;
    Uma campanha rica, sem preocupação com dinheiro, estilo Lula e Dilma, com seus marqueteiros milionários abastecidos com dinheiro roubado da Petrobrás, ensejará muitas dúvidas, que poderá fazer o candidato também morrer perto da praia afogado pela quantidade de notas consigo!

    Bolsonaro precisa ficar atento a esses detalhes:
    Quem desfilará mostrando que tem recursos à sua campanha, e quem disputará o Planalto dentro dos limites definidos pela lei.

    Logo, aquele que o PT depois apoiar, precisará ser observado cuidadosamente, meticulosamente, detalhadamente, pois nele estará a fortuna do PT investida, em consequência, quem faz muita questão de ser o herdeiro de Lula, caso de Ciro Gomes, repito, é o cara a ser vigiado desde já.

  24. Considero um erro patogênico deste blog apoiar candidatos à presidência. A mídia não deve apoiar ninguém, mas divulgar atos e manifestações. Quem dá apoio perde no tempo e no espaço o grau de credibilidade e imparcialidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *