Bolsonaro logo vai perceber que seu governo terá um prazo curto de validade

Resultado de imagem para crise charges

Charge do Bruno Galvão (Arquivo Google)

Carlos Newton

Interessante notar que há um descompasso entre a realidade e a ficção na cobertura da imprensa. Os jornais e seus sites abrem espaços enormes para assuntos sem grande importância, relacionados à escolha dos ministros de Bolsonaro e ao dia a dia do presidente eleito, enquanto relegam para segundo plano o que realmente interessa ao país. A verdade é que o Brasil vive a pior crise da História Republicana, o governo federal e a grande maioria dos governos estaduais e municipais estão pré-falidos. Não há dinheiro para nada.

Aliás, causa espécie que tantas pessoas se habilitem a disputar eleições altamente cansativas e estressantes, mesmo sabendo que a vitória significará apenas o desgaste de administrar massas falidas, com todos os gravíssimos problemas decorrentes desta situação.

EXEMPLO DE ZEMA – Os exemplos de multiplicam. Veja-se o caso de Minas Gerais, que teve a administração pública destruída pelas sucessivas gestões dos tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia, que entregaram a massa falida ao despreparado e corrupto petista Fernando Pimentel, que nem conseguiu chegar ao segundo turno. E agora o vencedor Romeu Zema (Novo) vai ter de enfrentar um problema praticamente insolúvel.

Aos 54 anos, Zema é um executivo rico, presidente do conselho do grupo empresarial da família, que atua de maneira mais intensa no setor de varejo de eletrodomésticos e na distribuição de combustíveis, com presença em cerca de 460 cidades mineiras.

Pela primeira vez, o novo governador vai administrar uma falência e não terá dinheiro para apoiar o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que já anunciou que irá a Brasília em janeiro, pedir “de joelhos” ajuda financeira ao presidente Bolsonaro, que nada terá a lhe oferecer.

RIO AFLITOO governo do Rio de Janeiro também está quebrado, embora tenha melhorado um pouco com os royalties do petróleo, mas a situação é sinistra.

Além de corrupto ainda impune, o governador Pezão é um completo idiota. Acaba de afirmar que seu antecessor Sérgio Cabral não é culpado pela crise financeira do Estado e diz que tem vontade de ir à cadeia para abraçá-lo. Caramba, Pezão deveria ser preso por dar uma declaração como essa.

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, atravessa uma crise desesperadora, devido à irresponsabilidade do antecessor Eduardo Paes, que rapinou os cofres municipais, praticando uma política de terra arrasada, como se dizia antigamente. Mas a imprensa trata Crivella como se fosse culpado de tudo, não se publica uma linha contra Eduardo Paes, porque foi muito “generoso” com a mídia na fartura da Copa e na Olimpíada.

A CRISE VEM AÍ – Estudo realizado pela economista Ana Carla Abrão, ex-secretária da Fazenda de Goiás e sócia da consultoria Oliver Wyman, mostra que em 2022, último ano do mandato dos governadores eleitos nestas eleições, 16 estados e o Distrito Federal já estarão gastando acima de 80% das suas receitas somente com despesas de pessoal, incluindo pensões e aposentadorias, folha de pagamento e auxílios a servidores.

Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, que enfrentam sérios problemas de caixa, são os casos mais extremos. Em quatro anos, de cada R$ 100 arrecadados, mais de R$ 95 serão gastos com pessoal, se nada mudar.

###
P.S. 1
Esta é a situação de nosso país, embora ninguém toque no assunto. Há um clima de euforia, parecemos viver no melhor dos mundos, no estilo de Voltaire. 

P.S. 2Há quem pense que o mito Bolsonaro vai tirar o Brasil da crise com a maior facilidade, basta passar no Posto Ipiranga. Mas não é verdade. Seu superministro está mais preocupado em privatizações, quando deveria estar dedicado a achar soluções duradouras que possam socorrer também os estados e municípios. A irresponsabilidade abunda, mas quem se interessa? (C.N.)

58 thoughts on “Bolsonaro logo vai perceber que seu governo terá um prazo curto de validade

  1. Tenho que discordar dessa postagem. Dentre aqueles que tinham a real chance de ganhar o pleito, o melhor seria Haddad então? Quem levou o Brasil a essa tamanha crise foi o PT e suas aliadas, a má educação carregada de viés ideológico, a má imprensa e a corrupção. Solução fácil e mágica não existe, e vai ser muito difícil sair dessa crise. Ficamos numa situação de terra arrasada e com o “inimigo” ainda entrincheirado, preparado para sabotar toda e qualquer possibilidade de reação. Pelo menos existem pessoas de coragem que se colocaram à frente para abraçar a causa do povo brasileiro. Mas não se surpreenda como nossa capacidade de reação. Ou devemos desistir do Brasil e deixar a esquerda terminar o serviço? Fala sério C.N., com todo respeito.

  2. A bancada do RN ontem decidiu para onde vai o dinheiro da LOA, de aplicação obrigatória. Entre as decisões, 5 milhões de reais vão para o Ramal do Apodi (água) e outros 20 milhões para a Universidade Estadual do RN, um buraco sugadora de recursos.

    O Estado do RN passa por uma seca miserável, e estou aqui, mineiro de Uberlândia, cerca de 20 anos, e não vi nada igual nesse período.

    Quer dizer, a UERN recebe 20 mil e o Ramal 5. Das duas uma: ou os ilustres representantes do Estado sofreram pressão abissal e se renderam, ou como de hábito, político não está nem aí para o ‘povo’.

    Dinheiro tem, aos montes, as burras estão cheias a mais não poder, mas a obrigatoriedade de amarrar mais de 90% do orçamento da União a obrigatoriedade de desembolso automático faz com que realmente o dinheiro se torne escasso. Mas não está.

    Escasso está essa maldita mentalidade política de achar que sempre falta recursos sem mexer no móvel inútil da casa e ainda comprar outra geladeira nova por pura vaidade.

    Não votei em Bolsonaro.
    Mas imaginem se o PT ou Ciro tivessem ganho? O primeiro não permitiria discordâncias, o segundo sairia com um linguajar enfeitiçado como o de Ciro. Ele acaba de meter crítico em Sergio Moro!?

  3. Tem muito dinheiro. Falta administração justa. A começar com limites de ganhos para TODOS, sem exceção. Reforma da previdência urgente. Punição exemplar para corruptos. Terminar essas obras inacabadas, e por aí vai. Essa diferença abismal nos ganhos dos servidores com a média da população é outro buraco.

  4. A REPÚBLICA TEMERÁRIA 171 DO BRASIL TEMERÁRIO COMEÇOU COM OS MILITARES DEODORO-FLORIANO E VAI TERMINAR COM OS MILITARES BOLSONARO-MOURÃO, inclusive porque não há mais como prosseguir sem desatar o nó górdio , ou desativar a bomba-relógio, estabelecido em 1889, há 128 anos. Aleluia. Alvíssaras. Dispensem os psiquiatras, há mente sã em corpo são entre os bolsonarianos. Se eu fosse o saudoso J. Silvestre eu diria ao Carlos Newton em relação ao seu artigo o seguinte: você está absolutamente certo, a meu ver. É isso aí. E ninguém pode dizer que o C.N. é um petralha, ou tucanalha, ou adversário, ou inimigo do Bolsonarianismo, pelo contrário trata-se de alguém que abomina o petismo, abomina a corrupção principalmente carioca, e alguém que se declarou eleitor do Bolsonaro. Alguém que expressou no artigo acima a verdade como Ela realmente é, como diria o saudoso Nelson Rodrigues. Eu sou o Loriaga Leão em carne e osso, cabeça e coração, que propõe a refundação e reinvenção política e jurídica do Brasil, escrevo, falo e digo como fazer, ante a falência total que o transformou o país em massa falida, após 128 anos de golpismo ditatorial e partidarismo eleitoral, manivelados por seus tentáculos, velhaco$, que começou com a dupla militar Deodoro-Floriano e vai terminar com a dupla tb militar Bolsonaro-Mourão, porque não há mais para onde ir. A realidade nua e crua, livre de bravatas, sofismas e 171, é como desatar o nó górdio ou desmontar a bomba-relógio, armada há 128 anos. Problema e Solução que, neste aspecto, por este ângulo, só eu tenho tido a coragem de mostrar e propor, e explicar como fazer, assumindo a responsabilidade total sobre o que digo, assinando embaixo do que escrevo. E aos que contestam a minha proposta eu peço apenas que tenha a dignidade e a coragem de fazerem o que eu faço: assinem o que vocês escrevem para que tenham alguma credibilidade senão fica parecendo coisa de fake bolsonariano demente, louco de vontade de aplicar ou ser vítima de mais 171 eleitoral . E tenho dito.

      • ” Paulo 2″, bolsoanariano, é como já disse no texto acima, primeiro seja Homem, ou Mulher, de assinar o que vc escreve, e depois iremos analisar o que vc escreve, senão fica parecendo coisa de bolsonariano demente sem nenhuma utilidade prática, coisa de fujão, covardão, ou só tentativa inútil de desqualificar o escrito de quem tem coragem de assinar com o próprio nome.

      • Essa esquerdalha finge de boba outra viver, ou são débeis mentais. Fico com a primeira opção. Dezesseis anos de desmandos, ineficiência e roubalheira não vão se resolver em quatro anos.

  5. U$S 380.000.000.000,00 em reservas cambiais , que se faça uso dela e coloquem a casa em ordem . Dinheiro é o que não falta . O resto é puro terrorismo .

    • Olha a idiotia bolsonariana caindo em contradição. Que “governo bandido” foi esse que conseguiu acumular reservas tão fabulosas nunca antes verificadas neste país ? Será que é o caso de se permitir que agora “governos mocinhos” torre à toa essa reserva financeira, como tem torrado o patrimônio público em vão, agravando ainda mais a situação no dia seguinte, para que a bomba exploda, ou expluda, nas mãos dos sucessores ?

      • O ladrão chega para a turma dele, depois de arrombar o cofre de uma empresa, e se orgulha de ter feito respeitosa reserva. O ladrão é o petismo. A reserva o resultado de muita indústria.

  6. Concordo plenamente com o editorial de Carlos Newton.

    A situação financeira do país é muito grave para estar sendo deixada de lado, e ceder espaços para besteiras!

    O meu RS está falido!

    Ontem, nenhum servidor do Executivo, claro, recebeu um tostão!
    O pagamento de outubro iniciará em 12 de novembro.
    Porém, os milionários salários do Legislativo e Judiciário pagos em dia e nos seus totais!

    Muito mais do que a raiva que se sente pelo não pagamento dos dias trabalhados, o que mais corrói a pessoa é a injustiça!
    Por que juízes e desembargadores, parlamentares e assessores, recebem seus proventos independente de crises??!!
    Isso é discriminação, um crime contra a Constituição, que prega sermos todos iguais perante a lei!

    Cambada de mentirosos!

    Bolsonaro deve se manifestar com relação a esses Estados falidos, e como pretende ajudá-los.
    De nada adiantam as reservas em dólares – aliás, será que existe mesmo essa quantia? Em se tratando de PT nada do que dizem é verdade -, se os Estados sequer pagam seus funcionários??

    A situação é dramática, e vejo no Onix porque político, muito blá blá blá, da mesma forma com as soluções mágicas de Paulo Guedes, mas nada referente de como enfrentaremos as dificuldades maiores!

    Bolsonaro só não pode ser um Lula ao avesso, pelo amor de Deus!
    Se, quem mandava e organizava o governo petista era Zé Dirceu, pois Lula era uma besta quadrada, só sabia enrolar, Bolsonaro também é dotado de poucas luzes, e pode se deixar levar por aqueles que julga serem os melhores existentes para seus ministérios!

    O PAIS NÃO PRECISA DE SOLUÇÕES POLÍTICAS, MAS DE OUSADIA, DE EQUACIONAR SUAS DIFICULDADES DE FORMA HETERODOXA, E NÃO MAIS MEDIANTE AUMENTO DE IMPOSTOS OU REFORMAS DAQUI E DALI!

    Ou Bolsonaro se mostra criativo, inovador, e mostra para que veio ou, como diz sabiamente o Mediador, o seu mandato será mesmo muito curto!!!

    • Bravo. “Conhecereis a verdade, e a verdade nós libertará.” ” Não importa a cor do gato, o importante é que ele cace os rato$.”

    • Sai pelo sumidouro do $istema apodrecido, que, entre elle$, ninguém fala em mudar de verdade, com honestidade, seriedade profundidade. A coisa fica sempre só no oba-oba, faltando apenas as saudosas mulatas do saudoso “Sargentele”.

  7. Concordo com o artigo. Bolsonaro terá dificuldades imensas. Porém ele afastou o Brasil da volta da quadrilha lulopetista ao poder. Ou seja, nos tirou de um perigo imensurável. Então já estamos no lucro.

    Agora será necessário trabalhar muito. E lutar contra aqueles que farão de tudo para que nada dê certo.

    • Lucro ? Que lucro ? Lucro de quem, cara pálida ? Pelo visto, vocês estão apenas de olho na butique do Lula , ou seja, os U$S 380.000.000.000,00 em reservas cambiais, o que restou das joias da coroa. Estamos de olho. Se botarem as mãos suja$ nele vai ter pau de encontro. Já basta o patrimônio nacional vendido em vão, para enricar bandidos insaciáveis.

  8. No segundo dia de transição do governo de um estado falido e mal gerenciado por décadas já estão cobrando resultados antes da posse. Problemas crônicos de gestão devem ser resolvidos com calma e ao longo do tempo. Não existe salvador da pátria, mas a primeira coisa a ser feita para acertar na nova gestão é levantar o tamanho do problema, que só temos a vaga noção da gravidade pela constatação do desemprego ao redor de nós e déficit público propagados pela imprensa e pelos meios oficiais de comunicação dos governos que passaram. Espero que Bolsonaro vá sempre deixar a verdade aparecer, pois o povo merece saber a verdade da nossa real situação, que exige confiança e mobilização para ser superada, mas que muitos não querem permitir que aconteça. Nada se faz sem confiança no presidente. O brasileiro confiou em FHC, Lula e Dilma e eles são os responsáveis pela situação atual, tanto por erros quanto acertos. Verificamos que o saldo desta sequência de governantes é o que temos agora, e 55,1% da população quis mudar este estado de coisas. Agora é hora de se lançar em um novo rumo, com oposição republicana madura, não com discursos pessimistas e anacrônicos de derrotados.
    Muitos julgam Bolsonaro pelo que ele disse no passado, e fecham questão, taxando-o, a meu ver exageradamente, de vários adjetivos depreciativos. Porém devemos estar atentos àquilo que ele fará doravante. Se acertar, nossos elogios contidos; se errar, nossas críticas construtivas, mas sempre confiando que ele quer acertar e levar este pobre país a um futuro mais justo para todos.

    • É o mesmo mantra de sempre do velho $istema podre. Por ora não podemos fazer nada a não ser impor mais e mais sacrifícios ao povo, assim começou e terminou a famigerada ditadura militar de triste memória, e assim prosseguiu até os dias atuais, com a única diferença de que o Gov. Lula deixou os Trezentos Bilhões de Dólares em reservas cambiais.

  9. Esse cara precisa urgentemente de um psiquiatra . Outra , não votei em Bolsonaro , meu voto foi em branco .Outra , estas reservas , não são tão fabulosas assim ,veja a da China : U$S 3. 000.000.000.000,00 . Outra , procure saber sobre os custos destas reservas para o país ( custo de carregamento ) , então voltaremos a debater .

    • Quem é “Vicente Quinane” ? É nome próprio, ou é apenas mais um fake bolsonariano demente ? Comparar a China com o Brasil é a mesma coisa que comparar o Brasil com o Haiti, infelizmente. China tem política séria há muito tempo, se reinventou, há anos cresce vertiginosamente face à sua reinvenção, tem projeto próprio, rumo e futuro, o nosso Brasil, infelizmente, é um barco a deriva lotado de políticos 171.

  10. O capitão com certeza tem conhecimento de tudo isto, ou seja, não pode alegar desconhecimento da realidade nacional. Mas o exemplo virá de cima, do governo federal, ele cortando na carne pode exigir o mesmo dos estados e do DF. Se o capitão começar a vacilar como os presidentes tem feito frente as dificuldades, procrastinando as decisões importantes e urgentes, aí sim o governo dele faz água já no primeiro ano. A hora de cortar na carne começa em janeiro, se o capitão começar a governar depois do Carnaval aí já era.

  11. ARRECADAÇÃO DO RIO DE JANEIRO (em R$ bilhões)

    ANO ARRECADAÇÃO ¹
    VALOR VARIAÇÃO %
    2005 R$ 30,321 –
    2006 R$ 34,141 13%
    2007 R$ 35,081 3%
    2008 R$ 41,637 19%
    2009 R$ 40,591 -3%
    2010 R$ 48,806 20%
    2011 R$ 55,403 14%
    2012 R$ 60,575 9%
    2013 R$ 67,955 12%
    2014 R$ 75,791 12%
    2015 R$ 61,654 -19%
    2016 R$ 50,685 -18%
    2017 R$ 62,274 23%
    VARIAÇÃO TOTAL =105,38%
    VARIAÇÃO MÉDIA =7,06%

    1) Receita bruta arrecadada em valores correntes
    Fonte: Portal Transparência do Governo

    • No Estado do Rio de Janeiro enquanto a arrecadação cresceu 105,38% a despesa com folha de pagamento cresceu 378%!

      Crescimento da despesa com pessoal e encargos sociais do Estado do Rio de Janeiro

      2008………..R$8,774 bilhões
      2009………..R$10,839 bilhões
      2010………..R$12,510 bilhões
      2011………..R$13,867 bilhões
      2012………..R$15,848 bilhões
      2013………..R$18,063 bilhões
      2014………..R$19,936 bilhões
      2015………..R$22,099 bilhões
      2016………..R$33,426 bilhões
      2017………….R$41,992 bilhões

      Esse fato mais o crescimento dos gastos com aposentados e pensionistas de modo que o Rioprevidência teve de ser suplementado com recursos provenientes do orçamento estatal, mais a queda na receita dos royalties devido à queda do preço do barril de petróleo no mercado internacional, mais a corrupção, enterraram as finanças do estado.

      Observe no quadro acima que a receita orçamentária, em 2015, caiu 19% e logo em seguida, 2016, caiu mais 18%. Principalmente em decorrência dos royalties, mas, também, em decorrência da recessão. Veja quadro abaixo:

      Participação dos royalties na receita total do Estado do Rio de Janeiro – série histórica a partir de 2002
      EXERC….RECEITA TOTAL….ROYALTIES….%
      2002….R$25,7 bilhões……..R$1,8 bilhão…..7,15
      2003….R$29,9 bilhões……..R$3,5 bilhões…11,74
      2004….R$31,5 bilhões……..R$3,5 bilhões…11,15
      2005….R$32,7 bilhões……..R$4,3 bilhões…13,26
      2006….R$35,7 bilhões……..R$5,3 bilhões…14,94
      2007….R$36,5 bilhões……..R$4,4 bilhões…11,96
      2008….R$43,0 bilhões……..R$6,7 bilhões…15,62
      2009….R$44,8 bilhões……..R$4,9 bilhões…10,90
      2010….R$53,7 bilhões……..R$6,4 bilhões…11,94
      2011….R$57,5 bilhões……..R$6,9 bilhões…12,10
      2012….R$63,6 bilhões……..R$8,2 bilhões…12,95
      2013….R$76,6 bilhões……..R$8,2 bilhões…10,74
      2014….R$82,5 bilhões……..R$8,7 bilhões…10,55
      2015….R$79,1 bilhões……..R$5,3 bilhões…..6,70
      2016….R$68,3 bilhões……..R$3,5 bilhões…..5,13
      2017…R$78,5 bilhões…….R$7,1 bilhões….9,10

      Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro – Portal Transparência.

      • Como se observa do quadro acima, em 2017, com a recuperação dos preços do barril de petróleo no mercado internacional (barril do Brent), houve alguma recuperação da receita com royalties pelo Estado do Rio de Janeiro.

        Veja pois que, de 2016 para 2017, a receita com royalties salta de R$3,5 bilhões para R$7,1 bilhões.

  12. Todo mundo sabe que a situação do país se transformou num caos maior ainda com a administração petista. (14 milhões de desempregados, corrupção,roubos,etc,etc,etc).

    Agora é esperar para ver como vai se sair o candidato eleito.
    Na minha opinião deve haver muita gordura produzida pela corrupção do PT a ser cortada de cara, privatizando e fechando lixos como a tal TV Brasil, em que o esquerdinha , marido de Marieta Severo, ganhava mais 50 mil reais para ir uma vez por semana e fazer um programa de audiência zero.

  13. O pensamento daqueles que colocam o país – qualquer país – à frente do povo, carece de razões e motivos plausíveis.

    Não existe país, estado, nação e pátria, sem povo, sem seres humanos no território designado.

    Assim sendo, de que nos adiantam ter mais de 300 bilhões de dólares em caixa, guardados hermeticamente, se o desemprego é incalculável, a inadimplência uma via crucis, a violência domina e, a saúde pública, sequer atende a demanda!?

  14. ARRECADAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL (em R$ bilhões)

    ANO ARRECADAÇÃO ¹
    VALOR VARIAÇÃO %
    2005………R$ 16,824 –
    2006………R$ 18,292…….9%
    2007………R$ 20,839……..14%
    2008………R$ 21,719………4%
    2009………R$ 21,697……….0%
    2010………R$ 26,517………22%
    2011………R$ 27,116…………2%
    2012………R$ 30,016……….11%
    2013………R$ 32,366………..8%
    2014………R$ 37,233………..15%
    2015………R$ 36,546………..-2%
    2016………R$ 41,214…………13%
    2017………R$ 43,079………….5%
    VARIAÇÃO TOTAL = 156,06%
    VARIAÇÃO MÉDIA = 8,35%
    1) Receita bruta arrecadada em valores correntes
    Fonte: Portal Transparência do Governo

    • No Rio Grande do Sul o mesmo problema de inchaço da folha de pagamento superando os mais de 156,06% de crescimento da folha de pagamento. Portanto o inchaço da folha de pagamento mais o aumento portentoso dos gastos previdenciário faliram o Estado do Rio Grande do Sul.

      Corroborou ainda, no ano de 2015, em decorrência da recessão vivida pelo estado e por todo o país, a queda na arrecadação. Veja o quadro acima.

  15. Bom Dia Carlos Newton,

    A situação do Brasil é dramática e as medidas a serem tomadas serão impopulares e urgentes.

    Seus artigos são muito necessários para nos manter informados, pois aqui é publicado o que a mídia corporativa e partidária não publica.

    Um abraço.

  16. ARRECADAÇÃO DE MINAS GERAIS (em R$ bilhões)

    ANO ARRECADAÇÃO ¹
    ……………….VALOR……VARIAÇÃO %
    2005………R$ 25,513 –
    2006………R$ 29,100………14%
    2007……….R$ 32,633………12%
    2008……….R$ 39,923……….22%
    2009……….R$ 40,563……….2%
    2010……….R$ 46,618……….15%
    2011……….R$ 54,844………..18%
    2012……….R$ 65,249………..19%
    2013……….R$ 70,958………….9%
    2014……….R$ 73,347………….3%
    2015……….R$ 76,155………….4%
    2016……….R$ 83,966………….10%
    2017……….R$ 88,624…………..6%
    VARIAÇÃO TOTAL = 247,37%
    VARIAÇÃO MÉDIA = 11,12%

    1) Receita bruta arrecadada em valores correntes
    Fonte: Portal Transparência do Governo

    • A mesma coisa no Estado de Minas Gerais, com o governo inchando a folha de pagamento mesmo o estado se ressentindo da crise econômica vivida pelo país. Veja no quadro acima que, em decorrência da recessão, nos anos de 2014 e 2015 houve queda expressiva na arrecadação do fisco mineiro.

      O estado mineiro colapsou por isso, pelo forte crescimento das despesas com a folha de pagamento – inchaço da folha de pagamento -, com o forte crescimento das despesas dos aposentados e dos segurados, em contraponto com a queda da arrecadação decorrente da crise econômica pela qual o país atravessa.

  17. Vejam-se que, este quadro se repercute em quase todos os estados (com exceção de Rondônia e Pará), além da União.

    Pelo que se pode afirmar com a máxima certeza, de que, para evitar colocar o máximo de servidores no olho da rua, os entes federativos terão que congelar os salários dos servidores públicos concursados por dez anos ou mais, a fim de que, sob o efeito inflacionário e de defasagem salarial, as remunerações do setor público retornem a patamares menores, desinchando a folha de pagamento e se igualando às remunerações pagas à média da iniciativa privada.

    Se não se fizer isso, a solução será a adoção de exonerações maciças de servidores públicos nos três entes federativos.

    • Uma medida que se espera há anos é cruzar as matrículas dos servidores públicos. Muitos tem 2, 3 ou mais matrículas com carga horária sobreposta. Isso é ilegal e passível de exoneração imediata.
      Um corpo não pode ocupar dois espaços distantes ao mesmo tempo.
      Não há cálculos sobre a economia que esta medida trará, mas certamente será significativa. E não prejudicará a economia, pois não teremos desempregados. Ao contrário, melhorará a eficiência da máquina pública retirando fantasmas que nada produzem mas ocupam espaços que ficam ociosos no atendimento ao público.

      • O âmago do problema está no crescimento da folha de pagamento – seja por conta de novos concursados, seja por conta dos reajustes salariais que estiveram muito acima da inflação, seja por conta do crescimento do gasto com aposentados e pensionistas dos respectivos institutos previdenciários dos entes federativos, cujo desequilíbrio fiscal obrigou o Estado a completar com recursos do seu orçamento próprio o orçamento de seus institutos.

        O déficit do Rioprevidência em 2017 foi de mais de R$11,0 bilhões!

        Esse déficit foi coberto com recursos do orçamento do próprio Estado do Rio de Janeiro. Porque assim obrigam as legislações pertinentes.

    • Caríssimo Wagner,

      Ultimamente estamos nos estranhando!!

      Sem eu ter as mínimas condições para discutir Economia contigo, valho-me apenas como ser humano para te contestar a respeito do congelamento dos salários dos servidores concursados POR DEZ ANOS!!!

      Tá de brincadeira, né??

      Durante os quatro anos de Sartori, o Executivo não recebeu um centavo de aumento salarial, nada!!!

      A inflação já corroeu quase 30% dos vencimentos!!!

      Nesse meio tempo, a cada ano, o Legislativo e Judiciário aumentam seus já milionários proventos!!!
      Pergunto:
      É justo??!!

      O trabalhador que se exploda, mas os vagabundos e ladrões – caso dos parlamentares – são bem tratados pelo povo roubado e explorado!!

      Sinceramente, Wagner, mas se houver medidas duras, que sejam para todos, e não somente para o cidadão trabalhador, que não aguenta mais só pagar e sustentar uma cambada de perdulários, vadios e corruptos!

      Só para teres uma ideia, muito antes de se pensar em congelar os salários dos servidores do Executivo, a retirada dos penduricalhos tipo auxílio-moradia de parlamentares e magistrados, já ajudariam e muito na economia do país!!!

      Abração.

      • Bendl, o inchaço da folha de pagamento ocorre nos três poderes público (executivo, legislativo e judiciário), com forte ênfase no legislativo e judiciário.

        Não há fórmula mágica, Bendl. Ou se congela os salários dos servidores públicos até a remuneração média dos servidores se igualar ao da iniciativa privada, ou as exonerações e demissões serão fatais.

        Não há como reequilibrar a situação fiscal dos entes federativos, sem passar pelo congelamento das remunerações.

        Assim como se congelou o teto do gasto público por vinte anos, haverão de ser congelados os salários dos servidores.

        • Wagner, se o JB conseguir destravar o crescimento, será possível aumentar a receita, o que diminuirá a desproporção das despesas em relação ao total das receitas.

          Creio que a prioridade deva ser dada ao crescimento, pois não existe mais onde cortar: O país já não nos oferece nada!

          Abraços.

          • Com a economia crescendo, a tendência é, também, a receita dos entes federativos reagir positivamente.

            Ocorre, porém, que, para crescer, terão de fazer uma reforma tributária profunda, com redução da carga tributária, de modo a tirar o peso do estado de cima dos empresários e trabalhadores. Com isso, a arrecadação tenderá a cair num primeiro momento. Para só depois, com crescimento sustentado garantido a arrecadação se firmar, sem tendência de crescimento.

            Isto porque para o país se desenvolver, será extremamente necessário reduzir o tamanho do estado, enxugar os gastos públicos, para que o estado mais enxuto, demande uma carga tributária menor, de modo a deixar que as empresas fortaleçam o seu caixa e o seu potencial de investimento, a sua capacidade de inovação, ampliando o mercado de trabalho e a oferta de produtos e serviços.

            Ou seja, Paulo Guedes tem que garantir exatamente o contrário do que os economistas keynesianos fizeram até agora com o nosso país. Tem de tirar o peso do estado de sobre a economia e deixar a economia fazer o que mais sabe fazer que é gerar riqueza para o país.

            Portanto, se o país quiser crescer gerando riqueza e prosperidade para a população, os servidores públicos terão de sentir o peso da responsabilidade nesse processo.

            O maior peso dos gastos desses estados vem da folha de pagamento.

            Para vocês terem uma ideia do que eu estou falando, o Estado do Rio de Janeiro, por exemplo, gastou no primeiro quadrimestre de 2018 o equivalente a 65% (!) de toda a sua Receita Corrente Líquida com a sua folha de pagamento!!!

            65%!!!

            A receita corrente líquida é toda a receita auferida pelo estado (Receita Bruta) menos as transferências constitucionais que o estado deve fazer ao município, como, por exemplo, 25% do IPVA arrecadado e 50% ICMS arrecadado.

          • A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece o teto de 60% da Receita Corrente Líquida para os Estados e Municípios gastarem com a folha de pagamento.

            Ou seja, esses estados falidos já ultrapassaram o limite estabelecido pela Lei.

            Estão, de fato, em estado de calamidade financeira.

            Calamidade fiscal.

        • Há mais um ponto terrível na crise desses estados – como ocorre com o Rio Grande do Sul -, que é o fluxo de desembolsos que estes estados tem de fazer com o pagamento de suas dívidas para com o Tesouro da União.

          O Rio Grande do Sul acumula quatro décadas de descontrole financeiro, gastando mais do que arrecada.

          Esses estados estão numa condição muito difícil, mesmo. E os cortes de custo terão, necessariamente, de atingir o servidor público.

          Não há outra forma.

  18. Digno de nota que as forças políticas ditas progressistas louvadas pela mídia estiveram no poder durante longos anos e contribuíram largamente para agravar a situação. Tucanos, petistas, Cabral e Paes (ambos com passagem pelo PSDB)…
    Agora estranham que o eleitorado tenha se voltado para os ditos reacionários…
    O que a mídia está fazendo no Rio com Crivella é um prenúncio do que irá fazer com Bolsonaro. Esquecerão todo o caos legado por aqueles tucanos, ex-tucanos e petistas tão progressistas, antenados, simpáticos e respeitáveis, para culpar em tudo a gente ‘deplorável’ que venceu a última eleição.

  19. Pedro Meira, meu caro … o senhor tem se mostrado ser um analista isento e observador adequado ao que escreve … permita-me um acréscimo à la Paulo Francis???

    kkk KKK kkk

    Quem é que tem dado ajuda a todos os partidos no Governo Central que não seja o MDB??? e que foi o mais massacrado nas urnas???

    No entanto, o eleitorado que votava no MDB RJ e MG é que elegeu Bolsonaro kkk KKK kkk

    Um aperto de mão … dos fortes (com duplo sentido) kkk KKK kkk

  20. Correto Wagner. As despesas com funcionalismo público (previdência e salários) é o grande problema. O crescimento é exponencial. Solução é a reforma da previdência e o congelamento dos salários, não tem outra solução. Se ficar esperando começará a acontecer o que ocorreu na Grécia que chegou a diminuir os salários dos funcionários em 30%. Vamos escolher entre congelar ou diminuir.

  21. Olha só … POR FAVOR, CN … dê uma olhada … … … já estou cansado de ALERTAR!!!

    http://www.investidorpetrobras.com.br/pt/destaques-operacionais/producao-e-comercializacao mostra que em set/18 a Produção total de óleo, LGN e de gás natural (Mboe/d) da Petrobrás foi de 2.470,08

    Acontece que indo até 2009 encontramos 2.525,30 kkk KKK kkk

    Ou seja … bilhões e bilhões … e a produção CAI kkk KKK kkk

    Um aperto de mão … ACORDEM!!! !!! !!!

  22. O comportamento da maioria em relação a vitória do Bolsonaro e colocando-o como “salvador do País”, é o mesmo comportamento dos brasileiros quando elegeram o corrupto Lula em 2001.

    Esperem brasileiros vira-latas o que aguarda vocês.

    • Então quem votou em Bolsonaro é vira-lata, Renato?

      Quer dizer que a maioria absoluta do povo não passa de um cusco de sete raças, um jaguara!?

      E como defines quem não votou em Bolsonaro?
      Cães de raça?
      Pit bull?
      Rottweiller?
      Boxer?
      Buldogue?
      Dobermann?
      Lulu da Pomerânia?
      Chihuahua?
      Pastor-alemão?

      Ou não seriam cachorros, mas ratos, camundongos, roedores??

      Ou gatos?

      Ou gatos e ratos?!

      Fico no aguardo.

  23. Belo artigo, caro Carlos Newton.

    Assim como você, votei no Bolsonaro por dois motivos:

    1° – Não voto no PT nem a pau;

    2° – Acho antidemocrático o voto nulo ou em branco.

    Mas, infelizmente, não espero nada de positivo do governo que se inicia a partir de 1° de Janeiro de 2019.

    Abraços.

  24. Luiz Felipe , sou um empresário bem sucedido no ramo de cosméticos Sou formado em economia e possuo uma empresa com 26 funcionários ,que recebem rigorosamente em dia e todos possuem plano de saúde , farmacêutico , entre outros benefícios . Sou faixa marrom de Judô , adoro tomar cachaça , pescar e andar a cavalo . Nos finais de ano , gosto de viajar pelo nordeste com a família e vou de carro curtindo o litoral . Moro em Minas Gerais , em uma chácara a 3km da cidade . Escrevo mal pra c…. , porem , sou especialista em produzir dinheiro . E você , qual é seu pedigree ?

    • Parabéns, Quinane.

      Meu aplauso porque és um homem realizado.

      Certamente porque és competente, sério e honesto.

      Podemos discordar politicamente, mas devo reconhecer que lutaste e obtiveste a consequente vitória pessoal e profissional!

      Abraço.

  25. Bendl ,
    Fui ativista sindical na decada de 80 , participei diretamente como ativista , crescimento do PT , embora nunca tenha me filiado . Com 21 anos já era casado e tinha um filho . Nesta época , trabalhava na G M em São José dos Campos , São Paulo e participei com ativista da campanha das diretas já . Participava de piquetes durante a madrugada , onde , batia e apanhava da policia .
    como disse anteriormente , não era filiado ao partido e nunca comunguei com Lula . Durante o movimento , fui demitido por justa causa , fui enquadrado na lei de segurança nacional , perdi casa , carro e quase minha família . Quando demitido , o primeiro crédito perdido , foi das instituições ligadas ao sindicato . Perdi tudo . Este tudo perdido me fez ser o vencedor que sou hoje . Continuo sendo esquerda e não nego isto . Me desculpe a caligrafia , pois como disse , sou péssimo escritor .

  26. E um erro acreditar , que o PT foi idealizado por
    Lula , ele foi voto vencido . O PT foi idealizado
    por renomados , entre eles , Helio Bicudo , Paul Singer , Apolônio carvalho , Mário Pedrosa Antônio Cândido , Ivan Valente . Lula se apoderou do PT , com um discurso falacioso , quando tomou consciência da força que estava emergindo . Lula nunca foi esquerda , basta vermos com quem culundriou .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *