Bolsonaro recua e orienta equipe de governo a não avalizar manifestação contra o Congresso

Ordem é para que auxiliares não participem de protesto

Gustavo Uribe
Folha

O presidente Jair Bolsonaro orientou a sua equipe de governo a evitar endossar publicamente a manifestação marcada para o dia 15 contra o Congresso Nacional. O pedido foi feito após a repercussão negativa com o informação de que o próprio Bolsonaro compartilhou pelo WhatsApp um vídeo de apoio ao ato.

Em conversas na manhã desta quarta-feira, dia 26, o presidente disse a aliados e a auxiliares que não está incentivando o protesto e que apenas reencaminhou em um grupo privado um conteúdo que lhe foi enviado. O vídeo convoca a população a ir às ruas para defendê-lo. Além da pauta em defesa do governo, os organizadores do protesto têm levantado bandeiras contra o Congresso.

“EXAGERO” – Segundo relatos feitos à Folha, o presidente avaliou que o fato de ele ter compartilhado o conteúdo não é algo grave e considerou que tem havido um exagero na repercussão do episódio. Para evitar novas críticas, no entanto, a ordem repassada pelo Palácio do Planalto é para que a equipe ministerial não compareça à manifestação de março para evitar um desgaste desnecessário com o Legislativo e o Judiciário.

Além disso, auxiliares palacianos têm defendido que Bolsonaro entre em contato com os presidentes do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, para esclarecer o ocorrido.

“CHANTAGISTA” – A manifestação do dia 15 é uma reação à fala do ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, que chamou o Legislativo de “chantagista” na semana passada. O ato estava previsto desde o final de janeiro, mas acabou mudando de pauta para apoio a Bolsonaro e encorpando insinuações autoritárias após Heleno atacar o Legislativo.

Nesta quarta-feira, Bolsonaro chamou de “tentativas rasteiras de tumultuar a República” as interpretações sobre ele ter compartilhado o vídeo. Ele escreveu em rede social e não negou ter enviado a mensagem. Afirmou usar esse aplicativo para trocar mensagens de “cunho pessoal”.

“Tenho 35 milhões de seguidores em minhas mídias sociais (Facebook, Instagram, YouTube e Twitter) onde mantenho uma intensa agenda de notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional. Já no WhatsApp tenho algumas poucas dezenas de amigos onde, de forma reservada, trocamos mensagens de cunho pessoal”, afirmou Bolsonaro.

PROVOCAÇÃO – Apesar do posicionamento mais comedido do presidente nesta quarta-feira, um dos filhos dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), escreveu em rede social: “Se houvesse uma bomba H no Congresso você realmente acha que o povo choraria?”

Eduardo comentou nessa publicação o tuíte de uma jornalista que relembrava declaração do hoje presidente em 2017, quando Bolsonaro afirmou: “Se hoje, por exemplo, caísse uma bomba H dentro do Parlamento, pode ter certeza uma coisa: haveria festa no Brasil.”

REAÇÃO – Líderes políticos como os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso, além de congressistas,  criticam a iniciativa do presidente de divulgar a convocação para o ato. Pelas redes sociais e por WhatsApp, apoiadores do presidente têm postado imagens de ataque ao Congresso, retirada dos comandantes da Câmara e do Senado e de alusão ao uso das Forças Armadas no movimento.

O general da reserva Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo, criticou a mobilização dos apoiadores do presidente e a classificou como irresponsável ao usar imagens de Heleno e do vice-presidente, general Hamilton Mourão.

Ao menos seis congressistas bolsonaristas já manifestaram apoio à mobilização anti-Congresso: Carla Zambelli (PSL-SP), Filipe Barros (PSL-PR), Guiga Peixoto (PSL-SP), Aline Sleutjes (PSL-PR), Éder Mauro (PSD-PA) e a senadora Soraya Thronicke (PSL-MS).

16 thoughts on “Bolsonaro recua e orienta equipe de governo a não avalizar manifestação contra o Congresso

  1. Nenhum governante fala em:
    Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República.
    Redução do número de deputados federais, estaduais e senadores e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado, judiciário e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;
    Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º… escalões de emprego.
    Redução drástica da quantidade de vereadores e redução dos salários de vereadores, diminuir os gastos das Câmaras Municipais e das Assembleias Estaduais.
    Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 3 a 5 partidos apenas, seria mais que suficiente.
    Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc., das Câmaras, Juntas, etc.
    Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias.
    Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;
    Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos às escolas, ir ao mercado, a compras, etc.
    Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu real patrimônio.

    Já que esses nossos governantes, políticos e judiciário corruptos, não querem fazer com urgência as reformas necessárias e manter presos os corruptos condenados, ou seja, não querem passar o Brasil a limpo, cabe a nós, povo esclarecido, fazer isto através da mobilização em massa e indo para as ruas (sem vandalismo, sem Black Blocs, que são contra a sociedade) manifestar a nossa insatisfação.
    Vamos juntos, vamos mostrar que no Brasil o povo esclarecido pode realmente mudar o rumo da história, já que pelas urnas vai ser difícil, por motivos óbvios.

    • Tudo isso ai que vc está pedindo, e muito, muito mais ( exceto quanto ao número de partidos que pode ser até 200 milhões desde que não detenham o monopólio eleitoral e nem sejam bancados com dinheiro público), está contido na RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de e Política e de Nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, que pega pra capar geral, o sistema podre inteiro, cujo espírito já esteve nas ruas do país em Junho de 2013. Mas o perigo é o bolsonarismo psicopata na área, louco para tirar proveitos e vantagens de tudo, o tempo todo, necessitando de um bode expiatório capaz de lhe dar mais alguma sobrevida, fazendo o povo miolo mole enxergar fantasmas em plena luz do meio dia, como fizeram na intentona de 64, porque não sabem fazer outra coisa senão apenas confundir o imaginário popular para dominá-lo.

  2. “Se hoje, por exemplo, caísse uma bomba H dentro do Parlamento, pode ter certeza uma coisa: haveria festa no Brasil.”

    Frase atualíssima. No que diz respeito à areté (dias de festança, em tupi-guarani) , considerando a baixa qualidade dos políticos, não ia faltar patrocinador.

  3. Os comentarios de fhc e luiz inacio e nada, não fazem diferença.
    Dois perdidos, um porque ainda deveria estar preso, e o outro porque ainda não foi preso.
    A que nível da vida pública nós chegamos com dois ex presidentes deleterios que somente engordaram as contas dos bancos, serviram aos mais inconfessáveis interesses estrangeiros e enriqueceram seus amigos e familiares.
    Os dois se arrogam de serem palmatórias do mundo quando, em verdade, deveriam estar presos na mesma sela.
    O primeiro já chamou o povo brasileiro de vagabundo, eno segundo dispensa comentários pela desonra que causa ao país ao abrir a boca sempre suja.
    Mas tudo passa, e o país sabe quem são os dois que não podem andar pelas ruas e só viajam de jatinhos porque de avião de carreira não aguentam os insultos dos passageiros que não querem estar ao lados ds dois imundos.
    Fora ambos.

    • FHC e Lula, realmente, perderam o Trem da História, assim como todos os seus antecessores, inclusive a famigerada ditadura militar com os seus 21 anos de mamação e que nos legou a merda que ai está.

  4. Lula soube evitar problemas com os imaculados políticos: criou o MENSALÃO.

    Fernando Henrique Cardoso nomeou o puríssimo Gilmar Mendes para o STF.

    Dois feitos compatíveis com a moralidade vigente em Brasília.

  5. Falar ou tomar medidas erradas e comprometedoras é normal do Bolsonaro, desde o início do seu governo. Diz, desdiz, vai e volta atrás depois se vê obrigado a se desculpar. Junte-se a isso, a falta de educação e grosseria com termos chulos em que trata os entrevistadores, tem demonstrado homofobia, racismo, intolerância, defensor de tortura e de ditadores sanguinários como Augusto Pinochet.
    Tem gente que gosta, mas a maioria do povo brasileiro que não carrega ódio no coração não merece esse tipo de governo

  6. Em tempo: Fernando Henrique Cardoso também tem experiência em comprar políticos: comprou a reeleição.

    O Congresso, por nefasta tradição e foro privilegiado, tem passado ao povo a imagem de ser um descomunal mercado de compra de votos.

  7. Bolsonaro recua.
    Não precisa nem ler a matéria, já disse a que veio.
    A Folha avança.
    A Folha é a vanguarda do atraso e se fosse no Senado Romano e Cícero lesse a Folha certamente teria reprisado.

    Quo usque tandem abutere, Folha, patientia nostra? Quam diu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?
    Marcus Tullius Cicero.
    Oh tempos, oh costumes!

  8. Há cerca de 30 anos, após a constatação do fracasso retumbante da famigerada ditadura militar com os seus 21 anos consecutivos no comando político da república, enquanto última tentativa de colocar a força o sistema político podre nos eixos, certo de que a tentativas posteriores tb redundariam em mais fracassos, a paisana e fardados, levantamos então de olhos vivos na globalização a Bandeira da RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, o Novo Trem da História Brasileiro, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, que busca elevar o Brasil ao nível da União Europeia em contraponto a isso que aí está há 130 anos, que já vinha caminhando de mal a pior, que deu um soluço enganoso de bem-estar com o FHC e o real, e um impulso consequencial tb enganoso com o Lula, tipo castelo de cartas, ou castelo construído no ar sem alicerce, ou, trocando em miúdos, apenas mais um voo de galinha, a exemplo do milagre econômico da famigerada ditadura militar, seguido da ressaca de mais de 20 anos, restando claro que sob a égide do sistema podre o Brasil não tem condições de fazer outra coisa senão apenas isso aí, voos de galinha, a paisana e fardado. Todavia, enquanto a RPL-PNBC-DD-ME luta para elevar o Brasil ao nível da União Europeia, vemos com tristeza e pesar o recalcitrante sistema político podre inteiro (direita, esquerda e centro a bordo), a paisana e fardado, fazendo de tudo para rebaixar o Brasil ao nível da Venezuela flertando com o Haiti, com o Heleno na crista da onda.

  9. Prova fática e cabal de que ele não tem o apoio da banda castellista, que teme e respeita, como os demais sistemistas.
    A moral castellista foi a que fez De Gaulle olhar para o chão, de cima de seus mais de dois metros de altura.
    Em sua incapacitação absoluta julgou-se capaz de abarcar inclusive essa banda, escorado nas manifestações populares de curralizados e iludidos,
    Ele poderia ter talvez um apoio castellista, se acabasse com os próprios privilégios e partisse para cima limpo para assim acabar com toda a corrupção.
    Mas julgando-se esperto e malandro, quis acabar com corruptos estando entre eles.
    Bateu de cara na máxima universal que diz
    NÃO SE PODE SERVIR A DEUS E A MANON.

  10. Possivelmente, o “jornalista” dessa matéria, deve ser “gradualíssimo”, assim como a Pat “0” hora.
    A NewTI tem algum contrato com a Rôlha? Será que existe algum acordo para disseminar “a verdade”?
    Só rindo. Que matéria fraca. Lamentável.
    E assim segue a humanidade. Favor não esquecerem de Nelson Rodrigues quando profetizou sobre os idiotas.
    O mais interessante, é que o fascínora de 09 dedos junto com o José Durceu Rasputim, pregam a violência e a Desordem.
    E os vermelhinhos chegam a ovular.
    Fala sério. Olhem para o Brasil. Esqueçam as boquinhas che guevaras de Bevery Hill,
    Barbudinhos do Leblon, indignados de vitrine.
    É bom lembrar que:
    1 – R$ 60.000.000,00 foram recuperados;
    2 – Coisa ruim de 09 dedos Supra Condenado;
    3 – O ídolo Maduro quer vender a PDVSA;
    Ser vermelhinho está cafona. Diria que podemos classificar até de risco a Saúde Pública.
    Muito indignados. Muito lacradores…
    Só rindo.
    Vamos produzir …larga esse discurso da lapa…
    Acho que precisam passar por um lava a jato. Aquele mesmo de posto de gasolina. Higiene total.
    A higiene moral, Sérgio Moro fez a parte dele (R$ 60.000.000,00).
    Foda-se…
    Todos com cagaço de um velhinho de 72 anos.
    E ninguém fala mais da Gradualissima Jornalista e da Retroescavadeira.
    Só rindo!
    Um bainho de vez em quando é bom.
    Comunismo = 100 anos = 100.000.000 de mortes.
    Mas esse é que é o bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *