Choque de desconfiança é a marca da campanha eleitoral de 2018

Resultado de imagem para eleições de 2018 charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

José Casado
O Globo

Vai ser a eleição da desconfiança, sugerem as pesquisas. Os eleitores não escondem suas dúvidas sobre a honestidade, a sinceridade e a capacidade de liderança dos atuais candidatos à Presidência. Essa resiliência se reflete nas taxas de rejeição, persistentemente elevadas. O caso de Lula é exemplar. Aos 72 anos, é o político mais popular — nove entre dez eleitores o reconhecem, segundo o Datafolha, e, entre esses, 67% afirmam conhecê-lo “muito bem”. Natural para quem atravessou metade da vida em cima de um palanque.

O primeiro comício de Lula candidato aconteceu 35 anos atrás, na Curitiba de 1982. Eleito presidente, duas décadas depois, manteve três discursos diários, por rádio e TV, durante oito anos. Elegeu Dilma Rousseff falando por ela na campanha de 2010, às vezes imitando-a, como fez em Salgueiro (PE) para uma plateia de sertanejos. Escanteado por Dilma, em 2014, persevera como o eterno candidato preferencial do PT.

NA LIDERANÇA – Lula lidera com 36% a preferência para 2018, informa a pesquisa da semana passada. É o dobro das intenções de voto do segundo colocado, Jair Bolsonaro, ex-capitão paraquedista que desceu na cena política em 1987, com um plano para explodir bombas na Vila Militar, da Academia das Agulhas Negras, em Resende (RJ), e em quartéis da cidade do Rio.

O resultado obtido por Lula é considerável, e compatível com o histórico de liderança mais reconhecida, cujas votações sempre foram acima do patamar alcançado pelo PT nas urnas, em torno de 20%. Pode ser visto como proeza, considerando-se a circunstância de ser um candidato já condenado a nove anos e seis meses de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro, que figura como réu em mais cinco processos, está acusado em outros três e é, ainda, investigado em mais um dos casos de propinas em negócios da Petrobras, do BNDES, das indústrias de construção civil, de automóveis e de aviões. Lula vagueia pelo país em campanha na tentativa de transformar seus problemas judiciais em causa eleitoral.

E A REJEIÇÃO? – Mais significativa, porém, é a resiliência do eleitorado na rejeição ao ex-presidente. Há 12 meses seguidos, segundo o Datafolha, quatro em cada dez eleitores repetem que não votariam em Lula “de jeito nenhum”. Isso ocorre tanto nas capitais e cidades de regiões metropolitanas (40%) quanto nos municípios do interior (38%) com mais de 50 mil habitantes. Há uniformidade no repúdio por idade, por escolaridade (a partir do ensino médio), por renda (mais de dois salários mínimos) entre empregados, desempregados ou ocupados.

Alguns interpretam a persistência na rejeição a Lula como evidência de resistência a símbolos da corrupção na política desvendada nos inquéritos do mensalão e na Lava-Jato. Mais provável é a decepção de um eleitorado que não reconhece líderes com capacidade suficiente para resgatar o país de crises como a da saúde e reconduzi-lo à rota do desenvolvimento. O risco é de fragmentação superior à da eleição de 2014, quando um terço dos eleitores anulou, deixou em branco ou simplesmente se recusou a sair de casa para votar. Num cenário assim cabem os versos elegantes de Paulinho da Viola: “Desilusão, desilusão/ Danço eu dança você/ Na dança da solidão.”

6 thoughts on “Choque de desconfiança é a marca da campanha eleitoral de 2018

  1. Bem colocado o motivo pelo qual as eleições do ano que vem terão como característica a desconfiança.

    Aliás, esta é a maior crise nacional em todos os tempos, a falta de confiança nos três poderes, logo, a escolha para presidente desta republiqueta em 18 será com essa nuvem pairando sobre os eleitores, que votarão sabendo previamente que poderão se decepcionar.

    E vem sendo assim nos últimos 30 anos, onde o brasileiro somente perde, empobrece, coloca à sua vida em risco pela violência e saúde pública deteriorada, sem conseguir atender a demanda e os mais comezinhos atendimentos ambulatoriais, a ponto de não haver seringas, bandagens, curativos … nem isso!

    Evidente que a solução seria o fechamento do congresso, antro de corrupção, e mandar o Temer e seus cúmplices para a cadeia, mas, tal movimento somente seria possível se os milicos levantassem suas nádegas frouxas das poltronas onde se encontram, e bradassem que ainda estão interessados na Pátria.

    Como tal gesto é impossível, pois é mais fácil Lula confessar seus crimes do que as FFAA intervirem, o pleito ano que vem será aquele que colocará o brasileiro entre a cruz e a espada ou ambos!

  2. “Jair Bolsonaro, ex-capitão paraquedista que desceu na cena política em 1987, com um plano para explodir bombas na Vila Militar, da Academia das Agulhas Negras, em Resende (RJ), e em quartéis da cidade do Rio”
    FAKE NEWS

  3. Claro que tem que desconfiar, urnas eletrônicas que não podem ser auditadas e apuração secreta pelo tse, aquele mesmo órgão que inocentou temer meses atrás. A esquerda fará de tudo para derrotar Bolsonaro.

  4. Esse José Casado é jornalista?.
    Como pode esse sujeito colocar a mesma medida para lula e Bolsonaro?
    Não podem chamar o capitão de corrupto, então pegam o que tem.
    Da terrorista Dilma que parricipou de assaltos e.assassinatos nao comenta nada.
    Do Genuino que assassinou um
    jovem no Araguaia nao escreve nada ..
    Um bom jornalista deveria ser isento, contar os fatos e não fazer juízo..

  5. Temos que falar do que esse lulalau fez de mal ao Brasil, e não propagandear a mentira que esse ladrão seja lider de corrida eleitoral.
    Para isso já basta o dinheiro derramado por ele mesmo e seus comparsas para perpetuarem essa mentira.
    Temos que ser duros com esse pilantra que foi desmascarado por todos os que conviveram com ele e se arrependeram das falcatruas que em conluio afundaram o Brasil em uma situação calamitosa, jamais vista.
    Sejamos Homens comprometidos com as causas mais nobres do nosso país, e façamos o que tiver que ser feito para banir este procheta da vida pública.
    Apoiemos nossa justiça para prende-lo e nunca mais soltar esse esquizofrênico travestido de bandido frouxo.
    Avante Brasileiros!
    Salve Nossa Senhora da Conceição Imaculada!
    Pisai na cabeça desse jararaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *