Comandante da Marinha usa avio da FAB para viajar no Natal, no estilo Michelle Bolsonaro

Ao assumir a Marinha, al afirma: Vitria da meritocracia

Almirante Almir Garnier no conseguir resistir tentao

Lucas Marchesini e Eduardo Barretto
Metrpoles

O comandante da Marinha, almirante Almir Garnier, usou um avio da Fora Area Brasileira (FAB) para passar o Natal no Rio de Janeiro, cidade onde nasceu. O comandante no informou ter cumprido nenhum compromisso oficial no perodo, o que contraria as regras para o uso de avies da FAB por autoridades.

Garnier e outras cinco pessoas, cujos nomes so mantidos em sigilo, saram de Braslia s 13h10 do dia 24 de dezembro, uma sexta-feira, vspera de Natal, em um avio da FAB. Quatro dias depois, um voo da FAB com o comandante e mais cinco acompanhantes partiu do Rio de Janeiro s 16h10 do dia 28 de dezembro, uma tera-feira.

VIAGEM A SERVIO – A FAB aponta que a viagem foi a servio, o que no foi comprovado pela Marinha. O decreto que regulamenta o uso desses avies mantidos com dinheiro pblico, assinado por Jair Bolsonaro no incio de 2020, aponta que no caso de viagens a servio necessrio registrar em agenda oficial o compromisso pblico da autoridade. Isso no aconteceu.

A agenda oficial de Garnier no mostra compromisso oficial algum no perodo em que o militar esteve no Rio de Janeiro. Segundo os documentos pblicos, a nica atividade de trabalho que o almirante cumpriu na capital carioca foi despachos internos em 28 de dezembro, na manh antes do voo. Ou seja: o comandante poderia ter voado de FAB apenas no dia 28, e no quatro dias antes, logo antes do Natal.

FOI NOVIDADE – Em outras ocasies, fora das festas de fim de ano, o almirante Garnier cumpriu o decreto. Em 15 de dezembro, uma quarta-feira, por exemplo, o comandante da Marinha foi ao Rio de Janeiro ainda de manh. Sua agenda mostra que ele participou de duas cerimnias oficiais na cidade a partir das 10h.

A coluna questionou a Marinha por trs vezes desde o ltimo dia 27, mas no obteve resposta. A Fora se recusou a responder o motivo da viagem do comandante e quem eram os outros integrantes da comitiva.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
No h novidade alguma. Se a ministra Damares Alves se acha no direito de requisitar um jato da FAB para conduzi-la a um fim de semana festivo em So Paulo, junto com a primeira-dama Michelle Bolsonaro e sete parentes, que foram participar do aniversrio do maquiador que cuida do visual das duas autoridades, o que se poderia esperar do comandante da Marinha? Quando foi escolhido, ele disse que sua nomeao foi uma “vitria da meritocracia”. Afinal, quem paga o povo. E da? (C.N.)

35 thoughts on “Comandante da Marinha usa avio da FAB para viajar no Natal, no estilo Michelle Bolsonaro

  1. Em julho de 2012 a viagem da comitiva de Dilma a Londres custou R$ 900 mil.

    Como o dlar era cotado a R$ 2,03 foram gastos US$ 443.349,75. Em cambio atual, com o dlar a R$ 5,68, seriam R$ 2.518.226,58.

    A Presidente(a) viajou com 6 ministros. E ningum ficou hospedado na embaixada
    A delegao presidencial chegou capital inglesa e ficou hospedada no The Ritz London Hotel, um dos mais luxuosos da Europa.

    E os brasileiros, como sempre, pagaram a conta.

    • Isso nada tem a ver com a matria trazida pela Tribuna, referente publicao do site Metrpoles. Seno vejamos:

      A matria do Metrpoles fala de uso de bem ou servio pblico no interesse pessoal desrespeitando as regras de uso impostas pelo prprio governo Bolsonaro.

      J no caso por voc citado envolve atraso na obrigao em contrato administrativo junto ao particular e que, posteriormente, foi reconhecido pelo ministrio das relaes exteriores na poca.

  2. Mais um picareta que vai colocar a reputao das FFAA no nvel dos jaguaras!

    Pelos comentrios…o maior legado do PT no foi a propinocracia, foi o mau exemplo!

      • Na verdade, me refiro ao argumento de qu, se o governo anterior e seus puxadinhos usaram e abusaram, o atual tambm se beneficia e…segue a gastana desenfreada!

        A tendncia, nessa linha de pensamento piorar…logo vem uma lei para legalizar tudo: vamos bancar viagens de avio para familiares do presidente, ministros, esposas, amantes…

        Ainda bem que citaram somente esses, imagina puxar 2009, Meirelles, FAB, Lulinha e mais 15 acompanhantes…rsrsrs

      • Cuidado Seu Leo, com o Bandido do Luladro pode ser pior….

        Filho de Lula e amigos curtem frias na carona da FAB

        Em 2004, no segundo ano do governo de Luiz Incio Lula da Silva, um dos seus filhos Lus Cludio Lula da Silva convidou 14 amigos para passar as frias no Palcio da Alvorada com direito a passeio de lancha e carona em avio da Fora Area Brasileira. O petista voltava de um evento oficial em So Paulo e levou o filho e os amigos com ele.

        O grupo participou de churrasco na Granja do Torto, passeou de lancha no lago Parano, visitou o Palcio do Planalto e assistiu, na residncia oficial, a um filme ao lado de Pel. As fotos foram divulgadas na internet, o que motivou uma ao da oposio na Justia. Porm, a procuradora da Repblica no Distrito Federal Anna Carolina Resende no viu ilegalidades e considerou que era possvel pedir “carona” nos avies da FAB que transportam o presidente e seus ministros.

        Foto: Rodrigo Coca/Futura Press

  3. As novas regras estabelecidas por decreto do Presidente Bolsonaro parecem no estarem sendo cumpridas nem pela primeira dama como citou a nota da Redao que usou a Ministra Damares para reservar o avio para ir festa do cabeleireiro.

  4. O mito gaba-se de que em trs anos de desgoverno no houve casos de corrupo no desgoverno dele, at pode ser verdade, mas casos de abuso e desmandos, estes houve e aos milhares. O uso deste avio da FAB s mais um exemplo do descaso com que as autoridades usam e abusam do nosso dinheiro, porque nada sai de graa, tudo tem um custo, geralmente bem caro.

Deixe um comentário para Fer+nando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.