Copenhague não passou de uma blague

Perderam quase duas semanas, não discutindo sobre a salvação do planeta e sim sobre o sexo dos anjos. Lula chegou a dizer, “acredito em Deus e em milagre”. Mas isso só no último dia, quando chegaram os personagens principais, Presidentes e Ministros, Chefes de Estado e de Governo.

Decidiram fazer uma reunião de madrugada, (de quinta para hoje) para irem embora rapidamente. Os dois últimos oradores: Lula e Obama. O presidente brasileiro falando de improviso e aplaudido. Obama lendo e recebido silenciosamente.

Lula, contrariando o habitual, decepcionou os brasileiros. Demonstrou e exibiu uma humildade dilacerante e decepcionante. Textual: “Nunca imaginei participar de uma reunião como esta, com tanta gente importante, lembro dos meus tempos de líder sindical”.

Não precisava tanta humildade, é impossível deixar de citar Nelson Rodrigues: “O brasileiro tem complexo de vira-latas”. Por que esse “ofuscamento” de Lula, que vinha se realizando precisamente pelas posições conclusivas? Uma pena.

Saíram correndo, quase nem se despediram, não houve nenhuma decisão. Também, 2020, por que tão longe? E muitos não falavam publicamente, mas confidenciavam: “Dentro de 11 anos, quantos estarão aqui?”. Deviam querer saber como estaria ou estará o planeta.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *