Cristiane Brasil, mesmo impedida, já “comanda” o Ministério do Trabalho

Ministro interino é aliado da deputada do PTB

Leticia Fernandes
O Globo

Impedida de assumir o Ministério do Trabalho por decisão judicial, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) na prática já comanda a pasta, exercendo forte influência sobre o ministro interino, o advogado carioca Helton Yomura. Apesar de ter sido indicado à Secretaria-Executiva do Ministério pelo pai da deputada, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, na gestão do ministro Ronaldo Nogueira, é com a parlamentar que o ministro interino tem relações mais estreitas.

Cristiane se aproximou de Yomura na Prefeitura do Rio, quando ocupou cargos na gestão do prefeito Eduardo Paes, que governou a cidade de 2009 a 2016. Logo após sua posse, Paes indicou a então vereadora Cristiane Brasil para ocupar a Secretaria de Envelhecimento e Qualidade de Vida. Em julho de 2006, Yomura advogou para Cristiane numa representação do Ministério Público Eleitoral por campanha eleitoral antecipada. O processo foi arquivado em 2015.

RELAÇÃO ANTIGA – Yomura foi assessor do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem-RJ) de fevereiro de 2015 até julho de 2016, indicação que também teria sido feita por Cristiane. Foi exonerado para assumir a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio, também indicado pela parlamentar. De lá, seguiu para o Ministério do Trabalho. O ministro interino é filiado ao PTB desde dezembro de 2014 e aparece na prestação de contas da legenda no uso de verba do Fundo Partidário.

Em 2015, o diretório nacional do PTB pagou passagens aéreas de Yomura, do Rio a Brasília, para reunião com lideranças partidárias na capital federal. O gasto está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo relatos de dirigentes do PTB, Yomura é uma das pessoas a quem Cristiane recorre quando tem dúvidas no campo jurídico. Ele é tido como pessoa de confiança da deputada, e acabou caindo nas graças de Roberto Jefferson, que o indicou ao Ministério do Trabalho.

“CRITÉRIOS DE QUALIDADE” – Nota encaminhada pela assessoria de imprensa do Ministério do Trabalho, após solicitação do O Globo, afirma que Yomura conheceu Cristiane quando era “assessor na secretaria da prefeitura do Rio”, e ela, secretária. A nota acrescenta que as indicações de Yomura para cargos seguiram os critérios de “qualidade do trabalho, conhecimentos técnicos, dedicação e competência”. E que esses critérios se aplicam também à escolha do nome dele para a Superintendência do Ministério do Trabalho no Rio de Janeiro e para a secretaria executiva da pasta.

O impasse jurídico envolvendo a posse da quase ministra continua. A própria deputada e o PTB entrarão com recurso no plenário do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) até segunda-feira, dia 15. A ideia é recorrer a todas as instâncias. Temer recebeu nesta quinta-feira, dia 11, no Planalto, a advogada geral da União, Grace Mendonça, e, diante do dilema, ficou combinado que a AGU ainda vai analisar o recurso com mais chance de vitória, se ao Supremo Tribunal Federal ou ao Superior Tribunal de Justiça. Antes de embarcar para São Paulo, o presidente também conversou com Cristiane e Jefferson na base aérea de Brasília.

QUESTÕES PROCESSUAIS – O presidente do PTB disse que o partido quer que a Justiça analise o mérito da questão e não as “questões processuais”. Jefferson afirmou que Temer foi solidário à situação de Cristiane. O primeiro recurso, segundo Jefferson, será na Sétima Turma do TRF-2. “Foi um bom encontro. Ele (Temer) disse que é solidário e que vai ficar com a Cristiane, que não tem plano B. É prestigiar a Cristiane, entende que ela está sofrendo porque ficou um espaço muito grande entre a publicação da nomeação e o ato de posse”, afirmou.

A liminar que impediu a posse de Cristiane no Trabalho foi dada por um juiz federal do Rio na segunda-feira, dia 8. Para o juiz, seria uma afronta à moralidade a nomeação da deputada para o cargo, porque ela foi condenada em um processo trabalhista. Na terça-feira, dia 9, o TRF-2 negou um recurso do governo e manteve a decisão.

25 thoughts on “Cristiane Brasil, mesmo impedida, já “comanda” o Ministério do Trabalho

  1. Enquanto houver nada vai mudar…

    Raquel Dodge está prevaricando e essa atuação da PGR de Temer é inaceitável !

    Raquel Dodge é a Prevaricadora Geral da República !!!

    Já era pra PGR ter feito a 3ª denúncia contra Temer no caso da MP do porto de Santos faz meses !!!

    Mas Raquel Dodge, a Prevaricadora Geral da República, foi escolhida por Temer justamente pra isso: continuar engavetando essa denúncia !

  2. “A nota acrescenta que as indicações de Yomura para cargos seguiram os critérios de “qualidade do trabalho, conhecimentos técnicos, dedicação e competência”. ”
    -Lembrei da Dilma.

  3. É muita mordomia que o Estado oferece aos seus políticos.

    Portanto, quando acham uma boquinha não querem largar nem a pau, o osso !!!

    E é claro também e evidente muitas vezes que uma situação dessas, de colocar a força um Ministro no comando, não irá fazer bem ao País …

    • Segundo o Vladimir a culpa toda é do Temer como se não tivessem existido a Dilma e o Lulla e como se o STF não fosse um puxadinho do PT. Mais um petistinha covarde e mentiroso da Folha.

      • Caro Paulo 2,
        Tocou na ferida. Os efeitos da má gestão, ou da boa gestão, não são refletidas de imediato. aparecem depois.Não tenho nenhuma admiração, pelo governo Temer, mas não se pode culpá-lo, pelo rombo das contas pública, o desemprego, boa parte da indústria e comércio que fecharam as portas, as estatais em estado de quase falência e a total desorganização econômica. Nenhum governo terá condições em 2, ou 5 tirar o Brasil dessa crise deixada pelo PT.
        Um abraço.

  4. O governo de Temer não precisa de ministros. Serviçais são suficientes.
    Aliás, sem ministro, a pasta funciona melhor.
    Temer tem escolhido um lixo pior do que o outro. basta analisar os nomes. Sobram pouco, ou nenhum.
    É um governo vindo de dentro dos governos petistas. portanto, não poderia ser melhor que os de Lulla/Dilma.
    Temer, eleito pelos petistas e abandonado após a cabeça de Dilmar ter sido decepada pelos antigos aliados (não nos esqueçamos que a oposição, sempre foi minoria nos governos petistas), teve de se entregar as orgias da oposição e da situação. Só podia dar neste furdunço!
    Estavam com a razão aqueles que queriam que os dois fosse desfenestrados.
    Pagamos como país, pelas escolhas da maioria: Lulla/Dillma/Temer
    A filha de RJ, é apenas mais uma das excrecência política atual.
    infelizmente, até ou após as eleições, a coisa ainda tem espaço para piorar.
    povo burro, idiota e irresponsável, classe política corrupta, empresários safados, é uma bomba quando se unem.
    O resultado está ai.
    E tem gente que quer começar tudo, novamente!!!

    Fallavena

  5. Impressionante como o descaso tomou conta das autoridades quando se trata do país, das questões do povo.

    Sempre este velado que a escolha dos ministros de Estado para cada pasta estava vinculado à competência do candidato, ser especialista naquele segmento, de modo que pudesse exercer um bom trabalho.

    Faz tempo que os ministérios ficaram como oferta às alianças partidárias, à base aliada de governo, pouco importando se o ministro pelo menos soubesse um sinônimo relativo ao seu gabinete!

    O caso desta deputada e a teimosia de Temer em mantê-la na função, comprovam que este governo, assim como seus antecessores, jamais esteve objetivado em resolver os problemas nacionais, mas manter-se no Planalto, independente se ladrão e corrupto, pois o cargo está assegurado mediante escambo, através de ofertas aos deputados que votassem contra Temer ser investigado durante a sua permanência no poder.

    Desta forma, Temer não é somente o responsável por esta excrescência, mas o congresso, que doutrinou os presidentes a obedecerem os critérios determinados pelos parlamentares em troca de apoio aos projetos que deseja aprovados.

    Logo, a relação entre executivo e legislativo não só é promíscua quanto pornográfica, aviltante, indecente, imoral, obscena.

    Parlamentares e membros do executivo transformaram o Planalto e o congresso em um grande lupanar, onde escolhem as companhias que querem e pagam o preço que os parlamentares prostitutos e prostitutas estabelecem, como se fosse normal esse bacanal custeado pelo povo e mantido à base de troca de ministérios, secretarias, cargos no serviço público sem concurso e, como prêmio máximo, as diretorias nas estatais, onde o partido designado a escolher aquele diretor também se aproveitará do roubo ocasionado pelo escolhido!

    A deputada em questão, até pelo que representa, cai como uma luva neste ministério do Trabalho, que está sendo administrado mesmo sem a posse legal da ministra, mediante exatamente o descaso que o governo tem pelo povo, ou seja, uma senhora que sonegou salários de seus empregados, e que teve de pagá-los forçada pela Justiça especializada, portanto eis o que espera para o trabalhador:
    Sangue, suor e lágrimas!

    Mas, a aparência da ministra é alegre, roupas despojadas, cabelo estilo “pimentinha” (Elis Regina), trazendo consigo um invejável know- how em lesar o povo e país, exatamente o que quer Temer para seu ministério de bandidos, ladrões e corruptos!

    • Caro amigo Bendl,
      Você tem toda a razão, quando se referre a promiscuidade indecente entre executivo e legislativo.
      Analisando friamente: boa parte dos parlamentares estão envolvidos em corrupção, sendo que a maioria se envolveu em corrupção durante o governo petista, que ao assaltar os cofres públicos, não tinha moral para exigir lisura dos demais partidos, então, qualquer governo que entrar vai ter que nomear os indicados pelos caciques dos partidos, caso contrário, não governa, não passa um projeto pelo Congresso..Esse é o sistema
      O candidato que entrar, tem que ter credibilidade, coragem e no primeiro dia de governo se reunir com os caciques dos partidos, dizer logo que não vai aceitar indicações, para nenhum cago do governo, e apresentar suas metas de governo e contar com o apoio dos partidos, caso haja dúvida em alguma meta. ir para discussão e chegar a um acordo. Se não tiver apoio dos parlamentares, ir para os jornais, mostrar suas metas de governo e dizer que não teve apoio do Congresso para governar com independência e renunciar. O que vai acontecer depois, só Deus sabe..
      .

  6. Muita coisa já foi dita de Temer na internet. Mas nada se compara a sua teimosia em dar guarida a pessoas “ficha suja” em seu ministério e o resultado de seus ato é a “total falta de credibilidade”. Como confiar e entregar os destinos da nação nas mãos de tal pessoa? Como se ele estivesse preocupado com isso.

  7. Peço encarecidamente que os cabarés e os aprendizes de bandidos me desculpem pelas comparações tão ofensivas a eles.

    Mas este prostíbulo chamado Brasil, definitivamente se perdeu, sob o comando desta quadrilha, que não é mais nada do que a continuação das quadrilhas de ontem, de “antonte” e por aí vai……

  8. Sra. Daniela,
    São pouquíssimos os políticos ficha limpa e eles jamais entrariam nesta canoa furada perto das eleições.
    Já li até besteiras dizendo que o Vampiro tem o dedo podre. Que nada!
    Ele sabe muito bem o que está fazendo é só pode governar ladeado de corruptos apátridas.
    Não há outra forma de governo.
    Pra ele continuar, tem que ser com “pessoas” dispostas a absolutamente tudo!
    Os salafrários são verdadeiros ladrões Kamikazes, não tem nada a perder, só a ganhar, e sabem que
    dificilmente irão presos.
    A insistência pra que está ignóbil ladra assuma a pasta é mais um escárnio diário.
    Todos os dias nos afrontam, todos os dias nos sacaneiam.
    E o povo idiota se indigna virtualmente.
    A rua é nossa única salvação.
    Atenciosamente.

    Sres. Bendl e Fallavena,
    Ou fazemos uma REVOLUÇÃO de verdade ou vamos amargar esta escravidão ad eternum.
    Sou eleitor do Bolsonaro por entender que é o único que pode fazer uma ruptura neste covil de FDP! Ele é perfeito? Claro que não! Mas tem um “que”, de loucura saneadora, de limpar esta cloaca a céu aberto.
    Então só por isso vai levar o meu voto e de toda minha família.
    Gostaria de fazer uma pergunta aos brilhantes articulistas:
    Como imaginam que caso consigamos eleger o Sr. Bolsonaro para Presidente, fará para negociar com os corruptíssimos três poderes?
    Como seria esta equação?
    Atenciosamente.
    P.S.- Sei que os Sres. também estariam inclinados a votar nele, por isso, o meu questionamento.

    • Espectro
      Grato pela leitura e concordância com algumas coisas que escrevo. Certamente o amigo Bendl pensa parecido.
      Como fará?
      Existem duas opções :
      1. continuar fazendo como últimos presidente fizeram: negociar com os vigaristas e ser assaltado, achacado e todo o resto.;
      2. se apresentar um bom programa/projeto para o pais – nada de exagerado, mas possível de fazer; se tiver apoio popular; deixar de fazer baquices; crescer e se apresentar como alguém confiável; não chamar ministros por acordos mas por competência; não utilizar deputados/senadores eleitos e com mandatos a cumprir; não mentir; não esconder a verdade e apresentar as verdadeiras cintas do país – poderá fazer um acordo com o povo que o elegeu, cobrando dele que o ajude e proteja a governo, desde que cumpra is compromissos. Enfim, que o legislativo seja legislativo, o judiciário a justiça e o executivo administre com o povo. Era assim que eu faria.
      O que achou?
      Abraço e saúde.
      Fallavena

      • Incrível, Fallavena, a postagem minha e tua, diferente em minutos, pois tu não sabias o que eu escrevia e nem eu o que postavas, e nos assemelhamos no principal!

        Ótimo, pois queremos mesmo um Brasil melhor, mais equânime, e não sendo organizado em castas como está sendo elaborado.

        Um forte abraço.
        Saúde e paz.

    • Espectro,

      Esclarecendo que não sou brilhante porque não tenho luz própria, mesmo assim agradeço as palavras gentis, digo o seguinte, aliás, reitero o que venho escrevendo:

      Mesmo que Bolsonaro seja eleito ELE NÃO TERÁ COMO RESOLVER A CORRUPÇÃO E ROUBOS DO CONGRESSO NACIONAL!!!

      Bolsonaro, Ciro, Álvaro Dias, Marina, Huck, Alckmin, Dória, Meirelles … quem for eleito terá de negociar com o antro de venais, os parlamentares.

      E, se bobear, em não atender as exigências dos ladrões e corruptos, corre sério risco de receber um impeachment!

      Somente teríamos chance de DIMINUIR a corrupção e reformar o que se precisa urgente e importante, caso houvesse a intervenção militar.

      Portanto, essas eleições não vão trazer nada de novo para o eleito, ao contrário, terá de enfrentar um congresso mais abjeto e deletério do que este, pois experiente, sabendo que o Planalto está à sua mercê, vai querer embolsar muito dinheiro com as negociações com o executivo.

      A menos que, o povo se dê por conta, e renove quase que 100% o congresso, mandando embora as velhas raposas ladras e corruptas, e traga para a câmara e senado gente nova, e que não tenha sido eleita ainda, “virgem” no que diz exercer a função de deputado ou senador, então uma tênue esperança de Bolsonaro fazer o que prometeu, assim como quem vencer o pleito, apesar de os demais candidatos estão mostrando as suas plataformas na mesma base que seus antecessores, não comentando uma palavra sobre a violência e corrupção.

      Essa é a minha ideia a respeito que, do jeito que está, nada muda com ou sem Bolsonaro no Planalto.

      A esperança é também renovar por completo o antro de venais, então a chance de algo ser feito pelo povo e país porém, o correto, o ideal seria a intervenção militar!

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  9. Aonde está a novidade ?
    Temer continua no poder e minando a lava jato com todos os meios possíveis e inimagináveis ..
    Pezão cassado continua no poder sem pagar os servidores , Piciane e os comparsas continuam deputados ….
    Isso aqui é Brasillllllllll !!!

  10. Sres Fallavena e Bendl,
    Minha esperança é outra.
    Vai ser praticamente impossível o Bolsonaro conseguir fazer mudanças com a corja.
    Vão infernizar a vida dele, e se verá acuado.
    Como é sabido por todos que ele tem pavio curto, fecharia imediatamente estes tres LIXOS, Congresso, Câmara e o NEFASTO JUDICIÁRIO. (Os TRÊS PHODERES).
    Passaria a governar com alguns militares que se dispuserem a ajudá-lo, em prol da Nação.
    E, no seu devido momento, (dois anos no máximo) chame eleições no sentido de restaurar as instituições novamente.
    Assim, passaríamos o Brasil a limpo.
    Seria uma possibilidade plausível? Ou estou viajando na maionese?
    Atenciosamente.

  11. Bolsonaro se presidente, Espectro, não teria estofo político e autoridade para fazer o que estás sugerindo.

    Basta querer fechar o congresso e Judiciário, ele é posto para fora no ato, e Bolsonaro sabe disso.

    A intervenção se vier, deverá ser através das FFAA e não alguém querendo que essa intervenção seja feita por quem quer que seja, pois a tropa não o obedeceria, assim como boa parte do povo.

    Bolsonaro, se eleito, deve contar com a ajuda do povo, e acusar os parlamentares que impeçam as reformas que ele quer fazer, jogar o cidadão contra o legislativo, então logrará êxito, mas não o contrário, a meu ver.

    Outro abraço.

    • Verdade!
      Mas contar com o povo, Sr. Bendl?
      Essa é a parte mais difícil!
      O povo não está nem aí.
      Se estivesse, não estaríamos neste estado de putrefação.
      Atenciosamente.

  12. Então, este é o nosso Santo Graal.

    Temos de descobrir como que ele apoiaria as medidas em seu favor.
    Porém, para que sejam concretizadas, deve ir à luta.

    Mais um abraço.

  13. Espectro e Bendl

    A maioria dos brasileiros é omissa, ignorante politicamente e irresponsável (deixa para os outros fazerem).

    Um país sem povo é apenas um território. A parcela que pensa, trabalha e quer que as coisas funcionem, se menor em quantidade, deve ser maior em qualidade.

    Mas precisa se manifestar, protestar, ir às ruas.

    a renovação dos legislativos, em todos os níveis, ajudaria muito. Mas tem de ser em, quantidade. Não adianta ter alguns “gatos pingados” dizendo as verdades e, do outro lado, uma maioria que cuida dos seus negócios.

    Sem reforma política/eleitoral séria e que garanta alguns princípios hoje inexistentes, será quase impossivel mudar-se o quadro atual.

    Legislação perniciosa, partidos podres, candidatos ruins e eleitores irresponsáveis, é o verdadeiro quadro do horror á democracia.

    Só a democracia não funciona. Democracia é um conjunto de leis, pessoas, escolhas e ações.

    Todos os dias ouço alguém, bem intencionado, dizendo: TEMOS DE MANDAR PARA CADA A MAIORIA DOS ATUAIS PARLAMENTARES, REELEGENDO HONROSAS EXCEÇÕES.

    Para algo plausível, lógico. Mas ai pergunto: como o povo sério escolherá aqueles que devem ser reeleitos?

    Vejam, a teoria é boa, mas como fazê-la funcionar? Afinal de contas, quem serão os reeleitos? Quem os indicará? Como será e quem fará a avaliação?

    Amigos, permitam repetir algo que tenho escrito muito, mas parece ainda não foi compreendido ou levado a sério.

    Voto não é carta de baralho que se “embaralha e saimos jogando”. Voto é coisa séria. Um voto ruim, desonesto, irresponsável, anula um voto de valor!

    Assim, acredito na democracia com qualidade. Não sabe votar, não vota. Não faz o ato de votar com responsabilidade e seriedade, não vota. Recebe ajuda do estado, ou seja, do governo que está no poder, NÃO PODE VOTAR – será um voto trocado.

    infelizmente as pessoas querem que as coisas funcionem bem, mas por milagre. isto não existe, não funciona assim.

    Ação = reação. Jogou para cima, cairá. isto é lógica. Voto errado, escolha errada e querem que dê certo?

    E mais: cada um quer o que é seu (como se tivesse direito adquirido sobre tudo) E se mexer no que é meu, não voto – mesmo que tenha de mexer para arrumar.

    Lidar com gente é muito difícil. Lidar com gente burra, desonesta e cujos interesses são só os deles que devem ser preservador, a qualquer custo, está nos levando ao buraco sem fundo.

    Solução? Se o eleito não fizer um PACTO DE MORTE COM O POVO QUE O ELEGER, virará fantoche, entrará na quadrilha ou, se tiver vergonha na cara, atirará o cargo na cara do povo e dirá: “SE VIREM, VÃO SE FERRAR”.

    Lamento dizer aos dois amigos, Bolsonaro pode ser corajoso, pode até ter boas intensões, mas está sendo muito burro e idiota.

    E olhem que corro o risco de ter de votar nele!

    As vezes penso que seria preferível não saber nada, não entender nada, não enxergar nada. O idiota é feliz, mesmo vivendo com tudo isto. Ao não entender nada, se contenta com as migalhas que lhes são dadas.

    Um fraterno abraço nos dois.

    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *