Crítica de Carlos Bolsonaro ao regime democrático surpreende os políticos

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Rodrigo Borges Delfim
Thais Arbex
Folha

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), escreveu na noite desta segunda-feira, dia 9, em rede social que, por vias democráticas, não haverá as mudanças rápidas desejadas no país. A postagem do filho do presidente foi alvo de críticas de políticos e da  Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que viram nela uma ofensa ao sistema democrático brasileiro. “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”, disse Carlos.

A família Bolsonaro tem um histórico de declarações de exaltação ao período da ditadura militar, que vigorou no Brasil de 1964 a 1985. “Não há como aceitar uma família de ditadores”, reagiu Felipe Santa Cruz, presidente nacional da OAB, que chegou a ser atacado recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro, que fez referências à morte do pai dele na ditadura. “É hora dos democratas do Brasil darem um basta. Chega”, disse à Folha. Além de afirmar que não haverá transformações rápidas no país por vias democráticas, Carlos escreveu que o atual governo tenta colocar o Brasil “nos eixos”, mas que os “avanços são ignorados, e os malfeitores esquecidos”. Após ser criticado, escreveu mais tarde: “Agora virei ditador? Pqp! Boa noite a todos!”

ATAQUES – Apontado como responsável pela estratégia do presidente nas redes sociais, Carlos provocou turbulências no primeiro semestre após ataques a integrantes do governo do pai, mas vinha evitando polêmicas nos últimos meses. As postagens desta segunda foram feitas enquanto seu pai, Jair Bolsonaro, está internado em um hospital de São Paulo após passar por cirurgia no domingo, dia 8, a quarta decorrente da facada que levou há um ano durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O vice-presidente, general Hamilton Mourão, alvo recorrente de ataques de Carlos, ficará no comando da Presidência da República até quinta-feira, dia 12.

O PSDB se manifestou em repúdio às declarações do filho do presidente e afirmou que “a democracia é a única opção possível.”

Parlamentares ligados a partidos de esquerda também se manifestaram. A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) chamou a postagem de “inequívoco ataque à democracia”.

“FAMIGLIA” – O também deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) criticou a postagem de Carlos e fez uma referência à influência dos filhos do presidente no governo. “Afirma assim a veia ditatorial da famiglia Bolsonaro”. A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) reforçou o coro em defesa da democracia e afirmou que “o nosso avanço será pela pluralidade e não pela censura e repressão.” Na campanha de 2018, uma declaração de outro filho do atual presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), sobre fechar o  Supremo Tribunal Federal (STF) foi repudiada no meio jurídico e político. Em vídeo gravado em julho e disponível na internet, mas que veio à tona a uma semana do segundo turno, ele respondia a pergunta sobre uma hipotética possibilidade de ação do Exército em caso de o STF impedir que Bolsonaro assuma a Presidência.

“Cara, se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo. Não é querer desmerecer o soldado e o cabo, não”, disse. Nesta segunda-feira, Eduardo Bolsonaro também provocou polêmica ao tirar uma foto ao lado do pai no hospital. Na imagem, ele exibe uma arma na cintura. O presidente prometeu indicar Eduardo para ser embaixador do Brasil em Washington. Segundo pesquisa Datafolha feita no mês passado, 70% da população diz acreditar que os filhos de Jair Bolsonaro mais atrapalham do que ajudam seu governo. Outro filho político do presidente, senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), virou alvo de investigação após movimentações atípicas de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

CRÍTICAS – Em resposta às postagens de Carlos, alguns internautas aproveitaram para cobrar uma ação de Flávio a favor da CPI da Lava Toga, cujo propósito é investigar ministros de cortes superiores. No primeiro semestre, a influência de Carlos no governo Bolsonaro foi motivo de críticas de políticos e de militares ligados à administração federal. Em um dos episódios mais ruidosos, em meio à crise das candidatas laranjas do PSL reveladas pela Folha, Carlos divulgou em seu perfil no Twitter uma gravação de seu pai indicando que o presidente não havia conversado com o então ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, diferentemente do que este havia dito. Chamado de mentiroso por Carlos e depois pelo próprio presidente, Bebianno acabou demitido.

Ligado ideologicamente ao escritor Olavo de Carvalho, Carlos também centrou ataques a Mourão e ao general Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo que foi demitido em junho. Jair Bolsonaro chegou a defender seu filho em março, afirmando que há pessoas que querem afastá-los, mas “não conseguirão”. Junto com a mensagem, na ocasião, publicou uma foto em que é amparado por Carlos no corredor de hospital. “Algumas pessoas foram muito importantes em minha campanha. Porém, uma se destacou à frente das mídias sociais, com sugestões e conteúdos: Carlos Bolsonaro, meu filho. Não por acaso muitos, que nada ou nunca fizeram para o Brasil, querem afastá-lo de mim”, escreveu Bolsonaro.

“Não conseguirão: estando ou não em Brasília continuarei ouvindo suas sugestões, não por ser um filho que criei, mas por ser também alguém que aprendi a admirar e respeitar pelo seu trabalho e dedicação”, concluiu. Dizendo-se desgostoso com a política, Carlos tem dito a aliados que desistiu de concorrer à reeleição à Câmara do Rio —está em seu quinto mandato seguido— e lançou a própria mãe, Rogéria, para a disputa.  

###

OUTRAS POLÊMICAS DE CARLOS BOLSONARO NO TWITTER

Demissão de Bebianno –  Em fevereiro, Gustavo Bebianno foi demitido da Secretaria-Geral da Presidência após uma crise desencadeada por uma postagem de Carlos. O filho do presidente postou no Twitter que o então ministro havia mentido ao jornal O Globo ao dizer que conversara com Bolsonaro três vezes na véspera, negando a turbulência política causada pelas denúncias das candidaturas laranjas no PSL. O post foi reproduzido na página de Bolsonaro.

Críticas a Mourão – Nas redes sociais, Carlos já fez diversas críticas ao vice-presidente, o general Hamilton Mourão. Em abril, quando o vice foi convidado a dar uma palestra nos EUA e foi anunciado como “uma voz de razão e moderação, capaz de orientar a direção em assuntos nacionais e internacionais”, Carlos escreveu um comentário recheado de ironias e disse que o jogo de Mourão estava muito claro.

Ele também disse que o general tinha um estranho alinhamento com políticos que detestam o presidente, em referência a um comentário de Mourão lamentando a decisão de Jean Wyllys de deixar o Brasil e não tomar posse como deputado federal. Em outro episódio, desta vez em junho, quando Bolsonaro estava em visita oficial na Argentina Carlos escreveu que tinha saudades do presidente de verdade “pró-armamento da população e contra o aborto”.

Demissão de Santos Cruz –  Carlos foi acusado pelo general Carlos Alberto Santos Cruz, então chefe da Secretaria de Governo, de ter promovido um ataque virtual ao ministro. O caso aconteceu em maio, e a hashtag #ForaSantosCruz ficou entre as mais populares do Twitter. A disputa teria sido motivada pelo descontentamento de Carlos com a estratégia de comunicação da Presidência, a cargo do general. Em junho, Santos Cruz foi demitido.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Mais uma vez, o filho Zero Dois ratifica a sua falta de limites e sensibilidade. Egocêntrico e crédulo em sua “capacidade” de marketing, já que foi tido como responsável pela eleição do pai, joga ao vento palavras em momentos mais que inapropriados. Como dizem por aí, “quer assunto”. E conseguiu. Aproveitou que o presidente está de molho para chamar a atenção da plateia. (Marcelo Copelli)

44 thoughts on “Crítica de Carlos Bolsonaro ao regime democrático surpreende os políticos

  1. Bom dia, quadrúpedes!

    O capim está servido!

    Aguardo as manifestações acaloradas dos defensores da democracia!!!

    Ainnnn, eu odeio ditadores!!!!!!!!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    • Tu devia ser banido democraticamente daqui. Ofender a todos, assim, é no mínimo falta de bom senso. Também votei em Bolsonaro, mas apenas para também tirar os malucos de antes. Não concordo com muitas coisas, mas ainda creio que esse país ficará melhor sem os que dividiram democraticamente esta nação.

      • Não se sinta ofendido. Quando falo em “quadrúpedes”, refiro-me àqueles bolsonaristas mais enfezadinhos e apoiadores incondicionais de Bolsonaro, sabujos passadores de pano. Lustraram tanto as bolas do Mito que não podem mais voltar atrás, para não passarem vergonha. É muito fácil identificá-los. São histéricos e obtusos, e sua única técnica de “argumentação” é o argumentum ad Lula/PT: “Aiiinnn, mas e o Lula??? Aiiinnn, mas e o Lula???”

        Repara só!

      • Sou obrigado a concordar com o roberto marques somos todos e incluível, quadrupedes bundões, ficamos aqui discutindo futilidades dos celerados canhotos que ainda estão em campanha, sendo que o trem já saiu da estação, todos os candidatos canhotos possíveis perderam pro bozo então só lhes resta lamuriar e encher o saco dos outros e torcer para esse governo ser ruim pra ver se o coco deles tem vez, então somos sim quadrupedes e bundões por essa discussão inútil.
        Então daqui a 3 anos voltemos ao baile.
        E espero que os bundões quadrupedes dos celerados canhotos se preparem melhor, pois o ultimo pleito foi de lavada, contra um candidato de baixa qualidade, imagina como será na próxima que o bozo já vai estar com experiencia e resultados positivos e a caneta na mão, pois pra fazer pior do que tá só mesmos a anta da dilma, ai não vai ter pra ninguém.
        Pra quem teve duas mulas uma besta e meia meio vampiro, um monte de jumento corrupto no desgoverno da nação um cavalo é lucro.
        E eu não me sinto nem um pouco decepcionado com o bozo, pois já cumpriu 100% das minhas expectativas, retirada dos celerados canhotos do comando da nação, o que vier a mais é lucro.

  2. Cara(o)s CN, Marcelo Copelli, Carlos Bolsonaro, leitoras e leitores … Bom dia!!!

    A CIDADÃ, ao contrário, das nossas anteriores, proíbe expressamente sair do regime democrático!!!

    Quem sair do regime democrático … será julgado; quando da volta à DEMOCRACIA!!!

    Está bem claro que é função do Ministério Público a DEFESA DO REGIME DEMOCRÁTICO – coisa que não constava em nenhuma de nossas Constituições anteriores e não consta em nenhuma outra Constituição pelo mundo a fora.

    Para sair do Regime Democrático … há necessidade de concordância por parte do Ministério Público (e não só da Dama – aliás, da Procuradoria Geral da República) … há necessidade de concordância de todos os Procuradores, com a maioria indicada na CIDADÃ!!!

    Segundo o Direito Romano … em caso de crises … se aplica a DITADURA – porém, há necessidade se definir previamente o que o Ditador poderá fazer … e é definido também um período de exceção … … … e após a Ditadura, o Ditador é julgado!!! !!! !!!

    Sds. de Mamãe Maria.

  3. Só disse o que todos inclusive a esquerda sabem bem. A prova disso são, o Mensalão, Petrolão, etc. O problema é que nada que digam ou escrevam pode ficar sem visibilidade e a resposta, mesmo desproporcional. De última a Michelle Bachelet, voltou a atacar as queimadas na Amazônia como se fossem levar a ruína da humanidade. Mais cômico do que trágico, demonstra um desconhecimento de causa e uma agressividade bastante preocupantes.

    • Quando ele acordar, já devia ter acordado a 20 anos atras, e não o fez agora é tarde, a merda já foi feita lá traz pelos defensores do povo, com o papinho de protetores só ferrou então não vejo como falar em acordar, se esses zé ruelas metidos a luz da humanidade fossem bons não estaríamos onde estamos,de boas intenções o inferno tá lotado.

  4. Acho estranho estes “políticos”. Onde eles estavam quando o pt anda enroscado com toda espécie de ditadores. Não falavam nada. Em especial quando o molusco chamou o Kadafi de irmão.

  5. Flávio Bolsonaro será o coveiro da CPI Lava-Toga

    Esse deve ser um dos “jeitos diferentes” de dominação que o carluxo se refere.

    Os crentes de Jair exaltam aos céus a “sabedoria” do messias.

  6. Bah, che, mas vou comprar esta briga!

    Carlos Bolsonaro TEM PLENA RAZÃO!!!

    De sã consciência, sem qualquer outra conotação filosófica, política, social, religiosa … nada, por acaso o Brasil é democrático??!!

    Se até para votar somos obrigados;
    Se o congresso legisla em causa própria;
    O STF se coloca acima dos mortais brasileiros;
    O povo não tem participação alguma nas decisões mais difíceis e complexas do governo;
    Existe a ditadura partidária;
    Fomos condenados à miséria e à pobreza;
    Desemprego, fome, inadimplência …
    QUE MERDA DE DEMOCRACIA É ESTA??!!

    Tenho reiteradamente postado que, se quisermos soluções para o Brasil e para nós, o povo, O FECHAMENTO DO LEGISLATIVO é imperativo!

    Logo, se tal acontecesse, evidentemente que não seria uma atitude “democrática”, porém essencial para nosso desenvolvimento e progresso individual e coletivo!

    Mais:
    Vocês pensam que para acabar com essa farra com o dinheiro público – salários milionários, auxílios os mais variados e exóticos, indenizações de despesas pessoais, veículos, viagens, assessores aos borbotões – contaremos com a “compreensão” desses favorecidos, destas castas??!!

    Há quanto tempo que esta tal de democracia nos têm dado só problemas?!
    Ela é boa para o povo?
    Claro que não!
    Ela é excelente para aqueles que mandam, que determinam, enquanto sobra para o cidadão e trabalhador, sangue, suor, lágrimas e mais trabalho ainda!!!

    Tem cabimento o congresso “trabalhar” dois dias e meio por semana, e receber como se estivesse presente a semana inteira??

    A vagabundagem, os corruptos, iniciam às terças-feiras à tarde, e nas quintas-feiras somem, viajam para suas “bases”, e por nossa conta, sempre!!!

    Isso é democracia ou abuso de poder?

    Tá certo o guri, sim.
    A verdade é dura, e muita gente não gosta de ouvi-la, mas essa é a realidade brasileira:
    O povo está restrito a obedecer e outorgar poderes, logo, se quisermos mesmo mudar esse estado de exploração e manipulação que sofremos, e de impedir que continuem roubando escancaradamente o país, SOMENTE ATRAVÉS DE ATOS FIRMES, DECIDIDOS, À FORÇA, SE NECESSÁRIO, pois seria democrático acabar com o frege que transformaram esta nação, no parque de diversões que entendem estar aberto 24 horas por dia para brincar!

    Palmas para o guri, o Carlinhos.
    Tá certo, sim.
    Se quisermos melhorar este país, definitivamente não será através dessa “democracia” falsa e relativista!

  7. Na verdade, verdadeira, é mentira que vivemos em Democracia, posto que o que ai está e sempre esteve há 129 anos nunca passou de plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, baseada no dinheiro e no voto, um casamento que, infelizmente, não deu certo, em que pese a paixão dos vendilhões do templo pela dita-cuja plutocracia. O diabo é que os Bolsonaro se revelaram nada confiáveis no sentido da evolução democrática, relevaram-se geradores e aproveitadores da confusão reinante na política luso-tupiniquim-agregados, passando-nos a impressão de que o negócio deles é a involução, ditadura pela ditadura, porque na moral, no jogo limpo e no mérito, não tem condições de governar nem o condomínio onde moram, não sabiam nem que o assassino da Marielle era vizinho deles. Por tudo isso, o discurso deles, quase sempre copia e cola, distorcido, usando o bom motivo como fachada nele embutindo as segundas intenções dos me$mo$. Por outro lado, fora de pauta, se é verdade que a Rússia manipulou as eleições norte-americanas, imagine o que os EUA deve ter feito nas eleições luso-tupiniquim-agregado$ ? Por tudo isso, prefiro a nitidez da Democracia Direta com Meritocracia Eleitoral, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. Todavia, e o Bolsonaro conseguir enxergar o limite da sua missão e convocar o HoMeM certo, da ora certa, para o lugar certo, para que Ele estabeleça o Diálogo Nacional com a direita, a esquerda e o centro, sobre o que fazer com o nosso Brasilzão, doravante, de modo a torná-lo melhor para todos, daí passaremos a acreditar nos Bolsonaro. Por ora, porém, “data venia”, continuam me parecendo apenas velhos mamadores, camaleônico$, do velho sistema político apodrecido, mais dos me$mo$.

  8. Eis mais um exemplo de “democracia”:
    Lá no Antagonista:

    O foro privilegiado vai voltar.

    “Com aval de Rodrigo Maia”, diz o Estadão, “um grupo de parlamentares liderados por Luiz Flávio Gomes quer impedir que juízes de primeira instância determinem medidas drásticas contra políticos, como prisão, quebra de sigilos bancário e telefônico, além de busca e apreensão.

    A intenção é blindar deputados, senadores, governadores, prefeitos, ministros e outros agentes públicos de investigações e julgamentos chamados no Congresso de ‘ativismo judicial’”.

  9. Agora temos aqui com toda clareza que o governo de Jair Bolsonaro deseja comandar o Brasil por via anti-democrática, o que quer dizer, por uma Ditadura. Isto não foi dito por um membro da oposição, mas pelo próprio filho, porta-voz oficioso do Presidente da República. Disse o filho de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro que:

    “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!

    — Carlos Bolsonaro (@CarlosBolsonaro) September 9, 2019”

    Sobre Carlos ser o porta-voz oficioso do pai, Jair Bolsonaro, vamos ler o que disse o próprio Jair Bolsonaro, fala que é reproduzida no artigo ora comentado:

    “Jair Bolsonaro chegou a defender seu filho em março, afirmando que há pessoas que querem afastá-los, mas “não conseguirão”. Junto com a mensagem, na ocasião, publicou uma foto em que é amparado por Carlos no corredor de hospital. “Algumas pessoas foram muito importantes em minha campanha. Porém, uma se destacou à frente das mídias sociais, com sugestões e conteúdos: Carlos Bolsonaro, meu filho.”

    Atentar contra a Democracia e a Constituição são crimes gravíssimos, e para crimes gravíssimos do Presidente da República, há que se peticionar ao Senado Federal o impeachment deste anti-democrático Presidente da República que afirma que se deve desrespeitar ao Constituição e o Estado Democrático de Direito.

    • Sr. Eliel,

      Carlos Bolsonaro não está se divertindo. Ele está falando sério, em nome de seu pai, e isso que ele disse em redes sociais é um pensamento obsessivo do atual Presidente da Republica Jair Bolsonaro, vide a intromissão do Presidente na PGR , as inúmeras demissões de seus auxiliares diretos, o desmonte das universidades públicas, a nomeação de seu filho como Embaixador do Brasil nos EUA e a nomeação que ele fez para Chanceler no Itamaraty, entre outras ações deste tipo.

  10. Mas que barbaridade,
    falar em ditadura novamente e, pior, alguns concordarem com tal tese.
    Como se a ditadura que tivemos tenha feito maravilhas ao Brasil.
    Como se nesse período os benefícios e mordomias para certas classes, a desigualdade social, a corrupção não existiram.
    Li um livro bastante interessante que nos faz pensar, onde um personagem que servia ao regime nazista, terminada a guerra passou para o lado soviético, Por que? Devido ao seu caráter fraco, não sabia viver sem que houvesse um Estado totalitário para lhe dar ordens, sem contestação.
    Vamos demorar para aprendermos que numa democracia, um pequeno grupo não pode ter a supremacia total do poder, como acontece em regimes ditatoriais. E a corrupção? Essa existe em todos os regimes, haja vista a China, a Venezuela, a Coreia do Norte, onde ela é uma chaga.
    Já dizia Winston Churchill que a democracia é o pior dos regimes políticos, mas não há nenhum sistema melhor que ela.
    Não vamos dar corda para um imbecil.

    • Está aí o outro lado da moeda do PT.
      Quem brinca e se apreoveita de “democracia ” é o PT e seus aliados tipo PDT, MDB, PCB e outros dessa quadrilha.
      Agora quando o Carlos fala bobagem todos se fazem de rogados.
      O jogo está feito, e todos se merecem.
      O Brasil é muito maior que esse bando de homens públicos, que após a monarquia, se apoderaram do estado, mas se resistimos lula e dilma, os bolsonaros tiraremos de letra.
      Viva o Clube de Regatas Vasco da Gama!

  11. Carlos Bolsonaro deve ter lá suas razões e convicções para semear e anunciar suas ideias nada democráticas

    “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá com a velocidade que almejamos…”, publicou ele em postagem para todos lerem.

    É possível enquadrar Carlos Bolsonaro na Lei de Segurança Nacional, de nº 7170/80 e que está em pleno vigor?

    A resposta parece ser positiva. O objetivo da lei, logo estampado no seu artigo 1º, é a previsão dos crimes que venham lesar ou que venham expor a perigo de lesão o regime representativo e democrático….”.

    Lido este primeiro artigo, vamos ao artigo 22. Diz que fazer propaganda de processos ilegais para a alteração da ordem política ou social constitui crime contra a Segurança Nacional. A pena é de detenção de 1 a 4 anos.

    Carlos Bolsonaro fez propaganda de processo ilegal para derrubar o regime democrático?. Frontalmente, parece que não. Mas, obliquamente, a resposta é positiva. Vejamos. Ele não é qualquer um. Não é um “joão ninguém”. E mesmo que fosse não estaria fora da sujeição à lei. Mas Carlos Bolsonaro é filho do presidente da República. O que ele diz e faz alcança repercussão. Tanto alcança que a exortação que fez agora está nas paginas e nos noticiários.

    Afirmar que o Brasil, pela via democrática, não vai conseguir a transformação com a velocidade almejada é o mesmo que pregar, levantar a bandeira, propagar a alteração da ordem política. Ou seja, derrubar a democracia e implantar a ditadura, ou outro regime incompatível com o democrático. E se tanto vier acontecer não será por meios legais, mas ilegais.

    E sua condição de vereador no Rio não lhe outorga mínima imunidade para escrever e difundir o que escreveu e difundiu. Carlos Bolsonaro é merecedor de toda a consideração de seus eleitores e também daqueles que nele não votaram. É um cidadão brasileiro. É o filho do presidente do Brasil, eleito democraticamente pela maioria dos eleitores brasileiros. Mas tantas credenciais não o colocam a salvo do respeito e da obediência que deve às leis de seu país. Do seu pais, cujo pai é o mandatário número um.

    • Dr. Béja,

      Se possível, me esclareça com o seu conhecimento das Leis da República.

      – Existe alguma previsão legal contra a defesa do retorno do Império?
      – Existe alguma vedação em Lei quanto ao uso de títulos nobiliárquicos?
      – Existe alguma previsão legal nas Leis da República que proíba a celebração de valores e instituições do extinto Império?

      Desde já, obrigado.

      • Prezado Leitor, Rubens.

        A Lei de Segurança Nacional (nº 7170/83) está vigente. Seu objetivo é segurança nacional contra os crimes que lesam Ou que expõem a perigo de lesão o regime representativo e democrático. Observe-se a conjunção. É alternativa.

        Se a defesa do retorno à forma Imperial de governo, for expressa sem o comprometimento da representatividade e do regime democrático, não se aplica a LSN.

        No tocante ao uso de títulos nobiliárquicos e à celebração de instituições do extinto Império, citados pelo prezado leitor, também nenhuma proibição existe, sem o comprometimento do regime democrático e representativo. Poderiam, a utilização e a celebração,
        ser vistas e tidas como manifestações em consideração à História.

    • Ele não é qualquer um. Não é um “joão ninguém”
      Como sabido sou eleitor do Bolsonaro, mas o que diz o zé ou o mane, não tem o menor alcance, pois não são eles que arratam multidões, são os fatos antidemocráticos da nossa democracia, e a se contar com a sujeição à lei, teríamos de processar e prender é muita gente de peso muito superior ao guri, gente do porte de ministro do stf.

    • Souza, meu conterrâneo,

      A frase pertence ao general Osório, gaúcho, depois de ter retomado Uruguaiana dos paraguaios na Guerra do Paraguai.

      “É fácil comandar homens livres, basta mostrar-lhes o caminho do dever”.

      Agora, comandar homens livres para um caminho … livre, é um pleonasmo.

      Talvez fosse o caso de comandar homens livres para que se livrassem de uma minoria ditatorial, que nos esmaga, rouba, explora e manipula ou eu estaria errado?

      Cita-me, por favor, algo que o congresso tenha feito de útil à sociedade, na mesma proporção que se concedeu as regalias que sabemos de cor quais são elas??!!

      Isso é democracia?
      É isso que defendes??
      Que sejamos humilhados e injustiçados diuturnamente por que nos “dizem” que a democracia é assim, o enaltecimento das diferenças??

      Olha, por eu ter mais idade que a tua, aprendi muito, e na marra, à base de experiências difíceis e outras nem tanto.
      Tenho observado de muito perto a História do Brasil, de modo que eu possa concordar que, a democracia nacional, tem servido apenas às castas, nada mais que às castas, enquanto repetimos como robôs ou muito bem treinados, a palavra democracia sem se saber nada sobre o seu real significado!

      Abraço.
      Saúde.

  12. Convido os comentaristas para um pequeno exercício sobre democracia, se quiserem, óbvio.

    Vamos lá:
    Se de fato estamos em “pleno estado democrático de direito” como gostam de arrotar os poderes constituídos, claro, o sistema financeiro nacional é democrático ou imposto?!
    Os juros cobrados estão de acordo com a inflação?
    Ora, ora, pensem comigo, por favor:
    A maior ameaça à democracia, à justiça social e econômica, ao desenvolvimento de qualquer país não seria o controle monopolista de alguns bancos sobre os proventos do cidadão?
    Algum governo decidiu agir em defesa da democracia, da maior parte do povo explorada pelo sistema financeiro ou mais ainda concedeu aos banqueiros faixas de lucro exclusivas, que até mesmo as empresas nacionais não possuem?

    A insuportável carga tributária que NOS OBRIGAM a levá-la nas costas, já arqueadas de tanta exploração, aceitamos que nos chamem de cidadãos ou o correto seria ESCRAVOS?
    Seis meses a cada ano temos de trabalhar para pagar impostos ao palácio, e ainda consideramos que somos uma democracia?
    Quem estamos querendo enganar??!!

    As eleições, que a mídia venal chama de festa cívica – quanta maldade! -, tem contribuído para melhorar o país e a situação do povo ou, lá pelas tantas, é apenas a substituição de corruptos por outros corruptos ou por um punhado de incompetentes??!!
    Por acaso não estaríamos à deriva, pelo fato de sequer podermos chegar perto do poder e intervir na política que se pratica no Brasil, cujas instituições chamadas de democráticas são justamente aquelas que nos afastam das decisões governamentais?

    O erro crasso da democracia, e não só no Brasil, não, apesar de neste país ser mais sentido na carne essa falha, é pelo fato que se acreditou que todos somos iguais em um certo sentido – tá na Constituição, inclusive -, acreditando-se que também todos fossem absolutamente iguais entre si, e não é assim!

    A democracia é o império da desigualdade;
    O universo para as diferenças sociais, econômicas, políticas e religiosas;
    Pois a esses defeitos gravíssimos, onde fazem parte as maldades humanas, dá-se o nome de “democracia”.
    E me dirijo ao Brasil, e não em termos mundias.

    Certo estava Hobbes quando usou a expressão que, o “homem é o lobo do próprio homem” ou, se quiserem, o verdadeiro sentido desta democracia relativista e falsa que nossas autoridades adoram cuspir boca a fora essa impropriedade!!!

    Quanto aos comentários “horrorizados” com o que disse Carlos Bolsonaro, um mínimo de chance à verdade, à realidade, ajudaria em demasia.

    Sobre as afirmações que o clã Bolsonaro quer mesmo implantar a ditadura, saliento um detalhe de suma importância, e que contraria as pitonisas da TI:
    DURANTE OS PERÍODOS MAIS GRAVES que passamos após o regime de exceção, que durou 21 anos, enquanto esse, de miséria e pobreza, roubos, explorações e manipulações, dura 34 anos, POR ACASO AS FFAA SE ENVOLVERAM OU AMEAÇARAM esta “democracia”??!!

    Acham que, agora, os militares concordariam com essa suposta vontade dos Bolsonaro em implantar uma ditadura??!!

    Agora, tem gente neste blog que adora se fazer de desentendida, credo!

    Comentei que as palavras do Carlos estavam corretas, que nada se poderia fazer com base na democracia, PELO FATO DE A MINORIA QUE GOZA DE PRIVILÉGIOS não concordaria em dar a sua parcela de colaboração nesta crise que nos encontramos!!!

    Ué, pipocas, a democracia não é o direito da “maioria”?
    Por que, cargas d’água, a minoria absoluta desse país se concede uma vida nababesca e, a maioria absoluta, uma vida de pobreza e miséria??!!

    Isso é democracia??!!

    Se não querem discutir realisticamente essa questão, vá lá, entendo.
    Agora, não me venham com posições políticas e partidárias, que não cola.

    Eis a nossa realidade:
    uma democracia falsa, relativista, e que impede o povo ter acesso a uma existência menos sofrida, pelo menos.

    O resto é papo de quem não encontra argumentos que se contrapõem à afirmação que não será dessa forma, que afasta o cidadão do poder, que as mudanças necessárias serão feitas!

    E basta de teatrinhos com a democracia, pois ninguém quer o retorno da ditadura, pois quero uma democracia legítima, verdadeira, não que sirva como escada para uns e outros galgarem o paraíso aqui, neste Planeta, e através desse país de pobres e miseráveis!

    • Caro Bendl,
      na tua primeira manifestação, achei que concordavas com o Carlos, até dizias que batias palmas às palavras dele (que eram claras: defendia uma ditadura).
      Agora,falas de nossa economia (e também usas o termo de regime de exceção em vez de ditadura). Bem, concordo que estamos mal nesse quesito (aliás, sempre estivemos, talvez tenhamos melhorado no período Vargas) e estamos piorando com as medidas de Paulo Guedes. Na verdade. temos uma elite dominante que parece estabelecer como normal as desigualdades. Não é normal os bancos terem lucros fabulosos enquanto nossa economia definha. Não é normal não haver tributação para lucros e dividendos, enquanto se taxam salários baixos. Não é normal membros dos três poderes (mais o MP) auferirem vantagens inconcebíveis para ludibriar ou maquiar seus vencimentos. Não é normal pessoas da ativa ou aposentados ganharem mais que o teto constitucional. Não é normal que se privilegiem certas classes na reforma da previdência. Não é normal a gente abdicar de tecnologia e priorizarmos a exportação subsidiada de produtos primários. Não é normal que a maior arrecadação do país se dê através de impostos sobre itens de consumo.
      Mas é normal, numa democracia, mesmo com suas falhas, termos espaço para debater assuntos.
      Um abraço e vida longa.

  13. Vidal, meu prezado conterrâneo,

    Ainda bem que leste com mais atenção os meus comentários, que não defendo a ditadura, mas questiono a democracia brasileira.
    E concordaste comigo quase que plenamente, que me deixa satisfeito.

    A essência do que quero deixar como recado, Vidal, diz respeito que democracia não significa apenas e tão somente elegermos os candidatos já escolhidos pelas quadrilhas travestidas em partidos políticos, e podermos debater o assunto, não mesmo!

    Até porque, meu amigo, de que vale tentar debater o tema sem condições como cidadão e, pior, como ser humano, pelo menos??!!
    Pobre, miserável, sem futuro, desempregado, sem teto, alimentos, sem perspectiva alguma de melhorias na sua vida, essa pessoa discutiria o quê??!!

    Democracia não é assim tão simples, conforme nos enfiaram na cabeça ao longo de décadas:
    Eleições e liberdade de expressão, mas não é mesmo!

    Essa democracia que temos, enaltece as diferenças;
    Aumenta as injustiças;
    Segue em afastar o povo do poder;
    Discrimina-o de tal forma, que os poderes se concederam – repito, eles mesmos se concederam, a minoria, portanto, sobre a maioria absoluta – “direitos” que são atentados à … democracia, pois não foi o povo que os autorizou ou concedeu tais vantagens!

    Ora, bolas, se a democracia é o governo eleito pela maioria, no Brasil é a minoria que nos comanda?
    Que nos humilha?
    Que nos rouba, explora e manipula??

    Não podemos tirar um ladrão e/ou incompetente do poder por quê??
    Não fomos nós que o elegemos?
    Por que o congresso não consulta o povo quanto aos seus aumentos salariais?
    Isso é democrático, a categoria política se conceder tantas regalias e proventos milionários??

    Chama-se democracia eu não ter direito de ter uma arma para me defender?
    Pode ser considerada democracia aquela que proíbe cassinos, por exemplo, pois meia dúzia alega não existir as casas de jogo em Marte e Saturno?
    É democrático suportar taxas de juros extorsivas?
    É democrático não termos uma saúde pública que atenda a demanda nos seus mais comezinhos problemas, e constatarmos que um parlamentar gastou 150 mil para colocar dentes novos??!!
    É democrático observar os salários milionários auferidos pelo Legislativo e Judiciário, incluindo indenizações pessoais, enquanto o salário mínimo confronta a Constituição naquilo que deveria servir como sustento à pessoa e sua família??!!

    Ah, mas na democracia podemos discutir, pelo menos???!!!
    Sim, concordo, mas até onde esse debate vai nos tirar dessa situação de décadas que estamos no aperreio??!!
    A menos que conversar, debater em altos brados, gritar, chamar os poderes constituídos de corruptos e ladrões, vai nos tirar dessa miséria e pobreza que nos encontramos, caso contrário, cada vez fica mais difícil aceitar essa democracia que é um atentado ao povo!

    Por último, meu amigo Vidal, não estou defendendo a ditadura, mas acusando esta democracia brasileira de falsa, adaptada pelas elites que nos exploram há décadas, moldada pelos poderosos, que nos obriga, a ferro e fogo, obedecer e outorgar poderes!!!

    Carlos tem razão:
    Se quisermos mesmo mudar esse estado atual de governo, somente fora desse arremedo democrático que nos engana, que nos engambela, que serve para uma minoria absoluta enriquecer às nossas custas!!!

    Abração.
    Saúde.

  14. Caro Bendl,
    só não entendi o teu último parágrafo: que Carlos tem razão. Razão em quê? De querer impor na marra as medidas já tomadas e as ideias neoliberais de Guedes? É isso? Desculpe, mas isso não concordo. Prefiro assim como está, onde há divisão de poderes, mesmo que falhas. Isso pode ser melhorado ao longo do tempo. Mudanças rápidas e unilaterais que nos ferrem ainda mais? A nossa democracia é ruim, mas é a que temos. As alternativas são piores. .A propósito, segue um texto da Gazeta do Povo que concordo plenamente: https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/caixa-zero/nossa-democracia-e-ruim-mas-e-o-que-temos/

  15. É simples entender o que é “democracia” no dialeto candango:

    – É A FORMA DE GOVERNO NO QUAL AGENTES PÚBLICOS E SEUS COMPARSAS PODEM ROUBAR O DINHEIRO DO POVO E JAMAIS SEREM CONDENADOS, GARANTIDOS QUE SÃO PELA ALTA CÚPULA DOS TRÊS PODERES CONSTITUÍDOS”.

    Simples entender.Basta ver o que estão fazendo com a Lava Jato.

  16. Boa tarde , leitores (as) :

    Senhor (a) Rodrigo Borges Delfim , Thais Arbex
    ( Folha ) e Senhor Marcelo Copelli , ironia do destino , ontem os filhos do Presidente Jair Messias Bolsonaro queriam “ fechar o STF , usando apenas ” UM SOLDADO e UM CABO ” , só que hoje eles usam esse mesmo STF para se protegerem , passando por cima de toda ” HIERARQUIA JURÍDICO INSTITUCIONAL ” , com o agravante de encontrarem guarida e respaldo de alguns ” Ministros /Juízes ” corrompidos do próprio ” Supremo Tribunal Federal – STF ” , que eles queriam fechar .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *