CUT transforma-se em empresa e faz demissões para reduzir a folha de salários

Resultado de imagem para CUT charges

Charge do Miguel (Jornal do Comércio/PE)

Pedro do Coutto

Surpresa? De fato dá para surpreender a todos, mas revela a face oculta das posições falsamente ideológicas.  Reportagem de Cátia Seabra, na Folha de São Paulo deste sábado, revela a decisão tomada pela CUT de promover em seus quadros de pessoal um programa de demissão voluntária para – acreditem –  diminuir seus gastos com pessoal. O que ela sempre censurou agora adota como prática legítima.

Contradição absoluta, a pretexto de ter recursos cortados com o fim do imposto sindical compulsório. Mas como se trata de uma Central Única dos Trabalhadores, o que sua sigla indica, deveria ter tentado uma mobilização que, em relação a ela, transformasse o compulsório em espontâneo. Não procedeu assim, e colocou em prática uma postura que vem sendo usada pelas empresas estatais e também pelas empresas de capital privado.

DELÚBIO CONFIRMA – O presidente da CUT, Vagner Freitas, disse a Cátia Seabra desconhecer tal decisão, porém ela é confirmada por fatos concretos. Tanto assim que Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, revelou à reportagem já ter aceitado sua demissão. O que se indaga é que logicamente não foi apenas o fim do imposto sindical obrigatório a causa do programa de demissão. Tem-se a impressão de que os recursos que abasteciam a CUT desapareceram também com os processos que atingiram o ex-presidente Lula, consequência normal da perda de poder.

Através do tempo tem-se cada vez mais a certeza da influência decisiva do capital nos desfechos político-administrativos. Tanto é assim que entidades como a CUT, que levantaram a bandeira do reformismo, terminaram evoluindo para o posicionamento conservador que tanto condenam nos outros, mas que adotam para si.

TAMBÉM NO PT – Essa contradição projeta-se também no PT. Lançado como um partido não revolucionário, mas reformista, transformou-se com o acesso ao poder num partido absolutamente conservador. Porque nada mais conservador do que a corrupção, o oposto a qualquer programa legítimo de redistribuição de renda. Pelo contrário.

Nada mais conservador e concentrador de renda do que as propinas pagas por grandes empresários a lideranças políticas, através das indicações destas para formação de quadros administrativos corruptos. Os canais de corrupção atingem fortemente qualquer caminho de solução para problemas sociais que se eternizam.

DIZIA SARTRE – As contradições são de todos, para usar um pensamento de Sartre: são metade vítimas e metade cúmplices do processo existencial. A cumplicidade do PMDB e PT aparece fulgurante na superfície dos fatos.

E a contradição essencial entre capital e trabalho estende-se também a uma outra: o conflito entre a liberdade e a opressão. Basta se recordar o que era o PMDB de Ulysses Guimarães e o que é o PMDB de Romero Jucá, Geddel Vieira Lima e de Michel Temer.

3 thoughts on “CUT transforma-se em empresa e faz demissões para reduzir a folha de salários

  1. Mas é assim mesmo, façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço.
    Dizem que esta frase é de autoria de Dom Pedro I, mas seja lá de quem for, retrata bem o que se vê neste Brasil dos desmandos e corrupção.
    O PT sempre pregou a moralidade, porém ao chegar no poder, partiu para viver na imoralidade e hoje o que se vê são as contradições, que alegam se inerente a “luta política”.
    Estas centrais sindicais deveriam a bem da verdade, serem todas elas extintas, para abrigar o trabalhador, basta o sindicato, o resto é isto mesmo que vemos, parasitismo em cima do dinheiro do contribuinte.
    O tal imposto sindical, que era realmente um imposto, porque ninguém dele poderia escapar, teve a sua prestação de contas, restringida aos conselhos fiscais dos sindicatos e centrais, por obra do lula, aquele que também declarou os cartões corporativos dos gastos dos nababos públicos, secretos e de segurança nacional.
    Vejam só, logo o PT que passou a vida gritando contra tudo que os militares declaravam ser de “segurança nacional”.
    Dá para dormir com um barulho destes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *