De dentro da prisão, Lula participa cada vez mais do processo eleitoral

Resultado de imagem para lula candidato charges

Charge do Genildo (Arquivo Google)

 

Janio de Freitas
Folha

Recebida como se fora uma contribuição a mais para a mesmice política, a orientação mandada por Lula ao PT e a seus demais seguidores, ao final da semana passada, introduz uma perspectiva nova e inesperada na disputa pela Presidência. A recomendação de que Ciro Gomes não seja hostilizado, e até busquem com ele um pacto de não agressão com vistas ao segundo turno, significa muito mais do que diz. ​

Antes de tudo, a orientação muda as predisposições do comando petista com Ciro Gomes, até aqui repelido no tom terminativo bem caracterizado pela própria presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann.

BICADINHA – É verdade que Lula apenas ciscava, com uma ou outra bicadinha, na candidatura de Ciro. E parte dos petistas, apesar da rejeição exposta, não escondeu preferi-lo a Marina Silva, como demonstrado pelo Datafolha. Com um recado, isso tudo foi-se.

A referência de Lula ao segundo turno com Ciro contém duas situações. A do apoio de Ciro ao candidato do PT, seja quem for e contra quem for, mas também a de apoio do PT a Ciro, com iguais condições. Esta última hipótese, porém, vai mais longe: nela está implícita a admissão de que o candidato do PT não chegue ao segundo turno.

Como não dá para presumir Lula fora do turno final —se não ganhasse no primeiro— segue-se que os petistas citados como seu eventual substituto, até aqui, não geram esperanças em casa.

INCERTEZA – O futuro de Lula continua incerto. Se os seus processos puderem chegar a um corpo de juízes sem causa política ou ideológica, a questão das provas por fim ganhará a relevância que a Justiça lhe dá, em um ou em outro sentido. Por ora, Lula pode ou não pode concorrer.

Com isso, o desejado enlace com Ciro no segundo turno, e desde logo rejeitado com qualquer outro dos candidatos, tem um caráter de alternativa que se estende necessariamente ao primeiro turno. A depender só das circunstâncias e suas exigências.

Remota ou não, segundo cada interpretação, a possibilidade está inscrita na orientação de Lula que aproxima PT e Ciro Gomes. E que transtorna tanto a configuração da escala de pré-candidatos como as cabeças de vários deles, cientes de que, se Lula não concorrer, de nada lhes adianta: a aliança PT-Ciro faz serviço semelhante. Quem duvidava que, de dentro da prisão, Lula estivesse no processo eleitoral, cuide-se.

12 thoughts on “De dentro da prisão, Lula participa cada vez mais do processo eleitoral

  1. -Êta lugarzinho safado, este!
    -Onde já se viu, no mundo civilizado (e, até mesmo, no mundo bárbaro!), um preso ter contato com o exterior e saber e mandar notícias quase todo dia? E ainda ter à desfaçatez de até mesmo fazer campanha política, sob as barbas das pachorrentas autoridades?
    -Esta colônia deve ser peça única na esculhambação planetária. Aqui a decência passou longe dos engravatados, que só se prestam para roubar!

  2. Por que não uma previa entre toďos presidiários para se saber qual o melhor candidato bandido?

    Dirceu, Fernandinho, Marcola ou Lula ?

  3. A parcialidade, o comodismo e a falta de ética de jornalistas bem situados na grande mídia, como Jânio de Freitas, Bernardo de Mello Franco, Mônica Bergamo, etc., é um acinte a inteligência dos leitores.

    Tratam as pesquisas como fato consumado e, não satisfeitos, ainda as distorcem, não reconhecendo que os percentuais que apontam Lula correspondem, a rigor, a menos de 15%, considerando o conjunto do eleitorado, incluídos indecisos, nulos e brancos.

    Ao contrário do que afirma, nada garante que mesmo que pudesse concorrer Lula passasse ao segundo turno, até porque teria que enfrentar os debates com os muitos flancos que as gestões lulopetistas deixaram abertos. Ou será que os outros candidatos seriam tão burros e incompetentes a ponto de não saber explora-los? A prisão até o favorece de certa forma, a perícia do lulopetismo em construir narrativas, usar o vitimismo em seu favor, a sua índole marqueteira, é inquestionável.

    Se concorrendo esse protagonismo do Lula é discutível, seu potencial de transferir uma eventual preferência é mais ainda. A migração para o Ciro independe, em grande parte, da vontade do Lula, vai se dar por aquilo que move, de fato, o petismo há tempo: a perspectiva de poder. Basta o Ciro estar bem colocado na disputa. Além daquela migração que se daria ao natural pelo eleitor que vota na centro-esquerda, mas não tem vínculo partidário.

    A recomendação para que Ciro Gomes não seja hostilizado é uma mesmice sim, até porque nenhum plano B do PT tem possibilidade de chegar ao segundo turno.

    O artigo não passa de mais um malabarismo retórico tentando superestimar a influência do preso e condenado nessas eleições e confundir a opinião pública, prática comum até agora entre os simpatizantes e adeptos dessa malta que levou o país ao descalabro em que se encontra hoje.

    • Essa imprensa marrom é a grande responsável pela construção do “mito lula”, como um grande sábio da política e líder popular. A verdadeira tempestade de m** que resultou dos seus desgovernos mostram apenas uma coisa: a montanha pariu um rato.

  4. o sujeito tinha que ser da folha, e vive num mundo paralelo, e criminoso. o lula já era, deixa de ser um tendencioso retardado… ta preso e é inelegível…

  5. Levi
    Parabéns esta é uma das chagas brasileiras. Deve ocorrer no mundo todo mas seguramente não com a intensidade e amplitude daqui.
    A cegueira, a devoção incondicional, a falta de raciocínio, que acomete parte da população, inclusive neste blog, é muito mais danosa e ruinosa quando feita por um pretenso jornalista.
    Com que intenções faz isso?
    Por convicção, para pavonear-se com seus acólitos ou por burrice ou sadismo?

    O que me pergunto é , se quem ajuda de qualquer forma um criminoso, não comete crime também?

    Por que a OAB nao levanta esta bandeira?
    Ou qualquer outro elemento da sociedade civil?

    Por quanto tempo teremos que aguentar este desafio direto, frequente e devastador para a justiça brasileira?

    O Trf e o STJ- STF nao se sentem afrontados quando todo dia fazem teses, artigos, movimentos, pronunciamentos dizendo que se condenou o santo Lula sem provas num armação?

    Não existe mais crime de difamação no Brasil?

    Não é proibido executar ações que visem golpear as instituições?

    Se até Neguinho da Beija Flor vai embora, alguma coisa deve estar errada

    • Esses FDP batem tanto na tecla que o Barba é muito influente, que no fim ele acaba influenciando mesmo. Seria preciso haver uma resistência diretamente proporcional em sentido contrário, pra neutralizar essa tremenda sacanagem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *