Debate na TV Globo reduz a diferença de Dilma sobre Aécio

Pedro do Coutto

As pesquisas do Datafolha e Ibope reveladas pela Rede Globo de Televisão e GloboNews no final da tarde de ontem, sábado, revelam que o debate entre Dilma Rousseff e Aécio Neves na noite de sexta-feira contribuiu para diminuir a diferença da primeira sobre o segundo nos lances finais da campanha pela presidência da República que se encerra hoje com a colocação dos votos nas urnas.

Os dois institutos apontam no sentido da reeleição da atual presidente embora o Datafolha admita a possibilidade do que classifica como empate técnico. Vamos, portanto, comparar o quadro existente antes do debate, e antes também da edição da Revista Veja na sexta-feira com o quadro posterior aos dois episódios. Aliás a edição da Revista Veja foi o ponto que abriu o confronto de sexta-feira na tela da Globo.

Antes do debate o Ibope apontava uma diferença de 8 pontos em favor de Dilma Rousseff. Depois do debate, esta diferença caiu para 6 pontos. Com base nas intenções totais de voto, Dilma registrou 49 contra 43% de Aécio. A parcela de 5% dispõe-se a votar em branco ou anular o sufrágio, enquanto os indecisos caíram para 3%.

De acordo com o Datafolha, a diferença de Dilma sobre Aécio é menor: 47 a 43 do total. Considerando votos brancos e nulos na escala de 5% e indecisos no patamar de 3%, com base nos votos válidos Dilma alcança 52 pontos contra 48 de Aécio. Diferença de 4 degraus. Esta diferença antes do debate era de 6%.

AÉCIO SE SAIU MELHOR

Verifica-se, portanto, que a comparação, através da TV entre os desempenhos do senador mineiro e da presidente da República, favoreceu o primeiro, tanto assim que ele reduziu a diferença que o separava da líder nas pesquisas. Provavelmente arrebatou para si uma parcela pequena dos que se encontravam na área da indecisão. Porém não ao ponto de mudar o desfecho de uma das eleições mais disputadas e acirradas da história do país.

Hoje, as  estruturas partidárias estarão fortemente empenhadas na conquista de votos para as respectivas candidaturas. Mas com base nos números dificilmente a colocação final vai ser alterada. Dilma Rousseff deve se reeleger por margem estreita e Aécio Neves reservará o lançamento de uma segunda candidatura a presidência da República na sucessão de 2018. Este panorama é traçado com base na realidade de hoje, pois prever o futuro é algo muito difícil em matéria política, plano no qual a ocorrência de imprevistos está comprovada com o passar do tempo e a sequência da história.

     

    5 thoughts on “Debate na TV Globo reduz a diferença de Dilma sobre Aécio

    1. IBOPE e DATA FOLHA = $$$$$$$$$$$$$$$. Pesquisas bem pagas pelo PT. Claro que há um compromisso em favor de quem pagou mais. Já se foi o tempo em que o IBOPE era confiável. Nao entendo porque não se comenta aqui neste blog a pesquisa do SENSUS e outras igualmente sérias!

    2. CUIDADO com a urna eletrônica BRASILEIRA ! ! ! Sem aferição, sem conferência.

      Números malandros, VENAIS, são apresentados para dissimulação do que pode vir.

      Trocar voto nulo, branco e de um determinado número por um outro número NÃO É inexequível.

      CUIDADO com os que dizem: Também Somos Enganadores !!!

    3. Não sei o porquê de alguns articulistas dar tanto espaço para as pesquisas do Ibope e Datafolha.
      E o pior, dando a Dilma como já vencedora.
      Se o Aécio cresceu de sexta para sábado, poderá ter crescido de ontem para hoje.
      Vamos aguardar.

    4. Está certo, quando se analisa as eleições de acordo com as pesquisas dos
      dois Institutos que mais erraram no primeiro turno, não só para Presidente,
      como também para a maioria dos governos de Estado.
      Os dois Institutos que mais erraram, são os que mais tiveram destaques nos meios
      de comunicação, enquanto outros Institutos que tiveram posições opostas, não
      tiveram o mesmo destaque nos meios de comunicação.
      Não consigo entender, que num universo de 143 milhões de eleitores e 5570 Municípios
      uma pesquisa feita em 200 ou 400 Municípios e até menos, com 5 mil eleitores ou 10 mil eleitores e até menos eleitores, pode responder pela grande maioria dos eleitores.

    5. Acho que o prejuízo com o debate foi bem maior do que o aferido. As pesquisas foram feitas no mesmo dia, ou seja, não deu tempo para o assunto ventilar. A enquete do Uol ,sobre o vencedor do debate, com mais de 478.000 votos deu 83,72% ao Aécio, é impossível dizer que isso não tenha tido influência. Depois veio o presente que os mensalinhos do PC do B deram à Globo com a depredação do prédio da Veja. Acho que a Dilma caiu e bem, tudo o que o Datafolha e o IBOPE queriam para terem as suas desculpas, pois as do 1.º turno não colaram.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *