Diplomação de Bolsonaro será dia 10 de dezembro, antes da última cirurgia

Resultado de imagem para bolsonaro

A equipe quer antecipar a diplomação de Bolsonaro

José Carlos Werneck

A presidência do Tribunal Superior Eleitoral entrou, na manhã de hoje, em contato com o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para acertar detalhes do agendamento da diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

A Administração do TSE sugeriu que o presidente eleito e seu partido antecipem em cinco dias as prestações de contas, cujo prazo limite é 17 de novembro. Assim procedendo, é possível cumprir todos os prazos previstos no Calendário Eleitoral e realizar a solenidade de diplomação de Jair Bolsonaro em 11 de dezembro, um dia antes da data prevista para que ele seja submetido ao procedimento cirúrgico para retirada da bolsa de colostomia, que está usando, por conta da tentativa de homicídio, de que foi vítima no dia 6 de setembro, na cidade mineira de Juiz de Fora.

Depois das negociações, foi fixada pelo TSE a data de 10 de dezembro para a diplomação, dois dias antes da terceira cirurgia, para recuperação completa do presidente eleito.

6 thoughts on “Diplomação de Bolsonaro será dia 10 de dezembro, antes da última cirurgia

  1. É risível, mas quem ganhou o poder foi o “militarismo de pijama”, do clube militar, atuantes há 20 anos na internet, principalmente na Tribuna onde ainda batem ponto diariamente, os mesmos que foram expulsos das ruas, pelo cantor Lobão, onde pediam intervenção militar. E o pior de tudo, usaram em grande parte o nosso plano de voo, adaptado à tática e discurso militarista deles que encontrou eco entre as viuvas, filhas, filhos, nestos e bisnetos da ditadura, bem como no crentismo do Edir Macedo e CIA. E eu sabia que eles iriam fazer isso, última cartada e ficha derradeira do clube dos “aposentados”. Enfim, o poder eles ganharam, pasmem, no voto. E agora resta a parte mais difícil: governar, do jeito que as ruas estão pedindo de Junho de 2013.

  2. “O candidato eleito parece ter consciência da inadequação ao que se espera de um presidente da República. Por trás do socorro a citações religiosas está a insegurança de quem não sabe o que responder senão a perguntas que propiciem declarações violentas contra isto ou este. A maioria delas, inviáveis sem prévio golpe de estado. Daí a terceirização do poder, a entrega de blocos do Estado a nomes que o protejam da responsabilidade de decisão autônoma. Daí a hesitação, idas e vindas e demoras sobre que políticas a praticar. Vitorioso em uma campanha vazia de propósitos específicos, sem dominar o que significa ser conservador, descobre que ameaças não governam, nem farão com que seus ministros sigam opiniões estapafúrdias como desafiar a China, ofender gratuitamente o mundo árabe ou liberar policiais para assassinatos impunes.
    Um presidente fraco, com um estado desarticulado em blocos de poder, comandados por personagens sem traquejo nas negociações democráticas, tem tudo para assegurar a instabilidade atual. É o purgatório em que viveremos, nós e seus eleitores.”
    Opinião do professor Wanderley G. dos Santos, que parece muito correta.

  3. “A primeira Dama estudou libras e faz trabalho voluntário. (silêncio da esquerda…)
    – O deputado mais votado do rio é um negro do PSL (silêncio da esquerda…)
    – As deputadas mais votadas foram mulheres em nível estadual e federal também do PSL (silêncio da esquerda…)
    – A nova líder da lava-jato é uma mulher (silêncio da esquerda…)
    – O avô do Bolsonaro foi um ativista na luta pelos direitos dos negros (silêncio da esquerda…)
    – Um dos melhores amigos do Bolsonaro é negro (silêncio da esquerda…)
    – Uma das coordenadoras de campanha do Bolsonaro era lésbica (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro defende penas mais duras para crimes de motivação homofóbica (silêncio da esquerda…)
    – Políticos investigados por corrupção buscavam cargos no governo Lula para obter foro privilegiado (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro levou uma cusparada na cara e não revidou (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro foi xingado de nazista mas obteve 77% dos votos em Israel (silêncio da esquerda…)
    – Este mesmo Bolsonaro “nazista” quer transferir a embaixada do Brasil para a capital de Israel (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro levou uma facada mas o seu algoz foi preso e conduzido à justiça sem ter sido linchado ou baleado. (silêncio da esquerda…)
    – O autor da facada era militante ativo do PSOL e tinha misteriosamente a sua entrada registrada no congresso na data em que foi preso em Minas (silêncio da esquerda…)
    – O governo americano defende a entrada do Brasil na OTAN após a eleição de Bolsonaro (silêncio da esquerda…)
    – A Toyota anunciou que vai investir 1 bilhão no Brasil após a vitória de Bolsonaro (silêncio da esquerda…)
    – A lava-jato começou em 2014, tempo em que politicamente Bolsonaro não possuía a menor chance de se sagrar presidente (silêncio da esquerda…)
    – Quem tirou Lula das eleições foi a lei da ficha limpa que ele, o molusco, assinou quando presidente (silêncio da esquerda…)
    – Lula foi julgado não por um juiz mas por vários tribunais num total de 16 juízes. (silêncio da esquerda…)
    – Lula não tem direito a foro privilegiado e deveria estar num presídio comum mas se encontra em cela especial com várias regalias e recebe mais visitas do que uma prostituita (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro arrecadou 3,5 milhões em doações espontâneas para a sua campanha é só gastou 1,5 milhões (silêncio da esquerda…)
    – Ele deseja doar as sobras de campanha para a Santa Casa de Juiz de Fora (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro é acusado de querer ser um ditador mas defende armar o cidadão de bem (silêncio da esquerda…)
    – A bolsa de valores disparou e o dólar caiu depois que o juiz Sérgio Mouro, reconhecido internacionalmente, aceitou o super ministério da justiça (silêncio da esquerda…)
    – Não existem condenados na equipe de governo do Bolsonaro e a fake news sobre a inserção de Alberto Fraga já foi desmentida. (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro cria uma secretaria pioneira para defesa dos animais (silêncio da esquerda…)
    – Bolsonaro precisa andar com colete à prova de balas enquanto o Haddad consegue subir a rocinha para discursar com a autorização dos traficantes (silêncio da esquerda…)
    – O maior traficante das Américas Diosdado Cabello visita Lula na cadeia (silêncio da esquerda…)
    – Roger Waters defendeu o EleNão recebendo em pleno pleito eleitoral 90 milhões do nosso dinheiro via lei Rouanet (silêncio da esquerda…)
    – O PT acusa Bolsonaro de ditador mas apoia o genocida Nicolas Maduro (silêncio da esquerda…)
    – A folha de São Paulo acusou Bolsonaro de espalhar Fake News patrocinada mas não apresentou nenhuma prova (silêncio da esquerda…)
    – A mesma Folga acusou Bolsonaro de pagar milhões para robôs do WhatsApp mas a sua campanha inteira não custou mais de 1,5 milhão. (silêncio da esquerda…)
    – Durante a gestão petista e o estatuto do desarmamento o número de mortes por ano no Brasil triplicou (silêncio da esquerda…)
    – Na reportagem “bombástica” da veja referente ao seu processo de separação, Bolsonaro era autor e não o réu (silêncio da esquerda…)
    – Pela lei brasileira tal processo só poderia vir a público com a anuência das partes, fato que não ocorreu (silêncio da esquerda…)
    – A corregedoria instaurou processo contra o petista que desarquivou ilegalmente o processo (silêncio da esquerda…)
    – O depoimento de Palocci não corria em segredo de justiça pois era assunto de interesse público (silêncio da esquerda…)
    – Palocci disse que Dilma gastou mais de 1 bilhão na sua campanha, parte destes não declarada (silêncio da esquerda…)
    – A pesquisa de boca de Urna conforme divulgado pelo Jornalista Noblat apontou vitória do Bolsonaro no primeiro turno (silêncio da esquerda…)
    – 7,2 milhões de votos foram anulados em locais aonde o Bolsonaro detinha a maioria (silêncio da esquerda…)
    – Manoela Dávila se declarou atéia, era contra os feriados religiosos mas foi à missa comungar. (silêncio da esquerda…)
    – Comungou mesmo sendo abortista (silêncio da esquerda…)
    – Após comungar Haddad foi à um evento de candomblé (silêncio da esquerda…)
    – A jornalista da Globonews, declarada eleitora do Haddad, acha errado o cidadão de bem andar armado mas não considera uma ameaça um bandido portar um fuzil (silêncio da esquerda…)
    – A jovem que teve uma suástica desenhada na barriga acusando eleitores do Bolsonaro foi indiciada por falsa comunicação de crime (silêncio da esquerda…)
    – A suposta notícia de que uma criança havia sido baleada nas comemorações da vitória de Bolsonaro era falsa (silêncio da esquerda…)
    – A notícia de que o réu da lava-jato seria ministro do governo Bolsonaro era mentira (silêncio da esquerda…)
    – Vitória de Bolsonaro faz a Petrobrás faturar mais de 80 bilhões (silêncio da esquerda)
    – O PT paga 1,5 milhão para os advogados do Lula, contrariando o TSE (silêncio da esquerda)
    O problema não é o silêncio da esquerda…o problema é o barulho de quem não quer enxergar o óbvio!”

  4. Moro: O alvo errado do PT
    Queiram perdoar os amigos petistas mas já alcançou as raias do ridículo e do grotesco o comportamento do partido em tentar crucificar o juiz Sergio Moro pela prisão de Lula.
    Na última terça-feira um grupo de parlamentares do PT entrou com uma representação no CNJ solicitando que Moro seja impedido de assumir qualquer cargo público. Acusam o juiz de agir com parcialidade para prejudicar o PT. Prejudicar como, cara pálida? Ninguém tem prejudicado mais o PT do que o PT. Basta consultar a longa lista de prejuízos que causou a ele mesmo, à esquerda e ao país.
    O problema é que o PT não reconhece suas lambanças nem sob vara e se acha vítima de uma interminável conspiração em rede nacional.
    Para se “defender” escalou Moro para Cristo (ou anticristo). Será que o partido, seus advogados e seus militantes ainda não entenderam que não foi Moro quem botou Lula na cadeia? Ou será que entenderam mas não querem – como dizíamos na juventude – dar o braço a torcer?
    O ponta-pé inicial nesse jogo que parece não ter fim foi dado pelo Ministério Público Federal ao denunciar Lula pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro (no caso do tríplex do Guarujá). A bola então foi passada para a 13ª Vara Criminal em Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava-Jato. Lá estava Sergio Moro que ao contrário do que pensam alguns petistas desavisados não pediu o processo para ele (“Por favor, mandem esse processo para cá que eu quero perseguir o Lula!”).
    Moro leu as denúncias e vendo, pelas provas apresentadas, que não se tratava de uma perseguição do MPF, pensou duas vezes e condenou o ex-presidente a nove anos e um mês de prisão. Como era uma decisão em primeira instancia e ainda cabia recursos, Lula permaneceu leve, livre e solto. Os advogados do PT, porém, estão certos que na perseguição ao seu cliente, Moro chegou a ligar para a cadeia perguntando se havia vaga.
    A bola então foi chutada da 13ª Vara de Curitiba – e do controle de Moro – para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. Ai o que aconteceu? Os três desembargadores da 8ª Turma não só mantiveram a condenação – por unanimidade! – como acharam que Moro foi muito bonzinho na sua sentença e aumentaram a pena de prisão para 12 anos e nove meses em regime fechado. A condenação em segunda instancia levou Lula para a confortável prisão da PF em Curitiba de onde acompanha os jogos do Corinthians e a movimentação do futuro presidente que o PT “ajudou” a eleger.
    Por favor, senhores, troquem o disco e procurem outro Cristo.
    (Texto de Carlos Eduardo Novaes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *