É tarde demais para acontecer a tal união do centro, proposta por FHC

Resultado de imagem para FHC CHARGES

Charge do Kacio (kacio.art.br)

Pedro do Coutto

Reportagem de Gustavo Schmitt, Jussara Soares, Fernanda Krakovics, Maria Lima e Letícia Fernandes, edição de ontem de O Globo, destaca a carta pública colocada no face book pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, propondo a união dos candidatos do centro contra o que classifica como “Marcha da Insensatez”, na medida em que polariza disputa entre duas facções extremas. O ex-presidente da República considera um cenário dramático no país caso um dos dois pontos mais distantes, um de outro, poderá se concretizar ameaçando a própria democracia

Como seria a união do centro projetada por FHC nas urnas de outubro? Seria uma união entre Geraldo Alckmin, ao lado de Alvaro Dias? Marina Silva achou tarde demais para a proposta, pois significaria tirar as medidas de alguns personagens com a roupa pronta. Alvaro Dias igualmente descartou a hipótese, enquanto Ciro Gomes acusou FHC de tentar “ressuscitar” Alckmin.

RENÚNCIAS – Ocorre que o projeto de FHC implicaria tacitamente na renúncia de alguns candidatos em favor de um único. Quem seria esse único?, eis a questão. A proposta foi formulada já na quase da reta de chegada do primeiro turno, mas representa uma interpretação grave do quadro institucional brasileiro.

Porém, na altura dos acontecimentos não dá mais, inclusive sob o aspecto legal, tempo para realização de novas convenções partidárias e adesão em torno do nome capaz de unir as correntes do centro.

Claramente Fernando Henrique Cardoso está se referindo às candidaturas de Jair Bolsonaro e de Fernando Haddad. O ex-presidente teme a vitória da extrema direita ou então a da extrema esquerda representada por Fernando Haddad, impulsionado pelo Peronismo de Lula. 

NINGUÉM QUER – A reportagem destaca que os candidatos capazes de formar uma campanha de centro descartaram o movimento proposto. O vice na chapa de Marina Silva, Eduardo Jorge, disse que chegou a propor a Fernando Henrique a colocação do tema agora abordado. Para ele, tardiamente abordado, uma vez que no início deste ano levou a ideia a Fernando Henrique Cardoso que na ocasião não quis levar o assunto a frente. Agora o movimento perdeu o sentido porque ultrapassou a hora adequada. 

Fernando Henrique no momento encontra-se tão preocupado com o destino do país que destacou que busca a coesão política com a sensatez para juntar os mais capazes e evitar que o barco naufrague. 

A alternativa para uma posição de centro terá que ser assumida pelos eleitores e eleitoras já que os partidos não poderão mais substituir os candidatos homologados pelo TSE. Nesta alternativa final, na minha impressão só restaria Ciro Gomes. O povo terá que ser juiz de si mesmo.

12 thoughts on “É tarde demais para acontecer a tal união do centro, proposta por FHC

  1. Vejam só o culpado por tudo isso , quando abandonou a candidatura do José Serra, em 2002 e “apoiou” o Lula, e agora deitando cátedra.

  2. Socorro!

    Chamem a ambulância do hospício:

    “Ciro se compara a Churchill”

    Agora a preocupação do povo brasileiro é o que o CiroBiruta fará com o charuto.

  3. preocupado c o povo-desde qdo-este palhaço traidor tem isso-o capitao estava certo tinhan q ter passado fogo neste babacao la atras-esta preocupado com as merdas q ele fez aparecerem -e um grande fdp

  4. FHC e Lula são irmãos siameses, representam a canalhice em estado de arte.

    Nada valem e devem ser banidos da vida política do Brasil, pois são os maiores responsáveis por toda a miséria moral e econômica que vivemos.

    Nojentos!

  5. Ciro sobre jovens criminosos: “Fuzil pode ser o pau grande que ele não tem”

    Winston Churchill cantou para subir e agora baixou o PornoCiro.

    Nível abissal.

    Pobre Brasil!

  6. …”Nesta alternativa final, na minha impressão só restaria Ciro Gomes. O povo terá que ser juiz de si mesmo.”

    Se é assim então vai cuidar da tua vida vagabunda, ás custas do contribuinte, de liberação de drogas – para os filhos e netos dos outros – e deixa o povo escolher o que considera melhor pro seu país. Todos esses políticos que estão ai, praticamente, estão envolvidos em crimes contra o país e o povo. A melhor solução é varrer todos eles – com honrosas, ínfimas e ridículas excessões – para o vaso sanitário e puxar a descarga. FHCannabis é o tutor de toda essa corja. Ele que disse há tempos atrás que a ética do pêtê é ROUBAR, foi o professor de ética deles todos. Todos eles se formaram na escolinha do prof. FHCannabis, para formação em compra de reeleição e outros ativos da corrupção política.
    A primeira atitude do povo, que deve ser juiz de sí mesmo, é dar cartão vermelho pra esse cretino e toda sua corja.

  7. EXCELENTE TEXTO DO JORNALISTA E CIENTISTA POLÍTICO JOÃO CARLOS FEICHAS MARTINS.
    REALMENTE JAIR BOLSONARO TEM ENORMES CHANCES DE SER ELEITO NO PRIMEIRO TURNO.
    PELO QUE TENHO OBSERVADO EM TODOS OS LUGARES,INCLUSIVE,NO FACEBOOK,SEUS ELEITORES VÃO DO MOTORISTA DE TAXI AOS PROFISSIONAIS LIBERAIS,DOS REPUBLICANOS AOS MONARQUISTAS,DAS EMPREGADAS DOMÉSTICAS ÀS SOCIALITES DECADENTES.
    REALMENTE UM FENÔMENO!
    JOÃO CARLOS FEICHAS MARTINS
    “Fernando Henrique está equivocado. Não há mais tempo para se conter o que ele chama de “marcha da insensatez”… O tsunami Jair Bolsonaro, do seu leito hospitalar, vai crescendo por efeito da força inercial de seu carisma,como massa de bolo: quanto mais seus adversários batem, mais ele cresce… B17 não precisa mais nem abrir a boca para se transformar no maior fenômeno eleitoral da história política brasileira.Tenho viajado por todos os quadrantes do Brasil e constatado pessoalmente,nas ruas e logradouros públicos,no campo e na cidade, que Bolsonaro será aclamado Presidente em primeiro turno . Não falo como eleitor, mas, sim, como cientista político.”

  8. Nomear a ala do PT (referinso-se ao Haddad e ao Lula) de extrema esquerda foi ótima! Só que não há como reconhecer qualquer extremismo aí. Mesmo se fosse considerando o partido da vice, dado o seu papel pouquíssimo expressivo.

  9. Eu vi muito pouca coisa de esquerda no governo do PT.
    Bancos e financeiras lucraram e acumularam recordes face aos juros absurdos e serviços fajutos para seus clientes. Operadoras de saúde fizeram o que quiseram – e atualmente estão dispostas a fazerem ainda mais contra o consumidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *