Em diferentes cidades do país, atos defenderam as medidas do governo Bolsonaro

Vista área da manifestação em apoio ao governo de Jair Bolsonaro que acontece na Avenida Paulista, São Paulo Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Na Avenida Paulista os trios elétricos animaram a manifestação

Bernardo Mello, Renan Rodrigues, Patrik Camporez e Sérgio Roxo
O Globo, com G1

Atos em favor do governo do presidente Jair Bolsonaro foram registrados em ao menos 17 estados e no Distrito Federal neste domingo. Os manifestantes defenderam projetos da gestão do presidente, como a Reforma da Previdência e o pacote anticrime e anticorrupção, apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. Havia ainda cartazes contra o “Centrão” e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o G1, por volta de 14h, 55 cidades em 12 estados e no Distrito Federal tinham tido atos pró-governo. No dia 15, quando houve manifestações contra os cortes na educação, às 13h07m 146 cidades de todos os 26 estados e do Distrito Federal tinham registrado manifestações.

NO RIO – O presidente estava no Rio, onde no sábado assistiu ao casamento do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), mas não participou dos atos. Ele foi à igreja Batista Atitude, na Barra, da Tijuca, frequentada pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Depois da visita ao templo, o presidente afirmou que o “povo está indo às ruas defender o futuro dessa nação” e que atos são recados contra velhas práticas. Mais cedo, pelo Twitter, Bolsonaro já havia apoiado o comparecimento nos atos.

Durante as convocações para este domingo, que ganharam força depois dos protestos em defesa da educação no último dia 15, o governo evitou envolvimento, embora deputados do PSL tenham apoiado desde o início a organização dos atos.

PELO PAÍS

No Rio, o ato começou às 9h na Orla de Copacabana. Um boneco de 3,5 metros de altura em alusão ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi levado elos manifestantes. O boneco tinha uma camisa em que, na parte de trás, vinha escrito “Judas”.

Maia já fez críticas ao presidente e, recentemente, rompeu com o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL)-GO), mas depois reataram. Alvo de críticas de apoiadores de Bolsonaro, o presidente da Câmara trabalha desde o ínicio da gestão de Bolsonaro pelo andamento das reformas e para mediar a relação entre o Executivo e os deputados do centrão.

Em Brasília, a manifestação se concentrou em frente ao Congresso Nacional. Os manifestantes defendiam projetos da gestão do presidente, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime e anticorrupção, apresentado pelo ministro da Justica, Sergio Moro.

OUTROS ALVOS – O Supremo Tribunal Federal (STF) também foi alvo das críticas dos manifestantes. Entre as bandeiras defendidas na manifestação estava a “CPI da Lava Toga”, que tem o propósito de investigar, entre outros temas, a atuação de ministros do STF.

Os simpatizantes do governo estão vestidos de verde e amarelo. Movimentos que apoiam o presidente e parlamentares do PSL, partido de Bolsonaro, trouxeram carros de som para a orla de Copacabana, que recebeu também um mastro de 45 metros de altura com a bandeira do Brasil. Em Salvador (BA), manifestantes se reuniram no Farol da Barra em ato a favor do governo, com direito a trio elétrico.

MP 870 – Davy Albuquerque, de 19 anos, coordenador do Movimento Brasil Conservador, afirmou que a última derrota do governo no Congresso, que retirou o Coaf do Ministério da Justiça ao votar a MP 870 nesta semana, apenas reforçou o ato deste domingo. Muitos seguravam cartazes em favor da MP.

— Isso fortaleceu mais ainda o ato. As pessoas que vieram aqui são totalmente contrárias ao centrão e à retirada do Coaf do ministro Sergio Moro. Está claro que o centrão não representa nada da população — afirmou.

Foram registrados atos em Rio, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Pará, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Paraná, Acre, Santa Catarina, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

AVENIDA PAULISTA – Em São Paulo, nove carros de som de diferentes movimentos foram estacionados ao longo de nove quarteirões da avenida. Vestidos de camisa amarela e enrolados em bandeiras do Brasil, os manifestantes se misturam às pessoas que usam a avenida como área de lazer aos domingos. Os manifestantes também pediam a reforma da Previdência e a CPI da Lava-Toga. A presença do líder do PSL no Senado, Major Olímpio, que estava no meio do público, foi anunciada.

No Distrito Federal, manifestantes iniciaram, às 10h40m deste domingo, uma passeata na Esplanada dos Ministérios. Seguidos por três trios-elétricos, os simpatizantes de Bolsonaro se concentraram no entorno da rodoviária de Brasília e caminharam em direção ao Supremo Tribunal Federal para fazer um “almoço de lagosta”, ironizando um episódio recente em que a Corte foi pressionada a cancelar a compra de itens gastronômicos de alto valor.

VEM PRA RUA – Depois de declarar que não apoiava os atos deste domingo, o Vem Pra Rua agora considera que as pautas reivindicadas estão de acordo com as posições do movimento.

– Está sendo um marco. É a primeira vez, desde a redemocratização, que o povo não vai para a rua contra ninguém, mas a favor. Estão nas ruas a favor do presidente, torcendo a favor – disse ao Globo a coordenadora nacional do movimento, Adelaide Oliveira.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Bem, acabou o suspense e no final do filme ninguém morreu. As manifestações não aumentaram nem diminuíram o prestígio de Bolsonaro. Nada de novo no front ocidental, diria o escritor Erich Maria Remarque, o que significa que nada mudou. (C.N.)

52 thoughts on “Em diferentes cidades do país, atos defenderam as medidas do governo Bolsonaro

  1. Bolsonaro continua caindo em queda livre. Os bárbaros e vândalos, ignorantes, atacaram até a UFPR, donde arrancaram violentamente até faixas pró-educação. É a revolta das trevas contra a luz.

    • As imagens valem muito mais do que as palavras.
      Hoje em Copacabana mais de sete quarteirões foram ocupados por brasileiros e brasileiras vestindo verde e amarelo.
      Detalhe, de forma ordeira e civilizada.
      Enfim, sem qualquer incidente.
      Aliás como sempre tem sido as manifestações daqueles que têm como partido o BRASIL.

      • Eu sei muito bem quem são esses que “tem como partido o Brasil”, que se dizem patriotas, que se enrolam na bandeira do Brasil quando a coisa aperta para o lado deles, que se dizem ungidos por Deus…, é a velha turma do mame-o e deixe-o, aliás, objeto do meu estudo de mais de 40 anos. Cidadão, pelo amor de Deus, não me venha com conversa mole e fiada pra boi bandido dormir na sombra, não nasci ontem, e nem tenho mais tempo a perder com mais 171 político-partidário-eleitoral. Basta. Chega dos mesmos. Fora todos, direita, esquerda e centro, à paisana e fardada, que mamam o Brasil há 519 anos. “Manifestação ordeira, pacífica…” Então tá. “Black Blocs”, violentos, só nas manifestações dos seus adversários, né? O mais curioso é o por quê as polícias não prendem os tais “Black Blocs”, que não são manifestantes coisa nenhuma mas, isto sim, criminosos? Será por que é bem possível que eles sejam os milicianos dos Bolsonaro, infiltrados com a finalidade de queimar o filme dos adversários, e dar esse gancho que vc está usando aqui e agora, ou será que os adversários são todos idiotas e convocam os tais “Black Blocs” para fazer baderna nas suas próprias manifestações e ficarem mal na fita ?

  2. Manifestações pacíficas.
    Fica cada vez mais claro e evidente que o povo apoia, como o elegeu, o Presidente Bolsonaro.
    Falar a verdade é o correto. Não adianta negar as evidências.

    “ Eu vomitarei os mornos”, do Evangelho de São João, 3.

  3. O bloguista é uma piada, o comentário a notícia é uma acinte ao bom senso. Como estavam esperando que a manifestação tivesse meia dúzia de gatos pingados falaram que Bolsonaro tinha convocado. Agora, que viram o sucesso da manifestação, Bolsonaro não tem nada haver. kkkkkkkkkkkkkk

    • Que sucesso é esse do qual vc fala, se perderam feio até para a manifestação da estudantada, chapa-quente e não chapa-branca, que, na moral, sem jabaculê, levaram milhões às ruas de todo o país, mais de 152 cidades, em quase todas a capitais ?

        • Vá te catar embusteiro, vagabundo, não sou da sua laia, o pouco que ganho sai do meu próprio couro e suor, não sou da sua estirpe pillantra que há 519 anos vive de extorquir o erário, ou vampirar o sangue, suor e lágrimas da população operante e contribuinte, que na hora da mamação vira até comunista, se for o caso, à moda camaleão.

  4. A comparação entre as manifestações é ridícula. Os estudantes foram dispensados das aulas e envenenados pela esquerda mentirosa com o índice de trinta por cento de corte nas verbas para a educação. A de hoje, foi a pura manifestação de um povo que quer traçar o seu destino, libertando- se das amarras da corrupção e da injustiça

  5. O último recado dos Homens de Bem do Brasil aos Poderes Legislativo e Judiciário, se partirem para boicotar ou impedir que o Brasil mude as ruas darão o recado total das mudanças, escutaram bem as vozes das ruas, gente de todas as classes sociais sem nenhuma chamada dos midiáticos, intelectuais ,esquerdopatas, ou adoradores de ladrões, foi o Povo de Bem que Ama e quer Mudanças no Brasil. Se ficarem fazendo chantagens na continuidade de seus delitos “lesa-pátria” as ruas virão de encontro ao Brasil e aí ele mudará, queiram ou não queiram os “centrões da corruptolândia do cãogresso nacional” ou os “capas pretas procrastinadores do deserto de homens e idéias das baixas cortes brasileiras” !!! Recado dado, vão impedir que o Brasil mude e saiamos desse mar de males administrativos, sociais, econômicos, financeiros, morais e éticos ???

  6. Apesar do artigo e a complementação do editor em querer diminuir o mérito das manifestações a favor das reformas, as imagens falam mais alto e CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS

    Ps. A esquerda é uma doença, não que o outro lado seja santo, mas a esquerdinha é constituída de psicopatas e inocentes úteis, sendo um de seus fundamentos negar um fato mesmo diante dele.
    É ou não é caso para a psiquiatria?

    • Mario Jr., você já leu o livro “O efeito da sombra?

      Leia, você aprenderá a se conhecer melhor.

      Excerto do livro:

      “O que é sombra? Bem, a sombra é tudo aquilo que não queremos ser, mas somos.”

      Dê uma lida.

      Ah, não esqueça de tomar o remedinho antes de dormir.

      Boa note.

    • Ferrar o povo com as reformas?
      O povo já se ferrou com o governo de seus presidentes Lula e Dilma com roubos e corrupção jamais vistos na história da humanidade, que ainda colocou no desemprego mais de 13 milhões.

    • Brasil é muito diferente da Argentina.

      Não existe tanto interesse de investidores internacionais lá como aqui.

      Se as reformas forem implementadas os investidores terão confiança em vir para o Brasil.

  7. Lamentável, o artigo replicado, quando se sabe que a manifestação de hoje foi voluntária em todo o país e em todas as classes sociais, ao contrário da outra que foi induzida e manipulada, pela militância docente, em atenção à postura de entidades classistas de várias ordens, todas à esquerda… Na de hoje não se via bandeiras ou símbolos partidários… Bolsonaro sai fortalecido e os políticos, e togados que se cuidem pois tudo indica que não haverá novo aviso do povo que já está “p” da vida…

  8. As manifestações foram um exemplo de civismo e democracia. Uma vitória da cidadania. Contudo, o fato mais importante do movimento, a adesão explícita dos clubes de oficiais das Forças Armadas, é solenemente desprezado pelos analistas. O ronco das ruas, reforçado pelo apoio dos tanques, é um sinal para o corrupto Botafogo e seus 300 ratões. O recado foi claro: votem as reformas. Ao longo da nossa história, o antro foi fechado várias vezes, em nenhuma delas o povo saiu em sua defesa.

  9. Bem, acabou o suspense e no final do filme ninguém morreu. As manifestações não aumentaram nem diminuíram o prestígio de Bolsonaro. Nada de novo no front ocidental, diria o escritor Erich Maria Remarque, o que significa que nada mudou.

    Muita coisa mudou só os obtusos que não querem enxergar, e o pior não entendem desde 2013

  10. Um fato negativo e que deu muita tristeza aos milhões nas manifestações de hoje foi a ausência de Francisco Bendl.
    Mesmo explicando que ele havia avisado de que não participaria delas , e isso era um direito dele, muitos se esvaíram em lágrimas de dor.
    Houve alguns que chegaram à lágrimas de esguicho.

  11. Já viu 4 mil gatos pingados virarem 65 mil pessoas numa passeata? Lá no Recife foi assim…
    AH! ESSES PETISTAS!!!

    Tempos de milagres, de messias subindo em pé de goiaba; de goiabão passando o maior papelão ao sair ás ruas para defender o tremendo bundão…

    Pacifico?? Abestalhado… todos tontos, olhando pro nada…

    A PM, na maioria das manifestações pelo Brasil, preferiu não comentar os números dos participantes. Pra não passar vergonha…

    E sua escremencia Bozoleptico, o Paleolítico Superior, de mão no bolso, falou qualquer merda, segurando as bolas, com medo de perder…

    U-Bozolado avisô: As minorias terão que se adaptar à maioria…
    Traduzindo: após as manifestações do dia 30, pegará sua cuia e irá vender açaí, em Angra dos Milicianos

  12. NO BRASIL E AQUI NO ES AS MANIFESTAÇÕES DA POPULAÇÃO EM APOIO A BOLSONARO FORAM UM SUCESSO.
    As manifestações não aumentaram nem diminuíram o prestígio de Bolsonaro? Que isso amigo e admirável jornalista. Os brasileiros em percentual extraordinário foram às ruas pelo país e mostraram uma agenda que interessa a todos. MBL, João Doria, Janaína, Centrão e Rede Globo, bateram sem parar e profetizaram que poucos iriam às ruas em defesa das Propostas de Reforma do presidente Jair Bolsonaro. Resultado: Bolsonaro saiu fortalecido, sem dúvida alguma, e ainda maior que estava.

    • Correto e preciso teu comentário!
      Quem sabe o pessoal que hoje está na oposição e ontem era situação, vai ás ruas defender suas propostas?
      Quais?
      – Abaixo a lava-jato;
      – continuidade da impunidade:
      – apoio aos ministros do STF que os defendem;
      – continuidade dos seus dirigentes nas estatais;
      – fim das prisões e da delação premiada.
      E tem muitas outras, todas no mesmo sentido: continuidade da bandalheira e da roubalheira.
      Que vão ás ruas contra o governo Bolsonaro.

      Abraço e saúde.
      Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *