Esportivas, observadas e comentadas

Os 4 “grandes” do Rio venceram os 4 “pequenos”, cada um deles sofreu apenas 1 gol. O Vasco fez dois, extrema dificuldade. O Botafogo marcou 4, se apoia no carisma pessoal e no talismã Caio. O Flamengo, mesmo sem Adriano, fez 4, sendo que 2 de Wagner Love, um de pênalti. E o Fluminense, dos mais frágeis, fez 5, nenhum deles de Fred.

Em São Paulo, três
“grandes” em perigo

O Santos, com a novíssima e a nova geração dos “meninos da Vila”, continua liderando com folga. Os outros lutam por uma vaga no famoso G-4. Parece que para os “grandes”, esse G-4 pode se transformar em G-3 ou até, quem sabe, em G-2.

No Rio, só o Botafogo
garantido na final

Serão todos contra o “glorioso”? Este, mesmo que perca todos os jogos que faltam, estará na disputa do título, coisas do regulamento. O Flamengo parece o mais cotado para enfrentar o time de Joel. Não é uma conclusão, apenas parece.

Dunga: a coerência
da certeza incoerente

Inesperadamente tem agredido todo mundo, principalmente jornalistas. Só faz agora, porque não pode mais ser substituído. Mas suas decisões são sempre baseadas no “bom senso” contraditório.

Só leva um goleiro

Julio Cezar é absoluto, efetivo, insubstituível. Mas com a argumentação hipotética mas realística de que pode se machucar, não tem quem colocar no gol. O segundo, o Doni, que ninguém no Brasil conhece, e que o próprio Dunga não sabe se está ou não está no “momento”. Não joga há meses, na reserva nada construtiva. O terceiro, um jovem que ainda não se firmou.

No caso de Ronaldinho, (que vem jogando muito bem) a mesma filosofia do treinador. Todos argumentam: “E se Kaká for vítima da permanente pubalgia?” Não faz mal, as coisas se resolvem. Enquanto isso, o relógio e o calendário avançam, Dunga retrocede, alimenta a insatisfação dos que estão e dos que não estão. Dos que entram, e lógico, dos que terão que sair.’

Tênis: o darwiniano Djokovic

Ganhando ou perdendo, os gestos ridículos e primitivos do sérvio, não deixam dúvida: o homem descende realmente do macaco.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *