Extrema direita conspira através de conexão direta entre os bolsonaristas e os golpistas de Trump

Steve Bannon, preso hoje por fraude nos EUA, é conselheiro da família Bolsonaro - Época

Bannon, da ultradireta, é conselheiro da família Bolsonaro

Bruno Boghossian
Folha

A Polícia Federal mapeou conexões do bolsonarista Allan dos Santos nos EUA. No pedido de prisão, investigadores apontaram que ele manteve contato com Owen Shroyer, que participou da invasão do Capitólio em janeiro, quando golpistas tentaram melar a eleição americana num ataque que provocou cinco mortes.

A ligação entre os dois não foi citada por acaso. Shroyer é apresentador do Infowars, canal de ultradireita que divulga teorias da conspiração e deu palanque livre para as acusações falsas de fraude que Donald Trump repetia para inflamar seus apoiadores após perder a eleição. No Brasil, o roteiro pode se repetir no ano que vem, com apoio externo.

IGUAL A TRUMP – Os bolsonaristas que ainda sonham com uma manobra para contestar o resultado da próxima eleição presidencial se inspiravam na estratégia trumpista. Mas há cada vez mais evidências de que está em desenvolvimento uma conexão operacional e financeira entre brasileiros e golpistas americanos.

Steve Bannon, ex-extrategista de Trump, se tornou uma espécie de conselheiro de Eduardo Bolsonaro. O americano já disse que a disputa brasileira é “a segunda mais importante do mundo” e considera a reeleição do presidente uma plataforma para reerguer um bloco internacional de extrema direita. Sua especialidade, portanto,  é a desinformação política.

APOIO OPERACIONAL – A um ano da eleição, os bolsonaristas estreitam laços e buscam apoio operacional de redes sociais de direita que podem distribuir conteúdo radical, fora do alcance da Justiça brasileira.

Eduardo Bolsonaro se aproximou de Jason Miller, ex-porta-voz de Trump que fundou a Gettr (rede social pró-Trump), e o deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança se tornou o diretor financeiro da Truth Social, plataforma lançada pelo ex-presidente americano.

Ainda que Jair Bolsonaro tenha interrompido a campanha de ataque às urnas para evitar uma punição dos tribunais, ninguém duvida que o presidente e sua base vão tentar tumultuar a campanha e contestar o resultado da corrida de 2022 com o apoio dessa rede internacional.

5 thoughts on “Extrema direita conspira através de conexão direta entre os bolsonaristas e os golpistas de Trump

  1. Sempre foi assim. A direita não admite perder. Ela se considera infinitamente melhor e mais preparada.
    Elabora factóides perfeitos. Usa uma dialética convincente. E claro muitos eleitores não só aderem às falsas ideias como passam a se considerar superiores dentro da sociedade em que vivem.

  2. E desde quando é ilegal manter contato com cidadãos de outros países? Muito pior do que isso são as denúncias do ‘El Pollo’ Carvajal, o venezuelano preso na Espanha, sobre o financiamento do PT (partido de traficantes) pelos narcotraficantes, com o agravante do uso dos malotes diplomáticos do Itamaraty para transporte de dinheiro sujo. O jornalismo venal e prsotituído não dá uma só nota sobre tal fato, mas quer transformar um mero contato entre dois cidadãos em crime internacional. A imprensa brasileira é cúmplice do crime organizado.

  3. “Extrema direita conspira através de conexão direta entre os bolsonaristas e os golpistas de Trump.”

    Manchete por manchete produzo a minha:
    Extrema esquerda conspira através de conexão direta entre os chineses e os golpistas de Lula.

    Assino James Pimenta.
    A do artigo, inverto, Onurb Nassohgob

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *