“Pessoas razoáveis não têm espaço e Bolsonaro não sabe o que fazer”, diz FHC

“Nunca escutei sua voz nem ouvi o que pensa”, diz FHC

Deu no O Globo

Em entrevista ao jornal argentino “Clarin”, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) afirmou que ainda não há clareza sobre como vai ser o governo do Jair Bolsonaro (PSL) e o ironizou ao dizer que talvez nem mesmo o presidente eleito o saiba. FH diz, ainda, que o Brasil está muito polarizado e não há “muito espaço” para pessoas razoáveis. Segundo a publicação, para o tucano, o convite para o juiz federal Sergio Moro assumir o Ministério da Justiça e da Segurança Pública, ainda que arriscada, é uma garantia de proteção da democracia.

“Fui senador, ministro, presidente, mas nunca o vi enquanto era deputado. Nunca escutei sua voz, não ouvi ele dizer o que pensa. Não se sabe realmente o que (Bolsonaro) vai fazer. Creio que nem ele mesmo o saiba”, afirmou FH. Questionado se havia semelhanças entre Bolsonaro e o ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, que também era militar, FH respondeu que ambos acreditam que a autoridade “deve ser imposta”, embora o venezuelano fosse um populista mais próximo ao povo.

“ENERGIA JOVEM” – Neste ponto, o tucano diz que o futuro presidente do Brasil está mais próximo do líder dos Estados Unidos. “Bolsonaro, como Trump, não quer o povo, não quer os imigrantes, quer um passado idílico”, disse. Ao “Clarin”, Fernando Henrique descarta se candidatar novamente porque, em suas palavras, o país precisa de “energia jovem” e pessoas razoáveis, como ele se considera, “não têm muito espaço em um país polarizado”.

Para ele, o eleitor brasileiro não foi razoável ao eleger Bolsonaro e permitir a polarização. “A radicalização começou durante os governos do PT, que sentenciava: ‘Nós somos os bons e os outros, os maus’. Me acusavam de ser neoliberal e nunca o fui, mas essa era a forma de colocarem uma etiqueta para dizer: ‘Este não serve'”, afirmou.

CRISE ECONÔMICA – Além da polarização, a eleição de Bolsonaro foi impulsionada, de acordo com FH, pela crise econômica, problemas na segurança pública, antipestismo e a ideia que muitas pessoas desenvolveram após as investigações da Lava-Jato, de que “todos os políticos são ladrões”. Para o tucano, Bolsonaro não pode ser definido como “fascista”.

“O fascismo é algo organizado, com uma visão corporativa da sociedade, com um partido. E ele é outra coisa. Representa um autoritarismo que pode ter uma base ideológica de qualquer tipo. Ele tem expressões autoritárias, mas se elas vão se materializar ou não, ainda não sabemos”, destacou. Ao comentar sobre a proposta de mudança da Embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, afirmou que foi um gesto precipitado, “desnecessário e gratuito” de Bolsonaro e acrescentou que sua posição é a favor do Estado de Israel e da Palestina, como sempre defendeu o Brasil.

DEMOCRACIA – Quando foi perguntado se a indicação de Moro para o Ministério da Justiça seria uma garantia de proteção da democracia, FH concordou. “É, sim. É arriscado porque ele nunca foi ministro. Mas creio que ele fez isso (aceitou o convite para ser ministro) porque pensa que pode influenciar. Tomara que consiga”, disse.

A entrevista ao “Clarin” foi concedida em Madri, na Espanha, onde FH acompanhava o Foro Iberoamérica. O ex-presidente contou que precisou adiantar a volta a São Paulo porque sua mulher, Patricia Kundrat passou mal em meio ao inverno espanhol. O tucano brincou que isso aconteceu porque casou-se “com uma anciã” – Patrícia é 46 anos mais jovem que ele.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA metralhadora de FHC está azeitada. Há poucos dias, fez questão de jogar no ventilador internacional suas críticas e trocou farpas nas redes sociais com o presidente eleito após declarar que o governo Bolsonaro deve ser prejudicial à imagem do país no exterior. Isso em um programa gravado em Lisboa. FHC destacou, na ocasião que Bolsonaro disse que o Mercosul não é prioridade, “o que abala a relação do Brasil com parceiros do Sul”.  Após a repercussão da fala de FHC, Bolsonaro publicou em seu Twitter uma foto em que o ex-presidente aparece segurando o livro “Prisoner of the State: The Secret Journal of Premier Zhao Ziyang” (O Prisioneiro do Estado: O Jornal Secreto do Primeiro Ministro Zhao Ziyang), escrito pelo ex-líder do Partido Comunista da China Zhao Ziyang. A publicação teve mais de 22 mil curtidas e, a maioria dos comentários, acusou o tucano de ser comunista. Um deles, inclusive, foi o do dono das Lojas Havan, Luciano Hang, dizendo-se “enganado”, por FHC. E janeiro ainda nem chegou … (M.C.)

36 thoughts on ““Pessoas razoáveis não têm espaço e Bolsonaro não sabe o que fazer”, diz FHC

  1. FHC, mau caráter
    Deveria recolher-se pois ninguém quer saber da opinião deste crápula.
    Vaidoso, quer aparecer.
    Velho asqueroso.

    • Que é isso Fernando Luiz! Você pode e tem direito a não querer saber a opinião de FHC. Mas muitos, como eu, confiam nele e quer saber a opinião do sociólogo, professor, cientista politico que foi nosso Presidente.

  2. Até que, quando governou fez coisas positivas como as privatizações e a Lei de Segurança Fiscal.
    Findo seu governo, que foi de forma melancólica, devido ter ficado por dois mandatos, uma monstruosidade que ele mesmo criou com a reeleição, foi para a vagabundagem e dela se tornou um profissional com sua habilidade com as palavras, mas que hoje não convence a mais ninguém aqui no Brasil, pois ele e seu partido teve um papel vergonhoso , até por interesses escusos, no movimentos de milhões de brasileiros para impichar Dilma, enquanto Bolsonaro , ao contrário dessa corja, que se fingia de oposição, foi um dos poucos que participou dos protestos , conquistando a confiança do povão, que agora o elegeu.

    Se , seu governo for bom ou ruim, o tempo dirá.
    Criticar antes disso é ser mau caráter como demonstra cabalmente FHC.

  3. Minha mãe já dizia. Roupa suja se lava em casa. Se FHC quer fazer críticas ao futuro presidente que faça aqui no Brasil. Agora? Se gosta de lavar roupa suja na rua. Poderia começar lavando as suas. Falando o que pensa do adultério? Filhos fora do casamento? Mulher traída? Compra de reeleição? Destruição da indústria nacional? E por aí vai…

  4. Tenho dúvidas se FHC quer fazer o papel de Maquiavel ou de Lorenzo. Talvez se Ciro Gomes tivesse sido eleito, conseguiríamos encarar sua verdadeira face.

  5. Se FHC estivesse tão preocupado assim com o país, teria se lançado candidato pra combater Bolsonaro.

    Depois da onça morta é fácil chutar a cabeça. Aliás, o que tem de gente criticando o presidente que nem assumiu ainda, é uma barbaridade. Ah se o brasileiro médio historicamente se interessasse tanto assim por política, pela indicação dos ministros, montagem das pastas, a maioria dessas maracutaias históricas, inclusive durante o governo do sr. FHC, não teriam acontecido.

    Bem, esperar o quê, nosso país está repleto de especialistas de Facebook e Whatsapp…

  6. Ainda dão espaço para essa múmia cretina!!!
    Jamais esquecerei a frase propalada por esse canalha quando foi eleito pela primeira vez:
    “- esqueçam tudo que eu disse antes…”

  7. -Os ladrões ricos deste país estão em polvorosa. Estão com medo que deixem de prender apenas pretos, pobres e prostitutas!
    -Estão sofrendo por antecipação, já que o novo Governo só tomará posse em janeiro de 2019:

    “Lava Jato reabre escândalo do Governo FHC, que respinga em seu filho”

    https://brasil.elpais.com/brasil/2016/06/03/politica/1464971152_968822.html?fbclid=IwAR3QbgAE6yscR8NzGV1nBF7hTn7On8_AinDGVBFqWmtnYJtayArD_YJdAH4

  8. Durante todo o desgoverno do pt ficou calado, então a questão é o porque está a falar agora de coisas que ainda não aconteceram?
    É medo do que possa vir a acontecer?
    É certeza de que sua biografia pode ser mais enlameada e com comprovação?.

  9. Quando FHC fala, eu o ouço. Quando escreve, eu o leio. Mas Presidente, o sr. perdeu. Infelizmente, o sr. politicamente perdeu. O sr. torceu para a banda errada.

    Vou continuar a ouvi-lo e lê-lo. Acho que o sr. fez grandes contribuições ao país. Mas reconheça, o sr. perdeu.

  10. O Presidente dos sonhos de FHC (o presidente mais qualificado da história da república 171 do Brasil), bem o sabemos, é o HoMeM do Borogodó, o HoMeM do Mapa da Mina do bem comum do povo brasileiro, ou seja, o HoMeM do projeto novo e alternativo de política e de nação, o HoMeM da revolução pacífica e redentora da política, da nação e da população, o HoMeM do novo caminho para o novo Brasil de Verdade, o HoMeM que sugeriu a FHC o Plano Moeda Forte, que veio a luz com o nome de real, precedido da URV, que teria sido um sucesso estrondoso para os próximos 100 ou talvez 500 anos, caso FHC e Lula não o tivessem deturpado e usado apenas como um fim eleitoral em si mesmo e não um meio para atingirmos o grande fim que seria a RPL-PNBC-DD-ME, como queria o HoMeM do Borogodó, face ao qual, politicamente falando, Bolsonaro não passa de um dinossauro atirado de paraquedas num século e num momento histórico que não tem mais nada a ver como o mesmo, face ao qual afeiçoa-se a um impostor político temporal, algo parecido a um charlatão político temporal, face ao momento político que exige do Brasil um Estadista de verdade e não apenas mais um oportunista do sistema político apodrecido. E daí, bolsonariamos, o que vocês ainda estão esperando para se renderem à Revolução Pacífica do Leão ?

    • Isto é, o HoMeM da Democracia Direta com Meritocracia eleitoral. E daí, jurássicos, vão encarar ? O HoMeM cujas ideias levaram o povo brasileiro às ruas do país em Junho de 2013, espontaneamente, como nunca antes na história deste país, face ao qual esse negócio de colocar alguém do judiciário tb falido, que diz que não é nem político, como super xerife da nação é de uma estupidez inominável, é entregara ao judiciário, tb falido, a supremacia da política, enquanto carro-chefe inegociável do conjunto da sociedade. Moro poder ser até útil na política, mas apenas para ajudar a resolver a falência da sua própria seara que é o judiciário, tal mal das pernas quanto todos os demais poderes da república exaurida, com o seu ciclo de poder exaurido. O HoMeM o Mapa da Mina é o único que tem autoridade moral para conversar com todos os segmentos da sociedade, pacificar, unir e mobilizar todos em torno do projeto novo e alternativo de política e de nação, o resto é cópia barata. Me desculpem a franqueza.

  11. O problema é o Bolsonaro:

    “O governo de Minas Gerais remunera 102,6 mil servidores públicos investigados pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) por acúmulo ilegal de cargos. O presidente do órgão, conselheiro Cláudio Terrão, diz que a prática é proibida.
    Também foram listadas 184 pessoas mortas que, segundo o presidente do TCE, permanecem na folha de pagamento do estado recebendo salário.”

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/05/04/minas-tem-102-mil-funcionarios-que-acumulam-cargos-rombo-anual-chega-a-r-58-bilhoes.htm

    -O doutor, ao invés de se juntar aos faxineiros, prefere se juntar aos porcos!

    • O Leão é o General da ora, que veio para comandar e não ser comandado. O Bolsonaro precisa do Leão, o Leão precisa do Bolsonaro, como precisou de FHC, Lula e Lula que, infelizmente, deram as costas para o Leão e se acasalaram com a esculhambação de deu no que deu, só ilusão, enganação e frustração geral da nação.

  12. Este velho imbecil pavimentou a estrada para o Lula e com ele fundou o Foro de Sao Paulo.
    Sarney, FHC, Collor, Lula, Dilma, Temer que coleção de detratores do nosso País, sendo estes, os grandes responsáveis pela inusitada situação de degradação financeira e ética em que se encontra o país.

  13. O governo Bolsonaro nem mesmo assumiu e esse cretino do FHC não cala a boca e tenta minar o FUTURO governo.
    Quem tinha dúvida se FHC era ou não um lixo que prefere a militância política aos interesses brasileiros, agora tem certeza.

  14. O que esse FHC fala não nos interessa mais. Já interessou na década de 90, porque nós, a maioria dos brasileiros trabalhadores, honestos, empreendedores, cristãos, dignos, que preserva os valores éticos, que ama a família, pensávamos que essa carniça era sincero.
    Mas, demoramos bastante tempo para descorbrirmos a farsa. Um dos fundadores e financiadores do Foro de São Paulo, fingiu gramcianamente que era oposição ao PT, para implantar o comunismo no Brasil em doses fabianas.
    Caiu a máscara. Tudo o que ele fala é para tentar desconstruir não o Presidente eleito, mas nós, brasileiros que resolvemos tomar as rédeas do nosso futuro.
    Quem vota na esquerda ou é idiota ou é bandido. Não há meio termo. Quase destruíram o Brasil. Mas nós resolvemos reconstruir o nosso País. E esse velho coroca, ao qual idiotas ainda dão voz, vai passar os seus últimos dias de vida tendo que suportar todos nós pisando em suas ideias para escravizar o povo brasileiro. Venezuela aqui não, violão. Aliás, até 2020, o povo venezuelano estará livre dos ditadores opressores escravizantes. Comunismo no mundo nunca mais.

  15. Como sempre falei: este indivíduo é pior que Lula. Era para estar fazendo companhia ao Lula em Curitiba pela corrupção no seu governo. Inclusive este sujeito é pai de Gilmar Mendes e da reeleição. E também foi quem inventou os mensalinhos e mensalões. Que criatura de existência medíocre.

  16. Desculpa à Redação desde já.
    Mas esse tal dono das Lojas Havan nem merece ser citado em lugar nenhum.
    Um bestinha que antipatriota que tem o símbolo americano da estátua da liberdade nas suas lojas.
    Defendeu boicote à uma empresa que opera sistema de transação porque ligada a um jornal que estaria perseguindo eleito.
    Segundo um site de avaliação de notícias fake/fato, esse empresário teve processos fiscais prescritos.
    Queria defender a justiça com as próprias mãos do povo quando pessoas como essa – e políticos (exceto com o Lula, que foi bem rápida) – tem a morosidade da justiça a seu favor.

  17. Pessoas razoáveis foram aquelas que participaram dos oito anos de desgoverno do FHC e quebraram com o país? Não admira que o eleitor tenha então rejeitado os “razoáveis”.
    O PSDB acabou com a última eleição. Mesmo que Doria dê alguma sobrevida à sigla, ela se tornará outra coisa, não terá mais nada a ver com FHC, Serra e Alckmin. Felizmente. Mas não duvido que Doria acabe abandonando esse ninho de cobras chamado PSDB, e se candidate à presidência por outro partido.

  18. Tem gente querendo a vaga de primeira-dama do pt. O cara só apanha do pt e fica elogiando, deve estar esquecendo a coisas muito rapidamente.

  19. Uma coisa que a cada dias mais adoro são os demagogos com as suas demagogias. FHC é um cara que morreu e se esqueceu de deitar. Dá declarações como esta porque se sabe fora do baralho há muio tempo, talvez por causa disto o seu partido a cada dia, como as suas declarações demagógicas se afunda mais. O capitão diz bem quando fala do Mercosul, esta relação sado-masoquista que só beneficia os nossos vizinhos, estes sim sempre adoraram esta relação doentia para nós. A velhice e a inveja parecem ter uma relação direta, igualzinho ao velho FHC, só aumenta com o passar do tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *