Guedes admite que o governo já está falido e se endividando para pagar Bolsa-Família

ctv-ybd-cmo

Guedes fez afirmações apocalípticas na Comissão do Orçamento

Aline Bronzati e Lorenna Rodrigues
Estadão

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, dia 14, que a projeção de crescimento “já caiu para 1,5%” e que, com isso, “começam os planejamentos de contingenciamentos”.  A projeção oficial do governo para o PIB ainda é de 2,2%, mas o Estadão/Broadcast mostrou na semana passada que o governo já trabalhava com um número menor, entre 1,5% e 2%, em linha com as projeções de mercado, com o Bradesco já falando em 1,1%.

Em audiência na Comissão Mista de Orçamento nesta tarde, Guedes disse que sempre olhou as estimativas de crescimento em torno de 2% “com ceticismo”. “Havia expectativa de que reformas tivessem rapidez e antecipavam forte recuperação econômica”, justificou. “Brasil está prisioneiro da armadilha de baixo crescimento, não é de hoje. Nunca achei que a coisa seria fácil.”

O ministro reforçou que a estimativa de crescimento das receitas é afetada pelo crescimento da economia e exemplificou que, se o Brasil crescer 1%, a receita vai crescer um pouco mais.

PREVIDÊNCIA – Guedes repetiu que a reforma da Previdência é necessária para reverter o cenário de agravamento fiscal e o endividamento. “Nossa ideia é interromper bola de neve do endividamento ano que vem. A economia pode se recuperar com certa rapidez se fizer reformas encomendadas”, afirmou.

O pedido do governo ao Congresso para um crédito suplementar de R$ 248 bilhões reflete os problemas estruturais do Brasil e o recurso será usado para pagar a Previdência, o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o Bolsa Família e o Plano Safra, afirmou Guedes.

“Estamos à beira de um abismo fiscal. Vamos nos endividar para pagar Bolsa Família, BPC, Plano Safra e as aposentadorias do regime geral, INSS. Estamos nos endividando para pagar despesas correntes. Não deveria ser normal”, disse na Comissão

ENDIVIDAMENTO – Dos R$ 248 bilhões pedidos no crédito suplementar, conforme Guedes, R$ 200 bilhões são para Previdência, R$ 30 bilhões do BPC, R$ 6 bilhões da Bolsa Família e quase R$ 10 bilhões do Plano Safra. Segundo ele, isso mostra o drama do tamanho do buraco do País.

“O buraco da Previdência virou um buraco negro fiscal que ameaça engolir o Brasil. Exatamente por isso que estamos pedindo um crédito suplementar para não quebrar a regra de ouro, que prevê que o País só pode se endividar se tiver investindo”, destacou Guedes.

Se o Congresso Nacional não aprovar o projeto de crédito suplementar, diz o ministro, será necessário travar os pagamentos do governo. De acordo com o ministro, sem o crédito, os pagamentos de subsídios param em junho, de benefícios assistenciais em agosto e, do Bolsa Família, em setembro. “Tenho que apostar que o Congresso vai aprovar o crédito suplementar”, completou.

PRIVATIZAÇÃO – Paulo Guedes disse que o governo “não vai vender falsas esperanças” em relação à situação fiscal difícil que o país enfrenta. “Não adianta achar que vamos crescer 3%, a realidade é que estamos no fundo do poço”, afirmou.

Ele afirmou que houve desvio “enorme” do papel das empresas estatais e defendeu a privatização delas, ponderando que o presidente Jair Bolsonaro tem reticências com algumas. “Houve um desvio terrível. As estatais quebraram. Não foram só os Correios. Quebraram também os Postalis (fundo de pensão dos Correios). 100 mil carteiros estão sem receber suas aposentadorias”, afirmou ele, durante audiência da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Guedes mencionou ainda a Petrobrás e seu fundo de pensão, Petros, e também o Portus, fundo de pensão dos funcionários do Porto de Santos. “É um problema atrás do outro. A conta está chegando. São bilhões chegando”, afirmou o ministro da Economia.

PARA ONTEM – Questionado sobre o momento de fazer privatizações, o ministro da Economia afirmou que é um movimento para fazer “ontem, anteontem”. Ponderou, entretanto, que há uma “coisa com mais urgência”, referindo-se à reforma da Previdência. “Não posso nem pensar em correr para vender empresas estatais. Salim (Mattar) está correndo, conversando com bancos, mapeando potencial, conversando dentro dos próprios ministérios”, explicou Guedes.

O ministro comentou também o projeto de reajuste dos militares, e ressaltou que a contribuição da categoria para a Previdência será maior do que os eventuais aumentos. “Os militares se consideraram deixados pra trás do ponto de vista de carreiras desde a redemocratização. Mas fomos muito claros com militares e com o presidente (Jair Bolsonaro) de que todos têm que colaborar”, completou.

MAIS DIÁLOGO – Durante a audiência, os relatores da comissão cobraram do governo mais diálogo e ainda que o Plano Plurianual (PPA) tenha impacto positivo para o Brasil.

Já o senador Oriovisto Guimarães(Podemos-PR), relator do PPA de 2020, enfatizou a necessidade de o Plano não prejudicar o País. “Me preocupo com o PPA e o risco de que ele pareça uma peça de ficção. Se for flexível demais, é melhor que não exista, mas se for duro demais engessa a economia. Precisamos de um meio termo, que o PPA signifique alguma coisa e não prejudique o País”, destacou Guimarães.

Ele chamou ainda atenção para a dívida pública interna, classificando-a como uma “avalanche” à medida que cresce R$ 1,5 bilhão por dia. “É um número nunca visto e isso no meu entendimento é como uma avalanche, começa a cair poucas pedras e no final é um grande desastre. A dívida pública interna é uma avalanche bem avançada e a tendência é piorar muito nos próximos anos”, avaliou o senador.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Em tradução simultânea, Guedes disse claramente que o país está falido. Mas não menciona o maior problema, que é a dívida pública. Comporta-se como se a reforma da Previdência fosse resolver tudo, mas não é verdade. E o que mais incomoda é a cara de pau. Disse que “quebraram” os fundos de pensão, embora ele tenha sido um dos responsáveis, segundo investigação em curso no Tribunal de Contas da União. Desse jeito, sem discutir a dívida pública, Guedes vai levar este país ao caos. (C.N.)

18 thoughts on “Guedes admite que o governo já está falido e se endividando para pagar Bolsa-Família

  1. Guedes vai levar o país ao caos? Fala sério! Quem esteve no poder nos últimos 16 anos e quebrou o país? Pô Newton, pare de sacanagem! Todo mundo sabe como chegamos a esta situação de falência.

    • A MASSA FALIDA VEM DE LONGE. ” Confesso que estou cansado de tanto cinismo…, falam tanto sem nada de novo e levam o povo à grande falência… ” Detalhe, essa música foi lançada em 1986, e, portanto, expressa a síntese da sinopse do resumo do esquema dos 21 anos consecutivos da famigerada ditadura militar que no poder. Portanto, o buraco é muito mais antigo, mais amplo e mais profundo. https://www.youtube.com/watch?v=lz1NtkpLFXY

  2. E Paulo ‘Goebbels’ ainda vai lucrar com a “especulação” de tudo isso que ta aí!

    Ou achas que ele entrou nesse governo pra pegar na batata quente e só queimar as mãos ???

    O cara na no comando da ciranda! Lembra muito aquele personagem, em ‘AKIRA’, quando o caos esta explodindo o Tokio e um baixinho parecido com ele só pensa em salvar suas pasta com seus papeis de valor….

    Tremendo VIGARISTA, operador de mercado transvestido de ministro….

  3. ” Desse jeito, sem discutir a dívida pública, Guedes vai levar este país ao caos. (C.N.)”
    -De Caos em Carls vamos todos diluir na Cal.
    Depois de malograr as diversas tentativas, a inexequível doutrina de Karl Marx vem cedendo espaço à teologia política de outro Carl alemão: Carl Schmitt. Segundo ele, a política deve ser construída por duas porções antagônicas: Amigos e Inimigos. Essa cisão odienta, hoje, grassa perigosamente pelo mundo inteiro, na sua forma mais radical. Trump lá, bolsonaianos cá; engrossam as fileiras dos belicosos praticantes.

  4. Nunca aconteceu isto, chamo de incompetência, vai levar este pais a banca rota, não tinha e não tem projeto de governo, estão perdidos, nem com a famigerada reforma da previdência, vão solucionar os problemas deste país.

  5. Todo mundo sabe que o Brasil está quebrado, pelos 16 anos da esquerda, quando no governo.

    Guedes apenas está reafirmando isso para esquerdinha, que insiste em sabotar o governo e colocar fogo no circo, para tentar convencê-la que temos que pensar no povo e não no poder como é o caso dela, esquerdinha.

    Duvido que Guedes consiga sucesso nisso que descrevi aí em cima.

    Já viu criminosos virar cidadão de bem de uma hora para outra?

    • Ainda agora, 20:50 hs, no Jornal Nacional, ele confirma o que falei aí em cima:
      “—O Brasil está no fundo do poço, cabe ao congresso decidir se vamos sair dele”

  6. ESPECIAL! Prévia do Mundo segundo ‘Tudo isso que tá aí’ :

    https://youtu.be/G9XRPcCiYlg

    Paulo Goebbels lembra muito o Mr. Nezu, que aparece logo no inicío e, depois, fugindo com a mala cheia de $$$$$$$$$$$

    Bolzonaldio empoderou um traíra desse?
    Prova a burrice.
    E falar que são os militares traíras?
    Dobra a burrice….
    Burrice x01 x02 x03 = ‘Tudo isso que tá aí’ no video do link!

    TÁOKÊI ?!

  7. Acredito que Paulo Guedes está sendo verdadeiro!

    A situação financeira do Brasil se agravou nos últimos dez anos e de forma tão perigosa, que até mesmo quem recebe o mínimo como aposentadoria poderá ficar sem o que é seu de direito;

    Mas, apesar de o ministro estar sendo honesto, sincero, sua afirmação esconde os verdadeiros culpados pela crise e pelo caos que iniciamos a participar:
    O PODER LEGISLATIVO!

    Cerne da corrupção, incompetência, roubos, exploração do povo, salários milionários, indenizações pessoais imorais e ilegais, auxílios os mais variados, serviço de saúde integral e gratuito inclusive para familiares, antro de venais, estelionatários porque não trabalham e cobram vencimentos integrais, vagabundos, perdulários, ladrões, irresponsáveis, a única chance que temos de evitar a queda mortal no abismo profundo será fechar este poder, que implodiu a si mesmo!

    A podridão, o fedor, que exalam dos parlamentos municipais, estaduais e federal infectam o país, deixando-o insuportável de se viver, além de gerar doenças até mesmo contagiosas.

    O cancro precisa ser extirpado; o mal precisa ser erradicado antes que nos deixe em estado de paciente terminal, pois já nos encontramos baixado em uma clínica infecta e imunda.

    Guedes fala para as paredes, a verdade é esta.

    Diante de uma plateia que só pensa em si, em manter-se no poder e se beneficiar de altos ganhos, além das oportunidades de ilicitudes à disposição, o Legislativo vai minando os alicerces deste país, e já nos causa abalos mesmo com ventos leves.

    Não é possível, aceitável, resignável, que menos de seiscentas pessoas, entre senadores e deputados federais, possuam tamanho poder para arrasar com uma nação com mais de 200 milhões de habitantes!

    Ou, então, somos mesmo cidadãos de segunda, terceira, quarta classes, sem honra e dignidade, um bando de bundas moles!

    Mais de 200 milhões de pessoas obedecendo cegamente as determinações de menos de seiscentos ladrões, meliantes, bandidos, que modificam até mesmo a vida dessas mais de duas centenas de milhões de seres humanos!

  8. Esquerdopata metido a economista é pior do que doido varrido. A dívida pública, que o Zé Sarney um dia quis peitar e se deu muito mal, está sendo muito bem analisada. Não é possível abrir muitas frentes de mudanças radicais ao mesmo tempo, porque o estrago que os esquerdopatas fizeram ao Brasil e ao povo brasileiro durante os últimos 30 anos foi colossal. Agora, vem os esquerdopatas querendo criticar quem está tentando salvar o País. Ora, cara de pau e desonestos são todos esses.
    A dívida pública ser enfrentada. Aguardem a nossa vitória para colocar o Brasil e o povo brasileiros em situação privilegiada, apesar de ainda termos quase metade de políticos desonestos e aliados aos esquerdopatas.

    Quem montou a maior organização criminosa de todos os tempos na história mundial foram os esquerdistas. Quem fez roubos bilionários o tempo todo e ainda deu bilhões em esmola aos países comunistas falidos (porque socialismo é sinônimo de fracasso, pobreza, fome, morte e escravidão) foram os petralhas e seus satélites. Agora vem alguns culpar Paulo Guedes. Ora, vão defecar nas Papudas da vida, cambada de de cretinos.

  9. Admiro o jornalista Carlos Newton, mas ele não consegue aceitar que o alimentador da dívida pública é o defícit primário do governo (valor despesa, sem pagamento de juros, maior que valor receita) . A verdade é que o governo não tem usado um real do imposto arrecadado para pagamento de juros da dívida. O que o governo tem feito é rolar a dívida, com lançamento de títulos do tesouro. O déficit previsto para este ano de 2019 é de 139 bilhões, significando que, mesmo que a dívida estivesse congelada, o governo teria de tomar 139 bilhões emprestados, para cobrir o déficit. Ou então teria de aumentar imposto ou vender patrimonio.

    • Concordo com você, Abraão. Mas acho que o déficit primário é causado, principalmente, pela impossibilidade de sustentar a nomenklatura dos três poderes.
      Abs.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *