Há um flagrante exagero sobre as mudanças climáticas, que sempre ocorreram na Terra

Folha de S.Paulo on Twitter: "Esta é a charge de Benett (@Benett_)  publicada em todas as plataformas da Folha. Quer ver mais charges no  jornal? Quer ver mais charges no jornal? AcesseAntonio Ferdinando Zanardi

Como geólogo, estudei na universidade há muitos anos, lá atrás, as eras proterozóica, mesozóica, cenozóica etc. Todas têm uma lógica e uma sequência de fatos que cientificamente nos fazem entender a proliferação da vida na Terra e sua evolução até os dias de hoje.

Atualmente, no Brasil, vivemos a era bozóica, que se iniciou em 2018 e traz uma sequência de fatos que nos fazem entender como as pessoas pode ser iludidas facilmente pela conversa mole de determinados políticos, sem qualquer lógica. Espero que esta era política não tenha a duração das geológicas.

MUDANÇAS CLIMÁTICAS – Quanto à permanente polêmica sobre mudanças climáticas, que têm tudo a ver com as eras geológicas, tenho certeza de que serei tachado de mal informado, do contra, ignorante e tal, especialmente neste frio de rachar no mês de maio, mas devo afirmar que aquecimento e esfriamento global sempre aconteceram, e isso pode ser constatado e explicado pelo estudo da geologia.

O homem ainda é muito pequeno para influir no concerto universal das mudanças climáticas. Essas alterações de temperatura sempre existiram e sempre existirão, apesar do homem.

Grandes períodos de aquecimento e resfriamento aconteceram desde sempre, com ou sem a presença humana. O que acontece hoje é que, por trás de tudo isso, há um grande interesse econômico, que  não tenho capacidade para entender e explicar. Mas podem ficar tranquilos, essas queimadas na Amazônia, por exemplo, dissipam-se rapidamente na atmosfera e não tem maior influência no clima global.

BOLSONARO E MUSK – Para concluir, estou lendo por aí a gadaiada incensando o presidente Bolsonaro, somente porque ele participou de um almoço com o megaempresário Elon Musk e trocou algumas ideias com ele, especialmente sobre a situação da floresta amazônica, que o quase dono do Twitter sonha em preservar.

Dá até pena ver o espírito de colonizado dessa gente, como se isso fosse o máximo! Essa zoeira nos faz lembrar Lula, no auge da popularidade, lá atrás, quando disse assim: “Hoje eu acordei invocado, vou ligar pro Bush”. E a vermelhada chegou ao êxtase.

A pergunta que fica: Como é que podem sobrar apenas essas duas candidatura de péssimo nível para serem escrutinadas? Vamos acordar, povão!!!

7 thoughts on “Há um flagrante exagero sobre as mudanças climáticas, que sempre ocorreram na Terra

  1. Quanto ao aquecimento global, parece que o autor do texto está contra quase todos os especialistas do setor e renega os modelos climáticos desenhados para o futuro do planeta. Não devemos esquecer que hoje, com o auxílio dos computadores, as previsões estão bem mais certeiras.

    Quanto aos dois candidatos que estão pontuando, acho que está certo.

  2. Tal como as eras geológicas a cultura política da população tb evoluem muito lentamente.
    Apenas 500 anos atrás tínhamos muitas monarquias absolutas.
    Já evoluímos um pouco.
    Mais uns 500anos certamente saberemos escolher melhor.
    Não tem outra forma. São gerações e gerações.
    Se antigamente acreditava se em bruxaria, hj se acredita que possa existir um Triplex sem escritura, sem IPTU, e sem Condomínio.
    Mas tudo evolui para melhor.

  3. O certo é que as milhões de toneladas de carbono que são lançados na atmosfera por ano só contribuem pro processo de aquecimento que está em andamento, independente se esse é um processo natural ou não, né?
    Dito isso, temos uma das matrizes econômicas mais limpas do mundo, se nosso presidente não fosse um completo inapto, poderíamos debater usando essa carta na manga com o resto do mundo, principalmente com esses países que queimam carvão há quase dois séculos e já arrasaram suas florestas nativas, e que hoje exigem o mesmo comprometimento nesse quesito que eles, e ainda põem em cheque nossa soberania sobre a amazônia.

  4. Entendo o ceticismo do nobre professor. Realmente para quem conhece alguns detalhes da paleoclimatologia sabe que existem fatores como a intensidade variável da radiação solar, inclinação da terra, posição da massa continental, vulcanismo, etc. Mas a quantidade de gás carbono também é um fator a ser levado em conta, o ser humano já deixou de ser um mero animal inofensivo que pode acelerar a retomada dos picos de calor que o planeta já experimentou milhões de anos atrás.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.