Homossexualidade não é doença, mas ideologia de gênero já foi diagnosticada

Resultado de imagem para Homossexualidade charges

Quadrinhos do Laerte (laerte.com.br)

Percival Puggina

E é doença grave. Seus agentes transmissores proliferam em segmentos bem específicos do meio artístico, da agenda cultural, da programação da Rede Globo, do ambiente educativo e da militância LGBT. Mostras e performances que causaram escândalo nos últimos dias, bem como outras já anunciadas, alinham-se com esse objetivo. Impossível negar.

A ideia de que os órgãos genitais são ilusões da mente e devem ser abolidos da identidade pessoal derruba uma biblioteca de Genética e outra de Biologia. Mas isso não importa à militância contanto que se propague um mix conceitual cheio de contradições. Segundo ele, masculino e feminino ora seriam construções culturais e sociais, ora deliberações tão frívolas quanto a escolha de um adereço, ora frutos de imposições heteronormativas, ora produtos de uma “dialética” da genitália com o inconsciente de cada um.

ASSEXUADOS – Como consequência, sob absoluto silêncio da natureza, ninguém nasceria homem ou mulher. Todos arribaríamos a este mundo assexuados como manequins de vitrine, pendentes de definições ou indefinições que adviriam das influências e das experiências mais ou menos bem sucedidas ou malsucedidas. Ademais, os gêneros seriam intercambiáveis e, dependendo do lado de corte do fio, inacessíveis aos cuidados de psicólogos e psiquiatras.

Qualquer dessas ideias, suas dicções e contradições tem inteiro direito de comparecer ao debate no ambiente social leigo e no ambiente científico. O direito que não lhes assiste é o de assalto às salas de aula e espaços infantis, precisamente seu interesse maior. Mantenham-se longe daí! Esses ambiente lhes são totalmente impróprios. Sua presença ultrapassa os limites da delinquência. Ninguém tem o direito de levar suas próprias dubiedades às mentes infantis para confundir suas identidades.

UMA PERVERSÃO – Tomar as exceções como fonte de norma geral e impô-la a crianças é uma perversão que passou a tomar corpo, no campo educacional, durante a Conferência Mundial da ONU sobre População e Desenvolvimento, realizada no Cairo em 1994. A palavra gênero aparece 211 vezes em seus documentos. Entende-se: quanto mais sexo homossexual, menor a reprodução da espécie.

Aqui no Brasil, o Plano Nacional de Educação, que tramitou no Congresso Nacional desde 2010, cozeu no forno legislativo recheado de centenas de emendas e inclusões da ideologia de gênero até que, por ampla maioria, todas as referências ao tema foram suprimidas da lei que instituiu o PNE 2014-2024.

Em que pese à rejeição no ditame federal, o MEC – sempre o aparelhamento da burocracia pela ideologia! – através da subsequente Conferência Nacional de Educação, enviou a Estados e municípios documento reintroduzindo a ideologia de gênero como conteúdo abundante nos respectivos planos.

REPULSA GERAL – Esse desrespeito à legislação federal e à posição do Congresso Nacional está muito bem exposto pelo MECi. Assim, também Estados e municípios tiveram que se defrontar com a questão e, outra vez, intensa mobilização social derrubou a inclusão de tais políticas na quase totalidade dos planos de educação dos mais de cinco mil municípios brasileiros. Não foi diferente nos Estados.

A disposição que os militantes do MEC não têm para ensinar o que interessa, têm para isso. A versão final da Base Nacional Comum Curricular tem 396 páginas e a palavra gênero reaparece 135 vezes! Esse número de menções fornece uma ideia do espaço que ela ocupa na cabeça dos que põem a educação brasileira a serviço de suas causas.

É como se nada significassem a maciça rejeição pela opinião pública e pelos poderes que a representam. Querem enfiar-nos goela abaixo a militância de gênero no sistema de ensino para causar molesta crise de identidade nas nossas crianças. Não passarão!

21 thoughts on “Homossexualidade não é doença, mas ideologia de gênero já foi diagnosticada

  1. Ultimamente, a maioria do nosso povo converteu-se em bobo da tela ou maria-vai-com-as-mídias. “Não tenho nada contra!”, “Eu não tenho tenho preconceitos!”. Estes dois chavões são recorrentes na boca de um fantoche qualquer. Quem não tem preconceitos não tem identidade, é um.despersonalizado. A sociedade não pode ser um ânus sem pregas. Quanto mais permissiva a sociedade, mais fértil será para ervas daninhas!

  2. Exelente interpretação . A definição do que é cultutra nos tempos de hoje é um lixo . Para ser culto , basta que frequentemos teatro , cinemas , que gostemos de pinturas , que na maioria das vezes é uma pocaría e seremos cultos . Todos somos o brigados à respeiter o alheio , porem , não somos o brigados a conviver com os mesmos . Se homossexuais querem respeito , devem respeitar quem não é . O que hoje ocorre , é uma banalização dos direitos , nem sempre o que é certo , é correto . Cada um na sua , nada contra , mas , deixem a mim e os meus na nossa

  3. Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. “Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento, eu também os rejeito como meus sacerdotes; uma vez que vocês ignoraram a lei do seu Deus, eu também ignorarei seus filhos. Oséias 4:6
    Deus foi claro como sol ao meio dia …A igreja de Deus não são templos suntuosos , mas o corpo humano onde habita o Espirito Santo , e o diabo sabe disso então destruindo o santuário destrói a igreja futura .

  4. Dois pastores e teólogos, após criteriosa exegese, constataram que Jesus Cristo teria sido homossexual. E que o rei Davi vivera um romance homossexual com o Jônatas filho de Saul (vide II Samuel. 1:26). O teólogo, Theodore Jennings Jr (estadunidense), até lançou um livro: The Man Jesus Loved (O Homem Que Jesus Amava, referindo-se ao apóstolo João). E o australiano, Rollan Mcleary, também já publicou uma obra pertinente ao tema.Tal “constatação” pode ter sido engendrada para contemplar o crescente rebanho gay dentro do segmento evangélico. Nos Estados Unidos, as Igrejas Protestantes Gays já se alastraram ao largo do país inteiro, donde são exportadas mundo afora.
    E o antrpologo baiano, Luiz Mott, a exemplo de milhares de estudiosos, afirma que Jesus era gay.

    • 1) Outro dia vi nas redes propaganda LGBT afirmando que Jesus teve dois pais: O Espírito Santo e José.

      2) Justificavam assim os casais gays que querem adotar crianças.

      3) Já existem Teologia Gay, Teologia Lésbica, Teologia Womanista etc

      4) Não sou contra, Jesus disse: “Meu reino não é deste mundo”, ou seja, não é o mundo da carne, dos hormônios, mas o mundo post-mortem.

  5. Artigo de suma importância, deveria ser artigo de primeira página na mídia.
    É preciso deixar claro, que a ideologia do sexo teve grande desenvolvimento no governo petista, não satisfeito em destruir a economia e finanças do país, tentaram destorcer a sexualidade, indo contra os princípios da natureza, com a propaganda de enaltecer a viadagem.
    Respeito a opção sexual de cada um, mas,discordo da permissão de se fazer propaganda de sexo, passeatas de orgulho gay e a mídia mostrando dois homens, ou duas mulheres a se beijarem, como se isso fosse normal. Não é.
    Sexo é coisa íntima de cada um, não é para se propagandear.
    Sou contra tornar oficial o casamento.de duas pessoas do mesmo sexo, se querem se unir e ter os mesmos direitos de um casal (homem e mulher) basta ir a um cartório, com testemunhas e dizer que tem uma união estável.

  6. Aos simpatizantes da Ideologia de Gêneros sugiro que usem seus próprios filhos (as) neste “experimento”, incutindo na mente deles a opção de serem aquilo que eles quiserem; e não o que o TODO PODEROSO determinou. Feito isto, divulguem o resultado nas mídias.

    • Paulo Cesar da Rocha
      Não entendi o conteúdo do teu comentário. Tente localizar/identificar filhos (sangue) dos defensores.
      Muitos são “adotadores dos filhos de outros”.Como podem procriar homem/homem e mulher/mulher?
      as experiências são feitas com os “filhos de outros”.
      Abraço.
      Fallavena

  7. Jacob, meu amigo,

    A meu ver, a quadrilha petista movida pela ânsia de cooptar votos de todas as pessoas possíveis confundiu sexualidade com dignidade, então a polêmica a respeito desse assunto.

    Um cidadão ou cidadã são dignos desde que nascem, independente do sexo que pertencem.

    A partir do momento que a homossexualidade foi contestada por preconceituosos, e gays e lésbicas se sentiram não só menosprezados como se acharam mesmo inferiores aos heterossexuais por conta desta campanha difamatória e, em alguns casos, acompanhada de extrema violência, os pensadores do PT descobriram um nicho de votos importante, bastando que criassem a discussão quanto ao homossexualismo, que teriam milhares de votos para os petistas.

    A questão é que faltou profundidade à discussão, seriedade, honestidade de propósito, então a polêmica, o uso de aproveitadores e devassos para tirarem proveito da situação, que traz de volta por falta dessa austeridade e sobriedade a encrenca, a diferença de novo, o preconceito odioso e revoltante como parâmetro.

    A quadrilha petista, como sempre, tratou este tema com irresponsabilidade, foi leviana, logo, um tipo de “avanço” dos gays e lésbicas confrontando símbolos religiosos e a heterossexualidade, tanto como compensação pelo passado quanto conquista de um espaço negado aos homossexuais ao longo do tempo, e que hoje lutam com vigor para retomá-lo, não importando o modo, a forma, a maneira.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

    • Caro amigo Bendl,
      Seu raciocínio está correto, sexo é coisa íntima de cada um, tem que se respeitar, o que, não se pode é fazer propaganda de determinada opção sexual.
      Um abraço, saúde e paz

  8. É uma verdadeira aberração que a rede globo está fazendo com as famílias, tentando induzir cada vez mais a ideologia gay, inclusive no domingo passado abrindo no fantástico aquele espaço todo para a “Arte” que todos sabemos ser lixo puro.

  9. Jesus,discutindo com os fariseus acerca do rompimento dos laços conjugais disse que o início da família aconteceu com Deus unindo um macho e uma fêmea. O que vem além disso é simples e pura adulteração dos fatos.
    Jesus não foi uma simples testemunha ocular deste ponto de partida para o multiplicar e encher a terra. Ele com o seu Pai configura “O FAÇAMOS.” O que vem além disso é pura e simples filosofia de botequim.

  10. Esta ideologia não pertence ao (pt ) , mas , sim à uma ordem que o ( pt ) é submisso . SÃO os detentores do poder, gerando desordem , caos , em detrimento ao lucro .

  11. Amigos
    Conhecem pessoas que recolhem lixo nas ruas e leva, para suas casas? É raro, pelo menos devem ser poucos os casos. São os ditos “acumuladores”. Por falta de conhecimento, alguns comparam “acumuladores de lixo com colecionadores”.
    A maioria não concorda com tais teorias emanadas de segmentos minoritários, mas em expansão. Contudo, por ignorância, por desconhecimento, por medo, por falta de tempo (o celular tomou quase todo), por falta de estudo e análise, quando consultado responde que “não é contra”.
    Mas não ser contra, não significa ser a favor!
    As minorias, com suas propostas sanguíneas, são organizadas. A sociedade me geral, é desorganizada e pulverizada.
    O texto encerra verdades!
    No fundo, bem no fundo, com a desestruturação familiar, mesmo que existente como instituição física e, principalmente pelo descaso dos pais/mães – preocupados muito mais com os bens e o trabalho, está facilitando o uso e o abuso de crianças e adolescentes.
    O primeiro e necessário passo é identificar as definições e os conteúdos, começando por educação e ensino.
    Conhecer e acreditar são os primeiros dois passos. os outros virão atrás.
    Fallavena

  12. O homossexualismo é uma castigo kármico. Não deve ser EXALTADO nem PERSEGUIDO na natureza, Ele existe nos humanos, animais, aves, árvores, peixes e insetos. Quem conviveu em fazenda já notou vários tipos de árvores (laranja, mamão,manga, uva, jaca, etc) que não dão frutos. A Discovery Channel já mostrou vários filmes sobre homossexualismo animal. O portador desse síndrome, deve suportá-lo, sem fazer dele uso (homem ou mulher) sob pena de perder este renascimento tanto o ativo como o passivo. Gênero só existe no MUNDO TRÍPLICE. Todas as Doutrinas na Terra reprimem o mau uso desse síndrome. Na tradução do Sutra de Lótus em chinês e demais traduções, a condenação é expressa pelo Buda: “Nor should he go near the five types of unmaly men (gays) or have any close dealings with them”. ( Buda SAKYAMUNI – Saddharma-Pundarika-Sutra). A orientação do Sutra é respeitá-los como seres humanos e evitá-los.

  13. Como arregimentar pessoas para seu projeto de poder? Segmentando a sociedade: LGBT, negros, índios, feministas.
    Deem a eles a impressão de estar lutando pelos seus direitos e o rebanho segue os lobos.´
    Não sou contra os direitos de nenhum deles. Para mim bastava a divulgação e prática maciça do 2º mandamento que Jesus deixou: “Amai ao próximo como a si mesmo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *