Honduras, a crise que não dura

A vitória de Porfírio Lobo, decepção completa para Zelaya. Se disse “amigo do vencedor, mas estamos separados”. Nenhuma acusação ao eleito, que é tido como conciliador. Mas por que esperar 90 dias para a posse?

Apressado, Lula
disse bobagem

Em Portugal, assim que soube do resultado, Lula declarou: “Não vamos reconhecer o presidente eleito de Honduras”. É a reafirmação da intervenção na política externa de um país, quando determinou a vergonhosa exibição do aventureiro Zelaya na embaixada do Brasil. Lula deveria ter ficado calado, mas isso ele não sabe fazer.

Um guerrilheiro no Poder

No Uruguai, José Mujica, favorito, ganhou mesmo a eleição. Agora sofre a “acusação” de ter combatido a ditadura. E onde estavam seu adversário Lacalle e o ex-presidente Sanguinetti, durante essa mesma ditadura? Sanguinário era o regime autoritário, um dos mais cruéis da América do Sul.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *