Impeachment de Bolsonaro pode sair via STF, por um motivo simples – ninguém aguenta mais!

Resultado de imagem para alexandre de moraes

Moraes pode detonar Jair Bolsonaro com um sorriso nos lábios

Carlos Newton

O primeiro pacto entre os três Poderes foi um sucesso total para os políticos e empresários envolvidos em atos de corrupção. Como num passe de mágica, o Pacote Anticrime do ministro Sérgio Moro foi substituído no Congresso pela Lei do Abuso de Autoridade, para amedrontar juízes, procuradores e delegados.

Com isso, o presidente Bolsonaro deu um grande passo para blindar os filhos e ele próprio, enquanto Lula da Silva, José Dirceu e outros corruptos eram libertados. Ou seja, o pacto pela impunidade funcionou à perfeição, como uma máquina de lavar dinheiro e reputações.

MULHERES DE MINISTROSTodos sabem a história do primeiro pacto. Começou muito antes da eleição, em maio de 2018, quando um relatório da Receita Federal citou a advogada Guiomar Mendes, mulher do ministro Gilmar, por ocultação de patrimônio, lavagem de dinheiro e tráfico de influência. 

A mesma investigação apanhou na malha fina a advogada Roberta Rangel, mulher de Dias Toffoli, e em julho de 2018 surgia o escândalo de que a ela dava uma mesada de R$ 100 mil ao marido, que não declarava ao IR e usava R$ 50 mil para pagar a pensão da primeira mulher, vejam a que ponto chegamos.

Ou seja, em 2018, Gilmar e Toffoli necessitavam desesperadamente desse pacto com o Executivo para evitar o prosseguimento das investigações da Receita.

ANTES DA ELEIÇÃO – O entendimento foi proposto pelo então presidente do Supremo, Dias Toffoli, antes do segundo turno da eleição de 2018, não importava quem ganhasse, pois o PT precisava mais do pacto do que Bolsonaro, já que Lula e Dirceu estavam presos.

Toffoli voltou ao assunto após a eleição de Jair Bolsonaro e fez nova carga na sessão de abertura dos trabalhos do Congresso, em 1º de fevereiro de 2019. Em 28 de maio de 2019, com a tese já amadurecida, o presidente recebeu para um café-da-manhã no Alvorada o ministro Dias Toffoli e os presidentes de Câmara e Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.

Nascia assim o pacto da impunidade, que soltou Lula e Dirceu, destruiu o Pacote Anticrime de Moro e terminou com os problemas das famílias Toffoli e Mendes.

BOLSONARO MELOU TUDO – O pacto acabou se dissolvendo por culpa do próprio presidente, que infantilmente deu força a manifestações antidemocráticas contra o Congresso e o Supremo em abril de 2020.

Com a troca de comando na Câmara e no Senado, agora em 2021, Bolsonaro usou a caneta e a chave do cofre para refazer o pacto com o Congresso, mas teve como incluir  o Supremo, presidido por Luiz Fux.

Agora, o impeachment de Bolsonaro pode até sair através do Supremo, num dos quatro inquéritos a que ele está respondendo:  fake news, atos antidemocráticos, interferência na Polícia Federal e atuação da Abin em defesa de Flávio Bolsonaro. 

GABINETE DO ÓDIO – Os dois primeiros inquéritos estão concluídos e incriminam o “gabinete do ódio”, instalado no terceiro andar do Planalto, ao lado da sala de Bolsonaro. Portanto, logo saberemos se o relator Alexandre de Moraes terá coragem de processar o presidente da República, ou vai passar um pano nessa emporcalhação…

A verdade é que ninguém aguenta mais tanta ignorância, tanto despreparo, tanta desfaçatez, tanto despudor, tanta falta de educação. Realmente, chega! Deveriam dar uma chance de o vice Mourão mostrar serviço.  

11 thoughts on “Impeachment de Bolsonaro pode sair via STF, por um motivo simples – ninguém aguenta mais!

  1. Alexandre de Morais não fará nada pq o STF – que jogou no lixo a pouia credibilidade que tinha – faz parte do acordão da corrupção. Estão lá para manter a elite impune e rindo da nossa cara.

  2. Já falei. CN pare com está ideia de golpe! O Brasil não aguenta mais golpes. A cada golpe afundamos mais.
    Vc já viveu tantos. Ainda não aprendeu?

    • Concordo. Não dá banalizar remoções de presidentes, mesmo que ineptos, dessa maneira. Isso, no fim das contas, é inviabilizar de vez todos os governos que sempre ficarão à beira de cair ao sabor de toda nova crise – e sempre estamos em crise, como qualquer leitor daqui sabe – e declarar de vez que os eleitores são otários.

      O impeachment de Dilma foi um erro. Hoje isso ficou evidente. Se ela tivesse permanecido, estaríamos melhor, mesmo que ela gastasse mundos e fundos para manter o PT no poder. Diante das outras opções que queriam e querem nos impingir- tucanos, o palhaço do Ciro, o apresentador de TV que descobriu as mazelas do Brasil quanto teve seu Rolex roubado, etc., que se há de fazer?

      E falando do Mourão, lembro que em 2018 a TI achava que ele era um desastre, que estragava tudo toda vez que abria a boca. Se acaso chegasse à presidência, num instante vão relembrar daquele filho dele que teve uma nomeação controversa não lembro mais pra qual cargo, e vão começar a pôr em dúvida sua seriedade e competência – esta última sempre se torna se torna fácil de questionar quando alguém assume responsabilidade real – e aí vão começar outra campanha para impichá-lo e “dar uma chance” ao Lira, ao Pacheco ou seja lá quem for.

      É preferível aguardar a próxima eleição. Até para que ela sirva pra uma representação autêntica da vontade popular.

  3. Se o impeachment é factível, deveria refletir no mercado financeiro. Ao contrário, o dolar voltou a subir. Será que perdemos a oportunidade tão desejada com o recuo dos generais?
    Interpretemos os números: o ano de 2021 tomado em reverso é exatamente o ano em que as Cruzadas fizeram o cerco de Zara por ordem do Papa Innocente na tentativa de tomar de volta a Terra Santa sob o jugo dos Muslims. Eles perderam a batalha e nós perdemos a oportunidade de remover o Coiso.

  4. Carlos Newton, muito bom artigo. Me obrigou a pensar.

    Penso que o Brasil estaria melhor sob a presidência de Mourão, homem que prima por buscar as soluções justas e perfeitas.

  5. A CIDADE DE DAVI como você nunca viu! Escavações inéditas em Jerusalém! (eng sub) … 156.206 visualizações•3 de set. de 2020 … Israel com a Aline … 355 mil inscritos … Vamos juntos escavar na cidade de Davi e descobrir como era a cidade nos templos biblícos! Eu sou uma guia brasileira em Israel e quero mostrar para vocês o dia a dia em Israel!

    Aos 6 minutos … nossa guia turística (kkk KKK kkk) Aline nos informa sobre o Yom Kipur.

    Mostrei ela se fazendo de muçulmana … e entrando no Santo dos Santos … em vídeo que Estreou em 14 de mar. de 2021.

    Deste modo … desconheço passagem bíblica profetizando o Terceiro Templo … “Eu vi ainda: o Cordeiro estava de pé no monte Sião, …” (Ap 14,1a) – e a Aline nos mostrou vazio … “o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus”. (2Ts 2,4) – passagens difíceis de entender.

    Também a Ditadura do STF (3º Castigo de Cimbres) é bem explicada em … TRIBUNA DA INTERNET | Impeachment de Bolsonaro pode sair via STF, por um motivo simples – ninguém aguenta mais! … Publicado em 1 de abril de 2021 por Tribuna da Internet

    São 3 Dias de Decisão … Acham mesmo ser preciso o AntiCristo??? para o fim do Castigo de Jerusalém.

    Lionço Ramos Ferreira

    PS – Reverrendo Padre Pinalli … é o que tinha a escrever ao Cardeal Orani … Bênção.

  6. Faltou colocar que com as novas leis, aprovadas pelo congresso e sancionada pelo “tosco”, o cidadão só tem que ter o cuidado de desviar $ o suficiente para pagar uma banca de advogados e sobrar algum para curtir a vida pelo resto de seus (deles) dias, que ninguém é de ferro.
    PS: O artigo é tão bom que deveria ser colocado em uma placa e anexado em alguma praça, como por exemplo em São José do Norte RS onde tem um busto de Getúlio com seu “Testamento a Nação”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *