Investigado no Supremo, Bolsonaro diz que Fachin, Barroso e Moraes infernizam o país

Iotti: intervenção militar | GZH

Charge do Iotti (Gaúcha/Zero Hora)

Alice Cravo
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro, alvo de inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que os ministros da Corte Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes “infernizam o Brasil”. A declaração, em tom de campanha, foi dada em entrevista divulgada pelo Correio da Manhã.

— Temos três ministros que infernizam, não é o presidente, mas o Brasil: Fachin, Barroso e Alexandre de Moraes. Esse último é o mais ativo — afirmou Bolsonaro em trecho da entrevista.

GUERRA JURÍDICA – Na terça-feira, Bolsonaro apresentou uma ação no STF contra Moraes. O ministro conduz inquéritos no Supremo que investigam, entre outras pessoas, o presidente por suspeita de espalhar fake news e atacar as instituições.

A investida de Bolsonaro contra Moraes foi arquivada pelo ministro Dias Toffoli, do STF, que negou o prosseguimento da notícia-crime com o argumento de que os fatos descritos na ação não trazem indícios de possíveis delitos cometidos por Moraes.

No mesmo dia, Bolsonaro entrou com um pedido na Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar Moraes pelos mesmos fatos arquivados pelo Supremo. E o procurador Augusto Aras ainda não se pronunciou.

APERTOS DE MÃO – Nessa quinta-feira, Moraes e Bolsonaro ficaram frente a frente durante evento no Tribunal Superior do Trabalho. Os dois trocaram apertos de mão durante a cerimônia. Pouco depois, Moraes foi longamente aplaudido pelo público e convidados, exceto por Bolsonaro.

Antes de cumprimentar Bolsonaro, Moraes afirmou que a Justiça Eleitoral tem “vontade de democracia e coragem” para combater quem é contrário aos ideais constitucionais e republicanos.

Em segundo lugar nas pesquisas de intenção de votos, o presidente tenta, com os ataques ao STF, mobilizar os seus apoiadores mais fiéis.

PERDÃO A SILVEIRA – A última grande aposta do chefe do Executivo foi o perdão concedido ao deputado federal Daniel Silveira, condenado pelo STF por ameaças e incitação à violência contra ministros da Corte.

Bolsonaro também tem apostado em lançar suspeitas, sem provas, sobre as urnas eletrônicas. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, tem rebatido os ataques do presidente.

O magistrado disse recentemente que “quem duvida do processo eleitoral é porque não confia na democracia” e que “quem defende ou incita a intervenção militar está praticando ato de afronta à Constituição e à democracia”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A esculhambação é geral e Moraes comporta-se como se o decreto que concedeu a graça a Daniel Silveira não estivesse em vigor. Sem nenhuma base legal, decidiu que o decreto não tem efeitos enquanto o plenário do Supremo não examinar sua validade. E o presidente do Supremo, Luiz Fux, ao invés de acelerar esse julgamento, fica mais preocupado em garantir um novo aumento de salários (quinquênio) a magistrados e procuradores. Infelizmente, essa é a realidade. (C.N.)

14 thoughts on “Investigado no Supremo, Bolsonaro diz que Fachin, Barroso e Moraes infernizam o país

  1. Então caro CN, o e$$eTeEfe é o câncer desse país! E o ministro “Beija Pé” é cúmplice dos crimes do “Cabeça de Ovo”. Uma vergonha nunca antes vista na história desse país!

  2. Quando Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa perseguiam o PT tudo eram flores, todos heróis.
    Agora é o mesmo STF que persegue Bolsonaro e sua tropa!
    Pimenta no dos outros é refresco.
    Cadê o Senado Federal que não faz nada?

  3. Por falar em mini$tro$ do e$$eTeEfe, Toffoli marcou presença na tietagem ao BolsoMusk, kkk…

    TOFFOLI PARTICIPA DO EVENTO COM BOLSOhttps://patria.digital/toffoli-participara-do-evento-com-bolsonaro-e-elon-musk/NARO E ELON MUSK

  4. Tietar o Musk , como o fizeram os nossos “altos mandatários” , é o ápice do sentimento colono. Dá pena desses infelizes. Imagina se algum mandatário de algum país de primeiro mundo perderia o seu tempo indo até o interior do país pra vassalar o… Elon Musk. Cômico , trágico e preocupante!

  5. Os senadores são os maiores responsáveis pela esculhambação. Muitos com “rabos presos” (maioria), vergonhosamente deixam de cumprir seu papel constitucional. O ministro Dias Toffoli deveria se dar por impedido ou, pelo menos, pedir a PGR que para se manifestar nos autos. Tudo um cinismo completo. O ministro Fux também tem sua grande parcela de culpa, pois está deixando “o barco navegar sem rumo” (apesar de dizer que tem rumo).

  6. KKK o miNto descobriu que o caminho para a reeleição passa pela piração de alguns dos onze sinistros. E da imprensa também. Como dizia o velho de guerreiro, eu não vim aqui para explicar, eu vim aqui para confundir. E é isto que o miNto vem fazendo com muita maestria, aprendeu a gritar lobo e meter medo na tigrada, principalmente da imprensa e da esquerdalha.

  7. Vou dizer de novo, o STF está tentando cavar um golpe.
    A estratégia tá na cara, o Alexandre de Moraes ignora a graça até que plenário o análise, mas como o não tem uma forma legal de cancela-lo, vão se sentar sobre ele esticando o máximo possível a corda.

  8. Não concordo com o CN. Graça é para condenado em última instância, o que não é o caso. O que o PR fez foi uma provocação barata contra o STF. Bota moral, Alexandre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.