“Ivan Valente vai ter que sentar o bumbunzinho enrugado”, diz Flávio Bolsonaro à imprensa

Ao lado do advogado, Flávio mostra a cópia do Boletim

Luana Patriolino e Jorge Vasconcellos
Correio Braziliense

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que registrou, nesta terça-feira (06/04), um boletim de ocorrência (BO) por denunciação caluniosa contra o deputado Ivan Valente (PSol-SP), disse que o parlamentar “vai ter que sentar o bumbunzinho enrugado para provar o que disse”.

A reação de Flávio veio depois que Valente entrou com uma representação junto ao Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios (MPDFT) pedindo uma investigação sobre o empréstimo concedido ao senador pelo Banco de Brasília (BRB) para a compra de uma mansão de R$ 6 milhões no Lago Sul, o bairro mais nobre de Brasília.

NEGÓCIO FRAUDULENTO – Segundo o deputado, os juros cobrados pela instituição estão muito abaixo do mercado, portanto, há, no entender dele, fraudes no negócio. O Ministério Público do DF acatou a provocação de Valente e abriu investigação contra Flávio.

O senador rebate e diz que “mais de 80% dos empréstimos” concedidos pelo BRB para a compra de imóveis “têm taxas inferiores” às que ele está pagando.

Flávio ressalta, ainda, que ele e a mulher têm renda suficiente para ter direito ao empréstimo bancário. “Se (a renda) fosse incompatível, o banco não daria o empréstimo. Banco não faz caridade”, enfatiza. “Não tenho nada a esconder. Está tudo registrado em cartório. A verdade vai prevalecer”, afirma.

BOLETIM DE OCORRÊNCIA – No BO assinado na Delegacia, o senador diz que Ivan Valente usou recursos públicos, o aparato estatal, para persegui-lo. “Agora, Ivan Valente vai ter que sentar o bumbunzinho enrugado para provar o que disse contra mim”, repete.

“A compra da minha casa foi feita de forma legal, dentro da lei, de forma transparente. Tenho direito de comprar um imóvel com meus recursos”, acrescenta.

No entender do senador, Ivan Valente e deputados de oposição estão usando a compra da mansão por ele para atacar o governo Bolsonaro. “Como o deputado provocou o MP, que ele prove o que está dizendo. Ele vai responder por denunciação caluniosa”, frisa o senador, ao lado do advogado de sua família, Frederick Wassef.

PIADA PRONTA – O deputado Ivan Valente (PSol-SP) chamou de “piada pronta” o boletim de ocorrência (BO) registrado contra ele pelo senador Flávio Bolsonaro.

“Isso é uma piada pronta, porque, se o senador considera que está sendo caluniado, o alvo desse boletim de ocorrência deveria ser o Ministério Público do Distrito Federal, que instaurou uma investigação por considerar consistentes os termos da representação que apresentei”, disse o parlamentar do PSol.

COMPRA SUSPEITA – Valente acrescentou que a investigação do MP é necessária, porque o processo de compra da mansão no Lago Sul, área nobre de Brasília, “é altamente suspeito”.

O deputado citou também o histórico de suspeitas de irregularidades envolvendo o senador, incluindo o esquema da ‘rachadinha’ na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), e mais de 20 operações imobiliárias.

Valente acrescentou que Flávio Bolsonaro ainda não comprovou a explicação de que pagou a entrada para a compra da mansão com recursos oriundos da venda de um imóvel no Rio de Janeiro.

One thought on ““Ivan Valente vai ter que sentar o bumbunzinho enrugado”, diz Flávio Bolsonaro à imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *