Joice pede que PGR denuncie criminalmente Eduardo Bolsonaro por defender ‘novo AI-5’

Joice acusa irmãos Bolsonaro de comandarem “milícia digital”

Camila Turtelli
Mariana Haubert
Estadão

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) e o PSL entraram com representações contra dois parlamentares do partido nesta quarta-feira, dia 6. Em relação ao filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Joice pediu que a Procuradoria Geral da República faça uma denúncia criminal e instaure um processo penal pela fala dele sobre a possibilidade de o governo editar um novo AI-5.

Já ao Conselho de Ética da Câmara, um documento foi encaminhado pelo presidente do PSL, o deputado, Luciano Bivar (PE), pedindo cassação do mandato de Eduardo e também da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) por quebra decoro parlamentar. Nos dois casos, a acusação é de ataques virtuais que teriam sido promovidos pelos dois parlamentares contra Joice.

PGR – Por fim, Joice encaminhou ainda um pedido ao Conselho de Ética do PSL solicitando “encaminhamentos necessários” pela fala de Eduardo sobre o AI-5. Na terça-feira, dia 5, no Plenário da Câmara, Joice já havia anunciado que levaria o caso contra Eduardo à PGR.

Ex-líder do governo no Congresso, ela se emocionou e chegou a chorar ao discursar na tribuna, ao relatar os xingamentos e as ameaças que tem recebido nas redes sociais. Para ela, o movimento representa um autoritarismo “sujo”.

“PEPPA” – Desde que foi destituída da liderança do governo no Congresso como consequência de uma crise no PSL, a deputada tem acusado o governo e os filhos do presidente Jair Bolsonaro de usarem uma “milícia digital” para atacar desafetos políticos. Entre os os xingamentos que disse ter recebido pelas redes sociais estão imagens de porcas e da personagem infantil Peppa Pig.

3 thoughts on “Joice pede que PGR denuncie criminalmente Eduardo Bolsonaro por defender ‘novo AI-5’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *