Letra, música e canto em homenagem à ministra Rosa Weber

Resultado de imagem para rosa weber charges

Rosa  iluminou a sessão do Supremo

Jorge Béja

O artigo desta quarta-feira (“Prévia do possível voto da ministra Rosa Weber no julgamento de hoje no STF”) parece que deu certo.  Nele foi previsto que a ministra Rosa Weber votaria contra a concessão do Habeas Corpus em favor do ex-presidente Lula. E assim votou. Previu-se, ainda, que a ministra votaria no mesmo sentido de seus votos na Turma à qual integra, a respeito de Habeas Corpus outros que buscavam evitar prisões após condenação em 2ª instância. E assim aconteceu.

Na Turma, a ministra sempre votou contra concessão da ordem, desde 2016, quando o plenário, contra o voto da própria ministra, decidiu por 6 a 5 que a prisão após condenação pela 2a. instância não viola o princípio da inocência presumida, que a Constituição estabelece até o trânsito em julgado da condenação.

CORRETÍSSIMA – O fundamento de Rosa Weber é a obediência à decisão do plenário do STF. E a ministra está corretíssima nesta posição, sempre coerente. Jurisprudência do plenário do STF é para ser seguida por todo o Judiciário nacional. A começar pelo próprio STF. É a segurança jurídica. Caso contrário, vira bagunça.

Aconteceu que da minha parte também antecipeI, aqui na Tribuna da Internet, que tinha feito letra e música em homenagem à ministra, ciente de antemão de que Rosa Weber não iria decepcionar. Foi quando o leitor Francisco Vieira (de Brasília – DF) ao comentar, escreveu: “Tomara que amanhã o senhor possa cantar e publicar neste espaço a referida poesia”.

E AQUI VAI… – Ordem dada, ordem cumprida. Aqui vai, Francisco Vieira, a letra da musiquinha e a gravação, amadora e desajeitada, que minha esposa fez comigo ao piano, cantando e tocando esta justa homenagem à ministra Rosa Weber.

Eis a letra:

Rosa, Rosa,
Rosa, ministra Rosa.
Rosa, Rosa,
Rosa, ministra Rosa.

Rosa Amarela ficou com ciúme,
A Rosa Branca no jardim murchou,
Rosa Vermelha ficou com queixume,
A ministra Rosa o HC negou.

Rosa, Rosa,
Rosa, ministra Rosa.

Eis o vídeo, a seguir. Tão amador e improvisado, que desde já peço desculpas à internacionalíssima Maria Chrisá, a filha do nosso editor Carlos Newton, uma das maiores e melhores produtoras cinematográficas e roteiristas do mundo: “Perdão, Maria Chrisá, aqui em casa somos leigos em internet, filmagens… Somos idosos”.

64 thoughts on “Letra, música e canto em homenagem à ministra Rosa Weber

  1. Saber viver é um dom de Deus.
    A música sempre alivia a alma.
    Parece melodia da metade do século passado ou pouco mais, estilo bossa-nova ou samba-canção?
    Se me permite um palpite, creio que a letra pode ser sequenciada com uma alusão aos espinhos que foram cirurgicamente retirados do jardim das rosas (através da negativa do hc).
    :-)))

    • A Rosa fez o correto, cumpriu seu dever constitucional.

      Resta que Raquel também cumpra o seu !

      A PGR Raquel Dodge terá que fazer a 3ª denúncia contra Temer.

      Caso contrário ela estará cometendo crime de prevaricação !!!

  2. Parabéns, Dr. Béja!!!

    O STF começou a respeitar a decisão do eleitorado que, em plebiscito, optou pela República Presidencialista!!!

    Chega de resquícios monárquicos que ainda estão na CIDADÃ!!!

    Abraços

  3. O soco na messa dos militares representou de maneira enérgica o que a maioria dos brasileiros exigiam: respeito.
    Acho que isso ajudou a tal senhora mudar de ideia. Vai saber.

  4. Na verdade, a rosa só existiu porque foi regada pelo jardineiro Villas-Boas (acompanhado de uma multidão de apreciadores de flores que ocuparam as ruas).
    Que flores seriam a procuradora Raquel Doge e a presidente Carmem Lúcia?

    • Lá vem o Alverga trazendo um artigo de quem não poderia ser mais comprometido com a escória, imundície e bandidagem brasileira o jornalista (seria ele um jornalista ou um capanga?) kennedy alencar (este não merece o nome com maiúsculas porque ele sempre foi minúsculo). Será que um dia os petistas vão deixar de ser analfabetos funcionais?

    • Creio que num Steinway ou num Blüthner, como este, a homenagem é justa e não desmerece o entusiasmo de quem a prestou. Blüthner também é marca de piano, sabia?.

    • Melhor nem comentar a falta de delicadeza. Só para mostrar que entende de pianos?! Não estamos habituados a comentários sem graça, de sua parte.
      Já disse e repito: por mim, beijaríamos todos as mãos do dr Béja, figura que, se não existisse, deveria ser inventada.

      • Mara, Mara, tu és grandeza, pureza e delicadeza, predicados hoje em dia difíceis de serem encontrados nas pessoas. A ti me curvo. E a todos os demais que são tão nobres quanto tu és.

      • Mara, não foi á toa que Deus criou o humor – foi para ser usado! Não fiz indelicadeza, nem disse o que disse para mostrar que entendo de piano, porque não entendo. Achei que valorizaria a homenagem ao dizer que ela deveria ser tocada num Steinway (todo mundo sabe que um grand Steinway é fenomenal). Só isso. Você me perdoa?

  5. O voto sem sentido de Rosa Weber:

    “Sou a favor da garantia constitucional de que ninguém seja preso sem sentença transitada em julgado mas, como a maioria decidiu que é contra, voto contra, mesmo sendo aqui, o plenário, o lugar onde isso deve ser discutido.”

    • A discussão dizia respeito a existência, ou não, de ameaça injusta e iminente de prisão. E ainda se o ato atacado — o Acórdão da 5a. Turma do STJ — estava maculado de ilegalidade, a ponto de representar injusto gravame no direito de locomoção do paciente. Só isso. E nada mais do que isso.

      A questão da constitucionalidade da prisão após condenação em 2a. instância não era objeto de exame e análise no HC julgado. Nem pretendia rescindir a jurisprudência de 2016 do mesmo plenário da mesma Corte. Este assunto será objeto de exame e julgamento quando o plenário decidir a respeito das Ações Diretas de Constitucionalidade de nºs 43 e 44, cujas medidas cautelares já foram indeferidas pelo STF.

      • Dr Béja, não perca seu tempo com os Vermes Rastejantes. Eles, apenas, repetem a mesma cantilena e não sabem nem o significado do que postam. Apenas são pagos para postar estas bobagens na internet.

  6. O voto das FFAA

    Na figura de moraes as FFAA puderam participar da decisão no stf e como premio a cambada permanece interferindo no destino da nação

    As FFAA não podem parar agora, tem que continuar com a limpa pois não é nem foi exclusividade de lula o afano praticado contra o país.
    Antes de sua chegada já existia e continua hoje, em pleno funcionamento

    O temer ganhou tempo entregando um cachorro morto para delírio do bobo brasileiro
    Ou as FFAA agem de verdade e encurralam temer e todos os outros criminosos espalhados pelo governo ou a prisão de lula é desentortar banana…

    Moraes o escolhido para ser a válvula de pressão da panela brazyu, que vai continuar a cozinhar o brasileiro

    Dilui-se um mistério.

    sanconiaton

  7. Parabéns por mais um substancioso artigo. São sempre aulas “magna” sobre assuntos jurídicos. Cidadãos como o Dr. Jorge Béja é que deveriam ser magistrados no nosso país, fossem esses cargos ocupados por pessoas que realmente tenham notório saber e reputação ilibada. Mas infelizmente são locupletados por indicações políticos com fins duvidosos e rasteiros.

  8. Que Deus Pai conserve esse homem, misto de artista, jurista, humanista, e todos os bons “istas” em que se possa pensar. Teríamos de poder fazer chegar à ministra Rosa a homenagem.E eu cá mordendo a língua, porque sempre só soube criticar a ministra.Que ontem tive de aplaudir com gratidão.

  9. Devo ser obturada ao quadrado, porque não entendo esse endeusamento à Rosa Weber. Ontem, o voto que levou a prisão do Lula foi o do Alexandre temeroso.
    Parabéns pelo lindo poema, belo como a Rosa do Pixinguinha “Tu és divina e graciosa….”

  10. Parabéns Dr. Beja.
    Ficou lindo e o vídeo é emocionante!
    Fez meus olhos ficarem marejados.
    Gostaria que daqui pra frente o Sr. possa fazer uma linda música ou poesia pra cada ministro que ali se senta.
    Pena que isso será impossível, pois sabemos claramente que muitos ali estão comprometidos com falcatruas.
    Acho que o Sr. deveria começar uma cruzada em prol de retirar o cargo vitalício destes que aí estão e também deixarem de ser nomeados pelo Presidente da República. Isso é um atraso!
    Quanto ao Sr. Toffolli, este merece uma campanha diferenciada pois não tem competência pra tal, o “distinto” foi reprovado DUAS VEZES, e aí está, representando o que não deve. O que deveria ser proibido e imediatamente questionável. Ele tem que sair!
    O País não é mais do PT, então peçam pra ele sair imediatamente!
    Outra coisa é bater firme nos altos salários e mordomias de todos eles. Esta EXCRESCÊNCIA tem que acabar!
    Queremos um país mais igual para todos!
    Um forte abraço e muito obrigado por seus ensinamentos.
    Atenciosamente.
    José Luis.

    • Sim, Mauro Jansen, pode fazer a consulta. Nem precisa agradecer. Vou lê-la com a máxima atenção e responder dentro dos limites do meu conhecimento e com toda boa vontade.
      Jorge

  11. Cheguei agora em casa vindo de Porto Alegre.

    Abri o micro, e dei de cara com este vídeo do dr.Béja, que é simplesmente antológico!

    A homenagem prestada à ministra gaúcha, que foi tão hostilizada por uns e outros neste blog, comprova que o sulista é de fé, confiável, altivo, e orgulhoso do seu país!

    A canção entoada ao piano pelo eminente jurista, certamente a ministra Rosa Weber jamais recebeu um presente igual e nessas dimensões, onde nele estão contidos os agradecimentos e admiração dos participantes da TI, e do povo brasileiro!

    Grande, dr.Béja, belíssima ideia de usar o piano para demonstrar a sua alegria com o histórico julgamento de ontem.

    Um forte abraço.
    Saúde e paz.

    • Estava sentindo sua falta, Bendl. Também sinto falta do leitor Francisco Vieira, que me pediu que cantasse no dia seguinte a poesia. Foi o que fiz, na medida do possível. Aliás, no texto do artigo menciono que estou atendendo seu pedido. Certamente que ele ainda vai ler, ver e tomara que goste.

  12. Que linda homenagem Dr Béja! Quanta delicadeza e talento….ficou linda a música…. que bela e doce…acho ótimo o reforço positivo….todos precisamos….e faz bem a alma.
    Parabéns!

  13. Parabéns, Dr. Jorge Béja. Belíssima homenagem!

    Sigamos em frente, e sempre de olho nos criminosos poderosos, que estão por toda parte, dentro e fora dos 3 poderes.

    – “Deitado eternamente em berço esplêndido”???

    Ou o brasileiro sai desse sono eterno em berço esplêndido, ou os pilantras continuarão mandando em tudo!

    Acordem, brasileiros! Usem cada vez mais a internet para que as corjas sejam vigiadas com olhos muito vivos!

  14. Marco Aurélio comeu mosca, bobeou. “Se arrependimento matasse …” disse ele no final da sessão de ontem. Agora é tarde. Se tivesse suscitado a questão de ordem, teria constrangido a Presidente do STF a colocar em votação as ADCs (controle concentrado abstrato de constitucionalidade) antes do habeas corpus, a Rosa Weber votaria diferente e a jurisprudência do Supremo teria mudado. Quando fossem votar o habeas corpus, não poderiam negá-lo. Agora, o que vai acontecer é que Lula vai ser preso, as ADCs vão ser julgadas procedentes, o art. 233 do Código de Processo Penal vai ser declarado constitucional, o STF vai mudar o posicionamento e Lula será libertado posteriormente. Mas aí, o objetivo político da prisão de Lula terá sido atingido. Porém, o tiro sairá pela culatra, o povo não se deixará enganar, e a popularidade de Lula, bem como sua capacidade de transferência de votos, aumentarão e, se houver eleição em outubro, a esquerda vai ganhar. Acho que esses caras vão ter que adotar o parlamentarismo ou apelar para o golpe militar. O pior ainda está por vir.

  15. Homenageamos um dos maiores brasileiros de todos os tempos, o juiz Sérgio Moro. Se não fosse a coragem e inteligência desse sujeito, talvez já estaríamos numa ditadura. Obrigado Moro.
    E quanto à Rosa, segundo Josias de Souza: ao manifestar sua posição, a ministra deixou claro que negou o habeas corpus a Lula em respeito à jurisprudência aprovada pelo colegiado em 2016. Porém……
    Porém, Rosa deixou em aberto a hipótese de rediscutir a regra da prisão quando chegarem ao plenário do armazém as duas ações que questionam a constitucionalidade do encarceramento antes de esgotadas todas as possibilidades de recurso nas quatro instâncias do Judiciário, incluindo o STJ e o STF. Na hipótese de Cármen Lúcia resistir às pressões por mais seis meses, Toffoli não hesitará em pautar o julgamento das ações anti-prisão nos primeiros dias de sua presidência, em setembro….

  16. Imaginem um piano Steinway ao fundo e uma voz de Tony Bennet cantando:

    Roses are red
    Violets are blue
    Rosa Weber, I need to say
    How much Love
    I have for youuuuuuuuuuuuu

    Roses are red
    violets are blue
    I hate a lot the robber Lula
    but I love very much youuuuuuuuu (final bem longo!)

    (Estou pronto para ser malhado.)

  17. Prezado doutor,

    Sempre será um prazer participar deste espaço, desta “RODA DE CONFRATERNIZAÇÃO” virtual inventada e mantida pelo jornalista Carlos Newton, onde passamos a conhecer as pessoas; primeiramente, por dentro e, somente algum tempo depois e apenas algumas vezes, pelo “invólucro externo”, pela CASCA PERECÍVEL que guarda a personalidade, o caráter e a criatividade de cada um de nós.

    Evidentemente não pensamos da mesma maneira. Óbvio! Fato totalmente esperado, já que ninguém é ou pensa como outra pessoa, seja esta outra pessoa a mãe, o irmão gêmeo ou até mesmo a esposa ou o esposo com quem se divide o leito. Se todos nós pensássemos e fôssemos iguais, o mundo seria tão sem graça quanto uma floresta de eucaliptos: calma, repetitiva, enfadonha, entediante, egoísta… e estéril! Então respeitemos as diferenças individuais, pois elas são importantes para a harmonia do “todo”.

    São muitas as diferenças, mas quando se trata de lutar pelo fim da corrupção neste país e pelo surgimento de uma Justiça justa (no Brasil a “Justiça ser justa” não é um pleonasmo, mas o sonho de muitos despossuídos e o pesadelo de muitos ladrões), A MAIORIA ABSOLUTA DOS PARTICIPANTES DESTE ESPAÇO LUTA NO MESMO LADO DA TRINCHEIRA. Apenas luta (lutamos) em frentes diferentes e com dosagens de entusiasmo, de indignação e de frustração diferentes, todas decorrentes e proporcionais à quantidade de tapas que cada um já tomou na vida esperando ser socorrido pela tal “Justiça”. Os tapas levados e as pisaduras engrossam o couro de qualquer animal.

    Quanto à poesia, a ser “cantada em prosa e em verso”, também louvo o voto da ministra Rosa Weber, fico feliz que tal comemoração tenha acontecido e que o senhor tenha se dado ao trabalho de realizar tal canção. POR ISSO, SORRIA!
    -Se alguém terá que chorar hoje, que chorem os criminosos!
    -Se alguém terá que sorrir hoje, que sorriam os homens de bem!

    Sabemos, evidentemente, que A PRISÃO DO LULA NÃO SIGNIFICARÁ O FIM A CORRUPÇÃO e da impunidade no Brasil (O Fernando Henrique já balbuciou um monte de coisas ininteligíveis na televisão), mas trata-se de um passo (mais um passo), dado na direção da civilidade e na intenção de transformar este canto do mundo em um lugar decente, onde seja possível sair com a família sem medo de ser morto e onde sobre dinheiro para a educação e para a saúde.
    Os criminosos (estatais, privados e, principalmente, do PMDB e do PSDB, os últimos que ficaram com a chave do cofre) sabem que o LULA É UM SÍMBOLO MUITO IMPORTANTE na história da corrupção recente deste país, por isso torcem para que ele não seja preso, pois na porteira por onde passar o Lula, eles também passarão. A condenação do Lula significa que estamos vivendo um importante marco, um importante divisor de águas “nunca antes acontecido” na história deste país. Além disso, é melhor acender uma vela do que apenas reclamar da escuridão de braços cruzados…

    Creio que nesse vídeo acabei de conhecer o “invólucro” do seu intelecto, cuja aparência, cor dos olhos e tamanho das unhas dos dedos dos pés são totalmente irrelevantes no universo das ideias aqui discutidas, diariamente.
    Também creio que, muitas vezes, as pessoas se destratam nesta Tribuna por esquecerem que por trás de um apelido, de um “nome de fantasia”, por trás da impessoalidade do monitor de vídeo e do teclado existe um ser humano, um senhor ou uma senhora que, se encontrassem na rua, tratariam com respeito, cederiam a vez e, até mesmo, ajudariam a estacionar o carro. Excetuando os que são pagos para tumultuar, creio que sejam mais casos de displicência do que de falta de educação.

    -Afinal, para que tanto estresse na vida virtual?
    -Será que já não bastam as disputas e contendas existentes na vida real?

    Abraços para o senhor e cumprimentos para a sua esposa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *