Maior legado de Stephen Hawking foi provar que a mente derrota o corpo

O físico britânicoem evento na Universidade de Cambridge, em 2016; cientista morreu nesta quarta-feira (14) aos 76 anos

Stephen Hawking foi brilhante do início até o fim

Salvador Nogueira
Folha

​Quando Stephen Hawking se aposentou, em outubro de 2009, a comoção tomou conta do mundo. Um cientista cuja carreira parecia condenada ao fim antes mesmo de começar não só cumpriu 30 anos de serviços prestados numa das mais prestigiosas vagas da Universidade de Cambridge como contribuiu com muitas das ideias que ajudam a definir o Universo tal como é compreendido hoje.

O cientista morreu no início da madrugada desta quarta (14), aos 76 anos, em Cambridge, no Reino Unido. “Ele foi um grande cientista e um homem extraordinário cujo trabalho e legado vai viver por muitos anos”, disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim, em comunicado, sem especificarem a causa da morte.

AMOR À CIÊNCIA – Nascido a 8 de janeiro de 1942 em Oxford, Inglaterra, Hawking desde cedo demonstrou interesse por matemática e astronomia, embora nunca tenha sido um aluno brilhante ou dedicado. Seu pai era biólogo, o que pode ter ajudado a despertar seu interesse por ciência.

No início de sua trajetória acadêmica, estudou física no University College de Oxford. Ao obter o bacharelado em 1962, foi para Cambridge, e logo que chegou começou a desenvolver os sintomas de uma rara e fatal enfermidade degenerativa conhecida como esclerose lateral amiotrófica.

De progressão usualmente rápida, ela é caracterizada pela crescente paralisia dos músculos, culminando com a incapacidade de respirar e a morte. Seu médico havia predito que em três anos, no máximo, Hawking estaria morto —antes mesmo da conclusão de seu doutorado.

FORÇA MOTRIZ – De início, o jovem viu poucos motivos para continuar engajado. Mas seu casamento com Jane Wilde, em 1965, a despeito da progressão dos sintomas, serviu como força motriz para seguir trabalhando. E, para a surpresa dos médicos, a doença avançou de forma muito mais lenta do que de costume — Hawking é o atual recordista no quesito longevidade pós-diagnóstico.

Trabalhando na área de cosmologia e astrofísica, principalmente nos problemas ligados aos buracos negros, Hawking descobriu, em 1974, que esses objetos não são completamente escuros, mas emitem radiação térmica.

Buracos negros, normalmente formados pelo colapso de estrelas de alta massa, são objetos tão comprimidos e densos que a força gravitacional ao seu redor impede que qualquer coisa escape deles —até mesmo a luz. Contudo, Hawking demonstrou que certos efeitos quânticos fazem com que esses objetos emitam uma pequena quantidade de energia. Isso quer dizer que, com o tempo (medido em trilhões de anos), eles evaporam completamente e somem sem deixar vestígios.

PRÊMIO NOBEL – Essa foi sem dúvida sua mais relevante contribuição científica, que só não lhe valeu um Prêmio Nobel porque ainda carece de confirmação observacional. Na Universidade de Cambridge, Hawking ocupou por três décadas a cátedra Lucasiana, posto que pertenceu no passado ao físico Isaac Newton. E, como seu antecessor, ele cultivou sucessos científicos que certamente serão lembrados durante muitos séculos.

Entretanto, sua imagem pública foi construída longe disso, mais focada em suas ideias genéricas sobre a origem e a natureza do Universo, inicialmente apresentadas no best-seller “Uma Breve História do Tempo”, de 1988. Foi graças a esse livro que Hawking se tornou mundialmente famoso, não só pelos conceitos que apresentou mas sobretudo pelo fascínio que sua figura —o gênio preso a uma cadeira de rodas— provocava nas pessoas.

SINTETIZADOR – Àquela altura, Hawking só podia falar por um sintetizador eletrônico que produzia voz (com sotaque americano) baseada em texto digitado pelo cientista com os poucos movimentos que tinha. Ele perdera completamente a fala depois de passar por uma traqueostomia de emergência, em 1985, após contrair pneumonia.

Hawking se tornou tão popular que fez uma ponta, como ele mesmo, na série de TV “Jornada nas Estrelas: A Nova Geração”, em 1993, e uma gravação sua (com voz de sintetizador) foi parar numa música da banda Pink Floyd, no ano seguinte. Mais tarde, ele atuaria como si mesmo em diversos episódios de “Os Simpsons”.

DIVÓRCIO – E foi com base no crescente peso da fama e na dificuldade cada vez maior de cuidar do marido doente que Jane pediu o divórcio, em 1991, depois de 25 anos juntos e três filhos. Hawking voltou a se casar em 1995, com sua enfermeira Elaine Mason, mas o segundo enlace terminou em 2006, com acusações (jamais confirmadas) de que a mulher o agredia.

Ao longo da carreira, Hawking usou sua popularidade para advogar em favor de diversas causas, principalmente na defesa dos direitos dos deficientes físicos. Outro tema recorrente era a promoção da exploração espacial. O físico acreditava que a sobrevivência da humanidade a longo prazo depende da colonização de outros mundos.

VÔOS ESPACIAIS – Hawking não só defendeu os voos espaciais como planejou tomar parte neles. Em 2007, ele se tornou o primeiro tetraplégico a experimentar a sensação de ausência de peso, ao realizar voos parabólicos em um avião. Era a preparação para uma futura visita ao espaço, a bordo de uma espaçonave comercial da empresa Virgin Galactic —que, no final, não se concretizou.

Sua história foi contada no filme “A Teoria de Tudo” (2014). Eddie Redmayne, que interpretou o físico, ganhou o Oscar de melhor ator em 2015.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O maior legado de Hawking foi provar que a mente pode derrotar o corpo. Nosso amigo Rodolfo Fernandes, diretor de O Globo, teve a mesma doença e se comportou da mesma forma. Trabalhou na redação até o fim. Quanto à genialidade de Hawking, devemos lembrar que ele desenvolveu uma teoria científica para provar que Deus não existe. Agora poderá testar se sua teoria estava correta ou não. (C.N.)

57 thoughts on “Maior legado de Stephen Hawking foi provar que a mente derrota o corpo

  1. Sua inteligência e sabedoria, esbarraram na limitação comum aos humanos, em tentar explicar o inexplicável.

    Sua teoria do Big Bang, é muito relevante e fantástica, mas não identifica quem colocou os explosivos, que criaram o universo.

    “Só sei que nada sei”.

  2. “…devemos lembrar que ele desenvolveu uma teoria científica para provar que Deus não existe. Agora poderá testar se sua teoria estava correta ou não”> esse seu comentário contundente não traduz a verdade, porque ele simplesmente desdenhou do “deus” utópico das religiões…ele expressava crer na força motriz e criadora do universo, que para todos os humanos é e será inexplicável…saúde e paz.

  3. Igual nossas Universidades Públicas Federais, só tem Gênio !
    Com uma diferença os daqui se entopem de drogas e entram para as salas de aula com se fossem o próprio Einstein, coitados, são apenas maconheiros … como diz o tal do Carnal !!!

  4. E aqui no Brasil, partidecos nanicos como PSOL, criando mais e mais projetos de Lei para beneficiar “dependentes químicos” (drogados, mesmo), pois são uns “coitadinho sem oportunidades”… Agora olhem o exemplo de Stephen Hawking: Sempre trabalhou, nunca dependeu de assistencialismo e nunca foi tratado como “coitadinho”!

  5. Por alguns comentários vejo como a inteligência é a diferença …. O Darcy Ribeiro , um dos intelectuais mais reconhecidos no Brasil e no exterior fumou maconha até a sua morte.
    É triste ver a inveja de quem não conseguiu entrar em uma Universidade Pública , que são as melhores avaliadas tanto no que concerne ao aprendizado, como na empregabilidade .
    Tem um pessoal da Opus Dei , na área de física , que quer provar que Deus existe …. Se um dia isso ocorrer Deus acabou , perdeu a sua sacralidade , irá virar uma simples mercadoria , uma ” camiseta do Guevara ” ampliada …..

    • Tenho uma conhecida, bióloga molecular do ICB/USP, Mayana Zats, que chegou a ser a terceira cientista mais publicada do mundo , atualmente dentro do misere que se encontra a área de ciência e tecnologia ela já perdeu 60% de sua equipe para outros países, principalmente para o Canadá .

      • Leia a comparação entre os danos , principalmente de memória , entre a maconha e certas drogas receitadas , como as da família dos diazepinicos .
        Nós EUA 10 estados já legalizaram , no Brasil a maconha é uma fonte do ” faz me rir ” para muita gente .

  6. 1 – Stephen Hawking, em “Uma Breve História do Tempo” diz que o tempo é “uma convenção humana, não existe no Universo”. Essa posição parece ter reforço no livro de Zecharia Sitchin (ex-consultor da NASA), “O 12º Planeta”. Zecharia traduziu, de inscrições cuneiformes da Civilização Suméria, dados que dão conta de que um ano do Planeta Nibiru equivale a 3.600 anos terrestres. Se considerarmos que o tempo do nosso planeta se relaciona com a duração de um giro completo ao redor do seu eixo, 24 horas, com seus múltiplos e submúltiplos, quais serão os parâmetros para um giro de Nibiru ao redor do seu eixo e que implicações teria isso para entendermos as colocações de Hawking?
    2 – Ainda, com base nessas posições dos dois cientistas, podemos encontrar uma brecha para justificar a longevidade de homens citados no Antigo Testamento, tal como os 900 anos de Matusalém. Seriam os “grandes homens de fama”, descendentes dos que vieram dos céus com as filhas dos homens que aqui encontraram (possivelmente primatas)?

  7. Produção científica no Brasil .

    Embora a produção científica no país, conforme dados da UNESCO (2010, p. 33)
    tenha subido da 30ª para a 13ª posição no ranking mundial, com publicação de 26.482 artigos
    científicos em periódicos indexados pelo Thompson Reyter’s Science Citation Index em
    2008, não se pode caracterizar um crescimento homogêneo de fato. Isto, pois se constata que
    a produção científica brasileira está concentrada em poucas universidades, sendo que mais de
    90% dos artigos indexados foram gerados em universidades públicas, expondo a pouca
    participação das universidades particulares na produção efetiva.

  8. Disseram aqui: “O Darcy Ribeiro , um dos intelectuais mais reconhecidos no Brasil e no exterior fumou maconha até a sua morte.”

    Pois bem, partindo do princípio que isso é uma verdade, ainda sim o comentarista está se insurgindo contra suas próprias ideologias. Como? Pois é, se ele (Darcy) fumou maconha a vida toda, então ele se encaixaria como “dependente químico”, certo? POR ACASO ele se beneficiou de alguma lei que lhe desse cotas ou favorecimentos, por essa condição??? É a prova que nem os dependentes químicos precisam de assistencialismo barato. Darcy Ribeiro se fez por mérito próprio!! Meritocracia!! Ainda que não goste dele.

  9. Um famoso contra-argumento de filósofos de botequim de esquina é perguntar ao adversário a diferença entre a titica de gato e a do cachorro. Na dúvida, a discussão se encerra, pois se não entende de titica quanto mais de ciência.
    Hawking não criou a Big Bang Theory, como afirmaram acima. Esta teve início com Georges Lemaître, um padre católico, em 1927. Daí em diante teve contribuição de vários cientistas.
    Um bom Link sobre o assunto: https://en.wikipedia.org/wiki/History_of_the_Big_Bang_theory

  10. Respeitosamente aos comentaristas acima, saliento que nenhum de nós tem condições de escrever textos referentes a Stefen Hawking, tanto pela sua contribuição à Ciência quanto à vida que conseguiu levar, extremamente difícil.

    Parabenizo, no entanto, a frase no início da Nota de Redação do Blog, quanto ao legado do notável cientista, que foi ter provado que a mente pode derrotar o corpo.

    Eu modificaria o verbo, e o substituiria pelo adjetivo Superior, ou seja, a mente é superior ao corpo.

    Aliás, uma pena que tal comprovação é posta de lado pelos escravos do físico esbelto, elegante, que perdem horas dentro de academias, de modo que a vaidade seja contemplada quando se olham no espelho.

    Gosto de perguntar para esse pessoal e de improviso qual é a capital de Roraima, então observo que a pessoa murcha ou sorri sem graça.

    O inglês contestou também a célebre citação latina, derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal, Mens sana in corpore sano (“uma mente sã num corpo são”), pois apesar de suas deformações e tetraplegia, morreu uma das mais extraordinárias inteligências que a humanidade conheceu!

    Logo, aos adoradores de corpos sarados, indiscutivelmente deveriam também alimentar a mente, caso contrário esta morrerá de inanição!

    Lamento profundamente o desaparecimento deste homem, um gênio, e como eles são raros no mundo, aliás, acho que foi o último que habitava este planeta.

    Uma pena, mas estou de luto.

  11. O grande Físico Inglês STEPHEN HAWKING ( 1942 – 2018), que hora nos deixa, foi um dos maiores Físicos Teóricos que já existiu.
    Seu objetivo, por ele mesmo definido era: ” Meu objetivo é simples, buscar o completo entendimento do Universo, por que ele é como é, e principalmente porque ele existe”.
    Para isso teve que dominar a Física Clássica ( Mecânica) do grande Sir ISAAC NEWTON, que rege quase todos os fenômenos que envolvem grandes Massas.
    A Teoria da Relatividade do grande ALBERT EINSTEIN, que explicava e previa corretamente certos fenômenos que a Teoria Clássica NEWTONIANA não acertava, especialmente em fenômenos da Luz, etc.
    E a Teoria Quântica ( PLANCK, BOHR, EINSTEIN, SCHROEDINGER, HEINSENBERG…) que rege os fenômenos das partículas sub-atômicas, completamente infensas a Teoria Clássica e da Relatividade.
    Em cima disso ele estudou os “buracos negros”, etc, e foi ao limite da Matéria e da Energia.

    Em termos simplificados:
    A Teoria Clássica NEWTONIANA é congruente, concorda, com a visão da Filosofia Clássica dada por ARISTÓTELES, de que o Universo é infinito e eterno, não teve começo nem terá fim.

    Já as Teorias da Relatividade EINSTENIANA e Quântica ( PLANCK,BOHR, EINSTEIN, SCHROEDINGER, HEISENBERG…) mostram que o Universo é finito, curvo e provavelmente não é eterno. A Teoria Quântica é toda baseada em PROBABILIDADES, e a maior probabilidade diz que o Universo é finito, curvo e não eterno.

    Aparentemente a Teoria da Relatividade, e a Quântica, dão razão a TORAH dos Hebreus, que com com outros Livros forma a BÍBLIA de Nós CRISTÃOS, de que o Universo não é eterno, mas foi formado por D’US, ( esse sim ETERNO), ex-nihilo ( do nada ), e pode ser finito.

    • Bom dia .
      Eu acrescentaria a essa lista o multidisciplinar Leonardo da Vinci é um ” produto nacional ” um pouco esquecido até por sua modéstia , o César Lattes .
      Em sua última entrevista, concedida a revista Superinteressante em 2005, Lattes voltou a mencionar o episódio do Nobel de Física de 1950: “Apesar de a comissão julgadora ser formada por ingleses, acredito que não foi minha nacionalidade que pesou na decisão do vencedor. Tanto na descoberta do méson pi, em 1946, como na sua criação artificial, em 1948, tive colaboração do Giuseppe Occhialini. Quem deveria ter ganho era ele. E, em 1950, quem levou o prêmio foi o Cecil Powell, que também participou do trabalho. Mas deixa isso para lá. Esses prêmios grandiosos não ajudam a ciência.”[7]

        • Amigo , além de tudo o César era um enorme ser humano apesar de meio ” doído , vou contar 2 casos :
          1) Quando ele casou foi passar a lua de mel na Itália , certa noite teve uma idéia e deixou um bilhete para a mulher ” Tive uma idéia, vou até o laboratório em São Paulo testar e volto …
          2 ) Certa vez fui buscá-lo na Unicamp para uma homenagem no IFUSP , quando estávamos chegando ao Butantã ele disse , dá uma parada no Rei das Batidas que eu detesto essa coisas… A homenagem atrasou 2 horas.

    • Caro Senhor Flávio José Bortolotto … realmente a questão é entender o c2; pois é a velocidade da luz luz luz!!!

      O entendimento filosófico era de que a LUZ era instantânea … aí começou a dúvida se a propagação da LUZ era por onda ou por partícula, certo??? E se procurou entender estudando fótons etc

      Como sou formado em Topografia; procuro entender a partir de dimensões físicas – pois nosso trabalho é o de medir e locar pontos ponTOS PONTOS … que são sem dimensões kkk KKK kkk

      Só que há o deslocamento (partícula) e há a radiação (onda) … e podem ser medidos, resultando em metro orbital e metro radial … o famoso c2, quando é com a LUZ … que são simultâneos – e aí confundem com probabilidade kkk KKK kkk

      Já nós, quando andamos temos uma velocidade; porém, nossa radiação é na velocidade da LUZ – pela energia radiante!!!

      Está publicado aqui no blog.

      Abração!

    • Vou direto ao seu ultimo parágrafo: a Biblia afirma que o mundo teve um início. Esse livro antigo foi usado para calcular o início do mundo de forma estranha, como era estranha a crença de que a Terra não girava! O calculo baseado na Biblia parte de quando Abraham deixou Haran, in Genesis 12:4. A data é tida como 2,083 AM (Anno Mundi – anos depois da criação). Somaram a isso os 430 anos que o povo de Abraham ficou no Egito, o tempo da existência de um rei, o da construção de templos, etc. No final, chegaram á conclusão que o mundo foi
      criado cerca de 4003 BC. Portanto a cerca de 6 milènios!
      É mister se ter cuidado para não comparar batata com banana: pela Ciència a Terra tem 4.543 bihões de anos e o universo 13.8 bilhões; pela Bíblia a Terra é um brotinho na tenra idade: 6 milênios!

  12. Mestre Bortolotto,

    Aplaudo o teu comentário efusivamente!

    Brilhante, esclarecedor, demonstrou a genialidade do cientista britânico, pois merece estar presente no panteão dos gênios que a humanidade produziu!

    E nos trouxeste importantes informações a respeito da Física agregada à Filosofia, além das comparações dos estudos efetuados por Hawking, Einstein e Newton, principalmente.

    Um grande abraço.
    Saúde, paz e vida longa, mestre Bortolotto.

  13. É chegada a Hora da Verdade, o Face a Face, Criador – Criatura para o grande físico, Dr. Hawking. Desejo que tenha optado pela melhor conclusão. Descanse em Paz. Eterno Repouso, é o que desejo.

  14. Chegar-se-á a um dia em que saberemos com certeza sobre alguma coisa. Por enquanto, há mais no universo do que imaginamos, como já dizia Shakespeare há 500 anos.
    Uma coisa é certa, com a mente o ideal e com ele as guerras, o poderá levar a extinção da vida no planeta, antes mesmo de se poder entender com alguma segurança a origem da matéria. Do universo.

  15. Obterá agora resposta a sua primeira pergunta, a pergunta que lhe assombrou por toda sua existência e a resposta a ultima pergunta que todos temos em comum…
    Acabou ou sob que forma continua
    Nada contém tanta sabedoria como a morte

    A memória de Deus é privilégio dos fetos

    sanconiaton

  16. Meu amigo !

    Você é formado em topografia ??? Então dá para calcular o tamanho do buraco do orçamento do governo Temer ? Rsrsrs … Não sei se dá para usar um teodolito ou vais ter que arrumar um telescópio . Rsrs

  17. Pergunto:
    Será que Deus na sua onisciência, onipotência e onipresença terá como punir o extraordinário cientista, que nos deixou hoje?

    A sua contribuição à Ciência transcende a compreensão do ser humano comum, esclarecendo fenômenos e descobrindo outros que deram novos sentidos aos estudos do Universo!

    Pois esta alma será ainda julgada?!

    O sujeito não matou uma mosca, literalmente, apenas estudou a vida inteira, e mais não fez porque impossibilitado, que Deus teria a coragem de julgá-lo?!

    Seria o caso de eu ampliar os meus questionamentos e indagar quanto aos genocidas BRASILEIROS, Lula, Dilma, Temer, e o parlamento mais corrupto e ladrão do mundo, o nosso, evidente, que destino os aguarda depois que aliviarem este mundo com suas ausências em definitivo?!

    No mínimo, Deus terá de inventar uma punição especial para esses seres abjetos, deletérios, que maculam a espécie humana!

  18. Precisamos matérias que discutam reflexões como essas para amenizar o amargo da política/corrupção que domina os artigos aqui publicados que as vezes faz parecer que se está prisioneiro de um dia-a-dia asfixiante.

  19. Araújo,

    As mentes privilegiadas que tivemos na literatura, música, pintura, escultura, ciência, tecnologia, cinema, filosofia, psicologia, assim como as grandes descobertas, notáveis navegadores, astronautas … esses nascimentos de gênios foram raros desde que descemos das árvores!

    A ponto que os mais famosos constam nos livros de história, em razão do bem que fizeram para a humanidade e colaboração para seu desenvolvimento.

    Logo, entendo e acato a tua sugestão para que deixemos um pouco de lado esta política ignóbil e abjeta que é a brasileira, e debatamos assuntos que de fato ampliem nossos conhecimentos, menos acirrar os ânimos através de revoltas e indignações.

    Na razão direta que a Tribuna da Internet é eclética – religião, política, ciências humanas, Direito … -, indiscutivelmente seriam bem-recebidos temas que aliviassem as pressões quanto à situação atual do país, tanto porque não temos como resolvê-la, quanto pela nossa inércia e omissão!

    Muito menos teremos de ler os defensores de Lula, que ainda teimam na “inocência” do ladrão e genocida, e facilmente nos tiram do sério pelas asneiras que publicam.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

    • Bendl
      Obrigado por compartilhar da visão que objetiva um melhor uso da liberdade, abrindo portas do conhecimento geral que dignifica, fazendo jus ao potencial do cérebro humano.
      Abç.

  20. “…a mente pode derrotar o corpo”…
    Sem o corpo, não há mente, não há Hawking.
    O legado é a mente brilhante do corpo de Hawking, que nos deixou….

    Corpos Docentes e Corpos Discentes…
    Continua a Aventura Humana

    Em muito breve teremos nossos Hawking pessoais (se comparados a inteligência mediana), os assistentes virtuais com uma inteligência espantosa, e estaremos convivendo com eles com a mesma intensidade que convivemos com os smartfones…

    PS 1: Professor lucasiano é o nome que se dá a uma cátedra de matemática da Universidade de Cambridge, na Inglaterra.

    Newton ocupou a cadeira de 1669 por 33 anos.
    Stephen Hawking ocupou a cadeira em 1979 por 30 anos, quando aposentou-se .

    Hawking disse numa entrevista que sempre achou ter sido eleito professor temporário, porque ele não esperava viver muito tempo e seu “trabalho não distorcia os padrões esperados da cadeira Lucasiana”. No entanto, segurou a cadeira até a idade de aposentadoria de 67 anos.

    Para assumir a mais prestigiada “cadeira” na ciência, como professor Lucasiano de Matemática, na Universidade de Cambridge desde 1663, exige-se requisitos, um deles sendo que o professor não tenha atividades na igreja.

    PS 2: Quanto á LUZ, Goethe colocou Newton na latrina há muito tempo…
    Finalmente, para o conhecimento geral, Tesla colocou Edison no devido lugar.

    O maior salário atual da TV em todo o Mundo é pago ao ator Jim Parsons. que faz o papel do físico teórico ‘Sheldon Cooper’ no sitcom da CBS – ‘The Big Bang’ (1994 – presente).
    Sheldon idolatra o Dr. Stephen Hawking, que atuou em um dos episódios da serie em 2012, chamado “The Hawking Excitation!”.

    Stephen Hawking e, antes de mais nada, um herói, que mesmo estando num corpo defeituoso, lutou para polir o seu cristal, e fazê-lo brilhar.

    • PS 3: Belugas ja imitam a voz humana!

      E hora de chutar o pau da barraca e começar de vez este novo Século que, afinal já se vão duas décadas!

      Embora, para o Brasil, pareça que o século ja passou e ficamos 100 anos atrasados….

      E por isso que evito ler de tudo, imagino-me lendo o que o Nizan Guanaes escreveu, que saiu aqui na TI….
      Vou evitar…. tá tudo atrasado…
      Falar em Bozonagua é um atraso que nao tem fim….

  21. Não lembro quem disse, mas de fato a VIDA É UM SONHO DENTRO DE UM SONHO, pois num sopro a vida acaba.
    Ontem, perdemos um desportista, um ex-atleta do vôlei aos 68 anos de idade, o botafoguense Bebeto de Freitas.
    E no início dessa quarta-feira o mundo perde um ser humano em um corpo frágil mas com uma mente brilhante, que se torna um mito da ciência com a sua teoria do Big Bang, o Físico inglês Stephen Hawking, aos 76 anos.
    Que DEUS PAI CELESTIAL receba os seus filhos na moradia eterna.
    Vão em PAZ.

        • E eu que não bebo sou interrogado se andei bebendo! Acho que estou ficando cego ou maluco, pois tal como o Sanconiatron, não vi nada de meu às 10h1m

          • Nem sei se merece aparecer, pode ser mais um comentário superficial ou como tantos outros pura bobagem, mas realmente não existe o comentário

          • Em resposta a Anunnaki
            1 – Stephen Hawking, em “Uma Breve História do Tempo” diz que o tempo é “uma convenção humana, não existe no Universo”. Essa posição parece ter reforço no livro de Zecharia Sitchin (ex-consultor da NASA), “O 12º Planeta”. Zecharia traduziu, de inscrições cuneiformes da Civilização Suméria, dados que dão conta de que um ano do Planeta Nibiru equivale a 3.600 anos terrestres. Se considerarmos que o tempo do nosso planeta se relaciona com a duração de um giro completo ao redor do seu eixo, 24 horas, com seus múltiplos e submúltiplos, quais serão os parâmetros para um giro de Nibiru ao redor do seu eixo e que implicações teria isso para entendermos as colocações de Hawking?
            2 – Ainda, com base nessas posições dos dois cientistas, podemos encontrar uma brecha para justificar a longevidade de homens citados no Antigo Testamento, tal como os 900 anos de Matusalém. Seriam os “grandes homens de fama”, descendentes dos que vieram dos céus com as filhas dos homens que aqui encontraram (possivelmente primatas)?

  22. Li todos os comentarios dos entendidos em Física. A TI tem os melhores comentaristas, com certeza. Eu me limito a louvar a determinação e exemplo deste grande cientistas que aos 21 anos viu que era portador da doença ELA (Esclerose Lateral Amiotrofica); deram-lhe 2 anos de vida, e ele viveu até os 76;
    Passou a se comunicar precariamente por meio de movimentos oculares e um computador que interpreta esses movimentos. Uma mente brilhante limitada há anos por um corpo que definhava pouco a pouco.
    Em uma de suas entrevistas diz ” aprendi a não ter pena de mim mesmo, por haver tanta gente pior que eu, e a fazer o que posso com a minha vida. Hoje sou mais feliz que antes de ter desenvolvido a doença. Tenho a sorte de trabalhar em física teórica, uma das poucas áreas em que a minha doença não é seriamente incapacitante.”
    Fica o exemplo de superação e determinação, sobretudo para os que reclamam muito da vida.

Deixe uma resposta para sanconiaton Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *