Major Olímpio diz que PSL “não é dinastia” e que Eduardo está destruindo a imagem do partido

Olimpio diz que 01 e 03 são apenas “filiados” iguais aos demais

João Ker
Estadão

Major Olímpio, líder do PSL no Senado, acredita que o deputado federal Eduardo Bolsonaro está “destruindo” a imagem do partido em São Paulo, desde que o “filho 03” do presidente assumiu a liderança da sigla no Estado, em junho deste ano. “Não quero saber se ele é o filho do presidente, pra mim ele é um filiado e o meu descontentamento e o de muita gente é manifesto”, disse o senador nesta quarta-feira, dia 9, durante entrevista à Rádio Eldorado. “Partido político não é dinastia”, afirmou.

“POR ACASO” – O senador explicou que decidiu passar a Presidência do PSL em São Paulo para Eduardo por ele ser seu vice à época. “Mas isso é uma questão interna do partido no Estado, por acaso com o Eduardo, que por acaso é o filho do presidente”, afirmou.

Na terça-feira, dirigentes regionais da sigla foram à Justiça contra o “filho 03”, para reverter atos baixados pelo deputado, que nas últimas semanas demitiu presidentes de pelo menos 73 dos 280 diretórios estaduais do partido.

FLÁVIO BOLSONARO – Outro alvo das críticas de Olímpio foi o senador Flávio Bolsonaro, o “filho 01” do presidente. “No Rio de Janeiro, o Flávio quis que o partido deixasse o governo por uma manifestação de posicionamentos do governador Witzel. O partido disse não”, afirmou, reforçando a ideia de que os desentendimentos regionais não devem atrapalhar a relação entre o presidente da República e o partido: “O presidente é muito maior que questões regionais ou posturas de seus filhos”.  

Na segunda-feira, Olímpio já havia declarado que “Flávio Bolsonaro para mim acabou, não existe”, após eles terem demonstrado posicionamentos contrário em relação à CPI da Lava Toga. “Estou 100% com o presidente, mas não concordo em absolutamente nada com posturas nem do Eduardo e tampouco do Flávio”, reafirmou nesta manhã.

Olímpio ainda declarou na entrevista que não vê relação entre os desentendimentos com os filhos do presidente e a fala de Jair Bolsonaro alegando que o presidente do PSL estaria “queimado pra caramba”, dita nesta terça-feira.

DINASTIA – “Não estou preocupado em lidar com a família. Tenho profundo respeito, apoio e admiração e defendo em todos os momentos o presidente Jair Bolsonaro. Partido político não é dinastia. Pra mim, os filhos dele são filiados como eu sou e têm que ter o mesmo respeito que todo filiado tem. Não vai ter diferenciação porque é filho coisa nenhuma”, finalizou.

16 thoughts on “Major Olímpio diz que PSL “não é dinastia” e que Eduardo está destruindo a imagem do partido

  1. Vamos falar sério, por favor!

    As críticas contra Bolsonaro estão sendo exageradas em demasia, cuja intenção é destituí-lo do Planalto, e só!

    Quando Lula roubava, explorava e manipulava o povo e país, seguindo-lhe os passos Dilma, ambos não tiveram os comentários que são direcionados ao presidente, vamos e venhamos.

    Que deixe a presidência;
    Que vá embora do país;
    Que é nepotista;
    Que não sabe o que faz;
    Homofóbico;
    Misógino;
    Entreguista;
    Incendiário da Amazônia;
    Que odeia índios;
    Truculento;
    Sem educação;
    Desrespeitoso;
    Corrupto;
    Autoritário …

    Se com apenas 10 meses no governo e coleciona esses rótulos todos, imagino ao final do seu mandato:
    O Estado Islâmico será Jardim de Infância, e serial killer uma pessoa carinhosa!

    Tá demais, vamos ser sinceros.
    Lula e a sua quadrilha, o PT, destruíram essa nação, condenaram o povo à miséria e à pobreza, deixaram o legado do desemprego e do endividamento da população, e ainda encontram quem os defenda!

    Que eu não tenha elogios para fazê-los à administração de Bolsonaro não tenho mesmo. Agora, chegar ao ponto de culpá-lo porque até a sola do meu sapato furou, aí não!

    Lamentavelmente estamos nos deixando conduzir por um radicalismo doentio e prejudicial à nação e a nós ao mesmo tempo.
    Enquanto atiramos pedras uns nos outros em nome dessa política deletéria e deplorável, a casta parlamentar cada vez vive bem e melhor!

    O bom seria se reuníssemos esforços para, unidos, acabar com a farra que fazem com o nosso dinheiro e de legislarem em causa própria.
    Até lá, os panacas e babacas, que somos nós todos, iremos nos digladiar acusando e defendendo quem não merece um segundo da nossa atenção!

    • Senhor Bendl, não se trata de desnudar o reizinho. O que fazemos é tão somente exercer o direito de criticar um presidente incompetente, narcisista, deselegante, trambiqueiro e etc.
      Se estivéssemos nos referindo a uma pessoa respeitosa, íntegra, de boa vontade, certamente seríamos mais cordiais, nossa crítica seria subtil e construtiva, sem a clareza e pujança com que a repugnância apimenta nossas palavras.
      Aceite ou não, o Bolsonaro decepcionou. Sim, o Lula roubou, praticamente destruiu nossas instituições; Dilma deu continuidade á safadeza. Mas o Bolsonaro se elegeu com a promessa de ser diferente e logo mostrou o que era: protege de modo acintoso o caso Queiroz, aponta seu filho para o posto de embaixador (isso é nepotismo), procura agradar proxenetas do congresso e do STF para cobrir sua guarda. E o senhor sugere que devemos ser condescendentes com esse cara que nos recomenda fazer menos cocô para melhorar o meio-ambiente? Ai eu discordo, embora goste muito dos seus comentários.
      Um grande abraço.

  2. Sem querer meter o bedelho e já metendo, deve-se dizer, observar e destacar, que o PSL não é nada sem Bolsonaro. Foi ele quem alavancou as eleições de dezenas de deputados federais e 3 governadores. Se das eleições prá cá surgiram montes de problemas,com Bolsonaro e membros do partido dele, é outra história.

    • Bivar deve ceder espaço para quem realmente importa no partido: Jair Bolsonaro. Só isso. E os insatisfeitos devem ir para o PSDB (ou ao NOVO, o novo PSDB) como fez o Frota ao retornar para seu verdadeiro lugar.

  3. Uma década de aventura neoliberal de FHC abriu o caminho para o lulismo… a direita retrógrada do posto Ipiranga com o pastor mergulham tão rápido no neoliberalismo que povo vai exigir a volta do lulismo ao planalto.

    Sinais preocupantes com o cenário econômico internacional…que o posto Ipiranga finge não ver…

    Em apenas 4 dias de outubro, na Bovespa, as saídas de estrangeiros já superam as entradas em 6,2 bilhões de reais. No ano, os números mostram saída líquida de 27 bilhões de reais.

    http://bit.ly/2M0GH8Q

    Para atrair capital estrangeiro, a Exame comemorou a iniciativa de Guedes: Teremos uma economia dolarizada?

    bit.ly/2OGQdjB

    E o ZR alerta sobre o projeto que abre caminho para contas em dólar no país

    A ideia é boa na essência, mas pode ser perigosa na prática. Em momentos de estresse na economia, poderia haver adesão em massa a essas contas e provocaria volatilidade ainda maior na taxa de câmbio. A medida exigiria cuidado.

    Na América do Sul, há países que permitem depósitos em contas em dólares, como Uruguai e Argentina, que amarga crise econômica.

    bit.ly/2Iz3Ey4

    Enquanto isso, EUA e China em guerra, Argentina Equador, Brexit em crise…

    Para complicar ainda mais o coreto…

    Alemanha se prepara para a briga entre EUA e China

    Alemanha cria fundo para proteger empresas de aquisições estrangeiras.

    bit.ly/35o1qLQ

    • E o pior, se estivessem prestando o devido cuidado em informar o que acontece no Peru e Equador, estariam adiantando ao publico os proximos capitulos desse governo incompetente.
      Sem falar na Argentina e Venezuela, só uma palinha do Trump enfraldando e o resto é unicamente noticia desse clã da esbornia, os Trapanaros….

  4. Um pulha que posa fazendo arminha em frente a uma estátua universalmente aclamada mostrando um nó no cano da arma, expõe o nó da ignorância e incompetencia para lidar com a coisa publica.
    Agora, representar um Brasil porque papai quer dar um bife? Tá bna hora de jogar essa traça de clã de volta pro ralo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *