Ministros de Temer deveriam estar “lá em Curitiba”, afirma deputado do MDB

Resultado de imagem para fabio ramalho

Ramalho foi à tribuna e esculhambou o governo

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

Enquanto ocorria a cerimônia de comemoração de dois anos do governo Michel Temer no Palácio do Planalto, o vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho (MDB-MG), fez duras críticas ao Presidente da República e seus ministros no plenário da Casa. “Minas vai se levantar, presidente, para demonstrar para você, com essa tirania, e esse monte de ministros, a maioria na Lava Jato, a maioria deveria estar sabe onde? Lá em Curitiba, não no Palácio do Planalto”, bradou. Ele reclama da falta do repasse por parte da União de R$ 250 milhões ao Estado.

Ramalho também reagiu ao slogan inicialmente adotado pelo governo no convite do evento que dizia “O Brasil voltou, 20 anos em 2”, fazendo referência aos “50 anos em 5” de Juscelino Kubitschek.

RESPEITE MINAS – “Minas é terra de JK. Não compare este governo com JK. Porque é um absurdo, JK era um democrata e foi um dos maiores presidentes que o Brasil já teve. Presidente (Temer), respeite Minas”, declarou o deputado na tribuna. Após repercussão negativa, ontem, o governo acabou mudando o mote da campanha para Avançamos.

O vice-presidente da Câmara também chamou Temer de “insensível” e disse que ele “não tem força” para determinar ao ministro das Cidades “o que tem que ser feito”. Isto, segundo ele, teria permitido aumento de 88% da tarifa do metrô em Belo Horizonte (MG).

“Não sabe esse insensível governo que conversamos com o presidente Michel Temer e ele, que não tem força com o ministro das Cidades para determinar o que tem que ser feito, deixou que esse aumento fosse colocado. Tive, como cidadão, que entrar com uma ação popular e liminarmente esse aumento foi suspenso.”

INGRATIDÃO – Hoje, Ramalho também avaliou que Temer age com “ingratidão” com a bancada de Minas por não te liberado os R$ 250 milhões prometidos no final do ano para o Estado aos parlamentares.

“(O governo) não liberou pra Minas Gerais R$ 250 milhões, mas neste ano já liberou R$ 150 milhões para a bancada do Rio Grande do Sul. Minas está sendo desrespeitada e hoje eu convoco toda a bancada mineira para que a gente obstrua os trabalhos nessa casa”, afirmou. A bancada mineira é formada por 53 deputados e três senadores.

8 thoughts on “Ministros de Temer deveriam estar “lá em Curitiba”, afirma deputado do MDB

  1. Tiraram o “P” do PMDBosta, mas a merda continua toda lá, para desespero dos babacas puxa-sacos desse partido de meretrício..kkkkkkkkk xD

  2. -É um canalha! Se ele não concorda com o Temer, porque não larga a teta e muda de partido?

    “Hoje, Ramalho também avaliou que Temer age com “ingratidão” com a bancada de Minas por não te liberado os R$ 250 milhões prometidos no final do ano para o Estado aos parlamentares.”

    -Agora entendi: Não saiu a grana prometida! Se tivesse saído, o Temer seria “um amor de pessoa” e ele estaria com a boquinha ocupada, mamando, sem poder grunhir.
    “Roube! Mas quando for roubar, me chame também para que eu não te chame de ladrão.”

    • Exatamente ele reclama porque não levou os 250 milhões. 10% sobre isto são 25. Ele não está preocupado se o Temer é honesto ou não e sim com a comissão perdida.

  3. Leilão do triplex cheira a fraude

    Suspeitíssima a compra do triplex no leilão por um empresário obscuro que mal sabe dizer porque pagou 2,2 milhões naquele imóvel maldito. Tudo ali é suspeito: a criação de uma empresa 13 dias depois de iniciado o leilão só para comprar o apartamento, o lance feito 5 minutos antes de o leilão se encerrar, as declarações do leiloeiro, “surpreso” com o fato de terem dado um lance, ainda que com o valor mínimo estipulado. Que leilão é esse? Que só tem um lance com o valor mínimo.

    Cheira a fraude.

    Investidor – nem pequeno, nem médio, nem grande – não coloca seu dinheiro de maneira emocional em imóvel de valor incerto e propriedade judicializada. Ninguém sabe dizer quem era o dono do imóvel até hoje: OAS ou Caixa Econômica.

    O investidor que pagou 2,2 milhões pelo triplex simplesmente não sabe dizer porque fez isso. Não vai morar, não vai passear, não sabe nada sobre as condições do imóvel. Justifica a compra dizendo do “valor histórico”. Tá.

    Fraude da grossa e sem nenhuma sutileza. Esse triplex vai ser manchete de páginas policiais por muito tempo ainda. Tem dinheiro cruzado neste arremate, fato de solar e olímpica obviedade. Era preciso garantir a “manchete”.

    A Lava Jato – e a imprensa tradicional – acha que o brasileiro é um imenso idiota. A classe média é. Mas o restante da população (90% do país) é gente honesta que trabalha. Poucos brasileiros ainda acreditam nessa fraude (que é a Lava Jato). Isso está escancarado nas pesquisas.

    Gustavo Conde

    https://goo.gl/YURXjH

    • Alex Verme Cardoso, podes entrar com um recurso. Não foi a Lava-Jato que fez o leilão então, tens todo o direito a arguir na justiça a legalidade do evento. Sei, que para um petista, a justiça é um negócio muito perigoso. Vá que acabe na jaula junto com o Lula, afinal são todos bandidos.

  4. Mais um discurso para as estrelas
    Esse cara tá chiando por que seu estado, seu reduto eleitoral, não se beneficia mais e mais.,…

    O país mesmo, que se dane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *