Morreu Paul Singer, um petista que jamais encobriu sua decepção com o PT

Resultado de imagem para paul singer no rodavivaDeu em O Tempo

Morreu na noite desta segunda-feira (16) o economista Paul Singer, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT). Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde a última madrugada. Professor de Economia da USP e da PUC-SP, foi um dos maiores símbolos da esquerda no Brasil, o austríaco fez parte do grupo que fundou o PT na década de 80. Filho de judeus, ele chegou no Brasil ainda criança, aos 8 anos, fugindo do nazismo.

Além da carreira acadêmica e dos vários livros publicados, Singer também fez carreira política. Ele foi secretário de Planejamento de São Paulo, na gestão da prefeita Luiza Erundina, em 1989. No governo Lula, esteve à frente da Secretaria Nacional de Economia Solidária. Viúvo, Singer deixa três filhos.

###
PAUL SINGER E SUA RELAÇÃO COM O PT
José Henrique P. e Silva  (artigo escrito em 23 de abril de 2012)

O professor Paul Singer esteve hoje no Roda Viva (TV Cultura). Sem dúvida, é um dos principais intelectuais brasileiros e tem se dedicado intensamente à questão da economia solidária, que define como uma alternativa ao capitalismo. A entrevista só consolidou a imagem que possuo do prof. Singer: um intelectual crítico e humanista.

Singer não esconde de ninguém sua “decepção” com o PT, que ajudou a fundar. Para ele, o crescimento do PT, inevitável, o transformou numa máquina eleitoral e lhe tirou a utopia, tão necessária ás verdadeiras mudanças. Hoje, o partido precisaria de uma oposição (de esquerda) que lhe tirasse da posição cômoda.

O debate contou com participações expressivas como Maria Victória Benevides e Ricardo Antunes. O jornalista Marcelo Parada tocou em uma questão que me interessa especialmente: qual a visão do mundo política que estes setores emergentes trazem consigo? Trata-se de setores que vai endossar uma visão crítica da política ou vão se render ao consumismo? Infelizmente o tema não foi aprofundado.

Fica o respeito pelo professor… um humanista e um educador de primeira linha, que fez sua opção partidária, mas nunca perdeu sua autonomia intelectual. Certamente, um exemplo.

7 thoughts on “Morreu Paul Singer, um petista que jamais encobriu sua decepção com o PT

  1. Só um retardado não consegue renegar o PT.
    Já, cair na real e ver que socialismo é coisa de retardado é mais difícil.
    Ele não conseguiu ver.

  2. O Economista Prof. Dr. PAULO SINGER (86) recentemente falecido, foi como diz o Artigo acima: um grande Intelectual, Crítico e Humanista, defensor da Economia Solidária.

    Embora nós sejamos Liberais-Democratas Intervencionistas KEYNESIANOS, e portanto Capitalistas, respeitamos a autenticidade do Prof. Dr. PAULO SINGER em defender sua visão de um mundo mais Justo, com sua Economia Solidária.

    Nossa admiração e Pêsames a ilustre Família.

  3. Não esquenta não, os filhos deles estão na Foia, para dar continuidade á sua ideológica e comovente matemática, que nos salvará .

  4. Grande economista, sem o academicismo habitual da classe, tive um livro dele, cujo título esqueci, que numa linguagem didática e acessível foi uma aula de funcionamento da economia, do processo de circulação do capital, para alguém que não é da área.

    Paul Singer sempre me lembra, as vezes até os confundia, Paulo Schilling, outro fera da economia, gestor e planejador, que morreu no ostracismo em 2012, desprezado pelos seus correligionários, já mergulhados nesse processo antiético, que contrariava os seus princípios.

    Quanto ao André Singer, é a prova viva de que a genética não é uma ciência exata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *