Mourão reafirma que a decisão de Moraes contra revista Crusoé foi “ato de censura”

O vice-presidente Hamilton Mourão durante reunião em fevereiro no Palácio do Planalto — Foto: Romério Cunha/VPR

Mourão acha que faltou “bom senso”, mas o Judiciário vai resolver

Sara Resende
TV Globo — Brasília

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, classificou nesta quinta-feira (dia 18) como “ato de censura” a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes que determinou a retirada de conteúdo dos sites da revista “Crusoé” e de “O Antagonista”.

Na última segunda-feira (15), Alexandre de Moraes determinou que os dois sites retirassem do ar reportagens e notas que relacionamo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli. à empreiteira Odebrecht. Moraes decidiu sobre a questão porque é relator de um inquérito aberto no mês passado para apurar ofensas, ameaças e vazamentos de informações sobre integrantes do STF.

“BOM SENSO” – “Eu já declarei que considero que foi um ato de censura isso aí. Óbvio que está no seio do Judiciário, é uma decisão tomada pelo Supremo e compete ao Judiciário chegar a um final disso aí tudo”, afirmou Hamilton Mourão, antes de o relator Moraes revogar a censura..

Sobre pessoas que emitiram opiniões negativas ou difundiram ameaças em redes sociais e que, no âmbito do inquérito, foram alvos de mandados de busca e apreensão por ordem de Moraes, o vice Mourão afirmou que o “bom senso” não estava prevalecendo.

“Não quero tecer críticas ao Judiciário. Cada um sabe onde aperta os seus calos. Eu espero que se chegue a uma solução de bom senso nisso aí. Acho que o bom senso não está prevalecendo”, afirmou o vice-presidente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A reportagem de Sara Resende assinala que também nesta quinta-feira (dia 18) o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo, chegou a dizer que a determinação de Moraes foi uma espécie de “mordaça”. Faltou dizer que até agora ninguém – mas ninguém mesmo – saiu em defesa de Moraes e Toffoli, que se tornaram dois estranhos no ninho do Supremo. Nem mesmo Gilmar Mendes teve coragem de defendê-los. (C.N.)

5 thoughts on “Mourão reafirma que a decisão de Moraes contra revista Crusoé foi “ato de censura”

  1. Eu não me canso de achar graça dessa trapalhada do AAMP* e do Lex Luthor.

    Um General criticando esquerdistas defensores da censura!

    É muito hilário…

    * Amigo do Amigo de Meu Pai.

  2. Carlos Newton,

    Moraes e Toffoli merecem que alguém que deseja o bem do Brasil atue em defesa deles, depois de pularem com as quatro patas na bosta, em prejuízo do povo brasileiro?

  3. Engraçado é ver o pessoal do Antagonista se ancorar na ajuda de veículos notoriamente esquerdistas e desprezados por eles como Jornal Nacional, Revista Piauí e outros.

    O senador Randolfe Rodrigues já foi chamado pelo Antagonista de “sabujo do PT”, mas hoje o site não hesita em dar cartaz às declarações que o “sabujo do PT” Randolfe fez em defesa do Antagonista, quem diria, hein? Nada como um dia após o outro…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *