Não sei que intensa magia, teu corpo irradia, me deixa louco assim, mulher

Resultado de imagem para sadi cabral

Sadi Cabral compôs grandes clássicos

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O ator e compositor alagoano Sadi Sousa Leite Cabral (1906-1986) e seu parceiro Custódio Mesquita imploram o amor de uma “Mulher”, tendo em vista a beleza mágica que o corpo dela irradia. Este clássico fox-canção foi gravado por Silvio Caldas, em 1940, pela RCA Victor.

MULHER
Custódio Mesquita e Sadi Cabral

Não sei que intensa magia
Teu corpo irradia
Que me deixa louco assim, mulher
Não sei, teus olhos castanhos,
Profundos, estranhos
Que mistério ocultarão, mulher
Não sei dizer
Mulher, só sei que sem alma
Roubaste-me a calma
E aos teus pés eu fico a implorar
O teu amor tem um gosto amargo
E eu fico sempre a chorar nesta dor
Por teu amor, por teu amor, mulher

7 thoughts on “Não sei que intensa magia, teu corpo irradia, me deixa louco assim, mulher

  1. Esta página lava a alma da gente. Só temos agradecimentos à Paulo Peres e a Carlos Newton. Parabéns. Hoje trazendo uma música que foi sucesso pelo Caboclinho Querido, como era chamado Silvio Caldas que edificiou a fase de ouro do Rádio. Também lindamente interpretada pelo saudoso Emilio Santiago . o vozeirão perfeito de Nelson Gonçalves. Um louvor à mulher amada. Ela merece, ela merece!

  2. Amanhecer um Domingo escutando, no programa de Rolando Boldrin – Sr. Brasil – esta exaltação ao Brasil é uma Esperança
    https://youtu.be/P_zaYECLtmc

    Esse brasil tão grande, amado
    É meu país idolatrado
    Terra de amor e promissão
    Toda verde, toda nossa
    De carinho e coração
    Na noite quente, enluarada
    O sertanejo está sozinho
    E vai cantar pra namorada
    No lamento do seu pinho
    E o sol que nasce atrás da serra
    A tarde inteira rumoreja
    Cantando a paz da minha terra
    Na toada sertaneja
    Este sol, este luar
    Estes rios e cachoeiras
    Estas flores, este mar
    Este mundo de palmeiras
    Tudo isto é teu, ó meu brasil
    Deus foi quem te deu
    Ele por certo é brasileiro
    Brasileiro como eu.

  3. VELHO REALEJO

    Composição:
    Custódio Mesquita (Custódio Mesquita Pinheiro)
    Sadi Cabral (Sadi Souza Leite Cabral)
    MIDI

    Naquele bairro afastado
    Onde em criança vivias
    A remoer melodias
    De uma ternura sem par

    Passava todas as tardes
    Um realejo risonho
    Passava como num sonho
    Um realejo a cantar

    Depois tu partiste
    Ficou triste, a rua deserta
    Na tarde fria e calma
    Ouço ainda um realejo a tocar

    Ficou a saudade comigo a morar
    Tu cantas alegre
    E o realejo parece que chora
    Com pena de mim

    Tu cantas alegre
    E o realejo parece que chora
    Com pena de mim

    • O homem do realejo, uma profissão que desapareceu, tanto que Chico Buarque compôs a melodia “Estou vendendo um realejo – não via mais serventia em seu cantar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *