Nobel, Lei Antifumo, Olimpíadas e as eleições em Brasília

Vicente Limongi
Hélio, Apenas para tranquilizar o Silvio da Rocha Correa, todos entenderão teu texto, FHC, Nobel em canalhice. Acima dos concursos. Perfeito.

* * *

Hélio, Duas observações para nosso atilado Chagas: concordo que o horário de verão seja uma estupidez, burrice e falta do que fazer e, ao contrário do que Chagas escreveu, acontece, Tasso Jereissati não é do DEM, mas do PSDB. No fundo, é a mesma coisa.

* * *

Hélio, o senador Marcelo Crivela discursou no plenário da câmara alta elogiando o presidente do COB, Carlos Nuzman. Tudo bem, é um direito dele, não tenho nada com isso. Nuzman tem grande fatia pelo êxito olímpico carioca e brasileiro, mas, a meu ver, não se pode, não se deve, ninguém, se meter a tratar do tema olimpíadas 2016, sem citar, lembrar, destacar, sublinhar, reiterar e elogiar, o trabalho de João Havelange. Membro decano do COI, o mais velho deles, Havelange tem 93 vigorosos anos e o único, repito, o único brasileiro com direito a voto na poderosa entidade. Seguramente Havelange conseguiu perto de 25 votos para o Rio de Janeiro. Mais: Havelange deu a senha que o Brasil venceria, quando discursou e convidou “todos meus colegas do COI a estarem no Rio em 2016 comemorando meus 100 anos de vida”. Foi a consagração brasileira.

* * *

Hélio, Excelente a análise do Werneck. Não complica e conhece seus personagens. Contudo, vai demorar a aparecer, na vitrine e no cardápio, nomes que substituam Arruda e Roriz. Um nome poderá surgir, para 2014, o do jovem, talentoso e competente Rogério Rosso. Vai trilhando devagar, degrau de cada vez, seu caminho político venturoso. Por ora, deverá eleger-se deputado federal.

Comentário de Helio Fernandes
Quem duvida e não entende que FHC merecia o Nobel antes do Obama? Só que não o da Paz e sim o da Traição Nacional, o Nobel da DOAÇÃO? Essa “batalha” para entregarem a Vale a Eike Batista, vem em linha reta do DOADOR FHC.

O artigo do Chagas provocou a maior movimentação. Fumantes e não-fumantes exerceram o direito de defender suas idéias e suas vontades de “tragar” o cigarro. Eu, por exemplo, só chamo de “indústria fumageira”, essa morte sem atrativos. Mas respeito os que se envenenam.

Defender o Nuzman só mesmo o bispo Crivela. Na verdade, já disse aqui quando foi escolhida a sede da Olimpíada de 2016: só Havelange e o espanhol Samaranche têm votos no COI. Samaranche usou seu prestígio em 1994, foi ele que levou a Olimpíada para Barcelona. Agora fizeram homenagem a ele, dando 32 votos a Madri, sabiam que não dava para ganhar. Havelange ganhou, ajudado pelo Rio-Maravilha do Henfil.

Quanto ao José Carlos Werneck, vê na frente e já constatou que Brasília, exatamente como o Brasil, precisa mudar de personagens. Renunciar para não ser cassado, E VOLTAR, não é o sucesso e a grandeza que Brasília merece.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *