O intento de recolonizar o Brasil assumido pelo atual governo

41

Charge do Duke (O Tempo)

Leonardo Boff
O Tempo

A colonização e, especialmente, a escravidão não constituem apenas etapas passadas da história. Suas consequências perduram até hoje. A prova clara é a dominação e a marginalização das populações um dia colonizadas e escravizadas com base na dialética da superioridade-inferioridade, nas discriminações por causa da cor da pele, no desprezo e até no ódio ao pobre.

Não basta a descolonização política. A recolonização ressurge na forma do capitalismo econômico, liderado por capitalistas neoliberais nacionais, articulados com os transnacionais. A lógica que rege a recolonização é tirar o máximo proveito do extrativismo dos bens e serviços naturais e da exploração da força de trabalho, malpaga e, quando possível, pela redução de seus direitos individuais e sociais.

DESCOLONIZAÇÃO – Os primeiros a verem claro a recolonização foram Frantz Fanon, da Argélia, e Aimé Césaire, do Haiti. Propuseram um corajoso processo de descolonização para liberar a “história que foi roubada” pelos dominadores e que agora pode ser recontada e reconstruída pelo próprio povo.

No entanto, trava-se um duro embate por parte daqueles que querem prolongar a colonização e a escravidão, criando obstáculos para aqueles que buscam fazer uma história soberana baseada em seus valores culturais e suas identidades étnicas.

Césaire cunhou a palavra “negritude” para expressar duas dimensões: uma, da continuada opressão contra os negros, e outra, da resistência persistente e da luta obstinada contra todo tipo de discriminação. A “negritude” é a palavra-força que inspira a luta pelo resgate da própria identidade e pelo direito às diferenças. Césaire criticou duramente a civilização europeia por sua cobiça, invadindo, ocupando e roubando as riquezas dos outros países, atitude espiritualmente indefensável por ter difundido a discriminação e o ódio raciais.

COLONIALIDADE – Paralelamente ao conceito de “negritude”, criou-se o de “colonialidade” pelo cientista social peruano Anibal Quitano (1992). Por ela quer-se expressar os padrões que os países centrais e o próprio capitalismo globalizado impõem aos países periféricos: o mesmo tipo de relação predatória da natureza, as formas de acumulação e de consumo, os estilos de vida e os mesmos imaginários produzidos pela máquina midiática. Dessa forma, continuam a lógica do encobrimento do outro, o roubo de sua história e a destruição das bases para a criação de um processo nacional soberano. O Norte global está impondo a colonialidade em todos os países.

O neoliberalismo radical que está imperando na América Latina e de forma cruel no Brasil é a concretização da colonialidade. O poder mundial, seja dos Estados hegemônicos, seja das grandes corporações, quer reconduzir a América Latina à situação de colônia. É a recolonização como projeto da nova geopolítica mundial.

ENTREGUISMO – O golpe que foi dado no Brasil em 2016 se situa exatamente nesse contexto: trata-se de solapar um caminho autônomo e entregar a riqueza social e natural às grandes corporações. Isso se faz pelas privatizações de nossos bens. Freia-se o processo de industrialização para dependermos das tecnologias vindas de fora. A função que nos é imposta é a de sermos grandes exportadores de commodities.

Nomes notáveis da ecologia nos alertam que o sistema Terra chegou a seu limite e não suporta um projeto com tal nível de agressão social e ecológica. Ora, esse modelo, para nossa desgraça, é assumido pelo atual governo, corrupto e totalmente descolado do povo, praticante de um neoliberalismo radical que implica o desmonte da nação. Daí o dever cívico e patriótico de derrotarmos as elites do atraso, antipovo e antinacionais. Tudo tem limites. Há de surgir uma consciência patriótica na forma de uma generalizada rejeição social.

 

11 thoughts on “O intento de recolonizar o Brasil assumido pelo atual governo

  1. Tá tudo dominado !!!

    Janot afirmou que estão freando a investigação contra Temer no caso da MP do porto de Santos.

    É óbvio que os escolhidos do mordomo foram colocados na PF e PGR exatamente pra isso.

    Fernando Segovia e Raquel Dodge foram empossados justamente pra isso:

    Continuar engavetando a 3ª denúncia contra Temer no caso da MP do porto Santos !!!

  2. 1) É pena que o sr. Teólogo, me parece, não lê os comentários aqui postados, mas se lesse, ele escreveria algo sobre. A não ser que ele leia e não dê importância.

    2) Quem estuda, quem lê, quem pesquisa, sabe disso perfeitamente do que trata o artigo. Está chovendo no molhado.

    3) Mas eu pergunto: por que nos 13 anos de governo PT não educaram politicamente as massas?

    4) Preferiram virar celebridades e se aliaram aos banqueiros que “receberam uma fortuna” conforme palavras parecidas do ex-presidente Lula.

    5) Por que preferiram se aliar aos políticos complacentes com tudo o que está agora acontecendo?

    6) Vaidosos, arrogantes, donos da verdade vcs perderam o bonde da História… “Agora é tarde” como dizia aquele programa de TV.

    7) Vem aí a eleição que não precisa sair de casa, vota-se pela web… está em estudos…

  3. Quando se aproximam as eleições, e a esquerda precisa de votos, independente dos roubos e explorações que fez com o povo quando Lula e Dilma foram presidentes desta republiqueta, voltam sempre os enaltecimentos aos pobres e negros.

    Contraditoriamente às divulgações destas populações específicas, os petistas quando no poder nada fizeram para melhorar a situação dessa gente, que alardeiam se preocupar.

    O negro continua com seus problemas e, o pobre, cada vez mais pobre!

    Logo, depreende-se que o artigo de Leonardo Boff é falso, mera propaganda política do PT, ao comentar sobre a exploração que os mais poderosos exercem sobre os fracos e oprimidos, como se Lula e Dilma não fossem os responsáveis pelo período onde os bancos mais lucraram na história!

    Em outras palavras:
    Façam o que digo, mas não façam o que faço.

    As palavras de Leonardo Boff soam demagógicas, fora de propósito, a menos que esteja embutida a intenção de o povo se revoltar e partir para a tão sonhada luta de classes, situação idealizada pelos petistas, que vislumbram a possibilidade de alcançarem o poder e nele permanecerem indefinidamente, ou seja, a tão sonhada ditadura do proletariado.

    E cabe perguntar a Leonardo Boff, as razões pelas quais o PT e demais quadrilhas, PCdoB, Psol, PCB, quando desfrutavam do Planalto, permitiram que a situação chegasse neste patamar, de caos sem precedentes na história brasileira?!

  4. É lamentável que alguns ainda usem o nome de Jesus para tirar proveitos políticos. A esquerda é muito, mas muito pior que a direita. Ela usa a miséria do povo para conseguir cargos e quando chega lá, só pensa em duas coisas, encher os bolsos de dinheiro ou fazer uma ditadura para não ter mais opositores já que não tolera o contraditório. A cara de pau de culpar o atual governo pelo que estamos passando, depois de um governo Dilma que gastou como se não houvesse amanhã e se tivesse continuado estaríamos na Venezuela. Tem que ter uma terceira via, sem esta direita draconiana, sem esta esquerda ditatorial.

    • Caro Antonio, Lula CIA, venceu, por ter prometido acabar com a corrupção de FHC, que iniciou o desmonte do “Estado”, comprando consciência podres, para sua reeleição, traiu o trabalhador, e suas mazelas, elegeu o associado ao PMDB, jo Temer oso,jogou o Brasil no oceano de lama da corrupção Essa mistura de religião e politica, não dá certo, servir a Deus ou a Mamon,

  5. Ora, que as Nações Industrializadas, especialmente sua líder EUA, tudo fazem para impedir outras a se Industrializarem, é “mais velho do andar para a frente”.

    De modo que, se Nós quisermos sair do status de Colônia em termos Econômicos, será contra os interesses principalmente dos EUA. Foi o que o grande Presidente VARGAS, e também GEISEL fizeram, e o próprio Presidente LULA tentou, mas de forma desastrada, tanto que a culpa do País agora estar regredindo em termos de Autonomia e Soberania Econômica, é devida a Recessão causada pelo incompetente, em termos Políticos, Governo DILMA – PT.

    Há também no Artigo do Sr. LEONARDO BOFF, uma grande contradição, no sentido de que ele prega a DESCOLONIZAÇÃO do Brasil, o que implica INDUSTRIALIZAÇÃO, com consequente aumento exponencial da Poluição, e a sua defesa radical da Ecologia.
    Uma Colônia produz muito menos Poluição do que uma Sociedade Industrial.

    Devemos fazer todo o possível para nos INDUSTRIALIZAR AUTONOMAMENTE e combater a inevitável Poluição da melhor maneira possível.

    Só um Brasil Industrializado eliminará os +- 30% de sua População Pobre e Miserável, e poderá então cuidar bem de nossas CRIANÇAS, principalmente as mais POBRES.

  6. Seu comunista de merda.
    Golpe foste tu que quiseste dar na Igreja Santa Una Católica Apostólica Romana e foste apeado de lá.
    Pare com essa conversa mole que só engana os incautos que ainda acredita em tuas mentiras tiradas do seio do inferno.
    Vai trabalhar vagabundo.

  7. É um fariseu. De ideias e falatório estamos cheios, onde isso nos levou? A bem da verdade é que vocês (Boff e maus políticos), querem é na verdade colocar uma pesada carga nossos ombros, quando eles mesmo não carregam nada. Veja bem, quando um político vai preso, ele dá um jeito de sair solto, ou arranjam uma doença. São todos uns hipócritas.

  8. Henri Kissinger declarou que o EUA, não aceitariam um outro Japão no cone sul e logo depois o governo militar foi obrigado a “democratizar” o país; pois na realidade, na velocidade de nossa industrialização nos anos 70, seríamos livres rapidamente.
    Não deixaram passar a proposta das Diretas Já, pois sabiam que o grande nacionalista Dr Leonel de Moura Brizola, seria inapelavelmente eleito.
    Daí para cá vieram estes maus brasileiros, tirante o presidente Itamar Franco.
    E o PT, não pode reclamar de nada; pois, se tivessem agido com honestidade não estariam na situação que estão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *