O poeta Leminski pergunta quem ganhou aquela briga entre o quanto e o tanto faz

Pagina do E | Os 15 melhores poemas de Paulo LeminskiPaulo Peres
Poemas & Canções
 
O crítico literário, tradutor, professor, jornalista, escritor e poeta paranaense Paulo Leminski Filho (1944-1989), no poema “No Instante do Entanto”, lança um desafio a alguém que possa esquecer sua poesia.

NO INSTANTE DO ENTANTO

Paulo Leminski

No instante do entanto
Diga minha poesia
E esqueça-me se for capaz
Siga e depois me diga
Quem ganhou aquela briga
Entre o quanto e o tanto faz

2 thoughts on “O poeta Leminski pergunta quem ganhou aquela briga entre o quanto e o tanto faz

  1. Era noite, em Campina Grande-PB, havia um comício acalorado. Findo o show de manipulação, um repórter da claque saiu ziguezagueando por entre a multidão, quando chegou diante de um matuto: o cabra portava um chapéu de couro, uma lanterna no bolso da calça, chinelo franciscano e; na boca, ainda restava-lhe um caco de dente:
    -Olá, cidadão, o que o senhor achou da fala do candidato? Indagou-lhe o lambe-saco.
    A que o aldeão respondeu: “Siô minhino, no entanto, embora, não obstante, adespôs e entretanto a mode qui eu non tên-um na a ver com isso, visse?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *