O prefeito quer ser governador

Como ninguém cumpre mesmo as promessas de campanha, por que cumpririam prazos? Eleitos por 4 anos (48 meses), ficam 15 meses, deixam 33 para o vice que não apareceu em lugar algum. Perguntem a Serra como é.

José Fogaça, reeeleição meteórica

Era senador, não se reelegeu, esperou, virou prefeito. Cumpriu o primeiro mandato, ganhou outro em outubro de 2008. Agora, cumprido menos de um terço, sairá para tentar ser governador. Embora moço, não quer esperar 2014. Ninguém quer.

Fogaça enfrentará outro
prefeito que saiu e perdeu

O Brasil é tão antigo e retrógrado, que o candidato do PMDB (Fogaça) enfrentará o personagem do PT (Tarso Genro), que vem da mesma trajetória.

Era prefeito de Porto Alegre, o governador também do PT, foi um dos fundadores. Lutaram desabridamente, que palavra, perderam a prefeitura e o governo, depois de 16 anos nos dois cargos.

Como nada é novo no Brasil, o PT tomou o Poder, recuperaram o tarso e o metatarso. 2010 vai começar depois de amanhã. Ainda Ministro da Justiça, Tarso me disse: “Saio no dia 31, serei eleito no primeiro turno”. A saída poderemos confirmar amanhã. A vitória só dentro de 9 meses.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *