O que Ciro Gomes está fazendo é reabrir feridas no PT que ainda não cicatrizaram

Ciro Gomes participa de ato contra Bolsonaro

Ciro Gomes desenterra verdades que o PT procura esconder

Vera Magalhães
O Globo

Ciro Gomes tocou em feridas que ainda purgam para o PT e para Lula, como a narrativa de que tudo que se viu na Lava-Jato foi uma armação para levar ao impeachment de Dilma Rousseff e à prisão de seu padrinho e antecessor tenta esconder debaixo do tapete.

Num vídeo de quase seis minutos, em que se percebe a pena, a vivência e o talento de João Santana, ex-marqueteiro de Lula e Dilma hoje com o pedetista, um Ciro com semblante sereno pontua muitos aspectos profundos e importantes que nos trouxeram até aqui, mas que são verdades indigestas ao lulopetismo.

VIROU “INOCENTE” – Desde que o Supremo Tribunal Federal anulou as condenações de Lula, ele e o partido não aceitam menos que capitulação por parte da imprensa e dos analistas em geral. Se você escrever que as penas de Lula foram anuladas, mas ele não foi absolvido, será alvo de uma saraivada de ataques.

Qualquer crítica, atual ou pretérita, que se faça a Lula e ao PT é prontamente catalogada como “falsa simetria” com o descalabro que é o governo Bolsonaro. Não importa que se esteja falando de coisas absolutamente diversas.

Ciro atingiu Lula a ponto de fazê-lo se despir do figurino do pacificador nacional e proferir uma grosseria a seu ex-ministro, dizendo que ele deve sofrer de sequelas da Covid-19 pelas críticas que faz. Ciro tem lugar de fala. E Lula e Dilma sabem disso.

“VOLTA, LULA” – É fato que o Instituto Lula era, no primeiro mandato de Dilma, um local de romaria pelo “volta, Lula”. Foi um movimento explícito, vocalizado por lideranças petistas.

Também não é segredo que próceres do PT atribuíam a Dilma boa parte da responsabilidade pelos dissabores do partido, seja por sua condução da economia, seja pelas mudanças que promoveu na Petrobras e que deixaram descontentes pelo caminho. A queixa de que ela não controlava a Polícia Federal também era corrente quando o petrolão começou a ser investigado.

O PT pretende aproveitar a dianteira tranquila de Lula nas pesquisas para passar o processo eleitoral todo sem enfrentar o debate sério sobre a corrupção que grassou no seu período. Como se os erros de condução da Lava-Jato, como a relação incabível entre Sergio Moro e os procuradores da força-tarefa, que foram graves e vieram à tona em 2019, simplesmente transformassem todo o esquema que restou comprovado em história da carochinha.

DEDO NA FERIDA – Resta saber se essa estratégia será sustentável por um ano. Ciro, pela esquerda, está francamente disposto a colocar o dedo nessa ferida. É uma tática de tudo ou nada, porque parte da constatação de que sua viabilidade eleitoral depende de disputar com o hoje imbatível Lula um lugar no segundo turno.

Em 2020, em sua primeira entrevista depois de preso, ao “Roda viva”, João Santana disse sonhar com uma chapa em que Ciro seria candidato a presidente, tendo Lula como vice. A realidade não poderia tê-los tornado mais distantes um do outro, mas a predição serviu para aproximar o marqueteiro do pedetista.

Ambos estão arriscando tudo e trazendo à tona um debate que tem muito de catarse pessoal, mas também escancara um passado que o lulopetismo nunca se dispôs a encarar.

SEM MEA CULPA – Se, para se eleger em 2002, Lula precisou fazer uma Carta ao Povo Brasileiro, ideia de outro gênio caído da escola baiana de marketing político, Duda Mendonça, a esperança do caudilho e do partido é que, em 2022, a urgência de livrar o país da chaga que é Bolsonaro os livre da necessidade de novo mea-culpa.

Até aqui parece ter funcionado, e de fato a maioria dos que prezam a civilização e a democracia se mostra disposta a votar em Lula para evitar um mal (muito) maior.

Mas, se as coisas apertarem, como parece ser a aposta e a determinação de Ciro, pode ser necessário deixar as feridas purgarem em público. Na verdade, seria salutar.

8 thoughts on “O que Ciro Gomes está fazendo é reabrir feridas no PT que ainda não cicatrizaram

  1. Realmente a ferida ainda não cicatrizou.
    A anulação das condenações pela parcialidade de Moro não são suficientes.
    Lula deverá no futuro processar Moro para que esclareça o modo perverso que usou ao inventar o Triplex do Guarujá.
    Triplex sem RGI, sem IPTU, sem Condomínio?

  2. LULA E BOLSONARO SÃO DOSE PRA LEÃO, porque chega dos me$mo$. BASTA DE MASSA FALIDA. Basta de perder tempo com porcarias falantes travestidas de políticos, cheias de blá-blá-blá, gogó, futricas e trololó, que só fazem aumentar o tamanho da falência e da tragédia nacional, e nada apresentam de borogodó. DESDE 1986, há 35 anos, com o fracasso e término da famigerada ditadura militar de 21 anos consecutivos, enquanto alternativa política para o país, que deixou o o país em estado de massa falida, como retratado pela música Massa Falida, interpretada pela dupla sertaneja, Duduca e Dalvan, o fato é que de lá para cá o Brasil, enquanto massa falida, nunca elegeu um Presidente com porte e projeto de Estadista mas isto sim apenas reles administradores de massa falida, os quais, a exemplo dos seus antecessores militares e civis, nunca, jamais em tempo algum se deram ao trabalho de sequer esboçar um Megaprojeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, como estamos propondo com a RPL-PNBC-DD-ME, há cerca de 20 anos, a Terceira Via de Verdade, antissistema, enquanto alternativa ao velho continuísmo da mesmice do velho sistema apodrecido imposto pelo militarismo e o partidarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, que ai está há 131 anos, completamente exaurido, com prazo de validade vencido há muito tempo, com a república dos me$mo$ transpirando decadência terminal por todos os seus poros, a ser sucedida pelo Megaprojeto novo de verdade, que, por si só, posto em prática com fidelidade, é capaz de resolver a velha herança maldita e o próprio Brasil para os próximos 500 anos, transformando-o numa grande Nação, como é o caso da transformação da federação falida dos me$mo$, que nos governaram até está parte da história, à moda cobertor curto, numa confederação de primeiro mundo, do tamanho do Brasilzão real, à moda cobertor amplo, descortinando assim os novos horizontes que tanto necessitamos, com a realização do milagre da multiplicação dos pães, dos peixes e das oportunidades em todo o território nacional, como, aliás, profetizou Teotônio Vilela, há quase 40 anos, já no fim da vida, através do Canal Livre da Band-TV, tirando assim o Brasil da rota da Brazuela, ou do Haitibras, colocando-o no rumo da Nova Europa Brasuca possível, que representa o máximo possível em termos de evolução e desenvolvimento alvissareiro para a política, o Brasil e o povo brasileiro, para o próximo milênio. E tenho dito. https://www.youtube.com/watch?v=sFCLam3KL-8

  3. Ciro e o seu marqueteiro estão certos. Mostrar ao povo esquecido o mensalão e o petrolão arquitetado pela quadrilha do Lula.

    Lula é um ladrão imundo, só isso.

  4. O Lula pode ter todos os pecados do mundo, pode ser ignorante, ladrão, o escambau. Com todos os seus defeitos, é um trilhão de vezes melhor que o BOÇAL que ocupa o planalto no presente momento. Além de boçal, é convencido, metido a besta, vaidoso (pensa que é muita merda), um desastre!!! Se ele chegar o segundo turno, votarei no LULA com toda a certeza!!!

  5. A nossa desgraça é que a tão necessária terceira via a cada dia que passa fica mais inviável. O cangaCiro espera um sincericídio do pestismo coisa que ele sabe que jamais acontecerá. Aí bate no Luladrão sabendo que este não pode falar de corrupção, mas quem é o cangaCiro para falar de alguém? É ele melhor do que o Luladrão? Ou do que o mito? Quando muito, igual. Infelizmente teremos que suportar a continuidade do desgoverno atual, ou nos jogarmos de cabeça no fogo com o Luladrão sentado no trono do Planalto. Aí é comprar um passagem só de ida para o Afeganistão.

  6. Ciro e Lula se engalfinham numa demonstração de ódio do bem, tudo isso pra cicatrizarem a chaga que é o Bolsonaro.
    Essa Vera… Parece uma simbiose entre Maquiavel, Torquemada e Mahatma Ghandi.
    Como eleitor do Bolsonaro me resta apreciar a tertúlia entre o coronel e o ladrão, nesse round torço para o Ciro passar uma retroescavadeira em cima do Alma Sebosa.
    Com a esquerda toda estropiada, mas sem chaga aberta, uma final previsível entre Ciro e Bolsonaro iria sacolejar de norte a sul a pátria de Macunaíma, com o capitão ganhando de lavada no primeiro turno.
    Off Topic.
    No Estadão de hoje tem uma chamada para mudança de diretrizes, será que vão desistir do escalpo do Bolsonaro?

  7. Vera Magalhães é uma que vive a atacar a esquerda e em específico tem grande antipatia, e contra o PT sempre demonstrou um sadismo em suas críticas – como ficou muito evidenciado quando na rara vez que levou ao Rida Viva algum integrante do partido. Logo, no fundo da mente dessa jornalista se escondem fantasias – quase sexuais – com relação ao partido, contra o qual demonstra prazer em atacá-lo e aos seus membros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *