Onyx diz que a quebra dos sigilos de Flávio Bolsonaro não afeta o Planalto e o governo

Resultado de imagem para onyx

O caso é no Rio de Janeiro e todos têm confiança no senador, diz Onyx

Jussara Soares e Gustavo Maia
O Globo

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse, nesta terça-feira, que a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador Flávio Bolsonaro não afeta o governo do presidente Jair Bolsonaro, pai do parlamentar. Segundo ele, o Planalto tem “tranquilidade” sobre o caso e “confiança” no senador. Ao ser questionado se afetava o governo, Onyx respondeu: “De jeito nenhum”.

“Primeiro, isso foi no âmbito da Justiça do Rio de Janeiro. Eu acho que é uma questão que tem de ser resolvida dentro do processo que está em aberto. O governo tem uma agenda que está dada para o Brasil. Nós temos total tranquilidade e temos confiança no Flávio e certeza de que o governo está conduzindo o trabalho” — disse o ministro, ao deixar um restaurante em Brasília.

QUEBRAS DE SIGILOS – Conforme revelado na segunda-feira pelo Globo, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) autorizou a quebra de sigilo de Flávio Bolsonaro e do ex-policial militar Fabrício Queiroz. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Além do afastamento de sigilo de Flávio e seu ex-assessor Queiroz, também terão suas informações bancárias averiguadas a mulher de Flávio, Fernanda Bolsonaro, a empresa de ambos, Bolsotini Chocolates e Café Ltda, as duas filhas de Queiroz, Nathalia e Evelyn, e a mulher do ex-assessor, Marcia.

Ao ser questionado sobre como Bolsonaro reagiu à notícia da quebra do sigilo do filho, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse, na noite de segunda-feira, que o presidente, “como de rotina”, quando se trata de questões de Justiça, pediu que os jornalistas endereçassem questionamentos “àquelas pessoas que estão envolvidas”.

TSUNAMI – Rêgo Barros negou ainda que Bolsonaro, ao falar na última sexta-feira que “talvez tenha um tsunami na semana que vem”, se referisse ao caso envolvendo o filho.

“O presidente deveria ser vidente para, falando de tsunami a semana passada, identificar que seria alguma coisa referente à quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro” — declarou Rêgo Barros.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
As declarações são protocolares, uma espécie de ensaio sobre o óbvio. Mas a realidade é um pouco diferente. A quebra dos sigilos ainda não afeta diretamente o Planalto, mas o resultado das investigações vai afetar, com toda certeza. É só uma questão de tempo. (C.N.)

9 thoughts on “Onyx diz que a quebra dos sigilos de Flávio Bolsonaro não afeta o Planalto e o governo

  1. UM DOS FINANCIADORES DA CAMPANHA DE BOLSONARO:

    Lucro da fabricante de armas Taurus triplica em um ano e vai a R$ 4 milhões

    Diego Vara/Reuters
    Linha de produção da fabricante de armas Taurus, em São Leopoldo (RS)
    Imagem: Diego Vara/Reuters
    Juliana Elias
    Do UOL, em São Paulo
    14/05/2019 16h22
    Atualizada em 14/05/2019 16h25
    O lucro da fabricante de armas Taurus mais que triplicou no primeiro trimestre de 2019 na comparação com o mesmo período do ano passado: o lucro foi de R$ 1,2 milhão nos três primeiros meses de 2018 para R$ 4 milhões no dado mais recente, uma alta de 239,3%……………….

    https://economia.uol.com.br/cotacoes/noticias/redacao/2019/05/14/taurus-lucro-primeiro-trimestre.htm

    • “Ação da Forjas Taurus despenca após Bolsonaro assinar decreto que facilita compra de armas.
      Para analistas, queda reflete especulação do mercado, além de expectativa de abertura a concorrentes estrangeiras”. (g1)

  2. “Ação da Forjas Taurus despenca após Bolsonaro assinar decreto que facilita compra de armas.
    Para analistas, queda reflete especulação do mercado, além de expectativa de abertura a concorrentes estrangeiras”. (g1)

  3. Devemos fazer o que então, autorizar a Folha a escalar o próximo governo de cabo a rabo, de porteira fechada, já que o que está não tem nada que presta.
    Ou.
    Outorgar poder ao editor para nomear um interventor geral escolhido entre os comentarista do pedaço?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *